História Neve de Verão - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, JR, Mark, Personagens Originais, Youngjae, Yugyeom
Tags 2jae, Got7, Jackbam, Markjin, Markson, Yaoi, Yugbam
Exibições 593
Palavras 3.073
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Fluffy, Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Chegay com o último capítulo de Neve de Verão que demorou horrores para sair.
Mas não foi por preguiça nem nada, como eu expliquei, estava sem notebook de novo e não estava conseguindo escrever pelo celular pelo fato de que o último capítulo precisaria ser complexo e eu não estava conseguindo fazer isso pelo celular.
Mas eu acabei desistindo, ainda não consegui comprar o carregador do notebook e sabia que vocês queriam a finalização da estória, por isso fui pelo celular mesmo e aqui estou eu.

Como sempre, não revisei, desculpem, e não desistam de mim.

AH, CÊS VIRAM TAMBÉM QUE EU E A BABYBAM CRIAMOS UM PROJETO CHAMADO STARTER? Ele é onde um grupo de autores se juntam e postam fanfics todos os dias 14 dos meses com o mesmo tema - que muda todo mês - e couples diferentes. Qualquer autora pode participar e se você quiser e só chamar na dm! E se quiserem ler as fics desse mês é só irem na tag Starter

Enfim, não me despedir da fanfic aqui, só nas notas finais então

VAMOS LER

Capítulo 14 - A neve trás o começo do verão


- Youngjae! - Jaebum gritou do andar de baixo - Vamos logo, o show começa daqui a pouco! - Youngjae revirou o olhos e terminou de abotoar sua camisa personalizada com o logotipo do ATK.

Foi até a cama e pegou seu lightstick, seu cartaz escrito 'JackBam is real' o outro escrito o nome do grupo, pegou sua câmera profissional para fazer fancam e por fim pegou o celular, identidade e dinheiro. Desceu as escadas sorrindo com o vento enquanto Jaebum reclamava no primeiro degrau.

- Por que tanta pressa? - Youngjae perguntou enquanto colocava seu cachecol no pescoço e sorria maroto.

- Por que o show começa em meia hora e estamos atrasados! - Agora vamos logo - Takuya, vem! - Jaebum puxou Youngjae pelo braço em direção a porta, mas foi interrompido pelo irmão que veio da sala.

- Está vindo algo do tipo nevasca para cá, a cidade está sendo fechada e o noticiário disse que todos devem ficar em suas casas por segurança. - Takuya explicou cabisbaixo - A JYP lançou um comunicado pelo fancafe e Twitter avisando do cancelamento do show. - Completou vendo as expressões dos outros dois irem caindo para algo chateado.

- Isso é uma falta de respeito! - Youngjae tirou o cachecol e o tacou no rosto de Jaebum - Logo no dia do show mais importante para o ATK essa nevasca resolve aparecer. É uma falta de respeito! - Reclamou batendo o pé com força no chão.

- O jeito é ficarmos em casa jogando vídeo-game! - Jaebum sorriu animado e levantou a mão para que seu irmão fizesse um high five consigo, mas o loiro não correspondeu. - O que? Sou o único animado por ficar em casa?

- Só cala a boca, Jaebum, só cala a boca. - Youngjae disse enquanto era abraçando pelo ombro por Takuya e iam os dois para a sala.

- Ninguém me entende! - Jaebum jogou os braços ao lado do corpo e seguiu os dois.

Quando Youngjae estava prestes a se jogar no colo do namorado e se preparar para uma noite tediosa e longa, a campainha da casa tocou e ao constatar que nem Jaebum e nem Takuya iriam atender, levantou-se e foi até a mesma.

- Yugyeom? - Youngjae franziu a testa ainda segurando a porta ao dirigir o foco de seu olhar para o ser alto parado na frente de sua casa - O que está fazendo aqui no meio de um início de tempestade de neve?

- Eu não tive tempo de olhar nos jornais antes de sair. - Yugyeom sorriu fraco ainda parado no jardim cheio de neve enquanto era coberto pela mesma. - Eu… posso entrar? Só preciso de um lugar para sentar e de um colo amigo. - Continuou.

