História Neko - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Fugaku Uchiha, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hashirama Senju, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Izuna Uchiha, Kizashi Haruno, Kushina Uzumaki, Madara Uchiha, Mebuki Haruno, Mikoto Uchiha, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki, Obito Uchiha (Tobi), Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Tobirama Senju
Tags Itasasu, Madasasu, Naruto
Exibições 127
Palavras 1.276
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Festa, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Terror e Horror, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Incesto, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olha eu aqui de novo. Trago mais um cap pra vcs.
O passado do Itachi vai estar em negrito.

Terá abuso infantil. Se vc não quiser lê, pule a parte em negrito.

Boa leitura. E me desculpe os erros. Kisses.

Capítulo 8 - Uchiha Itachi.


Fanfic / Fanfiction Neko - Capítulo 8 - Uchiha Itachi.

" - Itachi, você vai passar um tempo com o tio Madara e o Obito. Tá bom? - Olhei para minha mãe e assentir.

Meus pais iriam viajar para os EUA. Iriam passar 2 meses lá. 

- Obito, esse é Itachi. - Falou minha mãe. - Ele tem quatro anos. - Acariciou meus cabelos. - Não se engane, ele é muito inteligente! 

- Oi, Itachi. - Sorriu de forma carinhosa para mim. - Sou Obito, prazer. - Estendeu a mão para mim. 

- Olá. - Apertei sua mão. 

- Bom, Itachi, nos vamos. - Meu pai afagou meus cabelos. - Obito, Madara, cuidem dele. - Madara e Obito assentiram. 

Meu pai e minha mãe sairam. Fui atrás deles, já que não ficaria em casa, eu iria para o Sitio de Madara. 

Me despedi de meus pais e entrei no carro de Madara. A viajem foi em silêncio. Só ouve algumas trocas de palavras entre Madara e Obito, que eu não entendi nada. Chegamos no sítio. Ele era muito bonito, cheio de animais.

- Itachi, voce quer brincar? - Obito perguntou. Abri um sorriso. 

- Brincar de que, Tio Obito? - Perguntei Inocente. 

- Lá dentro eu falo, tá bom? - Assenti animado.

Sai do carro e corri para dentro da casa. Ela era linda. Toda em branco e preto. 

Alguém segurou meu cabelo. 

- Shh... Quietinho... - Obito falou quando estava preste à falar. 

Obito soltou meu cabelo e se afastou. 

- Tire à roupa, Itachi. - Madara mandou. 

- Não. - Falei firme.

Dei um passo para trás e comecei a correr. Corri o mais rápido possível. Podia ouvir os passos deles vindo atrás de mim. Me escondi em um dos quartos dentro do armário. 

- Itachi, cade você? - Obito falou abrindo a porta do quarto. - Não vou te machucar. - Fala andando dentro do quarto. Me encolhi dentro do armário. 

Madara abriu bruscamente a porta do armário. Ele segurou meus cabelos e puxou me arrancando de lá de dentro. 

- N-não... P-para... - Falei trêmulo olhando para os dois na minha frente.

Obito tirou o cinto e colocou em volta do meu pescoço. Ele apertou quase me esforçando. Ele me arrastou até a um outro quarto. Esse era preto. Completamente preto. Haviam várias coisas que eu deduzir serem ferramentas para tortura. 

- Não! - Gritei tentando me solta.

- Calado! - Obito e Madara me colocaram em cima de uma maca. Prenderam meus tornozelos e pulsos. 

- Não... Me soltem, por favor... - Falei chorando e entrando em desespero. 

- Não, não chore meu neko. - Madara acariciou meu rosto. - Enquando você estiver aqui, você terá que nos obedecer. Caso contrário, teremos que te punir. - Falou pegando uma faca.

- Não! - Tentei me soltar. 

Obito pegou uma máscara laranja e colocou. 

- Madara-senpai, o que temos aqui? - Obito falou com uma voz diferente. 

- Tobi, quer se divertir? - Madara perguntou e começou a rasgar minha roupa. 

- Claro! Ele é virgem? - Estava trêmulo de desespero. Tobi foi até uma mesa e pegou algum. 

- Claro, né, Tobi. - Juntou os pedaços de minhas roupas. - Ele só tem 4 anos!

Tobi pegou um chicote com tiras de couro e na ponta pequenas lâminas de ferro. Tremi e chorei. " Isso não, pode estar acontecendo. " Pensei. 

- Aaaaaahhhhh!!!!! - Tobi bateu com o chicote em minha barriga. Tobi bateu mais algumas vezes. 

Antes de eu cair na inconsciência, ele para. 

