História Nem tudo fica lá... - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Tags Colegial, Gaaino, Naruhina, Naruto, Nejiten, Sasuke, Sasusaku, Shikatema
Exibições 73
Palavras 3.025
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Colegial
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oiiiii
Voltei
Desculpem a demora, é pq houveram umas despedidas aí que eu fiquei 5 dias chorando sem parar e não conseguia fazer nd...
Acho q perdi 0,5 ponto de história tbm fghdf
Enfim gente, boa leitura!

Capítulo 9 - Festa!


Fanfic / Fanfiction Nem tudo fica lá... - Capítulo 9 - Festa!

Todos chegaram de uma vez a casa de Ino. A mesma aproveitou e ligou para o DJ, que não tardou chegar.

Sasuke percebia que Naruto o olhava de cara fechada. Logo Naruto o chamou para conversar.

- Vamos para o jardim. – ordenou o louro, sério. – Precisamos conversar... – ao chegarem no jardim, Sasuke logo perguntou.

- Cara, o que deu em você?

- Quer mesmo saber? Eu e Hinata estamos namorando! – disparou Naruto.

- Que legal! Mas por que está assim então?

- Eu passei na sua casa ontem e...

 

**Flashback on**

Na residência dos Hyūga

 

- Então, Sr. Hyūga? – perguntou Naruto apreensivo ao lado da amada também apreensiva.

- Hm... – houve uma longa pausa do patriarca dos Hyūga. – Eu aprovo o namoro de vocês!

- Ai! Obrigado. – Naruto agradeceu. Houve mais um silêncio.

- Er, Naruto? – perguntou Hinata

- Sim?

- Não está se esquecendo de nada?

- Ah é! Hina, você quer namorar comigo?

- Hein? - Interrompe Hanabi chegando a sala e observando a cena.

- Hanabi! Eu precisava da confirmação de seu pai antes né?! – disse Naruto voltando-se para o Sr. Hyūga que meneou a cabeça em afirmativo. – E então, você aceita, Hina?

- Sim, Naruto-kun! – e corou.

- Demorou hein. Não aguentava mais a Hinata falar de você. – interrompeu Hanabi mais uma vez e Hinata corou.  Seu pai percebendo o constrangimento da filha mais velha, logo ordenou a mais nova – Hanabi! Já para o seu quarto! Naruto, fique conosco para o jantar. Por favor.

- Gomen, Sr. Hyūga, mas a minha mãe me espera para o jantar. Fica para a próxima.

- É mesmo uma pena. Minha filha, despeça-se de seu novo namorado. – disse Hiashi, a mesma corou na hora, aquele termo ainda a assustava, “namorado”. E Naruto amava quando a namorada ficava com vergonha.

- Bye, Naruto-kun. Até amanhã.

- Bye hime! - princesa - Até. – disse Naruto dando um beijo tímido em sua bochecha. – Falou, Sr. Hyūga, até qualquer dia. – disse o louro, embora soubesse que o veria no outro dia quando buscaria Hinata em casa para a festa de Ino. Saiu correndo todo alegre acenando para a nova namorada.

Naruto, antes de chegar em casa, resolveu passar na casa de Sasuke. Chegando lá, tocou a campainha, a Sra.Uchiha o atendeu.

- Oi, Naruto! – disse ela sorrindo até com os olhos.

- Oi tia! O Sasuke está? – ele precisava ir direto ao ponto.

- Não, infelizmente. Ele teve que dormir na Ino por alguns motivos... Mas é só com ele?

- Sim, então deixa tia. Até qualquer dia.

- Tchau... Até. – disse Mebuki olhando o menino afastar-se.

 

**Flashback off**

 

- ... E foi isso. E você não estava lá, o meu melhor amigo, quando eu queria falar com alguém. O Gaara, o Suigetsu e todos os outros já sabem. E o meu melhor amigo acabou de saber.

- Primeiro: Sem drama, cara. Segundo: Desculpe-me por não estar em minha casa na hora em que você queria. Terceiro: Estou super feliz por você, cara.

- Tá. Obrigado. Agora, só faltam você e Sakura. – disse Naruto cutucando o amigo para mudar logo de assunto.

- Que eu e Sakura o que. Eu só a provoco.