Youngjae continuou em silêncio tentando assimilar o fato do manager estar na sua porta do nada até perceber que ali estava frio e que aquilo acabaria não fazendo bem a nenhum do dois então puxou o mais novo pelo braço o levando até a sala onde Jaebum tentava fazer com que o irmão mais novo aceitasse jogar algo com ele, mas o mesmo estava desanimado por não poder conhecer o 'Joonjae' que tanto Jinyoung havia falado.

- Que é que esse dai estar fazendo aqui e por que você está praticamente abraçando ele, Youngjae? - Jaebum disse ao notar Yugyeom ali.

-  Jaebum, sua boca é maravilhosa para fazer várias coisas. Mas no momento, ela seria ótima calada! - Youngjae respondeu sentando no sofá com Yugyeom na sua cola. - Mas então, Yugie, o que houve?

- Triângulo amoroso, e não foi eu quem ganhou. - O mais novo se jogou no colo de Youngjae e Takuya segurou o braço de Jaebum para que o mesmo não jogasse o controle do vídeo game em Yugyeom.

- Oh, Yugie, tadinho de você. Mas não fica assim, tenho certeza que a pessoa vai se arrepender de ter te perdido! - Youngjae disse, passando seus dedos pelos cabelos de Yugyeom.

- Por que? Você se arrependeu de não ter dado para ele? - Jaebum ironizou e Takuya beliscou o irmão.

- Jaebum, sabe a esquina? Pois é, vai ver se minha mão bate na tua cara daqui até lá! - Youngjae exclamou e antes que alguém pudesse falar alguma outra coisa a campainha tocou outra vez e Jaebum levantou emburrado para atender.

Jinyoung estava em frente à porta com uma embalagem de bolo na mão e um sorriso bobo no rosto que logo se tornou um franzi de testa.

- Que cara feia é essa? Não transou ontem à noite? - Fez uma expressão fechada, mas logo voltou a sorrir.

- Eu não, mas parece que você sim! - Jaebum deixou-se sorrir de forma marota, pronto para fazer suas piadas maliciosas quando uma vã parando em frente à casa o interrompeu.

A porta se abriu e três garotos muito bem vestidos desceram por ela, começando a fazer o caminho até onde os dois estavam. Jaebum tinha os olhos arregalados por reconhecer quem eram e Jinyoung sorria mais bobo ainda.

- Hey Jinyoungie. Está aqui também? - Bambam contastou animado. - E quem é essa maravilhosa espécime humana? - Dirigiu sua atenção para Jaebum que logo estufou o peito e sorriu.

- Sou Jaebum, e admiro muito o trabalho de vocês. - Animou-se - Mas o que estão fazendo aqui, e como conhecem o Jinyoung? - Perguntou curioso.

Jinyoung olhava para Mark que tentava desviar da atenção do outro e isso nao passou despercebido para si, mas seu coração estava tão animado que apenas ignorou o fato.

- Estamos procurando um amigo. - Jackson respondeu tentando segurar a mão de Bambam que ainda admirava a beleza de Jaebum.

- Amigo? Que amigo? - Jinyoung saiu de seu transe e perguntou. Achava que Mark tinha ido até ali depois do cancelamento do show apenas para vê-lo, mas pelo visto não era bem assim.

- Yugyeom, nosso amigo manager, ele sumiu desde ontem à noite e estamos muito preocupados. - Mark disse suas primeiras palavras e Jinyoung franziu a testa. Peças eram formadas em sua cabeça, mas não pareciam fazer sentindo.

- Ah, esse ser esta aqui sim. Lá na sala deitado no colo do meu namorado enquanto lamenta ter perdido em um triângulo amoroso. - Jaebum disse saindo do lugar que estava - Podem entrar e tira-lo de lá. Meu ciúmes irão agradecer!

Jackson sorriu por saber que o outro era comprometido e por entender o sentimento do mais velho. Os três entraram e começaram a conversar sobre alguma coisa deixando Jinyoung e Mark ainda na porta.

