História Neko - A Fanfic - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Comedia, Escolar, Fantasia, Neko, Originais, Romance, Shoujo
Visualizações 13
Palavras 1.446
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Ecchi, Escolar, Fantasia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Capítulo um pouco mais elaborado, interessante ao ser escrito. Espero que gostem desse capítulo pois eu botei um pouco do meu coração nele.

Capítulo 21 - O fim das férias de verão


Começava mais um dia na casa de veraneio, porém, aquele seria o último, pois uma surpresa estava pronta para pegar alguns desprevenidos. Assim que todos acordaram, no café da manhã, todos se sentaram, exceto por Haruki, que ficou de pé em uma das pontas da mesa.

- Pessoal... eu sei que vocês não vão gostar disso, mas as férias de verão acabam hoje. – Ela se pronunciou, fazendo surgir o maior “quê? ” da história. – É, eu sabia que essa seria a reação de vocês. Entretanto, tudo que é bom um dia tem que acabar, não acha? – Questionou, e Neko fez bico.

- Haruki, você bem que poderia estender nossas férias, não acha? É do conselho estudantil afinal. – Reclamou a gata, e seu mestre a afagou os cabelos.

- Neko, não diga isso, é impossível para ela estender o período das férias de verão. Ela não tem o poder para isso. – Replicou as suplicas da menina, que continuava a fazer bicos.

- Mas foi tão curto. – Continuou a se queixar.

- Neko-senpai, não seja tão egoísta. Nós aproveitamos como pudemos, temos que voltar as aulas. – Conscientizou a mais nova.

- Kaede-chan tem razão, a gente ainda tem muitas coisas na escola, não podemos viver aqui para sempre. – Complementou Shingo, advertindo a gata.

- E mais, Neko, você e todo mundo enjoaria bem rápido de viver beira a praia. Essas férias foram não só para diversão, mas também para estudos. – Explicou a princesa. – Vir para a praia foi uma mudança de ares, e mais uma vez estamos fazendo essa transição. Iremos sair da costa, e voltar para a cidade. – Concluiu ela.

- Quando vamos sair? – Perguntou Hisashi.

- Depois do almoço. Vamos aproveitar essa manhã para arrumar nossas coisas de volta. – Esclareceu, e todos então voltaram aos quartos para ordenarem as malas.

- Não é à toa, as férias foram bem rápidas... afinal, é um mês só... ainda temos mais dois meses para terminar o verão. – Clarificou o jovem mestre, enquanto ajudava sua felina a arrumar as malas.

- Eu senti um pouco de saudade da cidade sim, o movimento, o distrito comercial, tem outras coisas que eu senti saudade. – Falava Neko, auxiliando Hisashi com as bagagens. Em pouco tempo, eles já estavam de malas prontas, enquanto os outros estavam arrumando ainda.

- Não parecia muito que queria sair daqui. – Ele manifestou, mas ela acenou um não com a cabeça.

- Na verdade, o que a Haruki diz tem toda a razão, eu realmente iria enjoar de ficar aqui, não só eu como todo mundo. – Certificou a gata. – Mas essas férias foram muito boas. – Garantiu a mesma, enquanto os outros desciam.

- Quem sabe a gente vem aqui ano que vem? – Haruki considerou, e os dois concordaram.

- Com licença... – Uma pessoa familiar entrou ali na casa. Era a mãe de Kaede.

- Mãe! – Exclamou a mais jovem, indo correndo abraçar a mãe.

- Kaede. Mamãe está voltando, tudo bem? Estarei te esperando lá em casa. – Disse a mulher à filha.

- Claro, eu estarei lá mais tarde. – Confirmou a jovem felina, se despedindo de sua mãe, enquanto todos admiravam aquela cena.

- Kaede-chan realmente tem laços muito profundos com a sua mestra, hein... – Comentou Hisashi.

- É uma cena muito linda de se ver. – Complementou Shingo.

- A Kaede-chan é jovem afinal, tem 14 anos ainda. – Relatou Neko, fazendo uma curiosidade surgir a cabeça de seu mestre.

- Falando em idade, Neko, eu nunca cheguei a perguntar a sua. – Enunciou Hisashi, fazendo as orelhas da gata se mexerem em interesse a questão.

- Ah, eu nunca te disse, não é? Eu tenho 15 anos. – Respondeu, um pouco animada.

- Um ano mais nova do que eu então... – Ele atestou, olhando sua felina, enquanto a mesma também o encarava, um pouco curiosa.

- Neko-senpai, por favor, me ajude com o almoço aqui, por favor. – Chamou Kaede, na cozinha, tirando Neko daquele pequeno transe.

- Já vai! – Anunciou ela, indo para as panelas ajudar a mais nova.

- Ela também cozinha? – Se perguntou a princesa. – Nada mal para uma menina da idade dela. – Elogiou.

- Kaede-chan tem uma mestra, alguém para servir. Logo, é bem óbvio que ela tinha que saber cozinhar. – Hisashi apontou.

- Estou ansioso para esse almoço. – Disse Shingo, um pouco almejante.

