História Neko ¤ Jikook - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook, Kookmin, Namjin, Taeyoonseok, Vhope
Exibições 165
Palavras 2.020
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Científica, Fluffy, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


E é só vocês fazerem assim, que eu volto :3

Já deu pra perceber que eu amo gatos? Pq eu amo gatos.

Bjs no cool e boa leitura!

Capítulo 3 - Ice war


Fanfic / Fanfiction Neko ¤ Jikook - Capítulo 3 - Ice war

Estava no sofá menor da sala com uma cara de tédio olhando para os dois que riam com o desenho. Para resumir o Hoseok resolveu infernizar a minha vida, e o principal meio disso era o híbrido. Antes eu estava pensando que eu estava exagerando um pouco, achava que o Hoseok não estava fazendo de propósito e que eu estava sentindo um ciúmes bobo ao ver o ruivinho corar para outra pessoa e não para mim.

Mas, porém, contanto, todavia, minhas dúvidas acabaram, se esvairam, viraram púrpurina colorida e voaram para os vales de algodão doce povoado por unicórnios coloridos como arco íris, quando cheguei na cozinha e vi Hoseok dando um beijinho na bochecha suja de chocolate do híbrido, logo olhando para mim e sorrindo maldoso. Ele estava sim, fazendo eu praticamente explodir de ciúmes.

Agora com um dos braços apoiados no braço do sofá, meus dedos batucavam o acolchoado. Olhava para Hoseok com os olhos semi-serrados, ele só retribuía com um grande sorriso. Agora eu entendo o porquê dele ter falado "Esse vai ser o melhor dia da minha vida!", o melhor dia da vida dele para me tirar do sério, só se for. Filho de uma mulher que abre as pernas por uma boa quantia de dinheiro. Nunca odiei tanto uma pessoa. Se bem que tem a Luna, e o tae tá sempre me tirando do sério. Aish, só conheço gente sem noção!

Espero que o Jin não possa ler pensamento à quilômetros de distância, se não eu posso me considerar morto. Joguei a cabeça para trás e revirei os olhos quando Hoseok começou à fazer carinho no alaranjado. Cavalo idiota. Tomara que seja sequestrado por borboletas assassinas. Hoseok, seu púrpurina estragada.

- O kookie não quer assistir desenho com o Jimin e com o Mozão?

- Mozão? - perguntei olhando para ele confuso.

- O hobi-hyung disse que o Jimin podia chamar ele assim.

- Você nem sabe o que isso significa, não é? - perguntei fazendo um sorriso estranho.

Vi o menor negar sorrindo feliz, logo voltou a olhar para a televisão.

- Você pode chamar o gguk-saeng de pabo.

Pesquisem aí no amiguinho Google "como matar um cavalo de 1,77 de altura de uma maneira lenta e dolorosa sem deixar quaisquer vestígios?" Se vocês não pesquisarem quem vai pesquisar sou eu.

- Pabo? Kookie-pabo?

- Isso, coisa linda! - falou apertando as bochechas rosadas do gatinho.

- Falou o j-horse. - comentei debochado.

Olhou para mim com certa raiva, mas logo sorriu sinistramente.

- Ei chimchim, que tal tomar um banho, hum? Eu te ajudo!

- Tudo bem, hobi

-NÃO PRECISA! - gritei rapidamente arrancando um olhar assustado do gatinho e um pequeno sorriso de Hoseok. - Quer dizer… Ele toma banho mais tarde.

- Kookie-pabo, tem soverte? - perguntou vindo em minha direção. Se sentou ao meu lado e começou à esfregar o coro cabeludo no meu braço pedindo carinho. Teria que me acostumar com esse apelido.

- O certo é sorvete, minnie. - disse fazendo carinho nas orelhinhas.

- Soverte?

- Sorvete.

- Soverte.

- Sor-ve-te.

- So-ver-te.

- Não, sorvete.

- Soverte.

- Soverte.

- Viu, soverte.

- Aish, se fala. SOR-VE-TE. - falei dando ênfase na palavra.

- Não Kookie-pabo, se fala SO-VER-TE.

- Sorvete.

- Se fala cala a boca os dois. - disse Hoseok intervindo.

- Soverte. - ouvi o híbrido sussurrar baixinho. Ri com o ato.

- Eu tenho que sair. Jeongguk, estou confiando em você para cuidar da coisa mais linda, fofa e cheirosa desse mundo, não me decepcione. - finalizou saindo da casa.

- Finalmente, paz. - falei levantando as mãos.

- EU OUVI ISSO!

- Tem ouvido biônico?

- TENHO! - olhei para a porta com uma cara confusa.

- Euein, tá amarrado no nome de Min Yoongi, Santa CL, Santa Sehuna e G-dragon.