- Um triângulo amoroso? - Jinyoung não sorria mais, seu rosto que estava pincelado por flocos de neve agora tinha uma expressão indecifrável e Mark a indentificou como a mesma da noite anterior. - Estamos em um triângulo amoroso não estamos? Eu, você e o seu manager, não é?

Mark não respondeu, por que ele sentia uma imensa vontade de entrar, abraçar Yugyeom e não deixá-lo ir embora. Queria ficar com o mais novo, queria beija-lo e dizer que não iria o abandonar. Mas Mark também queria ficar ali, na presença reconfortante de Jinyoung, abraçar ele e pegar em sua mão enquanto o pede em namoro.

Era difícil escolher, difícil saber quem Mark gostava mais e no final voltou a sentir que não merecia ficar com ninguém e que havia nascido para ficar sozinho.

- Mark, diz alguma coisa! - Jinyoung pediu, mas soou como se implorasse por uma solução. - Ele perdeu no triângulo amoroso mesmo? Ou eu perdi?

- Eu não sei. - Mark o olhou nos olhos e suspirou deixando o ar gelado sair de sua boca. - Eu realmente não sei o que estou sentindo ou de quem gosto mais. Eu não sei o que fazer, eu não quero te perder e não quero perder ele. Eu… Eu acho que amo os dois. - Completou se virando e se sentando no batente da porta sem se importar com a neve ou com o frio.

Jinyoung observou o topo da cabeça de Mark ser preenchida pela neve branca enquanto tentava assimilar a revelação do mais. Então suspirou e se sentou ao lado do mesmo, tirando a luva da sua mão e a enlaçando com a mão do outro que por algum motivo estava desnuda. Eles não se olhavam, apenas sentiam o toque da mão um do outro e observavam a rua à frente.

- Eu preciso de um tempo. - Mark ditou virando sua atenção para o rosto de Jinyoung - Eu preciso saber de quem sinto mais falta, só que não posso deixá-lo ir embora assim como não posso te deixar afastar de mim.

- Você é tão confuso, Mark Tuan. - Jinyoung se virou para o outro que sorriu pela primeira vez na noite tirando o mesmo do moreno.

Em sincronia, os dois se curvaram e fizeram com que seus lábios gelados se encontrassem em um beijo calmo e sem pressa. Precisavam daquilo como nunca antes.

- Você tem que impedir seu outro amor de ir embora e aqui está frio pra caralho, então, vamos entrar? - Jinyoung pediu ao fim do beijo enquanto ainda estavam com os rostos colados e Mark sorriu confirmando com a cabeça.

Ao chegarem na sala tiveram a visão de um Youngjae abraçando Jackson e Jaebum ao mesmo tempo enquanto os mesmos tiravam fotos e sorriam. Jaebum estava com a cara fechada num canto ao lado de Takuya que sorria e Yugyeom estava alheio a situação sentado no sofá.

Jinyoung foi até o amigo e os dois deram gritinhos de fanboys e quando Youngjae estava prestes a ir saudar Mark, o amigo o segurou e continuaram tirando fotos.

Mark foi até o sofá e se sentou ao lado de Yugyeom fazendo a mesma coisa que Jinyoung havia feito consigo há uns minutos, enlaçou seus dedos aos do mais o fazendo olhar para si e desviar a atenção no mesmo segundo. O garoto tentou soltar-se dos dedos possessivos do mais velho, mas apenas teve um maior aperto.

- Eu não posso te deixar ir, Yug. - Mark falou alto o suficiente para que apenas os dois ouvissem. - Não posso e não vou deixar você ir. - Continuou.

- Mas você deve. Não é como se você sentisse algo por mim, então deve me deixar ir. - Yugyeom se levantou e mesmo sem conhecer a casa, foi andando até o que pareceu ser a cozinha sentindo que Mark estava atrás de si.

- Quem disse que eu não sinto nada por você? - Segurou o braço do mais novo quando estavam no meio da cozinha. - Eu gosto, e muito. Sinto um sentimento meio louco, quero te abraçar, te puxar para mim, te beijar e principalmente nunca te deixar ir embora. - tentou explicar mais sentiu que havia falhado na missão ao ver a expressão confusa de Yugyeom.

