História Never Be Alone - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cameron Dallas, Magcon, Shawn Mendes
Personagens Aaron Carpenter, Cameron Dallas, Carter Reynolds, Christian Collins, Crawford Collins, Jack Gilinsky, Kian Lawley, Matthew Espinosa, Nash Grier, Personagens Originais, Shawn Mendes, Taylor Caniff
Tags Cameron Dallas, Fbi, Magcon, Shawn Mendes
Exibições 301
Palavras 2.188
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


EU TO ORGULHOSA PRA CRLH DESSA CAPÍTULO. COMO EU HAVIA DITO NO CAP ANTERIOR, ESSE SÓ SAÍRIA SÁBADO QUANDO A FIC ALCANÇASSE 2 MIL VIEWS E ADIVINHEM SÓ? ALCANÇOU HOJE! FIZ UM CAPÍTULO BEM GRANDE E COMPLETAMENTE HOT PARA VOCÊS. PEGUEM SEUS COLETES E ÁGUA FRIA PORQUE VÃO PRECISAR MUITO XX KAH

Capítulo 17 - Take me deep cause i want your sex


Fanfic / Fanfiction Never Be Alone - Capítulo 17 - Take me deep cause i want your sex

Louise Scott Allen Point Of View

- Tenham juízo e cuide da minha irmã, Mendes.- Lauren diz ao abraçar Shawn.- Qualquer coisa que precisar, ligue para mim.

- Pode ficar de consciência tranquila que eu vou cuidar muito bem dela.- ele diz, sorrindo.

- Nunca fiquei tanto tempo longe de você.- ela diz fazendo biquinho e me abraçando.

- Esses dois meses passarão bem rápido, você vai ver.- digo beijando sua bochecha.- Fica bem.- me abaixo e beijo sua barriga que já começa a crescer.

- Vamos?- Shawn me chama assim que a voz ecoa anunciando nosso voo. Pego minha bolsa e a mochila e me despeço de Laur pela última vez. Mando um beijo no ar quando já estamos um pouco afastados.

Entramos no avião e não demora para encontrarmos nossos lugares na primeira classe. Deixo a mochila no chão e me sento ao lado da janela, podendo ver de longe a minha irmã ir embora. Esfrego as mãos na minha calça, tentando tirar o excesso de suor delas. O capitão anuncia a decolagem , nos mandando prender os cintos e eu o faço o mais rápido que consigo.

- Que foi?

- Não sou muito fã de viagens longas em aviões grandes.- dou uma risadinha nervosa.

- Não fica com medo. Eu tô aqui com você.- ele segura a minha mão e entrelaça nossos dedos quando a decolagem começa. Pressiono fortemente os olhos até sentir quando o avião já está no ar. Abro devagar os olhos, podendo ver Los Angeles desaparecer aos poucos.

 - Quer assistir alguma coisa?

- The Vampire Diaries.- respondo vendo-o sorrir. Shawn liga a tv e procura pela primeira temporada. Me ajeito em seus braços e o aperto devido a temperatura congelante do ar condicionado. Já estávamos no nono episódio, quase chegando em Orlando, quando ele decidiu brincar comigo, beijando meu pescoço e mordendo levemente todo o local. - Não faz isso.. - minha voz soa como um gemido. Por sorte as cabines da primeira classe são fechadas e ninguém nos veria.

- Eu sou um vampiro, não sabia? É isso que os vampiros fazem.- ele diz baixo e eu decido entrar na brincadeira.

- Então eu deveria ter medo?

- Deveria. Eu vou sugar cada gota do seu sangue.- a voz rouca me faz estremecer. Shawn continua mordendo a minha pele, arranhando levemente com seus dentes.

- Então sugue.- digo, desafiando-o. Solto o cinto, colocando uma perna em cada lado de seu corpo, me sentando em seu colo e sentindo seu membro já dando sinal de vida.

Os lábios descem pelos meus ombros e abaixam as mangas compridas do meu cropped, revelando o sutiã de renda vermelho. Shawn abre o feicho frontal, liberando meus seios do bojo apertado, mordendo e sugando de forma tortuosa meu mamilo rijo enquanto acaricia o outro com sua mão livre, me fazendo jogar a cabeça para trás e morder a boca para controlar um gemido. A voz da aeromoça soa nos avisando que pousaríamos em cerca de quarenta minutos e isso nos faz bufar.

- Shawn...- chamo-o mas ele não para.- Amor, para... Por favor - peço com a respiração ofegante. - Continuamos no hotel. Eu prometo.- digo em meio a sussurros. Ele para e me encara com os olhos semicerrados.

