História Neji Hyuuga - O Gênio Narrador (NejiTen) - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Ino Yamanaka, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Sakura Haruno, TenTen Mitsashi
Tags Neji, Nejiten, Tenten
Exibições 132
Palavras 1.785
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá leitores.
Bem-vindos à mais um capítulo!
Muitíssimo obrigada à todos que acompanham essa história, mas especialmente aos que comentaram o capítulo anterior:

Elo-Anime
Hinah-Sama
ErickzinBrz
Kirai_Uchiha_15
SombrasDaNight
Ten-chan21
Bia00211
KanaiYuui
Beckkie
Almeida_Scarlet
queshiMitsashi
UsagiLari

Tenham todos uma ótima leitura ^^

Capítulo 4 - Nos conhecendo


Anteriormente....

É melhor eu deitar. Amanhã será o dia mais importante da minha vida. Farei a prova do vestibular para saber se conseguirei uma vaga na faculdade ano que vem. Estudei tanto, espero muito passar porque se não.... vou fazer o quê da vida? 

Dormir tão bem. Acho que nunca descansei tanto. Meu corpo ficou tão leve. Acordei com um feixe da luz no meu rosto. Senti que aquele seria um dia maravilhoso, o meu dia de sorte! Acho que nunca estive tão errado em toda a minha vida.... A desgraça já começou a acontecer antes da prova.

Atualmente...

-Neji! Neji -gritava Naruto.

-O que foi? -eu perguntei levantando assustado.

-Neji, já são oito da manhã. O nosso voo sai às dez, nós dormimos demais!

Tudo bem. Calma. Tive uma noite tão boa, vou respirar e....

-O quê??? -eu gritei.- Nós estamos perdidos! Vamos perder a prova! Como isso aconteceu?

-Eu não sei. Dormi demais, a minha mãe também e você.

-Arruma as suas coisas e vamos sair logo!

Uma pessoa organizada teria arrumado as malas no dia anterior, mas como eu não sou, ainda tive que fazer isso agora. Nós nos vestimos, pegamos nossas mochilas e corremos para a sala. Kushina estava nos esperando.

-Aqui sua identidade, Naruto, perca a sua vida, mas não perca esse documento, sem ele não poderá fazer a prova.

E sem a vida poderia?

-Vocês vão se sair bem na prova, basta não ficarem nervosos.

Como se isso fosse simples. Eu não tenho um botão que desliga o nervosismo.

-Vocês sabem o que vai cair na prova, não sabem? -ela perguntou.

-Além das minhas lágrimas? -disse Naruto.

-As minhas -eu disse.- Vou pegar minha identidade -eu falei correndo para o quarto.

Revirei tudo. Simplesmente não estava em lugar algum.

-Vamos Neji -disse Naruto.

-Eu perdi minha identidade.

-O quê? Qual foi o último lugar em que você colocou ela.

-Se eu soubesse ela não estaria perdida.

-Meninos, vocês irão perder o voo -disse Kushina.

-Neji perdeu a identidade -Naruto falou ajudando a procurar.

-Eu coloquei na sua gaveta ontem, querido.

Como se eu não já tivesse procurado lá.

-Já olhei, não está!

-Mas eu coloquei lá. Olhe de novo.

-Já disse que não.... -eu disse abrindo novamente a gaveta e encontrando a identidade.- Quem colocou ela aqui?

-Não disse que estava? -disse Kushina num sorriso convencido.

Engraçado que eu olhei dez vezes e não tava. Aí quando a Kushina manda, a danada da identidade aparece como por mágica quase dando um tchau pra minha cara de idiota.

-Vamos logo, Neji -pediu Naruto.

-Tá, vou só pegar meu celular -eu falei tirando-o da tomada.- 2%! Tá de brincadeira comigo? Passou a noite inteirinha carregando!

-Deixa pra lá, vamos logo -Naruto disse me puxando pelo braço.

-Tchau -eu gritei para Kushina já do lado de fora.

E quando eu penso que nada mais poderia dar errado...

-Chovendo? -disse Naruto.

Deve ser brincadeira.... chuva? Aqui quando chove é à noite! Só pode ser um ser maligno tentando acabar comigo.

-Você sabe que dia de chuva, os ônibus aqui só passa de cinco em cinco horas, né? -perguntou Naruto.

-Nem fala. Vamos logo pra parada.

