História Nejiten Florescendo - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Neji Hyuuga, TenTen Mitsashi
Tags Nejiten Neji, Tenten Naruto
Visualizações 71
Palavras 1.680
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Comédia, Ecchi, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 17 - Reviravolta


Fanfic / Fanfiction Nejiten Florescendo - Capítulo 17 - Reviravolta

As ruas ainda estavam cheias, a folha era com certeza a vila mais animada de todas, as pessoas preenchiam as ruas tarde da noite assim como de manhã cedo  

Passou em frente ao Churras-ko e percebeu que a maioria ainda estava lá, talvez Shino e Sakura fossem as únicas exceções, eles riam alto e várias garrafas de Saquê jaziam vazias na mesa  

Apesar de estar com pressa, entrou no local e caminhou até a prima   

-Hinata-sama, estou indo até o clã, pretende ficar aqui por muito mais tempo? - Perguntou   

-Ah, irei agora com você– disse se levantando a se agarrando ao braço do primo   

Hinata disfarçadamente se apoiava em Neji, suas bochechas estavam coradas e o olhar vago. Era notável que estava sob o efeito de álcool, pelo menos para os olhos treinados do ninja  

Ela se despediu de todos e seguiu Neji para a rua, sem largar seu braço. O moreno caminhava lentamente, seguindo o ritmo da prima, ela mantinha um sorriso alegre no rosto, coisa que não era de seu feitio...  

-Hinata-sama, se sente bem? - Perguntou Neji e Hinata entendeu o que ele queria dizer  

-Não se preocupe, não bebi muito, eu parei assim que senti meu corpo esquentar e os lábios formigarem, assim como você me ensinou... - Disse  

-Hm, tem certeza, está falante... - comentou   

-Bom, é que hoje me sinto diferente, as palavras não me fogem mais por conta da vergonha, está sendo fácil falar o que penso... - Explicou "É o que o álcool faz" pensou Neji, mas não disse nada – Gostaria de conversar com você depois que conversar com o meu pai... Se não se importar... - Ela não parecia estar bêbada, talvez só tenha ficado mais corajosa como ela mesma disse   

-Certamente – disse assim que adentraram a Mansão Hyuuga – Com licença Hinata-sama – Soltou seu braço da azulada e se dirigiu para o escritório do tio, batendo algumas vezes na porta de madeira  

-Entre – Ouviu Hiashi dizer de dentro da sala, e assim fez  

O homem pareceu surpreso quando o sobrinho se revelou, e sorriu em seguida satisfeito  

-Hiashi-sama – cumprimentou estranhando a atitude do tio   

-Neji, que bom que está de volta – disse voltando a ficar sério - Por favor, sente-se, temos assuntos pendentes – Neji obedeceu, se sentando em cima dos pés no tapete da sala – Neji, você apesar de pertencer a família secundária dos Hyuuga, despertou os dons do byakugan como ninguém neste clã, e reconheço você como nosso integrante mais forte – Neji ouvia atentamente todas as palavras do tio, lisonjeado - Você é o mais competente da família para se tornar meu sucessor, liderando este clã...  

Neji contra sua vontade deixou o queixo cair por um tempo, não acreditava em seus ouvidos. Já havia sido reconhecido como o guerreiro mais forte do clã antes mesmo da Guerra, mas nunca passou pela cabeça que um dia seria colocado na frente das duas Princesas Hyuuga como sucessor de seu tio. Mesmo achando que o mais lógico seria colocar o mais forte do clã como líder, assim como os kages, ele conhecia bem as regras, o líder precisava ser selecionado dentre os ninjas da família principal  

-Hiashi-sama... - Chamou mesmo sem saber o que iria dizer, estava estático  

-Sei das regras. Mas você está se esquecendo de um detalhe, além de ser o guerreiro mais forte do clã, também é o pretendente mais forte para minha filha, e isso foi decidido por mim e seu pai ainda em sua infância - Sim, ele sabia, em partes esse foi o motivo para ele não olhar para outras garotas até hoje, seu tio nunca escondeu que lhe concederia a mão de sua primogênita assim que atingissem a maioridade, e ele nunca questionou, mesmo sem ter sentimentos românticos para com a prima, era um desejo de seu pai... -Pode ir agora, resolvemos isso outra hora – disse findando o assunto   

Neji ainda estava em choque, saiu da sala sem questionar o tio  

O tio não havia perguntado se esse era o seu desejo e com certeza com a prima não foi diferente, a vontade deles não importava, já que o casamento aconteceria apenas com o propósito de beneficiar o clã com um líder a altura e consequentemente gerar novos guerreiros fortes  

Milhões de pensamentos invadiam sua cabeça de uma vez, pensava em Tenten e em tudo que viveram nesses últimos meses, tudo que ela o fez sentir.... Pensava em Hinata, em tudo que fez a vida toda, sempre com o único propósito de beneficiar seu clã e proteger suas primas, pelas quais era responsável. De repente tudo que almejou por toda sua vida estava espantosamente perto, entregue á ele, mas ainda assim com um alto preço.... Pensava em seu pai, em como ele sempre dizia para ele se tornar um bom homem e sempre proteger o clã, mas Hinata-sama em especial, não só fisicamente, mas também para cerca-la de afeto... Precisava tomar uma decisão, mas não sabia qual era a certa  

Lutar por seu amor ou por seus princípios?   