- Eu vou cobrar.- diz com o mesmo tom que voz que eu. Fecho novamente meu sutiã e visto o cropped, ajeitando meu cabelo e me sentando na poltrona.- Eu preciso ir ao banheiro.- ele diz se levantando e eu noto o suor escorrendo por sua testa. Shawn sai da cabine e vai apressado na direção do banheito, me fazendo rir da sua situação. Fecho os olhos e respiro fundo várias vezes até minha respiração voltar ao normal. Engulo em seco quando a ficha cai e entendo o que ele foi fazer. Com esse pensamento eu me levanto e vou correndo atrás do meu namorado. Bato na porta algumas vezes mas não obtenho resposta. Encosto o ouvido na porta e consigo ouvir seus gemidos. Oh, céus.

- Shawn, sou eu.- digo alto o suficiente para ele ouvir e torcendo para que os outros passageiros não escutem nada do que vai acontecer agora. A porta é destrancada e eu entro o mais rápido que consigo. Sem nem olhar, prenssiono Shawn contra a parede e o beijo, descendo minha mão para sua calça.

 - O que você vai fazer?- ele pergunta com uma dificuldade visível.

- Te dar prazer, como você sempre faz comigo sempre.- digo mordendo seu lábio inferior e tirando coragem do além para me ajoelhar na sua frente. Encaro seu membro ereto e em um impulso coloco o máximo que consigo na boca, agarrando a parte que ficou de fora com as duas mãos e massageando forte ao mesmo tempo que chupo-o com vontade. Shawn agarra meu cabelo e me ajuda com os movimentos. Passo a língua pela glande, vendo-o gemer alto, o que me motiva a repetir o mesmo ato várias e várias vezes.

- Lou, eu vou...- ele tenta dizer mas o impesso aumentando os movimentos das minhas mãos e a força das chupadas. Sinto que ele está prestes a gozar mas ele me puxa, me fazendo ficar de pé novamente. Seu rosto está vermelho e ele sua muito mais agora, assim como também treme.- Você... Lou, você...- o calo com um beijo urgente.

Nossas línguas travam uma batalha intensa e então suas mãos grandes descem pelas laterais do meu corpo e apertam a minha bunda.- Eu vou te dar o troco mas vou esperar chegar no hotel. Não quero que ouçam seus gritos.- ele diz, se inclinando para morder a minha orelha.

- Por que não? As pessoas precisam saber que um homem tão incrível como você pertence somente à mim.- digo passando minhas mãos pelo seu peitoral e sorrindo cínica. Shawn sorri malicioso e fecha sua calça, se virando para lavar o rosto na pia. Saio primeiro e caminho calmamente pelo corredor, olhando em volta e buscando por olhares desconfiados mas graças a Deus não encontro nenhum.

Entro na nossa cabine, me sento na poltrona e prendo o cinto. Pego um escova na bolsa e penteio o cabelo, o prendendo em um rabo de cavalo alto. A porta se abre e Shawn aparece como se nada tivesse acontecido, se sentando ao meu lado e me encarando sem desviar o olhar.

Poucos minutos depois o avião já está pousando no aeroporto de Orlando. Saímos por último e vamos direto para a esteira pegar as nossas malas. Ao chegar no estacionamento, o carro que alugamos por telefone já nos esperava. Colocamos toda nossa bagagem no porta-malas e entramos no carro. Ficamos todo o caminho em silêncio mas lançando olhares significativos um para o outro ora ou outra.

 Poucos tempo depois já havíamos chegado ao Caribbean's Beach Resort. Shawn para o carro no estacionamento para hóspedes e logo os carregadores vieram buscar nossas malas para levá-las ao quarto. Fizemos o check-in na recepção e pegamos a chave do nosso quarto. Número 17 que, por um acaso, é meu número da sorte.

- É lindo aqui.- digo observando cada canto do lugar enquanto andamos até o quarto. Piscinas enormes, áreas de lazer, espreguiçadeiras na praia e uma decoração perfeitamente natural.

- Vamos passar ótimos seis dias aqui.- Shawn diz erguendo minha mão na altura de seu rosto e depositando um longo beijo nela.

Encontramos o quarto e nossas bagagens já estavam na porta. Passo o cartão na porta e entro na frente enquanto Shawn entra com as malas. O quarto é lindo e com uma vista perfeita para uma parte particular da praia, uma parte que apenas nós dois teríamos acesso.

 A porta atrás de mim foi trancada e eu me assustei ao ser prensada contra a parede. Os lábios Shawn sugaram os meus com extrema urgência enquanto suas mãos passeavam por toda extensão de minha barriga e costas. Ele deu impulso e eu entrelacei minhas pernas em sua cintura.

- Eu estou complamente, loucamente, profundamente apaixonado por você.- ele diz me fazendo sorrir de orelha a orelha. Grudei nossos lábios novamente mas dessa vez com mais urgência e necessidade. Shawn arrancou meu cropped e o jogou em algum lugar do quarto. Desci meus lábios por seu pescoço ao sentir suas mãos caminharem até o feixo do eu sutiã, tirando a peça e o deixando cair no chão.