Corremos feito loucos até chegar no ponto do ônibus. Não tinha ninguém e nada do ônibus passar.

-Talvez devêssemos pegar um táxi -sugeriu Naruto.

-Você tem dinheiro pra pagar até o aeroporto?

-Não.

-Pois é, eu também não.

-Não é tão longe, dá pra ir andando.

-Que dá, dá, mas a gente não tem tempo.

Esperamos meia-hora e nada. O voo sairá em menos de duas horas. Já tava com ódio no meu coração quando ouvi um grito do Naruto.

-Aí vem um!

-Finalmente!

Eu entrei estranhamente tão calmo no ônibus. LOTADO! Eu não sei o que é isso que em dia de chuva os ônibus lotam. E pra melhorar, o motorista tava numa violência no volante.

-Vamos mais pra frente, Neji, já tá perto de descer.

-Vou tentar -eu disse tentando passar pela multidão.

Em ônibus cheio, na hora de ir pra frente, tenho que juntar as partes do meu corpo. Meus braços estão pro lado, minha bunda pra trás, presa com tanta gente. É sufocante.

-Vai me levar junto, garoto? -disse uma velha resmungona quando passei por ela.

-Vou, a senhora prefere ir na cabeça ou nos braços?

-Garoto petulante...

Finalmente cheguei na porta de saída.

-Dá o sinal para descermos, Naruto.

-Neji? -disse o motorista.

-Ah, oi Guy.

-Tudo bem, garoto? O que faz aqui?

-Preciso chegar no aeroporto em uma hora, mas não sei se dará tempo.

-É mesmo? -ele disse pisando no acelerador e derrubando metade dos passageiros no chão.

-Esse ônibus para do lado do aeroporto, não é? -indagou Naruto a Guy.

-É, mas para vocês eu paro em frente -ele disse sorrindo e freando com tudo.- Prontinho.

-Muitíssimo obrigado -eu disse.- Te devo uma -falei já descendo e correndo.

-A gente vai chegar atrasado -disse Naruto correndo ao meu lado já dentro do aeroporto.

-E quando foi que a gente chegou na hora alguma vez na vida? -eu perguntei tropeçando e caindo.

Que maravilha! Esse é o lugar ideal pra eu passar vergonha. Cheio de gente.

-Vem, levanta -disse Naruto me ajudando.

-Bom dia -eu disse sem fôlego à atendente.- O voo 7, por favor.

-Chegaram em cima da hora -ela disse.

-Olha aqui, eu não vendi meu rim pra pagar uma fortuna nessa passagem pra senhora ficar me dando sermão, tá bom?

-Desculpe, senhor.

Eu e Naruto entramos e sentamos em nossas cadeiras, uma ao lado da outra.

-Tudo bem? -Naruto me perguntou.

-Tudo, só recuperando o fôlego.

-Tem medo de andar de avião?

-O problema é que eu não ando de avião, eu voo de avião e eu não gosto de alturas.

-Relaxa, apenas um em cada 10.000 aviões caem.

-Mas e se eu tiver nesse "um"? Eu sou azarado pra essas coisas.

-Pois não seja porque eu estou com você. Quero um dia pilotar um avião -Naruto falou com um brilho no olhar.

-Que maravilha, basta encontrar um grupo de pessoas cujo objetivo seja a morte.

-Você não é nem cavalo pra tá me dando tanto coice assim. Por que não dorme?

-Tá doido? Eu tenho o sono muito pesado. E se o avião cair e eu nem notar? Nunca viu aquele filme que a mulher morre num acidente de avião e não percebe? Ela acha que continua viva. Inclusive agora eu posso estar morto da queda do avião e minha mente está me dizendo que estou vivo. Me belisca.

-Dramático -Naruto disse me dando um beliscão.

-Ai! Também não precisava ser tão forte.

-Pra te dá certeza que está mesmo vivo. Estou com medo dessa prova.

-Imagina eu. Se não passar vou viver do quê? Moro de favor na sua casa.

-Deixa de besteira, se quiser morar pra sempre lá em casa minha mãe ia morrer de alegria. Sabe que ela adora você. 

-Mesmo assim é um incômodo.

-Não é nada. Incômodo é quando você fica fora de casa que ela fica louca pra você chegar. E você é inteligente, vai passar, o burro da história sou eu.

-É, mas você se esforçou.