- Uhum... Vocês se gostam, está escrito na testa dela e nos seus olhos. – provocou Naruto.

- Tanto faz. Vamos voltar lá para dentro, ainda preciso me arrumar.

Chegando na sala, depararam-se com Shikamaru com um microfone na mão, falando coisas aleatórias. Quando os olhos dele encontraram Naruto e Sasuke, logo começou a falar algo que todos finalmente entenderam.

- Bom, agora que todos estão aqui, quero dizer uma coisa. – não havia nenhum sinal de que ele teria usado álcool. Ele estava totalmente sóbrio. – Temari, desde o fim do ano passado, eu tenho um sentimento, digamos bem sei lá por você. Eu sei que eu posso ser um nerd sem graça, mas um passarinho vermelho – olhou para Karin – me disse uma vez que se eu estivesse gostando de alguém, eu deveria dizer para essa pessoa. E eu quero que saiba que esse “sentimento sei lá” eu descobri o que é. Essa sua determinação, seu jeito às vezes meiga e às vezes cavala, me fez gostar de você. – ele foi interrompido por uma figura loura chegando ao seu lado e fitando-o. – Por favor, não me mate... – disse Shikamaru.

- Quer dizer mais alguma coisa? – perguntou Temari.

- Não...

- Ótimo. – nesse momento Temari roubou um beijo de Shikamaru, um beijo calmo, mas cheio de sentimentos, da parte dos dois.

- EEEEEEIIIIITAAAA HEEEIN!!! – gritou Ino.

- Estava demorando hein! – Karin disse um pouco alto demais.

- Agora só faltam Sakura e Sasuke! – disse Ino.

- QUEEEE? Não, louca. – disse Sakura corando.

- Eu disse que ela gosta de você, teme. Até corou. – disse Naruto para o amigo.

- Aiai, não insista Naruto. Eu vou subir para tomar um banho. Vai lá com a Hinata.

- Tá bom. GENTE BORA ARRUMAR OS COLCHÕES! – gritou o louro.

Todos já arrumavam os colhões na sala enquanto Sakura subia para o quarto.

Ao chegar na porta, a rosada ouviu um barulho vindo de dentro de seu quarto. Resolveu entrar de uma vez. Quando entrou, logo fechou a porta atrás de si e ficou parada por um tempo. Percebeu que havia alguém em seu banheiro e esse alguém estava cantando! Ela não sabia quem, mas já imaginava pela voz que ouvia. Sakura se atreveu a abrir a porta, já que não havia escutado barulho de chuveiro, ele estava na banheira. Menos mal.

- Aaah! Sakura, o que faz aqui? – disse Sasuke assustado olhando para a rosada.

- Mas o que? Eu é que te pergunto, o banheiro é meu.

- Tá, tá. Eu te explico lá fora. Agora sai que eu preciso colocar uma roupa, não?!

- Ah, é. Vai logo então. – disse a rosada saindo do banheiro. Ela se sentou na cabeceira da cama, o lugar onde fica o travesseiro e pegou o mesmo. Esperou. Depois de cinco minutos, lá estava ele.

- Eu não acredito que você demorou um século para sair e ainda saiu de toalha, Uchiha! – Sakura deparou-se com um Sasuke de cabelos molhados e só de toalha amarrada na cintura.

- O que foi? Vai continuar me olhando até quando? – disse Sasuke percebendo que Sakura o fitava. – Eu sei que eu sou gostosão, mas não olha muito não que eu tenho ciúme.

- Blé! Não estou olhando, não seja convencido. Vá se trocar, lesado.

- Ai... Tá bom. – Sasuke ficou andando de um lado para o outro.

- O que foi agora, Uchiha?

- As minhas roupas, estão no outro quarto.

- Vai buscar! Ah, é. Esquece. Mas me fala, porque você estava tomando banho no meu banheiro?

- Porque, já que eu terei que dormir aqui, vou me familiarizar com o lugar.

- Entendi... ESPERA AÍ!

- O que foi?

- Aqui... Onde? Na casa da Ino né, tipo lá em baixo, não é?! – perguntou Sakura já sabendo da resposta.

