História Naufrágio - Camren - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Tags Camren, Demi Lovato, Dinally, Selena Gomez, Shay Mitchell, Sofia Cabello, Vercy
Exibições 370
Palavras 1.492
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Comédia, Crossover, Drabble, Drabs, Drama (Tragédia), Droubble, Ecchi, Escolar, Famí­lia, Festa, Mistério, Musical (Songfic), Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


HEI E CHEGADO GRANDE DIA, ESPERO QUE GOSTEM , E COMENTEM. E OBRIGADO POR TODOS OS COMENTARIOS , SERIO FICO MT FELIZ POR ISSO, ENTÃO ESTA AI OQUE TANTO PEDIRAM ;)

MUSICA DO CAP, PEÇO QUE OUÇAM : The Cinematic Orchestra - 'To Build A Home' ( sou apaixonada nessa musica) :')

LINK: https://www.youtube.com/watch?v=oUFJJNQGwhk

Capítulo 17 - Capítulo 17


Casa dos Cabello's / Miami / 5 meses e 6 dias apos o acidente.

- Como isso e possível ? - Alejandro falava olhando pra TV , após assisti o noticiário, passava em todos meios de comunicação sobre a possível chance de haver sobreviventes da queda do avião.

- então .. - Camila ia começar a fala ainda em estado de choque ..

- não, não vamos criar esperanças assim, não agora - disse se levantando - agora que conseguimos tenta seguir em frente mesmo .. mesmo doendo tanto - ele fitou suas mãos, ele sabia que um segundo baque naquela família, desmontariam, sem falar que sua mulher não saia do quarto ou falava a dois dias, a dor em seu peito era palpável por não da esperança a sua família, mas ele sabia bem aonde foi as esperanças que acreditou no inicio. ele pegou suas chaves e sua carteira - cuidem da mãe de vocês, vou atras de informações .

- eu posso ir com senhor papai, eu tenho autoridade no território americano - levantou Dinah prontamente, as vezes todos ali esqueciam que Dinah era tenente coronel .

- Sim - disse saindo de sua linha de pensamento - mas você fica Kaki , se você for vai tumultuo.

- ai meu deus eu tenho uma irmã famosa - disse Dinah brincando pra tirar a tensão , arrancando um sorriso de Camila - nos voltamos logo, esta bem? - disse beijando a testa dela - qualquer coisa nos ligue , e tente fazer a mama comer - sorriu triste e saiu da casa ...

Marinha / Londres / 5 meses e 6 dias apos o acidente. 

- você não me explicou isso direito pai - falava Chris ao seu alcance - você pode por favor ..

- Christopher agora não - disse pegando o celular - quando for a hora saberá - Chris bufou contrariado .

- Os navios saíram hoje do porto - disse Verônica - eu dispus a ir com eles , eles foram contra por mim esta ligada a família, na verdade Normani foi contra - revirou os olhos - mas usei  argumentos incabíveis - sorriu triunfante - mais nenhum outro familiar irá - fitou Chris quando ia começar a falar, ele fechou a cara novamente. - sairemos em 2 horas, vou em casa preparar um bolsa .

- tudo bem querida, mas nos mantem informados por favor - disse Mike - vou pedir agora mesmo um cominuidor via satélite na empresa - disse já colocando o celular no ouvido novamente.

--------

- A viajem ate esse ponto no mapa, leva cerca de 16 a 17 horas na rota mas fácil, tem cerca de 50 Km de comprimento (norte-sul) por máximo 17 Km de largura (leste-oeste) , totaliza a 419,5 km²  , A ilha não e grande por tanto nos podemos atracar nesse pontos - apontou no mapa - existe uma praia não muito extensa aqui nesse ponto , e uma menor aqui a leste, a queda do avião caiu nesse ponto, se a corrente marítima os levou e provável que estejam aqui na primeira praia - explicava o especialista mas requisitar em Londres em mar aberto - existe vários pontos de crateras abertas aqui , que e bom pro navio desse tamanho , mas como ponto cegos, que devem esta espalhado ao lado esquerdo da ilha , que e que chamamos de sugadores de barcos, e tipo uma lama que trava o barco e ele afunda nela, nunca foi explicado isso, mas creem que exista algum tipo de redomoinho embaixo de toda aquela lama , por tanto aconselho não atracarmos na ilha , por que não sei oque mudou ali, vamos a ilhar com um barco de pequeno porte .