Prova de vestibular tem duas opções: ou você detona, ou você é detonado e eu tô achando que vou ser detonado. Não é que eu não tenha estudado, mas é difícil. Poderia ter lido mais. A verdade é que eu não gosto de estudar. Tiro boas notas porque estudo só pra prova. Quando me sento, até que estudo direitinho, mas eu não tenho prazer nenhum. Mas eu vou passar! Gastei tudo que tinha e que ainda vou ter nessa passagem. É melhor que eu seja aprovado!

-Neji -Naruto me chamou.

-Que foi?

-Já chegamos.

-Já?

-Já, você dormiu.

-O quê? O avião não caiu não, né?

-Não, seu bobo, vamos logo.

Nós saímos do aeroporto e fomos andando até o local da prova, que era na própria universidade que estudaríamos.

-Chegamos à tempo -comemorou Naruto.- Ainda são doze horas e a prova só começa às uma da tarde!

-É, mas não vamos nos confiar nisso. Vamos procurar logo a nossa sala.

-Imagina só a gente estudando aqui ano que vem de graça?

-Torça para que sim, aliás, eu lembrei que....

-Neji! -Naruto gritou para mim quando caí no chão.

-Mas que droga foi essa? -eu perguntei tentando me situar.

-Desculpe, foi minha culpa -disse uma garota aflita me ajudando a levantar.

-Você tem que prestar atenção por onde anda, garota, aliás, por onde corre. Por que a pressa?

-Estou um pouco perdida aqui.

-Veio fazer a prova do vestibular?

-Sim -ela respondeu sorridente.

-Qual sua sala? -indagou Naruto.

-Sala doze.

-É a nossa sala.

-Que bom! Vocês sabem onde é?

-Estamos indo pra lá agora mesmo.

-Então vou com vocês -ela falou animada.- Meu nome é Tenten -ela disse estendendo a mão para Naruto.

-Naruto -ele disse apertando a mão da garota.

-E o seu? -ela me perguntou.

-Neji -eu disse um pouco ríspido.

-Nossa, você se machucou -Tenten disse apontando para o sangramento no meu braço.

-Tudo bem, não foi nada.

-Que curso vocês escolheram? -ela continuou a falar sem parar.

-Administração -respondeu Naruto.

Engraçado o Naruto ter escolhido esse curso visto que ele mal sabe somar dois com dois. Mas eu também não quis dizer nada.

-E você? -ela me perguntou.

-Direito.

-Ah, legal. 

-O que você escolheu? -perguntou Naruto.

-Medicina veterinária.

-Bacana -Naruto disse sorrindo.- Vamos?

Ao chegarmos no local, a sala ainda estava fechada. Fomos esperar na recepção, com vários outros alunos.

-Tem alguém sentado aí? -Tenten me perguntou apontando para a cadeira ao meu lado.

-Tem, a minha bolsa.

Eu não costumo ser ignorante assim, bom..., eu acho que não. Mas hoje estou uma pilha de nervos.

-Não liga pra ele não -disse Naruto.- Ele está estressado. Tira a bolsa daí.

-Eu não, tem outros lugares para ela sentar.

-Me dá -Naruto falou puxando minha bolsa.

-Ei -eu reclamei.

-Pode sentar -disse Naruto sorridente à Tenten.

-Obrigada. Então, como foi a viagem de vocês até aqui? -ela perguntou sentado no meio de nós dois.

-Ótima -respondeu Naruto.- Vou pegar um copo d'água, quer Tenten?

-Não, obrigada.

-Você gostou? -ela me perguntou.

-Do quê?

-Da viagem.

-Não.

-Está com raiva de mim por ter te derrubado?

-Não, só quero ficar na minha.

-Ah, entendi, desculpe -ela falou olhando pela janela.- Viajaram de quê?

-Olha, eu não quero conversar agora, tá bom?

-Tudo bem. Então, de carro, avião, jumento, vaca...

Como é que se viaja em cima de uma vaca?

-Avião -eu respondi revirando os olhos.

-Podem entrar na sala -anunciou a recepcionista.

-É agora ou nunca -disse Naruto chegando com um copo d'água e me encarando com pavor nos olhos.





Notas Finais


Muitíssimo obrigada por ler até aqui!
Espero que tenha gostado!
Se puder, deixe sua opinião sobre o capítulo aqui.
Abraços ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...