- Se tivesse espaço... – disse o moreno sentando-se na ponta da cama encarando a rosada esperando que ela entendesse o que ele estava querendo dizer.

- Não, não, não, não. Não mesmo, Uchiha. Você não vai dormir no mesmo quarto que eu.

- Vou sim. – afirmou o moreno.

- Não vai não. – disse a rosada levantando-se e indo em direção ao moreno e parando em frente a ele. O mesmo levantou-se, ficando mais alto que ela. Sakura não teve medo e o encarou. – Eu vou dormir aqui e ponto final. – disse irredutível.

- Primeiro: O quarto é meu, eu quem mando aqui. Segundo:... Não tem segundo.

- Olha – Sasuke foi paciente com aquela criança de 12 anos que ele encontrou ali do nada mais conhecida como Sakura. – Não tem como eu dormir lá embaixo, não tem espaço...

- E no seu quarto?

- Está ocupado com as coisas da sala que a Ino tirou para desocupar espaço.

- Hm. Boa estratégia, Uchiha. – no fim ela se rendeu.

- Sakura?

- Hm?

- Você poderia ir buscar a minha roupa no outro quarto, por favor. Não posso sair assim lá fora. – disse ele colocando os braços atrás da cabeça. – Por que né, Hinata iria terminar com o Dobe e a Temari com o Shikamaru...

- Cala a boca, convencido! – ordenou Sakura já saindo do quarto sorrindo.

- Vem fazer, se for capaz. – e a olhou.

Sakura sem pensar duas vezes, pegou o objeto mais próximo de sua mão – o carregador de celular que estava em cima do criado mudo – e atirou em Sasuke, saindo correndo logo depois para pegar a roupa dele. – Bye bye. – disse ela já com a porta fechada seguindo para o corredor.

Naruto e Hinata beijavam-se loucamente no corredor enquanto Sakura passava.

- Sangue do Cordeiro! – disse ela passando pelo casal e indo em direção ao quarto. Chegando lá, o quarto estava uma verdadeira bagunça. Achou a mochila de Sasuke e saiu do quarto. No corredor novamente, a rosada encontrou-se com Shikamaru encostado na parede, ele estava sozinho.

- Então quer dizer que você e Sasuke também já estão juntos... – disse ele desencostando da parede.

- Não. Nada a ver uma coisa com a outra. – tentava se explicar Sakura. – Ai, eu vou voltar para o meu –

- Sasuke? – provocou Shikamaru percebendo que ela tinha corado na hora.

- NÃO! O meu quarto. Q-U-A-R-T-O. – Sakura soletrou para Shikamaru. – Tenho que ir agora. Bye!

- Bye. – disse Shikamaru observando a rosada se afastar.

Rapidamente Sakura chegou à porta de seu quarto. Abriu-a devagar, pois não sabia de que jeito o “Sr. Uchiha” estaria. Para sua surpresa, o moreno estava cochilando – foi o que ela deduziu, já que ele estava  deitado com os braços cruzados na nuca e  com os olhos fechados – entrou devagar, sentou-se no chão ao lado dele acariciando os fios negros e começou a cantar uma canção de ninar aleatória para ele, como se o Uchiha fosse uma criança.

- Você é bem mais bonito dormindo... – disse ela quando terminou a canção.

- Então dorme aqui comigo. – o Uchiha respondeu dando um sorriso safado.

- Aaah Sasuke! – gritou Sakura levantando-se rapidamente de onde estava sentada e parou analisando-o. – Você é tão sujo! Aqui, suas roupas. – disse ela jogando a mochila nele.

- Tá, obrigado. Vira pra lá – e apontou para a porta.

- Eu não! Vá você para o banheiro se trocar. Folgado. – disse Sakura cruzando os braços.

Sasuke entrou no banheiro e Sakura pegou um vestido azul na altura do jelho e um scarpin cor da pele. Esperou o moreno sair para ir tomar um banho.

- Pode descer, eu só vou tomar uma ducha e já desço também.

- “Uma dama na companhia de um homem deve ser acompanhada a qualquer lugar que a mesma deseja ir.” – recitou Sasuke. – Sabias palavras, papai. – terminou suspirando.

- Que?