- Kookie-pabo, você não respondeu para o Jimin se tem soverte. - falou me olhando com raiva.

- Tem sim. Quer do quê? - disse me levantando com o híbrido no colo.

- Cholocate! Quer dizer… Chocolate! - Ri com o ato do menor e sua alegria.

Sentei o alaranjado na bancada da cozinha e fui à geladeira, coloquei o pote de sorvete em cima da mesa juntamente à uma colher, fui ao armário pegar um potinho para o híbrido.

- Onde eu coloquei? - perguntei à mim mesmo depois de um tempo já que não os encontrava em lugar nenhum. - Acho que coloquei no… - parei de falar assim que olhei para trás.

Jimin estava com o pote e colher em mãos todo sujo com o sorvete, as bochechas estavam cheias pelo doce, assim que percebeu que estava olhando para ele, fechou os olhos tentando sorrir, mas falhando por conta da quantidade de sorvete que comia.

- Ei! - olhou para mim com certo medo. - Nem me esperou! - peguei uma colher e comecei à comer o doce juntamente ao menor que tinha se aliviado com meu ato.

- Isso é muito bom… - murmurou colocando uma quantidade enorme na boca. Logo vi sua expressão se contorcer.

- Não coma muito rápido, vai congelar até os rins. - falei rindo da careta do gatinho. Parei de rir assim que senti algo gelado acertar meu rosto. Ele jogou sorvete em mim. Me segura. - Você não fez isso… Me diz que não. - falei passando a ponta do dedo por minha bochecha agora suja de sorvete de chocolate.

Peguei um pouco de sorvete e joguei no menor, acertando sua barriga. Me olhou e logo pegou novamente a colher jogando o doce gelado em mim, acertou meu tórax. E assim uma guerra de sorvete se instalou no cômodo.

Estava usando a bancada como uma barreira para acertar o gatinho que estava se escondendo ao lado da geladeira. Eu estava com um pote de sorvete e ele com outro. As colheres eram usadas como arma para acertar o alvo. O chão, o teto, as paredes, geladeira, fogão, pia, ventilador de teto, mesa, cadeira, janela. Tudo cheio de sorvete de morango, chocolate e baunilha. A cozinha havia se tornado uma fábrica de sorvete napolitano.

Estranhei quanto o menor parou de jogar sorvete em mim, fiquei em pé para ver se algo havia acontecido, mas quando levantei não recebi uma colherada de sorvete na cara, recebi foi o pote inteiro. Sim, o híbrido esperou um tempo só para mim levantar e ele jogar o pote inteiro em mim. Esqueci que gatos podem ser bem traiçoeiros quando querem.

- Ganhei! - exclamou o híbrido alegre, batia palminhas enquanto pulava pelo local.

- Não vale, foi golpe baixo. - resmunguei. Logo arregalei os olhos quando a porta de entrada foi aberta.

- Jeon Jeongguk, você abriu uma fábrica de sorvete nessa cozinha? - perguntou jin aparecendo juntamente aos outros.

Jin, Hoseok, Yoongi que estava praticamente dormindo em pé, Namjoon, e tae que olhava tudo com cara de tacho. Assim que notaram a presença do gatinho coberto por sorvete seus olhos se arregalaram.

- CARALHO VIADO, TU TEM PETRÓLEO ESCONDIDO NA CACETA DO QUINTAL!? - gritou Yoongi que logo teve a boca tapada pelas mãos de Hoseok e de tae.

O gatinho jogou a cabeça para o lado com uma expressão confusa no rosto.

- Onde você sequestrou ele? - perguntou Namjoon tentando se aproximar do híbrido que se escondeu atrás de mim segurando minhas blusa.

- Aish namjoon, não está vendo que ele está assustado? - perguntou dando um peteleco na testa do outro. Esses dois. - Ei, pequeno. Quer me dizer seu nome? - perguntou mudando a voz e a expressão para uma doce. Bipolaridade é foda.

- O nome dele é Jimin. - respondi antes mesmo do ruivo.

- Eu, em algum momento da sua existência, direcionei essa pergunta para você?

- Não, mas

- Então fecha a boca. - disse me interrompendo, bufei em resposta. - Céus, você está todo sujo. Eu dou banho em você, vamos? - perguntou sorrindo simpático. Me surpreendendi quando o híbrido pegou a mão do mais velho alí presente. Como o hyung consegue convencer as pessoas em tão pouco tempo? Parou antes de subir as escadas e virou a cabeça em nossa direção. - Vocês, vão arrumar isso. Quero tudo brilhando igual à um diamante quando eu voltar.

- MAS A GENTE NEM FEZ NADA! - gritaram os outros juntos recebendo um olhar ameaçador de Jin.

- Não perguntei. E o senhor. - disse apontando para mim. - Temos que conversar depois.

