História Nescau x Toddy - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Calcinhas, Nescau, Toddynho, Tomate
Exibições 17
Palavras 1.670
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


ATENÇÃO: O nosso maravilhoso capitulo de hoje é narrado pela nossa querida Elisabeth
Espero que aproveitem, foi muito divertido fazer o capitulo.
Acho que até vou colocar ela de narradora mais vezes...

Capítulo 4 - A festa de dia das bruxas mais estranha de todas


Fanfic / Fanfiction Nescau x Toddy - Capítulo 4 - A festa de dia das bruxas mais estranha de todas

Eu tenho muitas lembranças boas do nosso relacionamento, eu tinha muitas risadas, muitos presentes, muitos beijos...
oh deuses, o que eu estava dizendo? Ah sim. Eu tinha muitas lembranças boas, mas a festa de aniversário com tema de dia das bruxas que tivemos na casa do Spark com certeza foi a melhor delas. E eu nem vou dizer o por que, você vão descobrir por vocês mesmos. Vamos nessa.

Como um dos nossos melhores amigos e cupido de um dos melhores relacionamentos da minha vida (até o dia do acidente), é óbvio que iríamos fazer uma festa "top", (meu deus eu matei uma fada), eu e Lou tínhamos planejado nossas fantasias fazia alguns meses já que de todas as festas que tínhamos que ir o ano todo, a de Spark era a melhor. Eu estava planejando em ir de Sally e ele iria de Jack, de O Estranho Mundo de Jack, bem clichê não acha? Mas queríamos juntar clássicos, e eu iria de Sally, a noiva, enquanto ele iria de Jack, the Viktor (nome feio né? foi ele que escolheu) e assim formaríamos "The corpse's nighmare before xmas", ia ser legal e tudo, na verdade foi maravilhoso.

Eu estava muito animada, eu acordei cedo para observar o maravilhoso trabalho que eu e ele tínhamos feito com as fantasias, eu desci as escadas e fiz o café da manhã, já que minha mãe estava em uma viagem de negócios, minha irmã já tinha ido pra escola e devia ter pegado o dinheiro da pizza pra tomar cafá, o que é uma pena já que ela ia passar a noite sozinha. Assim que sentei na mesa eu liguei pro Louis.

- AAAALO?- ele atendeu- CÊ TÁ ME ESCUTANDO? CÊ QUE GANHAR OQ?

- PLEISTEIXON 2.

E os dois começaram a cantar o melhor remix de funk brasileiro que você respeita, assim que acabamos com o circo, resolvi perguntar sobe a festa.

- Não esta animado?

- Sim, bastante, mas eu, Spark e Nathalie vamos passar a tarde arrumando a festa.

- Eu posso ir?

- Não, já está cheio de mais aqui - na mesma hora, eu ouvi o barulho de algo se quebrando do outro lado da linha- eeee, muito bagunçado, mas você pode ajudar de outra forma.

-Como?

- Vou pedir para o Scar e a Haru passarem ai, vocês irão pegar as comidas e bebidas, e eu acho que vcs vão precisar achar uma garrafa em formato de caveira.

- Onde eu vou achar isso?

- Não se preocupe, eu vou passar a lista de coisas e os lugares onde vocês podem pega-los. Lembrando que a partir de agora vocês tem 5 horas pra conseguir tudo.

- Mas a festa começa 7 horas.

- Imagino que não tenha olhado no relógio.

E com um instinto de "vai dar merda" eu olhei o relógio, 14 horas, COMO ASSIM EU TINHA ACORDADO TÃO TARDE? Eu estava muito atrasada pra tudo.

- Pffff, claro que olhei, eu estava brincando,.

- Aham, vou desligar.

- Louis, espera eu...

Ele já tinha desligado, que droga, alguns minutos depois chegou uma mensagem com tudo que nós tínhamos que pegar durante a tarde, minha preocupação de que não ia dar tempo de voltar pra casa e preparar minha maquiagem se dissipou quando eu olhei a quantidade de coisas da lista.

-Bolo de aniversario

- comidas em geral ( os docinhos estão no mesmo canto do bolo, de resto vão ter que ir no mercado pegar)

-bebidas em geral

-uma taça em forma de caveira (ao lado do mercado)

- preciso de peruca e tinta spray rosa

-uma abóbora

Bem simples e fácil de se comprar, eu subi as escadas e troquei minha roupa. Alguns minutos depois eu ouvi uma buzina e a voz de Haru me chamando, peguei minhas chaves e corri pra fora, tranquei a casa e entrei no carro de Scar. Que foi o primeiro a me cumprimentar

- Ola moça, tudo pronto?

- Sim - respondi com um sorriso animado- Oi pra você também Haru.

- FALA VIADO - ela disse sem tirar os olhos do celular. Scar deu a partida e partimos em direção ao centro da cidade.

Depois de um tempo, Scar resolveu se pronunciar.

- Então... louis mandou a lista para todos nós e disse que o bolo tem que ser pego por último, mas eu preciso resolver umas coisas sobre a minha fantasia.

- Tipo?- perguntei

- O idiota perdeu a peruca que ia usar pra fazer o Gandalf. - disse Haru, ainda sem tirar os olhos do celular

- E-eu não perdi eu só...

- O que você tanto tecla nesse celular?- perguntei para o Haru

- *risada debochada* eu e o Louis estamos dando uma de cupido para o casal Spartalie, que é formado pela Nathalie e o Spark.