Shawn P. R. Mendes Point Of View

Comecei à distribuir beijos e mordidas de leve em seus seios enquanto eu escutava gemidos baixos vindos dela. Desci os beijos por sua barriga até chegar no cós de sua calça. Desabotoei e a deslizei por suas pernas até que por fim, ela teve o mesmo destino que o cropped e o sutiã.

Fui surpreendido quando Lou  inverteu as posições e tomou o controle da situação. Ela me fez sentar e arrancou minha camisa com agilidade, passando as unhas grandes pelo meu pescoço e descendo por toda a minha barriga. A morena rebola em meu colo e eu mordo a boca, evitando gemer agora. Inverto novamente as posições, o que arranca um resmungo da parte dela.

- Você brincou comigo no avião, quase me fez gozar e eu vou te castigar por isso.- desci uma trilha de beijos por seu ombro, tórax e em seguida em seus seios.- Agora eu vou brincar com você.- a carreguei até o banheiro e a coloquei sentada na pia de mármore. Desci soprando seu ventre podendo ver toda sua pele se arrepiar. Cheguei em sua calcinha e sem mais delongas arranquei a peça , podendo ver agora o quanto ela estava molhada.

Louise Scott Allen Point Of View

Pressionei um travesseiro contra meu rosto quando senti a língua quente de Shawn tocar minha intimidade e dois de seus longos dedos me penetrarem simultaneamente.

- S-Shawn.-gemi baixo

- Gosta disso, amor?- pergunta sem parar. Assenti em meio à um suspiro longo.- Posso fazer melhor.- sua voz soou rouca. Shawn afunda um pouco mais seus dedos, encontrando finalmente meu ponto G e morde levemente meu clitóris inchado. Estico meus braços e acabo derrubando as coisas que estavam na pia e que por sorte não quebraram,

- E-eu vou..- gemi arqueando as costas ao sentir o formigamento em todo meu corpo.

- Deixe vir, pequena.- foi dito e feito. Me desmanchei ao ouvir tais palavras saindo em um tom sexy de sua boca. Ele se levanta, me possibilitando de vê-lo lamber os lábios ainda de olhos fechados.

Entrelaço minhas pernas em sua cintura novamente e então Shawn me leva de volta para o quarto. Fecho os olhos e ataco seu pescoço, mordendo e chupando o local enquanto ele me deita no carpete fofinho.Ele se aproximou e me beijou, me permitindo sentir meu próprio gosto.

- Shawn, pelo amor de Deus.- minha voz aflita.

- O que você quer, amor?- pergunta, mordendo meu lábio.

- Eu quero você..- me contorci ainda tendo aquela sensação.

- Me quer? Como você me quer?

- Quero você em mim, quero que você me faça sua.- enterro meus dedos em meio á seu cabelo. Shawn não disse mais nada, apenas se posicionou na minha entrada e me penetrou lentamente. Seus movimentos intensos se iniciaram no mesmo instante. Estocadas ora mais rápidas e ora mais lentas fizeram eu me sentir nas nuvens. Nossas línguas travavam uma guerra a cada nova investida. Eu arranhava suas costas com a certeza de que ele não poderia andar sem camisa por alguns dias. Cerramos um pouco o beijo na busca por ar. Não contive um gemido alto quando senti Shawn atingir meu ponto máximo.

- Oh Shawn.- mordi seu ombro sentindo os espasmos por todo meu corpo.- Eu tô..Ah meu Deus!- cravei minhas unhas um pouco abaixo de sua costela, soltando um gemido alto. Shawn não disse nada, apenas urrou como resposta. Não demorou muito para que eu liberasse meu segundo orgasmo da noite. Mais algumas estocadas e pude sentir seu líquido quente me preencher.

Shawn se levanta com uma facilidade absurda e ainda sem sair de dentro de mim, caminhando novamente na direção do banheiro. Dou um pulo ao sentir a água gelada se chocar com a temperatura quente do meu corpo.

Shawn se senta, me deixando mais confortável em seu colo e repousa suas mãos nas minhas costas, descendo e apertando a minha bunda. Agora eu controlo a situação.

Começo a rebolar devagar em seu colo e aos poucos vou aumentando a velocidade. Logo perco a noção dos meus movimentos e já estou pulando louca no colo de Shawn, fazendo a água cair para fora da banheira. Arqueio minhas costas com os olhos fechados, sentindo toda aquela sensação outra vez. Solto um urro de prazer ao sentir os lábios dele ao redor dos meus mamilos, o que faz todo o meu corpo estremecer completamente. Por ambos estarmos ainda sensíveis pelo último orgasmo, os espamos voltam com força total. Um grito sai da minha garganta quando gozo outra vez ao mesmo tempo que Shawn. Agora ele sai de dentro de mim e eu desabo em seu colo, fraca, exausta.

- Eu amo tanto você.- ele diz e eu apenas sorrio, sem força alguma para responder.
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...