História N.E.R.D - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony, One Direction, Taylor Swift
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Harry Styles, Lauren Jauregui, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Normani Hamilton, Personagens Originais, Taylor Swift, Zayn Malik
Tags Ficção, Fifth Harmony, One Direction, Romance
Exibições 125
Palavras 1.128
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 9 - Capítulo 09


Fanfic / Fanfiction N.E.R.D - Capítulo 9 - Capítulo 09

||Hanny Blake||

E aqui estou eu no meu quarto junto com Taylor que insistiu que eu me arrumasse e disse que seria bom eu me divertir um pouco. Ok!

Já se podia ouver à musica do andar de baixo. Niall disse que minha mãe permitiu que ele fizesse uma festa desde que não deixasse a casa uma zona. Eu liguei à ela pra ter certeza de que ele estava falando a verdade e por mais que eu não queira admitir mas ele estava.

- Volto logo! Não saí daqui! - Taylor diz e saí pela porta. Como não queria ficar trancada no quarto resolvo ir dar uma volta pra ver como estava as coisas no andar de baixo.

Saio do meu quarto e tranco à porta para não ter visitas inesperadas. Sabe como são os adolescentes. A festa mal tinha começado e já haviam adolescentes se pegando no corredor da minha casa. Ug!

Desço as escadas com certa dificuldade pois tinha muita gente acampada nela. Vou até a cozinha e vejo a mesa cheia de garrafas de bebidas. Não sou de beber mas sempre tem uma primeira vez não é?

Pego uma garrafa e vejo que era vodka, pois li o nome no rótulo. Pego um copo e encho o mesmo. Levo a bebida até os meus lábios e tomo um gole e sinto o líquido descer queimando na minha garganta. Faço careta no início, mas depois fico com mais vontede de tomar.

Vejo a cozinha cheia de adolescentes, alguns conversavam e outros apenas pegavam suas bebidas e saiam. Eu já estava tomando o meu sexto copo de vodka, mas parece que aquilo não fez efeito em mim. Não me sentia bêbada. Estranho! Saiu da cozinha e caminho até as escadas, quando estou indo pro meu quarto alguém esbarra em mim e derruba bebida em mim. Olho ora pessoa e estremeço.

- Desastrada! - diz e vejo que sua camisa estava suja também.

- Desculpa se não vi você. - Murmuro e ele bufa. - Posso dar um jeito nisso. - digo mordendo o lábio. Definitivamente eu estou bêbada, por que se não estivesse não ofereceria ajuda.

- Pode ser. - Harry diz e eu ando até o meu quarto pois tenho certeza de que o banheiro do corredor está ocupado.

Destranco a porta do quarto e entro. Vejo que Harry olha pra cada detalhe do meu quarto.

- Achei que brincasse com bonecas ainda! - diz rindo. Eu nunca vi o Harry rir e posso dizer que seu riso e fofo.

- Não brinco com bonecas. Vem aqui fica o banheiro.- digo e ele me acompanha até o meu grande banheiro.

- Tem uma casa bonita! - diz e concordo. Pego numa toalha que fica no armário embaixo da pia.

Molho um pouco a toalha e começo a passar meu vestido e vejo que não está tendo resultado. Suspiro frustrada e Harry me observa calado.

- Deixa que eu faço isso. - diz e eu até penso em negar mas não consigo. Ele chega perto de mim e me levanta colocando suas mãos na minha cintura e eu mesmo estando com o tecido do vestido tapando minha pele arrepio.

Harry me senta na pia e eu olho pro ponto fixo atrás de mim. Ele passa a toalha pela mancha da bebida delicadamente. Olho pra ele e vejo seus olhos concentrados no meu corpo. Ele larga a toalha e suas mãos passeiam da minha coxa pra minha cintura.

- H-Harry o-oque está f-fazendo? - perguntei gaguejando e ele apenas se aproxima mais de mim.

- Fique quietinha meu amor! - diz contra meus lábios e eu fecho os olhos por um momento.

- E-Eu n-não q-quero. - digo gaguejando. Na verdade eu quero muito. Eu quero ele. Acho que to bêbada mesmo.

Harry coloca sua mão por baixo do meu vestido e passa pela minhas coxas e eu fecho elas automaticamente. Ele ri e afasta minha pernas e coloca a mão sobre mimha intimidade e eu suspiro.

- Mas não é o que seu corpo diz! - ele fala e eu tento protestar.

Mas já era tarde demais. Ele cola seus lábios nos meus e sua língua explora cada canto da minha boca. Levo minhas mãos até seu pescoço e ele me pega no colo e eu entrelaço minhas pernas na sua cintura. Ele sem abandonar minha boca me deita na minha cama e sobe o meu vestido tirando do ele do meu corpo. Seus olhos verdes me olhavam com luxúria e desejo e eu corei. Ele tira suas roupas e fica apenas de boxer e me pego admirando seu corpo. Harry fica no meio de minhas pernas e começa a beijar meu pescoço e deixa algumas marcas pelo mesmo. Eu arranhava suas costas com minhas unhas. Já não podia mais voltar atrás, por mais que eu pareça uma vadia agora, o desejo já tinha tomado conta do meu corpo.

Harry desce seus beijos até meus seios e tira meu sutiã, faço menção de tapa-los mas ele não deixa. Ele começa a chupar meus seios e eu gemo. Não como uma cadela, mas apenas gemo baixinho. Ele faz o mesmo no outro e sinto nossas intimidades se roçarem e suspiro assim como Harry. Ele leva suas mãos até a barra da minha calcinha preta de renda e eu fico nervosa.

- Sei que é virgem, não precisa ficar com medo meu amor! - diz e eu assinto.

Ele tira à última peça de roupa presente nos nossos corpos e fica entre minhas pernas, ele me beija e eu gemo ao sentir seu ENORME membro entrar lentamente dentro de mim. Harry geme e eu fecho os olhos pois a dor é horrível.

Depois de um tempo a dor ja não é mais tão intensa e eu peço a ele pra se movimentar. Suas estocadas era lentas e eu estava sentindo todo o prazer tomar conta do meu corpo me fazendo arranhar as costas do Harry e ele parecia não se importar pois não reclamou.

- Oh tão apertada! Ah Hanny! - ele gemia alto. Se não tivesse musica alta escutariam seus gemidos de longe.

Ele acelera os movimentos e eu gemo alto. Harry começa a me beijar pra abafar os gemidos e eu mordo seu lábio o fazendo soltar um gemido de dor. Beijo seu lábio em forma de carinho e ele sorri. Depois de algumas investidas de Harry eu chego ao meu orgasmo e Harry vem depois de mim. Ele caí ofegante ao meu lado e eu sinto meus olhos pesarem. Harry me puxa pra eu me deitar no seu peito e me abraça. Fecho os olhos e deixo o cansaço me levar.

- Eu te amo! - sussurra mas eu ouço e continuo de olhos fechados.

Quê?


Notas Finais


Olá! Então, o que acham??? Intrigante não?!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...