Eu dei uma risada, a tempos que eu queria ver aquele casal junto a muito, mas muito tempo. Eles eram perfeitos um para o outro mas nunca viam isso.

*3 horas depois*

Depois de ter passado boa parte da minha tarde com as duas pessoas mais malucas do mundo, eu voltei pra casa, faltando duas horas para começar a festa. Durante tarde, Louis havia me mandado fotos da decoração e tinha ficado fabulosa, tinha até uma maquina de fotos em formato da T.A.R.D.I.S., estava tudo perfeito.

A não ser pelo fato de que eu estava atrasada com a minha maquiagem, assim que cheguei em casa, mais ou menos as 17 horas, minha irmã me pediu para ajudar com sua lição de casa, o que levou 1 hora do meu precioso tempo. E minha maquiagem não estava pronta, então usei meu último recurso, eu liguei pra Julia.

Ela chegou 5 minutos depois que eu liguei e ela estava linda, resolveu usar a fantasia de Malévola, e ela tinha ASAS.

- Você esta maravilhosa, entra..

Assim que ela entrou começou a tirar sua maquiagem de dentro da bolsa e começou o serviço de reboco. Em menos de 30 minutos eu estava pronta.

- Você é minha fada madrinha.

- Eu sei que sou incrível.

Eu me vesti e nós duas fomos para a festa.

Chegando lá, me senti em uma casa mal assombrada, sério, a casa estava decorada perfeitamente e as pessoas estavam com fantasias maravilhosas. Eu entrei na casa, tudo estava ainda mais bonito por dentro, as luzes davam ao ambiente um sombrio, estava tocando "i got no time" e quando eu olhei pro meio da pista de dança, tinha alguém em um terno vitoriano super fofo, que reconheci como minha criação, e essa pessoa estava dançando como se não ninguém o olhasse. Eu caminhei até ele, que rapidamente notou minha presença, e sorriu para mim.

- A minha mina, me daria a honra de dançar comigo?

- Eu não sou sua mina e não estamos em um baile, mas eu aceito sim.

O resto da noite foi apenas danças, comida pra cara*&@ e muitas risadas, em determinado momento Louis, Haru, Spark e Scar entraram na pista de dança e começaram a dançar loucamente, o que foi difícil já que Spark estava fantasiado de hamburguer zumbi (não me pergunte de onde ele tirou isso), depois veio a famosa hora dos parabéns, mas como eu, Louis e Nathalie já tínhamos assaltado os doces, resolveram apenas cortar o bolo e servir, e o bolo tinha o formato perfeito da estrela da morte, fiquei até com pena.

Enquanto eu, Louis, Haru e Nathalie dançávamos, Nathalie pediu licença por alguns minutos.

- Aonde vai? - Louis perguntou.

- Entregar o presente de alguém muito especial.

E com essas palavras, Nath se dirigiu até aonde Spark e lhe deu o maior beijo que eu ja vi, de repente sussurrou algo no ouvido dele e os dois sumiram escada acima. Eu soltei um grito e Louis saiu pela sala gritando, a festa voltou ao seu embalo alguns minutos depois e quando Louis finalmente havia sentado perto de onde eu estava, ele disse.

- Quer ver o quarto onde vamos ficar?

- Vamos dormir no mesmo quarto?

Ele deu de ombros, se levantou e estendeu sua mão esquerda para mim, colocando a direita no bolso e fazendo um punho dentro dele.

- Só vem comigo.

E nós subimos as escadas, nós ficamos no quarto dos pais do Spark que naquele momento estava totalmente decorado com bruxas, fantasmas e teias de aranha, os pais dele iriam assassina-lo assim que soubessem disso.

- Que medo - eu disse

- Fui eu que decorei sabe?

Eu soltei uma risada

- O Spark sabe disso?

Louis tentou se fazer de inocente, não conseguiu.

Eu sentei na beirada da cama e ele fechou a porta, eu senti meu corpo ficar tenso, ele se sentou do meu lado e eu cheguei um pouco mais perto dele, ele me puxou para si e começou a be beijar, ja estávamos ficando fazia alguns meses, mas senti algo diferente naquele beijo, eu senti ele subindo um pouco a minha blusa, mas parou de repente e interrompeu o beijo.

- Olha eu sinto que essa coisa de "ficar" com você é muito estranho - ele começou- e acho que  a gente deveria parar com isso,

Eu fiquei pasma, e eu achando que, iríamos além daquilo. Eu tentei me defender.

- L-louis eu..

Ele fez sinal para que eu parasse de falar e tirou uma caixa do bolso.

- Lembra quando nós dois fomos ao shopping e você ficou olhando aquele colar com a borboleta azul?

Eu fiz que sim com a cabeça e em seguida ele tirou o colar da caixinha, o colar da borboleta azul.

- Louis...

- Isso é um jeito gay e sem classe pra pedir que você namore sério comigo.

Como vocês devem imaginar eu aceitei e aquele deve ter sido o melhor beijo de todos e talvez a melhor noite de todas.

Mas como fica o Spark e Nathalie? Como o Spark foi o nosso cupido? Acho que vou deixar o Louis contar isso, eu ja estou muito cansada.

Lizzie sai.


Notas Finais


MEU DEUS QUE CAPITULO É ESSE JESUS
VOU BOTAR A LIZ PRA NARRAR MAIS VEZES


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...