História Naufragay - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Personagens Originais
Tags Camren, Norminah
Exibições 70
Palavras 1.182
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Capítulo 2- Sensações


    Pov X 

A música era alta, chegava a ferir meus ouvidos, tocava How we do da Rita Ora e eu não via a hora de ir embora. Pelo menos a bebida me agradava, consumia um blue margarita saboreando aquele gosto doce em meus lábios, enquanto observava minuciosamente todos aqueles corpos soados com almas tão vazias... Balancei minha cabeça em negação e continuei saboreando aquela bebida azul que mais parecia ser feita por deuses, era meu drink favorito. Finalmente minhas vítimas chegaram, hoje a noite vai ser boa. 

                          Pov Normani 

Estacionei minha Ferrari e dei a chave para o manobrista, agora estava em frente a mansão da Swift, conseguia ouvir o barulho estridente da música e tocava How We Do, amo essa música. Hoje eu estou usando minha melhor roupa, um vestido longo azul com uma fenda na perna e uma máscara vermelho veludo. Sentia um misto de ansiedade e excitação em meu ventre e o motivo disso? Duas palavras: Dinah Jane. Aquela mulher mexia com cada fibra do meu ser, só de imaginar o que aquela boca poderia fazer, meu corpo não correspondia mais a razão. Aliás, ela é a vice-presidente da Jauregui's Styles e eu sou a diretora de moda da Cabello's Fashion, simplesmente as duas maiores empresas do ramo e rivalidade é o que não falta. De qualquer jeito eu preciso ter aquela mulher na minha cama, já percebi os olhares indiscretos que ela sempre manda em minha direção quando nos encontramos nos eventos de moda, eu quero ela na minha cama o mais urgente possível, meu corpo implora por ela e eu vou conseguir tal feito esta noite ou não me chamo Normani Kordei. 

Decidida a ter o que quero  adentro na festa, olho ao meu redor a procura da mulher que me faz liberar os meus mais primitivos instintos e que me faz trocar a razão por puro desejo. 

                             Pov Katy 

Eram por volta das onze da noite e eu ainda estava me encarando no espelho com meu vestido preto coladinho que ia até o joelho, decidi que não ia exagerar hoje até porque eu não tinha sido convidada e talvez seja a mais alheia àquilo tudo, sinceramente só estou indo por causa dele e não vou perder a chance de tripudiar em cima da Taylor. Acho que estaria mentindo se dissesse que não curto uma boa festa e aonde tem música boa, tem bebida boa e assim consecutivamente. Minha máscara também era preta, realmente não estava habituada a usar roupas tão monótonas mas hoje não posso me dar ao luxo de ser o centro das atenções, de qualquer forma me sinto poderosa assim, como uma pantera negra, meus cabelos negros e olhos verdes realçam ainda mais isso tudo. Meu nome é Katy Perry e eu tenho 30 anos mas com cara de 20 que fique bem claro, sou rica desde nascença. Ouço o barulho do meu celular vibrando e abro um largo sorriso ao constatar que era uma mensagem dele. 

                     ~Mensagem on~ 

*•••: Cadê você? Já estou aqui na festa te esperando.* 

*Katy: Calma meu amor já estou a caminho.* 

*•••: Tá usando a roupa que eu comprei?* 

*Katy: Sim, hoje vou fazer uma pequena surpresinha pra você.* 

*•••: Aposto que você está estupidamente gostosa, mal posso esperar para essa surpresinha.* 

*Katy: Vou te levar a loucura baby.* 

                    ~Mensagem off~ 

Sorrio e balanço a cabeça em negação, preciso chegar lá o mais rápido possível. 

                            Pov Dinah  

Já estava em meu terceiro copo de Red bubble, saboreava cada gole como se fosse o último, aquele líquido descia de maneira refrescante e aguçava todos os meus sentidos deixando meu corpo em alerta. Tocava Mi Delirio da Anahí e eu e a Palmito Jauregui dançávamos como se não houvesse amanhã, aquela música me deixava em alerta máximo. 

Si tu mirada tropieza en mí (se seu olhar tropeçar em mim). 