- Mas você estava fazendo tudo isso com outra pessoa, e essa outra pessoa está lá na sala. - Yugyeom tirou seu casaco e o jogou em qualquer canto. Mark observou o peito coberto por apenas uma regata e desceu seu olhar para o braço esquerdo do garoto onde uma meia lua estava desenhada como sinal de nascença.

- É, eu estava. Por que eu sinto o mesmo pelos dois! - Explicou.

- Você não pode amar os dois, Mark, isso é impossível! - Yugyeom praticamente gritou e o mais velho se aproximou o agarrando pelos braços.

- Mas eu amo, okay? Amo ele pra caralho e te amo na mesma intensidade e eu não quero perder nenhum dos dois e por isso não vou deixar você ir embora! - Mark disse no mesmo tom que o mais novo e o abraçou enfiando seu rosto no peito do outro que exitou um pouco, mas logo o rodeu com seus braços.

- Eu gosto tanto de você Mark, sou apaixonado por você desde quando te vi pela primeira vez. Mas eu não posso te dividir com outra pessoa. Não suporto nem imaginar que seus lábios tocaram os dele antes de beijar os meus. - Yugyeom explicou ao afastar Mark de si. - E por isso eu preciso ir embora, te deixar seguir em frente com outra pessoa. Eu mesmo preciso seguir em frente, e me deixar amar um outro alguém. - Se abaixou e roçou seus lábios aos de Mark que fechou seus olhos e sentiu seu coração acelerar. .

- Eu não vou me sentir completo sem você, Yug, eu necessito de você pra enfrentar tudo. - Mark sussurrou ainda de olhos fechados.

- Você já tem um outro alguém para te fazer feliz, Mark. E eu tenho certeza que ele irá conseguir. - Explicou afastando seus lábios dos do outro e no mesmo momento Mark arregalou os olhos e levou sua mão ao pescoço de Yugyeom o puxando para ficar próximo novamente.

- Eu não quero te perder - Mark abaixou o tom de voz junto com seu corpo que lentamente foi jogado no chão. Yugyeom se abaixou junto a ele e respirou fundo ao engolir todas as suas lágrimas. - Você é meu apoio, meu porto seguro. É quem sempre esteve comigo desde quando me atrevi a tentar ser um idol, você é a criança rebelde que agarrou minha mão há anos atrás quando pensei em desistir de tudo. Foi você quem me tirou de um poço sem fundo. Eu amo você , Yug, e não posso te perder! - Aquilo era dito em sussurro e entre lágrimas, mas Yugyeom pode ouvir cada sílaba e por isso ele deixou sua guarda ser abaixada abraçando o corpo de Mark de forma que não pretendia soltar.

E entre aquelas lágrimas e embalos do corpo de Mark em seus braços, Yugyeom olhou para cima e encontrou Jinyoung parado na porta, seu rosto também era banhado de lágrimas e o Kim soube que não poderia deixar nem Mark e nem aquele garoto que mau conhecia, por que os dois mesmo sendo mais velhos que si, pareciam ser mais frágeis e necessitavam de uma mão que os colocassem nos lugares certos.

Então Yugyeom abriu seus braços e chamou o moreno para se juntar ao abraço, sorrindo para o mesmo quando ele parecia não ter certeza se deveria ou não se juntar, mas logo deu alguns passos e foi abraçado pelo mais novo enquanto abraça Mark e um pedacinho de Yugyeom.

Não era algo da escolha deles o fato de quem amavam, amava duas pessoas, amavam eles dois e por isso aceitaram silenciosamente tentar ver o por que daquele amor e por que não se amar também?

Yugyeom sorriu com a possibilidade, e olhou para o braço de Jinyoung que rodeava o seu. Tinha uma marquinha ali, de meia lua, pensou que já a tinha visto antes, mas quando não lembrou de onde, apenas deu de ombros e voltou o foco ao momento.

- É festa aqui ou encontro anual de nevascas? - Jaebum perguntou ao abrir a porta depois da campainha ser tocada mais uma vez e encontrar Daein e um garoto alto e magro pelo qual não conhecia.

