História Nem todas as borboletas sabem voar - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens V
Tags Borboletas, Homofobia, Kim Taehyung, Metafóras, Preconceito
Visualizações 42
Palavras 400
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia)
Avisos: Homossexualidade, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Vou falar a verdade para vocês, eu nunca havia feito uma estória dessa tamanho antes, mas hoje eu acordei com uma imensa vontade de postar! E cá estou eu, as 19:30 da noite postando minha primeira “drabble” aqui no site. Olha, eu realmente gostei de escrevê-la, de verdade. E com toda certeza irei trazer mais histórias deste mesmo gênero para cá (bom, assim eu espero. *risos, risos*).
Enfim, tenham uma boa leitura. :)

Capítulo 1 - .único; nem todas as borboletas.


Kim Taehyung era uma borboleta, pequena e indefesa que não podia voar.

Mesmo tendo asas grandes e belíssimas, Kim Taehyung estava preso, acorrentado a seu minúsculo casulo e ele não conseguia achar uma única saída se quer.

Kim Taehyung era uma borboleta, pequena e indefesa que não podia voar.

Pobre coitado. Sua transformação começara um tanto cedo, na fase adolescente, assim como todos os seus outros amigos borboletas; mas diferente deles, Kim Taehyung não podia voar. Na verdade, viviam dizendo-lhe que aquilo era proibido, que alguém como ele não podia mostrar suas grandes e belíssimas asas ao mundo.

Kim Taehyung não entendia o porquê de não poder voar.

Taehyung tivera que aprender a ser sozinho. Solitário. Convivendo calado com os comentários e frases de ódio que era se ouvido dia após dia. Taehyung tivera que ver todos os seus amigos borboletas desprendendo-se de seus casulos e voando para longe de si. Deixando-o sozinho, solitário em meio a tantos pensamentos abespinhados.

Pobre coitado. Taehyung passara sua curta vida tentando romper-se e então fugir daquele minúsculo casulo repleto de desordem e preconceito, porém, todas suas tentativas foram em vão, pois cada vez que se debatia na tentativa de sair para seguir o mesmo caminho de seus amigos borboletas, as paredes de seu casulo cheias de desordem e preconceito pareciam se fortalecer ainda mais, tornando-se mais fortes e impenetráveis que o próprio chumbo.

Kim Taehyung decidiu então desistir, ficar inerte e silencioso dentro de seu minúsculo casulo.

Com o passar do tempo, a pobre borboleta de nome Taehyung deixou de ser feliz. Suas asas, antes grandes e belíssimas, ficaram fracas e pesadas, deixaram de ter utilidades para Taehyung. Ele não via um porque para ainda tê-las em suas costas, já que, não podia usá-las.

O seu sorriso antes brilhante e extremamente branco, deixara de aparecer em seu rosto. Não havia mais ninguém para vê-lo, então achou melhor aguardá-lo e substituí-lo por um rio de lágrimas.

As tulipas, flores encantadoras que cresciam no jardim e que Taehyung costumava apreciar pela brecha aberta de seu casulo, murcharam-se, já que, não tinham mais a alegria da borboleta para dar-lhes motivação, permanecendo belas e cheirosas.

Kim Taehyung era uma borboleta, pequena e indefesa que não podia voar.

E que mesmo tendo asas grandes e belíssimas, Kim Taehyung estava preso, acorrentado a seu minúsculo casulo. Este, que foi sua casa e que mais tarde fora também seu ataúde.


Notas Finais


Obrigada a cada um de vocês que leram até o final.
Dois beijos em suas bochechas esquerdas e um abraço bem apertado da Lolita. Menor que três. (<3)
Tchau.~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...