Logo subiram as escadas. Quando desapareceram de nossas vistas, os hyungs olharam para mim com raiva. Apenas sorri nervoso.

- Não acredito que vou ajudar à limpar essa merda. - disse Yoongi com rodos. Namjoon estava ao seu lado com baldes com água e panos.

- Vocês limpam as paredes e o teto. Nós dois limpamos o resto. - falou namjoon suspirando alto.

- O que eu não faço por medo do Jin. Me dá o rodo. - disse tae recebendo um rodo no nariz. - Valeu. - falou fanho por ter tapado o local.

Depois de estar quase tudo arrumado, só faltava eu tomar banho, prevendo que os dois ainda iam demorar um pouco pela quantidade de sorvete que estava no ruivo, fui para o banheiro do primeiro andar. Tomei um banho, me senti aliviado por não sentir meu corpo grudar à todo momento. Desliguei o chuveiro, enrolei a toalha na cintura e saí do banheiro.

- Onde que tu vai pelado, projeto de quinta do metroman? - perguntou Yoongi sentado no sofá.

- Vestir uma roupa, açúcar azedo. - respondi logo subindo as escadas.

Assim que abri a porta, entrei no MEU quarto e fechei-a com força pegando de surpresa Hoseok e Taehyung.

- Tem trocentos quartos nessa merda e vocês vêm se pegar no meu quarto? Eu podia ter pego vocês dois transando. Quem que iria a pagar um psicólogo? - perguntei me direcionando ao guarda roupa. - É sério, não sou obrigado.

- Desculpa… - falaram juntos.

- Pelo menos eu ganhei a aposta. - falei já me vestindo, já estava com cueca mesmo.

- Que aposta? - perguntou tae.

- A minha com o Namjoon.

- E… O que vocês apostaram? - perguntou Hoseok confuso.

- A gente apostou quem seria o passivo da relação. E eu ganhei. - falei sorrindo. - Valeu tae, ganhei trezentos reais. - comentei vendo ele corar fortemente.

- 'Tô me sentindo usado. - comentou.

- Problema seu.

Saí do quarto me encontrando com Jin e Jimin no corredor conversando animados.

- Aí está você. - disse Jin se virando para mim.

- Kookie-pabo! - exclamou Jimin correndo em minha direção. O peguei no colo assim que pulou.

- Hum, você está mais brilhante que o tae vestido de Drag Queen. - comentei vendo os fios de cabelo que pareciam brilhar.

- Isso é bom, kookie-hyung? - disse tombando a cabeça para um lado.

- Para você, é sim. - respondi sentindo o rabinho felpudo se enroscar na minha perna.

- Shippei. - falou Jin. Logo descemos as escadas, sentamos em um dos sofás. - JIKOOK É O NOVO OTP MOZÃO MASTER, GENTE! - gritou assim que sentamos.

- O que é jikook, omma jin?

- É o shipp de vocês dois chimchim. - falou segurando o nariz de Jimin.

- Hobi-hyung disse que nós tínhamos um shipp também… Jihope!

- Não gosto desse shipp. #EuShippoJikook. - falei sorrindo.

- Prefiro Namjin. - falou Yoongi rindo da cara que Namjoon fez.

- E você que nem shipp tem? - retrucou rindo também.

- Não preciso de shipp, sou hetero. - respondeu.

- Aham, hetero com H de homossexual. - comentei fazendo carinho no queixo do híbrido.

- Eu shippo Vhope. - falou tae aparecendo juntamente com Hoseok.

- Inclusive eu quase peguei vocês fazendo minis Hoseok's e minis Taehyung's na minha cama. E aliás eu ganhei a aposta. - comentei olhando para namjoon que pegou a carteira e me entregou o dinheiro.

- Pode pá. Virou doação? Eu também quero. - falou jin quando peguei o dinheiro.

- Vocês foram reproduzir e nem me chamaram? E a amizade, cadê? - perguntou Yoongi para os dois.

- Ué, você não era o hetero?

- Minerador de órgãos de reprodução femininos.

- Cem por cento macho.

- O macho alfa do pedaço.

- Calem a boca. - falou Jin. - tem crianças no recinto.

A tarde se resumiu em risadas e mais risadas, brincadeiras idiotas e as tão famosas patadas. Era tão bom quando nós ficávamos todos juntinhos. Jogando conversa fora ou falando do quão verdadeiramente hetero Yoongi era.

Era bom, agora é maravilhoso com a chegada do híbrido.


Notas Finais


Ficou ruim? ( )sim ( )claro ( )pelo amor de G-deus apaga essa merda

Votem djjdjdnd

Já votaram no mama? Votem no Bangtan, obrigado de nada. ^-^

Quem comentar vai ganhar o tae e o Jin de aniversário :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...