Os dois franziram a testa e Jaebum revirou os olhos ao dar espaço para entrarem e seguirem para a sala onde todos estavam jogados em algum canto, Youngjae que conversava com Jackson e Bambam logo se animou ao ver os amigos e Jinyoung que voltava da cozinha com Mark e Yugyeom e quando viu o garoto alto deu pulinhos de alegria e saiu correndo.

- Takuya, vem cá, cuida vem! - Chamou o garoto que estava encarando descaradamente o garoto alto. - Esse aqui é o Joonjae, Joonjae esse aqui é o Takuya. - Apresentou os dois.

- Muito prazer, Takuya. - Joonjae estendeu a mão sorrindo e Takuya estendeu a sua de volta o cumprimento silenciosamente.

- Então, o que vocês dois estão fazendo aqui e o que tem nessas sacolas? - Jaebum perguntou agora sentando no chão com Youngjae entre suas pernas.

- Bom, como o show foi cancelado e depois me expliquem por que o ATK 'ta na sala, e sabíamos que os pais do Jae viajaram, resolvemos comprar cerveja, soju e frango pra a gente beber. - Daein levantou as sacolas. - E então?

- Pode passar para cá! - Jinyoung se animou já pegando uma sacola e abrindo um fardo de cerveja para entregar a cada um ali.

Joonjae se juntou a Takuya no canto da sala e começaram a conversar, Youngjae e Jaebum trocavam beijos e carinhos no chão, Bambam e Jackson se acarinhavam. Jinyoung ouvia a conversa baixinha entre Mark e Yugyeom enquanto Daein havia se sentando do lado do mais novo e prestava um pouco de atenção no garoto.

- Eu não vou te abandonar - Yugyeom disse - Mas você precisa ficar com o Jinyoung. Irei seguir em frente, com outra pessoa, mas não irei deixar nenhum dos dois. - Explicou e quando Mark sorriu, ele também sorriu junto a mão de Mark que agarrou a de Jinyoung.

- Prazer, sou a 'outra pessoa' - Daein se apresentou para Yugyeom e o mesmo gargalhou se apresentando e começando uma calorosa conversa.

- Isso foi meio louco - Jaebum disse ao se deitar na cama depois da bebedeira acabar.

- O que foi meio louco? - Youngjae perguntou ao se jogar ao lado do namorado e ser abraçado pela cintura.

- Eu ter vindo morar aqui, conhecermos o ATK, meu irmão está morando aqui, seus pais gostarem de mim e nós começarmos a namorar. - Deu um leve selinho nos lábios de Youngjae ao fim da explicação - Isso tudo não é meio louco? - Deu outro selo.

- É, sim, completamente louco. Como foi que você disse mesmo? - Franziu a testa enquanto tentava lembrar - Ah é mesmo, é como neve no verão. - Sorriu e Jaebum sorriu junto.

Seus lábios voltaram a se encontrar, desa vez com um beijo mais demorado entre uma disputa de línguas e toques gostosos que um dava no outro.

Lá embaixo os outros conversavam, alguns dormiam e outros estavam igual eles. Entre carinhos e beijos gostosos.

E foi assim que a nevasca foi embora da cidade junto às férias de inverno, dando espaço para o verão e quem sabe a também novos momentos que se assemelhavam a neve no verão? Quer dizer, nunca se sabe não é mesmo?


Notas Finais


Acabou, pois é.
Mas cês viram que o negócio dos irmãos ficou em aberto? Pois é, é por que pretendo fazer dois extras, um com isso e outro com outra coisa 🌚
Mas é, de fato Neve de Verão acabou, entre milhões de atrasos, comentários lindos e maravilhosos que me motivaram, leitores antigos e novos que me apoiaram e não desistiram de mim, favoritos e até os leitores fantasmas.
Eu amei cada segundo que passei escrevendo Neve de Verão, e amei o fato de vocês estarem comigo.
Eu agradeço cada momento e eu prometo que nunca vou esquecer dessa fic.
Obrigada e espero encontrar vocês em cada projeto futuro meu.

É isso meus queridos leitores, até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...