História Never Be Alone - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cameron Dallas, Magcon, Shawn Mendes
Personagens Aaron Carpenter, Cameron Dallas, Carter Reynolds, Christian Collins, Crawford Collins, Jack Gilinsky, Kian Lawley, Matthew Espinosa, Nash Grier, Personagens Originais, Shawn Mendes, Taylor Caniff
Tags Cameron Dallas, Fbi, Magcon, Shawn Mendes
Exibições 276
Palavras 965
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Mais uma brincadeira de Shouise que acaba na piscina akskakskaska Ficou pequeno. Não achei que esse cap tenha ficado tão bom como os outros mas prometo que o próximo vai ficar FODÁSTICO. Amo vocês. <3 xx Kah

Capítulo 16 - Joke


Louise Scott Allen Point Of View

Me olho no espelho, analisando a minha roupa. Estava adequada para conhecer os amigos do namorado? Eu não sabia responder essa pergunta devido ao nervoso. Um short de cintura alta preto e uma regata soltinha cinza. Prendi o cabelo em um rabo de cavalo e por sorte consegui cobrir as marcas que Shawn havia deixado em meu pescoço.

Parei na porta do quarto ouvindo as risadas. Eles chegaram há um certo tempo e pelo cheiro que eu senti, estavam fazendo o almoço. Fiquei parada um tempo mexendo no celular e tomando coragem até ouvir passos , o que me fez voltar correndo para o quarto. Alguns segundos depois a porta se abre e Shawn entra com um sorrisinho lindo.

- Pronta?- nego, nervosa.- Não precisa ter medo. Eles são legais. - diz segurando a minha mão.

- São quantos?

- Quatro. Os outros não puderam vir mas mandaram dizer que ainda querem te conhecer.- ele diz claramente tentando me confortar.

- Vamos?- respiro fundo e assinto, entrelaçando meu braço no seu. Saímos do quarto e vamos na direção da cozinha onde os garotos estão.

Shawn P. R. Mendes Point Of View

Decidimos assistir alguns filmes depois de almoçar e lavar a louça mas Lou foi para o quarto dizendo que estava com cólica e ia dormir um pouco. Ela e os meninos se deram muito bem, pareciam ser amigos há tempos e isso me causou um certo ciúme, não vou negar. De repente uma ideia surge na minha mente e eu sorrio, ansioso para colocá-la em prática.

-Shawn?- Matt me cutuca, me tirando dos meus devaneios.- Que sorriso é esse?

- Que tal aprontar um pouco?- ele me encara curioso assim como os outros.

- O que você tem em mente?- Nash pergunta baixo. Levanto e vou até o banheiro, pegando o tubo de creme dental e indo para o quarto. Lou dormia serena abraçada ao meu travesseiro. Ouço os quatro dando risada atrás de mim e faço sinal para se calarem. Passo um pouco da pasta nas bochechas e uma quantidade significativa na palma de sua mão. Foi impossível não rir vendo aquela cena. Peguei meu celular e tirei uma foto antes de sair correndo de lá. Alguns minutos depois um grito vem do quarto e eu começo a rir junto com os caras.

Louise Scott Allen Point Of View

Rolo na cama, passando a mão no rosto antes de abrir os olhos e sinto uma coisa grudenta nas minhas bochechas. Pulo na cama abrindo os olhos e notando minha mão cheia de pasta de dente. Corro para o banheiro e ao me olhar no espelho, sinto a raiva crescer.

- Shawn!-saio correndo atrás dele. Quando chego na sala, ele e os meninos começam a rir, eu e o encaro com os olhos semicerrados.

- Você está linda Lou.- ele diz rindo e eu tenho uma ideia ao olhar para Jack sentado no balcão da cozinha enquanto come um sanduíche. Pego o vidro de ketchup em sua mão e sorrio forçado para Shawn.

- Igualmente, meu amor.- me aproximo e aperto o vidro, fazendo o líquido vermelho viscoso cair no cabelo do moreno que me encara incrédulo. Os meninos começam a rir e eu, claro, os acompanho.- Você ficou lindo ruivo.- digo, rindo descontrolada.

- Adorei você loira.- ele sorri malicioso e eu o encaro sem entender. Meu sangue ferve quando sinto Shawn espremer o vidro de mostarda no meu cabelo.

- Eu vou acabar com você, Mendes.- pego um pouco da mostarda acumulado no meu cabelo e esfrego em seu rosto. Saio correndo até a área da piscina e fico do outro lado, vendo Shawn me encarar furioso.- Que pena, ele não consegue me alcançar.- dou uma risada alta vendo-o pular a espreguiçadeira e vir correndo na minha direção.- Ops.- passo por baixo da mesa e corro pro lado que ele estava antes.- Vem, amor. Não é rápido o suficiente para me pegar?- faço uma dancinha sem sair do lugar e só corro outra vez quando ele vem na minha direção mas já é tarde. As mãos grandes e fortes me agarram pela cintura e me jogam na piscina.Volto rápido para a superfície e puxo o idiota pela perna, fazendo-o cair também.

- Se ferrou, Mendes.- Taylor diz, gargalhando mais alto que os outros.

- Parece que eu fracassei. Mas te prometo que isso não ficará assim.- Shawn vem nadando até mim e põe um braço de cada lado do meu corpo, me prendendo contra a parede da piscina.- Peguei você.- ele sussurra contra meus lábios.

.- Devo me sentir uma prisioneira, Sr. Mendes?- ele assente e tenta fazer uma cara de bravo.

- Vou te prender em um sótão escuro e sujo e não vou te deixar sair nunca mais. – ele usa uma voz sombria e eu rio alto.

- Só os vilões fazem isso, Shawn. Você não é o vilão, é o herói.- abraço-o apertado quando sinto um vento frio passar por nós.

- Então eu acho que eu  encontrei a mocinha da minha história.- meu corpo todo se arrepia quando ouço-o dizer isso. Escondo meu rosto na curva de se pescoço e fecho os olhos.- Topa viajar comigo?

- E o seu trabalho?- me afasto um pouco para encará-lo.

- Ganhei férias.- ele diz com um sorrisinho.

- Para onde pretende me levar?- entrelaço minhas pernas em torno de sua cintura para ganhar um pouco mais de equilibrio.

- Alguns dias em Orlando e depois vamos para Toronto. Vou te apresentar para a minha família.- ele diz, agora com um sorriso bem maior do que antes e meu coração pula acelerado em meu peito.- O que acha?

- Eu adorei a ideia.- arranho de leve sua nuca e me inclino para beijá-lo.
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...