- Eu vou te esperar aqui, em outras palavras. Você querendo ou não. – disse ele cruzando os braços. Sasuke estava com uma calça jeans escura, uma camisa social preta e o mesmo All-Star de todos os dias.

- Aiai, está bem. Prometo ser rápida.

Em três minutos, Sakura desligou o chuveiro e em cinco minutos – totalizando – já estava fora do banheiro.

- Eu disse que seria rápida.

- Vamos então “senhorita”.

- Nossa, quem diria que aquele Sasuke Uchiha da escola é esse Sasuke Uchiha, digamos estranho. Calma, preciso passar um perfume antes. – disse Sakura fazendo Sasuke revirar os olhos de tédio. Ele se aproximou dela cheirando seu pescoço antes mesmo da rosada passar perfume.

- Você está cheirosa, não precisa de perfume. Vamos.

- Eu não acho. Espere a dama. – Sakura passou seu perfume e saiu na frente do moreno.

- Ei. Me espera.

- Não. Bye, bye. – disse Sakura sorrindo fechando a porta. – Aiai, Uchiha...

Sakura desceu e foi para o barzinho improvisado por Ino, havia até um barman que a rosada logo reconheceu.

- Sakura! – disse ele.

- Kakuzu! O que faz aqui?

- Ah, a Ino precisava de alguém que soubesse fazer umas misturas com bebidas não alcoólicas e ao invés de ela pagar alguém, eu disse que saberia fazer.

- Legal!

- E então, o que vai querer?

- Só uma água por enquanto. – disse Sakura olhando ao redor, prestando atenção na festa e em um moreno que descia as escadas e vinha em sua direção. As músicas já haviam começado. A música da vez era “Boombayah – BlackPink”.

- Sakura! Você me largou sozinho lá em cima!

- Jura?

- Uhum...

- Coitado... “I don’t wanna a boy, I need a man” – fez pouco caso do Uchiha e começou a cantar.

- Não me ignora!

- Blé. – ela colocou a língua para fora.

- Kakuzu!

- Sasuke!

- E aí cara, tudo em cima? – Sasuke perguntou

- Claro! E você? – respondeu Kakuzu

- Tudo em cima. – e o moreno olhou para Sakura, a mesma parecia perdida em pensamentos. Kakuzu quebrou o silêncio. – Gente, ei. Olha aquele casal ali. – e apontou para Karin e Suigetsu que se beijavam loucamente.

- Meu Kami-sama! Aqueles dois devem estar com os beiços dormentes. – disse Ino, juntando-se aos três pendurada no pescoço de Gaara.

- E você não né, porca? – disse Sakura. – Acha que eu não vi você e o Gaara ali né?

- Ai, Saky dá um tempo. – disse Gaara interrompendo.

- Saky? Hm... – sussurrou Sasuke ao ouvido de Sakura. A mesma revirou os olhos.

- Olha só quem chegou! – disse Ino ao olhar para a porta, nesse momento entra uma menina com  cabelo castanho de comprimento médio, olhos escuros e pele clara. Com um metro e cinquenta e oito de altura, Matsuri era uma menina baixa para dezessete anos de idade. Quando Ino fez menção de ir até ela, Sai parou a sua frente. – Eu vou lá. – Ino ficou atônia, não sabia o que fazer, só respondeu meneando a cabeça em afirmativo.

- Oi, você deve ser a Matsuri. Meu nome é Sai.

- Oi Sai, sou eu mesma. – e sorriu.

- Você quer dançar? Depois eu te apresento ao pessoal certinho.

- Pode ser. – respondeu ela ainda sorrindo

Chegando na pista de dança, começou a tocar “White Girl – Monsta X”. O DJ parecia ter percebido o clima entre aqueles dois para ter tocado aquela música.

Os dois dançaram abraçados até que começou “Blood Sweat and Tears” e Sai levou Matsuri até o barzinho para apresenta-la ao pessoal.

- Gente, essa é a Matsuri. – disse Sai para os amigos. Karin e Suigetsu já estavam lá também.

- Oi gente! – disse Matsuri acenando para todos. Cada um apresentou-se à sua maneira, menos Ino que ficou super animada com a visita da prima. – MAAAAA! – a prima gritou e correu para abraça-la.