- sim, claro - disse Normani depois de ouvir tudo que o técnico tinha a dizer , assim como s demais, Verônica encarava o mapa, tentando entender tudo oque era passado , tinha mas ou menos 8 horas que sairão de Londres, todos estavam apreensivo coem tudo aquilo - vou mandar preparar o barco atraco ao navio, ele esta ótimo para essa missão.

- acho isso uma grande perda de tempo - uma representante da TAM se pronuncio - e impossível. .

- você não e pago pra achar nada aqui - disse Verônica - mas eu ACHO que você deveria se preocupar consigo mesmo já que oque você acho impossível ser possível, eu vou com força total pra cima de vocês e vou dedicar cada segundo da minha vida a vocês , vou tirar ate o ultimo centavo se possível de vocês, por isso foi negligencia de vocês, ainda mas que no avião não constava um bote e vocês , NÃO INFORMARAM  a qualquer autoridade, então guarde a porra da sua opinião pra você. - o representante engoliu seco se calando , Vero se virou para Normani - falta quantas horas ate chegarmos? .

- cerca de 9 horas - respondeu ela ainda espantada .

- certo, vou para minha acomodações, qualquer informação peça pra me avisa - dito isso saiu da cabine principal de reuniões do navio.

----------

- Sim ? - disse Vero ao abrir a porta, já faziam horas que ela havia saído da sala de reuniões.

- Senhora Vives a comandante lhe aguarda em sua sala - disse um jovem marinheiro .

- claro estarei la em 5 minutos - disse meio sonolenta, ela acabava de acorda, não sabia bem quantas horas tinha se passado - falta muito para chegarmos ? ..

- creio que já chegamos senhora - Verônica arregalou os olhos , seu coração levou um solavanco, ela já ia sair da cabine de pijama - senhora ? - o rapaz a chamou com a bochechas rosadas ao ver ela de calcinha com uma blusa grande e limpou a garganta , Vero franziu o cenho e se olhou arregalando os olhos.

- merda - disse correndo de novo pro quarto - 2 minutos - gritou la de dentro .. logo eles já estavam na sala de Normani .. - por que não mandou me chamar antes ? - disse assim que chegou a sala

- eu mandei , você não acordou - disse sem fitar analisando uns papeis em sua mesa.

- bom , quantos nos vamos a ilha ? - disse

- você não ate la - disse simples ..

- uma ova que não - disse com expressão seria

- não sabemos oque encontraremos la ..

- não me importo esse foi o combinado , e eu vou . - disse por fim e Normani suspirou a fitando agora

- Ok - se levantou - vamos então - logo todas as coisas que precisariam estava no barco , o especialista dividiu duas tripulação, uma ele comandaria e outra Normani tomaria a frente. - bom vamos la - disse e barco começou a tomar distância do navio, o coração de Vero esta a ponto de sair da boca, mas ela não demostraria que estava nervosa, não perto de Normani , ela daria um jeito de mandar ela de volta ao navio.. logo chegaram a ilha , todos olharam tudo em volta. - embarcação um ao solo - disse no radio - logo veio a resposta - certo embarcação um , dois em solo . - o radio foi desligado - você , fica do meu lado . - apontou para Verônica que concordou .

logo eles começaram as busca na pequena ilha.

- senhora, um dos marinheiro avistou um ponto colorido mas a frente - informou 

- certo , vamos adiante então - logo todos estava a caminho do tal lugar a chegar la constaram que havia mesmo uma coisa diferente ao se aproximarem mas viu .. - o bote - murmurou apressaram o passos, logo passaram o radio dizendo que encontraram o bote, ao se aproximar enxergaram , lençóis , e umas frutas que estavam presta a ficarem podres e uma pequena bolsa no canto e uma caixa que provavelmente seria do avião. - SE ESPALHEM TODOS , ENCONTREM .. - logo sua frase um garotinho apareceu em sua visão saindo no meio da mata, todos o fitaram , o pequeno arregalou os olhos, logo mas duas pessoas apareceram atras do garotinho, tinham uma caixa nas mãos logo viram que se tratavam de uma mulher e outra criança.

- Lauren - Vero disse dano um passo a frente, Lauren levantou a cabeça, assim como Sofi, ambas soltaram as caixas no chão, logo Anton foi para trás das pernas de Lauren assim como Sofi, Lauren deu um passo pra trás, tomando a frente das crianças como se as protegessem - Lauren - chamou novamente, Vero nem piscava, olhando pra sua melhor amiga de infância a sua frente, essa por quem ela sofreu meses pensando que tinha a perdido mas la estava ela na sua frente, bem mas magra, com os cabelos rebeldes e enormes com o olhar de panico.


Notas Finais


Então ?????


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...