História Kuroneko Hot Dreams - Capítulo 1


Escrita por: ~, ~Leex2ndre e ~RuusuApuque

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Neko, Romance, Yaoi
Exibições 28
Palavras 907
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Comédia, Escolar, Fantasia, Lemon, Romance e Novela, Shoujo-Ai, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Pansexualidade, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - Capitulo I


  Em uma noite escura em um beco não muito distante do centro de Tokyo ,se escutavam uns miados no meio de gemidos de dor.
  Gabriel,um jovem de 18 anos, que por coincidência estava passando perto do local escuta os miados que pareciam de dor,ele tentou iginorar mas não conseguiu a curiosidade "falou" mais forte; ele foi ver o que era mesmo com receio mas foi devagar e com quicado.
    Chegando ao local Gabriel vê um neko, que naquela época eram extremamente raros e só quem os tinham eram familias nobres de alta linhagem, só que chegando mais perto nota que o pequenino estava todo ensanguentado ,foi ai que o garoto se assustou e foi correndo em direção ao gato,pegou seu casaco e o cobrio (pois ele estava nú e como era de noite e inverno se o gatinho não morresse pelos ferimentos morreria de hipotermia) chamou uma ambulância e ficou checando a pulsação do mesmo.
         Q.T (Quebra de Tempo) de mais ou menos uns 30min.

      POV'S Gabriel
    O medico chega em minha direção com uma cara não MT boa,não sei pq mas mesmo nem conhecendo o neko me sinto preocupado.
      -Ola,VC é o responsável pelo neko?
      - Não, o encontrei em um beco naquele estado.
      -Bom, como não vejo outra pessoa alem de VC acho que se VC não se importace em ficar com ele seria perfeito!
       -Bom pode ser,mas eu gostaria agora como responsável dele saber como ele esta.
      -Bom ele aparentemente foi agredido o agressor não deixou nenhuma pista para identifica-lo,como resultado de agressao ,cortes por todo corpo e marcas  aparentemente chicoteadas,alem dele ter sofrido abuso.sexual
       -.....-fico quieto e suspiro o coitadinho devia ter passado por muita coisa.
      -Bom agora mudando de assunto ele aparentemente devido ao choque ele pode ter traços de bipolaridade alem de uma perda de memoria temporaria,então como responsável por ele escolha um nome.
     Fico um tempo pensando quando me veio um em mente.
    -Uzuki acho que esta bom! Então posso ir ver o Uzuki?
     -Sim.
 Entro no quarto e vejo-o durmindo igual um anjinho com cara de alívio como se nada tivesse acontecido e com cara de aliviado.

   POV'S Uzuki
Abro lentamente meus olhos e percebo estar em um quarto totalmente branco e vejo um pessoa ,mais precisamente um garoto aparenta ter uns 18 ou 19 anos ,ele estava sorrindo um sorriso gentil.
   -Oi,VC morara comigo a partir de agora e seu nome será Uzuki,td bom 'pra vc?
   -Sim.Qual seu nome?
   - Eu me chamo Gabriel,espero que nos demos bem!-fala ele com um sorriso no rosto.

POV'S Gabriel
Levei Uzuki para minha casa durante o trajeto ele se manteve em silencio nao pronunciou uma unica palavra.
Chegando em casa"um apartamento"abri a porta para o mesmo entrar dei liberdade para ele banhar e vestir roupas limpas entrei uma muda de roupa minha, que obviamente ficou folgado em seu corpo franzino e cheio de ematomas.Fiz uns sanduiches e suco de laranja para ele tomar apos isso mostrei o quarto que ele iria dormir
-Eu vou no banheiro
-okay
Aproximadamente 5minutos depois estava preocupado com ele abri a porta do banheiro e ele estava chorando silenciosamente no canto ao lado da banheira
-O..Homem mal...quer me ..levar..Falou em prantos
-Calma ele nao vai levar voce.O abraçei calorosamente peguei o mesmo no colo estilo noivo e o levei para o quarto deitei-o na cama o embrulhei com os lençois depositando em seguida um beijo em sua testa.Fiquei ao seu lado ate que finalmente dormiu sai pois do quarto e me deitei no sofá.
Sou surpreendido por alguem se aproximando iniciando um beijo
"Nao -", eu comecei a me opor, mas era tarde demais. 
Os lábios dele apertaram os meus, parando o meu protesto. 
Ele me beijou raivosamente, a sua outra mão apertando a minha nuca com força, tornando impossível escapar.A boca dele era macia, apesar da raiva, os lábios dele se moldando aos meus de uma forma cálida, desconhecida. 
Os lábios dele forçaram os meus a se abrir, e eu podia sentir a respiração quente dele na minha boca. Agindo por instinto, eu deixei as minhas 
mãos cairem dos meus lados, e fiquei quieto. Eu abri os meus olhos e não lutei, so sentí... ele me afastou pra olhar pra mim.Apalpou meu membro por cima da calça,e novamente ele pressionou os lábios dele levemente nos meus de novo, uma vez, duas... uma terceira vez. Finalmente, ele soltou o meu rosto e se afastou.
-O que voce esta fazendo?!Indaguei confuso
-Nao e isso que voce quer?nao quer meu corpo?todos se aproximam de mim so pra tirar proveito porque sou fraco?!Acredito nas pessoas pra ser traido sempre e assim?porque eu nao entendo!.Seus olhos começaram a lacrimejar,cachoeiras de lagrimas desceram do seu rosto angelical
-Calma meu anjo
-Porfavor gabriel me ajuda a sair desse inferno
-Eu vou te ajudar
-NAO!NAO VAI!!!
Empurrei seu corpo de porcelana contra o meu
-Vou sim nunca vou te abandonar sempre vou esta com voce !
-Porfavor gabriel promete que nunca me deixara! promete
"Qualquer coisa pra nao o ve-lo chorar"
-Eu prometo .Nos abraçamos
Então nossos olhos se cruzaram, fomos lentamente nos aproximando, até que numa dose de doce paixão nossos lábios se encontraram, foi como se meu corpo não me obedecesse mais, não resistia aquele encontro de desejos. A força do amor era mais forte que eu, o céu parecia ter descido sobre nós. Não podia conter a alegria de beijar o neko  que me fez conhecer o sentido de amar.


Notas Finais


K: Ta ai ,o que achou?
V: Orgulhosa!!
L: Tbm ajudei!
K: Orgulhosas queridas!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...