- INOOOOO! – Matsuri era tão animada quanto Ino, e isso surpreendeu a todos ali.

- Ai, quero dançar! Vou pedir uma música. – disse Hinata super animada.

- Por que, Hina? – perguntou Naruto que estava abraçado à namorada e não sabia quem estava mais animado ali.

- Me sinto rica quando faz o barulhinho da moeda no começo de Lotto. É tão legal!

- Tá então. Vamos também. – disse Naruto. – Vem gente. Vamos também. – Naruto falou enquanto Hinata corria para a mesa do DJ. – Vamos Deidara e Kakuzu.

- Lembraram de mim né?! Vamos Kakuzu, vamos ser um casal gay. – disse Deidara passando o braço pelo ombro de Kakuzu ainda atrás do balcão.

- Tá louco cara? Eu curto mulheres. – todos riram da situação. A música começou e foram dançar.

Sasuke era o único que estava sentado. Sakura o observava atentamente a todo momento, ela sentia a necessidade de cuidar dele, só queria descobrir o motivo disso tudo. Ele já havia notado que a rosada não parava de observa-lo. Ele viu que ela se aproximava.

- Vamos dançar. – disse ela aproximando-se dele.

- Não. – respondeu seco.

- Aaah, vamos por favorzinho. – disse ela segurando a mão do moreno.

- Que pena, a música acabou. – debochou Sasuke, realmente a música tinha acabado. Naruto se aproximava do casal junto com Hinata. – Lá vem...

- Oi gente. – disse Hinata.

- Hina! – a saudou Sakura.

- Olha, rápido você hein, Sasuke. Já pegando na mão da Saky. – nesse momento Sakura ficou de costas para Sasuke, corando.

- E-eu? Não, nada ver. – tentou explicar-se e voltou a sentar onde estava anteriormente, ao lado de Sasuke.

- Uhum, sei. – disse Hinata voltando com Naruto para a pista de dança,estava tocando “It’s tricky!”. – Tenho que ir, é a música do Naruto-kun. Bye! – logo Naruto e Hinata deixaram os dois ali sozinhos novamente. Kakuzu ainda estava dançando.

Sakura levantou-se dali e foi até a geladeira pegar um pouco de água. Ofereceu para Sasuke, mas o mesmo negou.

- Saky de novo? – perguntou Sasuke, dessa vez sem sussurrar quando Sakura se sentou.

- Ai. O que você tem contra o apelido carinhoso que os meus amigos me deram? – disse Sakura girando o banquinho para ficar frente a frente com o moreno.

- Eu só não sabia.

- Você não é o todo informado? O RH da nossa sala, já que é tão quieto e observador?

- É aí que você se engana. Eu sou observador, não fuxiqueiro.

- Ah ta, desculpa aí então. Da próxima vez que eu ganhar um apelido, eu te aviso ok?! – ironizou Sakura.

 - Obrigado. – ironizou também Sasuke como resposta.

- Convencido.

- Você que é convencida! – e o moreno fez beicinho para a rosada.

Já passavam das duas da manhã e aqueles dois não tinham nem se movido, ainda estavam ali, um olhando para a cara do outro e olhando a festa.

Uma música começou a tocar enquanto Sakura pegava no sono. “Skydive”. A única música que a rosada vira o moreno cantar. Ela já tinha escutado a música anteriormente, mas nada era tão novo para ela quanto ver Sasuke cantar. Sakura não sabia se estava sonhando ou se aquilo era real, só lembrava-se de uma voz masculina dizendo que a levaria para seu quarto em segurança.

Sakura já estava no colo de Sasuke adormecida, quando sentiu que estava subindo as escadas. A última coisa que sentiu foi alguém deitando ao seu lado, deixando um beijo em sua testa e dizendo um “Boa noite Saky...”. E então, ela adormeceu de vez.


Notas Finais


https://www.facebook.com/monbebe.bunnie
https://www.instagram.com/monbebe.bunnie/
https://www.wattpad.com/user/Nara_Temari
Essa fic tb tem no Wattpad hein ^.^

GENTEEEE
Uma ideia rapidão
Se vocês quiserem que eu faça uns capítulos bônus para falar um pouco mais sobre cada casal, é só sugerir.
Até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...