- Tenho certeza de que Neko irá dar seu toque especial na comida e complementar a culinária de Kaede. – Replicou o jovem mestre, acenando um sim com a cabeça, confiante.

Após alguns minutos, o almoço estava pronto, e as duas gatas serviram à todos na mesa. O cheiro estava impecável e chamativo, e a aparência dava um charme a mais, pois realmente parecia delicioso.

- Itadakimasu! – Os cinco disseram, e então cada um comeu. O primeiro a se surpreender, obviamente, fora seu mestre.

- Neko... isso... isso está perfeito... o que foi que você fez aqui? – Perguntou ele, um tanto quanto espantado com o gosto da comida.

- Não foi nada demais, a Kaede-chan que me ajudou com a maioria das coisas, eu só coloquei um temperinho aqui, e outro ali... – Comentou a garota gato.

- Para ser tão perfeito assim... como que você consegue? – Questionou Haruki, impressionada. – Kaede-san... você por acaso não se interessaria em ser a cozinheira lá em casa um dia ou outro? – Cogitou a ideia, porém, a mesma refutou.

- Não acho que serei de grande ajuda para a senpai, aprecio sua oferta, mas eu vou passar. – Disse ela, modestamente, com um sorriso um pouco sem graça.

- O prato de vocês está realmente magnífico... eu me sentiria feliz se alguém cozinhasse tão bem assim para mim todos os dias. – Shingo exprimiu seus sentimentos.

- A gente se esforçou um pouquinho afinal de contas. – Replicou a gata. Ao terminar o almoço, todos cheios, era hora de partir. Saíram da casa de veraneio e foram ao ponto, tomar o trem. Em alguns minutos, o mesmo chegou, e dali a viagem seria um pouco longa, mas não demorada demais. De tão cansada, Neko, sentada ao lado de seu mestre, acabou caindo no sono, e repousou sua cabeça nos ombros de Hisashi. Haruki, com inveja, só pode olhar, já que o mesmo estava acordado, o que anulava sua ideia de também deitar sua cabeça em seu ombro. Kaede olhava a situação dos dois com uma risadinha.

- Os dois senpais realmente... – Dizia ela, continuando os risos, enquanto Shingo concordava acenando a cabeça.

- Eles se dão muito bem, apesar das desavenças. – O rapaz assegurou, observando eles. – É só questão de tempo. – Concluiu. A viagem seguiu e em pouco tempo, já estavam perto da estação.

- Neko. – Chamou. – Neko... – Ele continuou a chama-la, balançando a gata um pouco, fazendo-a acordar.

- Hmm, já chegamos? – Perguntou ela, ainda sonolenta.

- Praticamente. A próxima parada é a nossa. – Respondeu ele, enquanto o trem lentamente parava na estação. Ao descerem, eles se despediram, Kaede rindo por causa da cara de sono da senpai. OS dois então começaram a se desvencilhar do grupo, indo para casa. Neko, à aquele ponto, já estava acordada bem antes do meio do caminho.

- Que saudades daqui. Dessa cidade, dessas casas... da vizinhança... – Falou a gata, correndo um pouco alegre para lá e para cá.

- Deu para ver. Não vai se perder, hein. – Avisou ele, mesmo não tendo de se preocupar com ela. Não demorou muito e estavam de volta ao lar.

- Ah, essa casa! Como eu adoro essa casa! – Exclamou. – E já que ficamos um mês fora, é hora da faxina. – Ela disse, excitada.

- Se quiser, eu posso ajudar. - O mestre ofereceu sua ajuda.

- Não precisa, Hisashi-sama! Só relaxe, e deixa que eu tomo conta do resto. – Ela refutou. Ele subiu para seu quarto para guardar as coisas, enquanto a mesma dava uma faxina na casa. Algumas horas depois, a casa estava um brinco novamente, e Neko já estava preparando o jantar.

Em poucos minutos, Neko já estava perto da escada, enquanto Hisashi estava terminando de tomar seu banho e colocar uma outra roupa.

- Hisashi-sama! O jantar está pronto! – Ela gritou lá de baixo.

- Tudo bem, já estou indo! – Exclamou ele de volta, terminando de se vestir e descendo as escadas. A gata estava colocando os pratos na mesa, e o jovem mestre se sentava, enquanto a mesma colocava também as bebidas na mesa. Ela se sentou e jantou com seu mestre. Terminado o jantar, ele a ajudou a lavar as louças, hora ou outra se esbarravam e se desculpavam. Subiram as escadas, e se trocaram, colocando seus pijamas. Neko dormiu novamente naquela cama, apertada, agarrada com seu mestre e com sua cabeça recostada em suas costas, enquanto ele dormia de costas para ela.


Notas Finais


Oi, espero que tenham gostado, um pouco de romance a mais na história não vai mal, não é? Como sempre, já sabem, comentários, críticas, etc, serão respondidos, é claro, novamente devo lembrar: se não sentir vontade de comentar, não comente, não é obrigatório. Obrigado por ler até aqui, nos vemos no próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...