Neste momento sinto meu corpo todo formigar . 

És accidente juro que yo no lo vi venir(é acidente juro que não te vi). 

Ali estava ela, Normani Kordei, travando uma batalha de olhares intensa comigo. 

No tuve más remedio que sonreír(não tive outro remédio além de sorrir). 

Sorri maliciosamente, e ela dançava agora se insinuando para mim. 

Tú no tendrás otra salida que venir a mí(você não terá outra saída além de vim até mim). 

Ela em nenhum momento tirava os olhos dos meus, filha da puta! Estava entrando em um jogo perigoso comigo e não tinha nenhum medo de se queimar, mas no meu jogo quem ganha sou eu pois tenho todo o controle da situação. 

Hoy voy a seducirte, sin darme cuenta, sin darme cuenta(hoje vou te seduzir, sem me dar conta, sem me dar conta). 

Agora ela cantava para mim abrindo a boca dolorosamente devagar, mas é uma filha da puta mesmo. 

Te robaré un suspiro(te roubarei um suspiro). 

Tudo sobre controle, tudo sobre controle. Repetia mentalmente como se fosse um mantra. 

Aunque sea el motivo de mi delirio, oooh(ainda que seja o motivo do meu delírio). 

E ela cantou essa última parte como se fosse um gemido, foda-se o controle, que mulher era aquela? Vi minha última gota de sanidade ir para o espaço quando ela virou de costas, olhou para mim e me chamou com o dedo enquanto sumia no meio do multidão. 

-Filha da puta. - Falei com a voz carregada de tesão e fui atrás dela deixando para trás uma Lauren um tanto confusa e curiosa. 

Seguia com pressa aquela silhueta perfeitamente desenhada, tocava Big Bad Wolf do Fifth Harmony. Estava tão focada naquilo que não vi quando esbarrei em uma pessoa perdendo Normani de vista. 

-Cacete viu. -Disse visivelmente irritada desviando daquele empecilho. 

Olhei ao meu redor na esperança de achar ela mas minha missão foi um fracasso. 

-Merda, onde será que ela foi parar? -Falei para mim mesma. 

-Me procurando senhorita Dinah Jane? -Me arrepiei inteira quando ela falou isso no meu ouvido com uma voz carregada de tesão e depositando um pequeno beijo na minha nuca. 

Tesão, era o que eu sentia no momento. 

-Não se faça de desentendida senhorita Normani Kordei. -Falei virando de frente para ela e encarando firmemente seus olhos e depois sua boca, péssima idéia. 

Ela chegou mais perto de mim e falou no meu ouvido. 

-If you're gonna bit be a big bad wolf. -Disse em sussurro e deixou uma leve mordida no lóbulo da minha orelha. 

Merda, ela tinha ganhado esse jogo e o pior de tudo isso é que ela sabia disso, arrastei ela dali na mesma hora para os quartos no andar de cima. 

                                Pov X  

Agora tocava Big Bad Wolf de uma tal de Harmony Fifth, Fifth Harmony sei lá tudo sapatão mesmo, sinto de longe o cheiro de couro e por falar em couro sinto um corpo esbarrar no meu. 

-Cacete viu. -Ela dizia irritada e pude perceber de quem se tratava, Dinah Jane. 

Ela parecia procurar alguém, mas quem seria? De qualquer jeito eu saberia de tudo até o fim da noite, pena que ela me fez gastar meu blue margarita no chão, um desperdício. 


Notas Finais


E aí suas Bad Things é música Camren, beleza? desculpa qualquer erro na fic, aqui é a Vitória do @CAMRENONDOPE e a Brenda do @KLAUSONIFERO e você já sabe que qualquer dúvida é só seguir noix lá e vamos responder na medida do possível, a partir de agora os capítulos começam a ficar mais longos e vamos ter uma regularidade para postar aqui, então toda sexta e domingo vai ter um capítulo novo e fresquinho saindo direto do forno em nome de Ally, então espero que vocês curtam e se gostarem mostrem até pros cachorros da rua porque isso incentiva bastante e sem mais delongas até a próxima sexta, beijos das tias Vitória e Brenda.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...