- Ele é fraquinho. - Madara riu alto. 

Tobi me desamarrou. 

- Quero que fique quieto. - Tobi me tacou no chão. Meu corpo estava mole. Tobi tirou a calça e junto a cueca. Madara fez o mesmo. - Levante. - Olhei para ele com os olhos marejados. - Levante! - Deu um chute na minha barriga. Juntei todas a forças de meu corpo e levantei. - Ótimo. - Madara colocou uma tiara com orelhas de gato em minha cabeça. 

- Seja um bom Gatinho e me chupe. - Madara me puxou pelo cinto. - De joelhos. - A baixei a cabeça e neguei. - Agora! - Madara bateu em meu rosto com algum. Trêmulo e chorando, obedeci. - Bom Gatinho. - Madara segurou seu membro e esfregou-o na minha cara. - Chupe. - Abri a boca e abocanhei seu membro. Coloquei o que pude dentro da boca. Madara segurou meus cabelos e forçou-me a engoli todo seu membro, fazendo-me engasgar.  - Que boquinha gostosa... - Madara movia o quadril com rapidez. Eu segurei em suas coxas tentando me afastar, mas foi em vão. De repente ,Madara puxa minha cabeça e goza em meu rosto. 

- Minha vez. - Tobi me puxou, fazendo-me sentar em seu colo. Tentei me levantar. - Quieto. - Deu um tapa em meu rosto. Tobi segurou minhas nádegas e me levantou. - Quietinho, Neko. - Penetrou-me de uma só vez. Gritei de dor. - Esse é seu limite é? - Saiu e penetrou-me novamente dessa vez com mais força e conseguindo se enterrar completamente dentro de mim. Gritei novamente de dor. Tobi me penetrava com força. Senti algum quente escorrer de minha entrada. Depois de ficar minutos assim me senti fraco. Já não tinha mais forças para gritar ou reagir. Meus braços caíram ao meu lado e apoiei a cabeça em seu ombro. Deixei as lágrimas caírem novamente.

Depois de muito sofrimento, Tobi goza, causado uma ardência em meu interior. Ele me jogou no chão de novo.

- De quatro, Gatinho. - Madara ordenou. Simplesmente não conseguia me mover. - Agora! - Madara pisou em minha cabeça. Fiquei de quatro. Estava bambo. Sentia que iria desmaiar a qualquer momento. E isso aconteceu, quando Madara me penetrou. 

( ... ) 

Acordei com algum gelado em volta de meu corpo. Abri lentamente os olhos, rezando para que o que tinha acontecido fosse um sonho. Mas não era. Obito estava na minha frente, lavando meu cabelo. 

- Olha quem acordo. - Falou acariciando meu rosto. Me afastei trêmulo e comecei a chorar. 

- O-onegai... Por favor, n-não me machuque. - Falei me encolhendo na banheira. Obito riu. 

- Basta ser obediente e se comportar. - Falou fazendo sinal com a mão para que eu me aproximasse. Obedeci. 

Obito continuou a lavar meu cabelo. Quando o banho acabou, ele me pegou no colo. Madara estava sentado na cama.

- Ah, ele acordou. - Se levantou vindo até mim. - Sabia que você é muito apertado. - Segurou meu queixo. Madara colocou uma tiara de neko em mim. 

- Coloca roupas nele? - Madara negou. Obito me colocou no chão e colocou um enforcador em mim. ( N/A: Enforcado é um tipo de coleira para cachorro. ) 

Os dias se passaram. Obito e Madara sempre abusavam de mim. A maioria das vezes eu desmaiava e quando eu acordava eles me batiam por se fraco. Não estava mais aguentando aquilo. Meu corpo não aguentava mais. 

- Me chupe, Gatinho. - Obito mandou. Dei um passo para trás e corri. Desci as escadas o mais rápido que pude. " Preciso fugir! " Pensei. Abri a porta e congelei. Madara estava em pé em frente à porta. Dei um passo para trás e bati com as costas em Obito. 

- Posso saber o que está acontecendo? - Perguntou entrando e fechando a porta. 

- Nosso Neko estava tentando fugir. - Obito falou rindo. 

- Ah é? - Falou se aproximando. 

- Me d-desculpa... P-por favor... Nunca mais tento fugir... O-onegai...  - Madara segurou meu cabelo. 

- O que podemos fazer com ele, Obito? - Perguntou rindo. 

- Nosso Neko terá que ser punido. - Falou sorrindo para mim. 

 

 

Continua....

 

 

 

 

 


Notas Finais


Bom, tá aí. Espero que tenham gostado. Ele terá mais uma parte. Kisses De Dango.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...