Permaneceu na porta do escritório do tio absorvendo tudo que acabara de ouvir, até sua prima aparecer o tirando de seus devaneios   

-Neji-nee-san, podemos conversar agora? - perguntou a ninja se aproximando do primo   

-Hinata-sama, perdão, temo que não seja uma boa hora... - Não estava com cabeça para conversar, precisava resolver o que seria de sua vida!   

-Tem razão, é a hora perfeita – Disse a azulada agarrando o braço do ninja e o puxando para fora da mansão   

Neji estava em choque, sua prima estava irreconhecível. Desistiu de questionar e simplesmente a seguiu para fora do clã, andado em silêncio pelas ruas já vazias da vila e parando na única queda d'agua da vila fora a cachoeira do vale do fim, que ficava próximo a casa de Tenten   

-Eu sei sobre o que estava conversando com meu pai, e sei que deve estar confuso, mas eu preciso falar com você ...- Ela disse se sentando e acenando para Neji fazer o mesmo   

O moreno se sentou de frente para a ninja, a encarando por algum tempo numa tentativa falha de trazer de volta a sua prima tímida para que ela desistisse dessa conversa, bufando frustrado   

-Hinata-sama, se quiser me dizer que não pode se casar comigo porque ama o Naruto, se poupe, acredito que até seu pai já saiba... - Não tinha a intenção de ser rude, mas foi inevitável  

-Neji no baka – resmungou e o moreno não conseguiu conter o riso, até xingando a prima parecia delicada, o que descontraiu um pouco o clima tenso que estava entre os dois - Não é disso que eu estou falando.... É disso – Disse pegando a mão esquerda do ninja e a levantando, apontando a aliança, e logo depois a soltou e se deitou na grama fechando os olhos, ouvindo o som da água - Para falar a verdade, eu aceitaria me casar com você – disse ainda de olhos fechados, deixando o ninja com a boca aberta espantado, o que estava acontecendo com os Hyuuga hoje? Estavam tentando mata-lo do coração?   

-Eu cresci e fui ensinada que você seria meu marido assim que tivesse idade, aprendi a cozinhar, e a sempre andar ao seu lado, do lado esquerdo perto do coração... E apesar de sofrer várias tentativas de homicídio vindas da minha irmã, eu me acostumei com a ideia, e confesso que após a prova chunin, quando você começou a se aproximar mais e mais de mim, cheguei a nutrir sentimentos românticos por você... - Ela se levantou e encarou novamente o moreno, que estava estático ao ouvir sua prima HINATA se declarando para ele, afinal, o que ele fez a vida inteira para não ter notado que as duas garotas mais próximas de si estavam apaixonadas por ele? - Mas Neji, não posso deixar que você abra mão de sua felicidade por caprichos do clã... Se case com a mulher que ama verdadeiramente, trilhe seu próprio destino assim como seu pai lhe pediu... - Sua voz falhou e pausou a fala, limpando discretamente algumas lágrimas de escorregavam em seu rosto – Eu juro que não aceitarei nenhum outro marido além de você ou Naruto-kun, mesmo que tenha que desafiar o meu pai – Ela riu – E agora que você não pode mais se casar comigo, conquistarei Naruto-kun a qualquer custo, e se eu não conseguir, passo a bola pra Hanabi... Não me importo em ser titia – Com isso Neji riu também e abraçou a prima como forma de agradecimento  

Nunca pensou que um dia teria uma conversa assim com sua prima, e nem que a prima o ajudaria a organizar seus sentimentos no momento em que mais precisou   

-Não importa qual seja a sua decisão, estarei ao seu lado, mas escolha bem... Não há nada mais importante do que o amor – Completou afrouxando um pouco o abraço, só o suficiente para depositar um beijo carinhoso na bochecha do primo   

Ao longe, estava uma ninja desolada...  

 Sofrera com uma insônia carregada de saudades de seu amado e quando sentiu o chakra de Neji próximo a sua casa não hesitou em sair, o encontrando ao lado de sua prima, com quem sempre passava a maior parte do tempo  

Se aproximou dos dois para cumprimenta-los, se arrependendo assim que chegou perto o suficiente para perceber sobre o que conversavam...   

Caiu de joelhos se apoiando nas árvores enquanto ouvia a azulada se declarar para seu amado, enquanto falavam de casamento...   

Se levantou e tapou os ouvidos, não queria ouvir mais nada, era tortura demais consigo mesma, mas antes de sair em disparada de volta para casa, ainda pode ver Neji acolhendo a prima em seus braços e recebendo um beijo carinhoso na bochecha  

Entrou em casa se afogando nas próprias lágrimas, seu coração parecia ter se quebrado em mil pedaços como vidro  

Mas não podia dizer que nunca desconfiou...   

Juntou todos os pergaminhos que conseguiu e voltou ao local onde os dois estavam, mas felizmente não os encontrou   

Passou o resto da noite destruindo as arvores e suas armas, consumindo até a ultima gota de seu chakra, parando somente quando perdeu os sentidos 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...