História Never Be Alone - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Selena Gomez, Shawn Mendes
Personagens Selena Gomez, Shawn Mendes
Tags Drama, Magcon, Romance, Selena, Shawn, Sophia
Exibições 108
Palavras 1.260
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa leitura! <3

Capítulo 2 - Capítulo 1


Fanfic / Fanfiction Never Be Alone - Capítulo 2 - Capítulo 1

Todos sentiam uma dor insuportável.

O choro da mãe da Sophia quebrava o coração de todos que passavam por ali.

Dez horas, nenhuma notícia.

Esse era o tempo em que todos estavam esperando na sala de espera, Josh passava a mão pelos cabelos mostrando seu nervosismo. Mandy se esforçava para não chorar, ela sentia que algo dentro dela estava se apagando, os pais da Sophia se encontravam a algumas cadeiras mais afastadas, John tentava a todo custo acalmar a mulher. E ali também se encontrava ele.

Shawn estava sentado no chão com sua cabeça depositada no colo da irmã mais nova, toda a família dele que estava passando pelo local, fez questão de vir junto. Ninguém sabia ainda do ocorrido, apenas Josh e Mandy. Ambos o encaravam com raiva.

O médico que levara Sophia para sala de cirurgia se aproximou, todos se levantaram esperando respostas. Ele suspirou encarando a todos, um por um, principalmente os pais da Sophia.

— Nós fizemos tudo que está ao nosso limite — falou, deu uma pausa e voltou a encarar a prancheta em sua mão. — Agora o que resta é ela lutar pela própria vida. — ele respirou fundo, todos sabiam que a péssima notícia viria agora. — Ela está em coma.

***

POV Shawn

Eu fui o último a poder entrar no quarto. Era uma dor terrível, como se algo estivesse sendo arrancado dentro de meu peito, eu nunca me perdoaria se eu a perdesse.

Seu rosto estava mais pálido que o normal e, seus lábios avermelhados agora estavam roxos. Havia pequenos cortes em seu rosto e alguns pouco maiores no resto do corpo, fechei meus olhos com força. Doía vê-la assim.

Por minha causa.

Fechei os olhos com força, os abri. Era real.

Caminhei até a cama e peguei sua mão levemente, o aparelho que estava conectado ao seu coração mostrava seus batimentos baixo, ninguém devia ser médico para aceitar aquilo. Ela estava péssima.

Puxei a cadeira que ficava a poucos metros da cama e me sentei perto dela, acariciei sua mão e a levei até meus lábios depositando um beijo leve ali. Sua mão estava gelada.

A porta foi aberta, metade do corpo de Aaliyah foi posto para dentro, ela nos olhou e deu um sorriso mínimo.

— Mamãe está te chamando. — avisou, apenas assenti e me virei novamente. Ouvi o barulho da porta ser fechada e me levantei.

Beijei a testa da Sophia e ajeitei a cadeira em seu lugar, mordi meu lábio com força voltando perto da cama.

Me perdoe. — sussurrei, antes de sair do quarto.

***

Eu me encontrava deitado, encarando o teto do meu quarto.

Minha mãe estava indo ao meu quarto a cada dez minutos verificando se eu estava bem e, se eu ainda estava ali. Esse era o meu castigo, eu não poderia mais sair de casa.

Eu não reclamava, por mim, eu poderia morrer, talvez assim acabasse toda a dor que eu estava sentindo nos últimos dois dias. Dois dias. Esse era o tempo que eu estava sem notícias da Sophia, mamãe não me deixava sair para ir ao hospital vê-la, nem se ela deixasse, eu estava proibido de chegar perto da mesma.

Suspirei.

Encarei minha mão direita, ela ainda estava roxa. O soco fora tão forte que eu consegui quebrar o nariz do Dylan — pelo menos era isso que se ouvia no colégio —. Eu o encontrava diversas vezes pelos corredores, e era impossível ignora-lo. E como ele havia dito quando conversamos no baile, ele estava indo ao hospital todos os dias. Maya havia sumido da cidade, havia boatos em que ela recebera uma proposta para ser modelo, eu não duvidava e agradeceria se isso fosse realmente verdade. Eu queria os dois mais longe o possível de mim e de todos aqueles que eu amo.

A porta do quarto foi aberta, desviei minha atenção do teto para encarar a pessoa que entrava por ela. Minha irmã estava ali, Aaliyah estava com uma sacola na mão, ergui uma das sobrancelhas quando a vi fechar a porta, já dentro do meu quarto.

— Como você está? — perguntou, ela seguiu até onde eu estava e se sentou do meu lado.

— Bem. — respondi, sem muita emoção.

Aaliyah revirou os olhos.

— Você sabe que não precisa mentir para mim, certo? — ela cruzou as pernas em estilo ‘índio’, abrindo a sacola e retirando chocolates de lá de dentro. — Foi difícil convencer mamãe a me deixar comprar tanto chocolate, então faça valer a pena.

— Você só tem dez anos. — falei, revirando os olhos para minha irmã. A escutei bufar. — Ok, me desculpe, não quis ser rude.

Ela jogou um chocolate na minha direção e eu peguei-o. Me sentei na mesma posição que minha irmã mais nova. Observei Aaliyah por alguns segundos, ela era inteligente demais para uma garota de dez anos. Era patético o fato de que eu estava prestes a desabafar sobre meu relacionamento, mas no momento, ela parecia ser a única que queria me ouvir de verdade, sem me xingar e dizer o quão babaca eu fui.

— Eu a amo tanto. — murmurei, levei o chocolate até a boca e mordendo um pedaço.

Isso me fez lembrar quando Sophia me contou que ela e Mandy faziam a ‘Noite das Garotas’, ri fraco. Tudo me fazia lembrar dela...

— Tudo vai ficar bem, você vai ver. — Aaliyah disse, acariciando minha cabeça. — Mamãe disse que queria falar com você depois.

Aaliyah se despediu dizendo que teria que fazer a lição de casa, mas não saiu sem deixar a sacola de chocolate do meu lado, quem dera chocolate resolvesse todos os meus problemas. Suspirei fechando os olhos, mais tarde eu falaria com meus pais.

 

POV Sophia

Dor. Era isso a única coisa que eu sentia.

A escuridão estava presente por toda a parte, fazendo-me ficar sufocada com tudo aquilo. Eu não podia enxergar nada. Eu não sabia onde estava e, nem ao menos o que estava acontecendo. Eu ouvia tudo, todo o murmúrio e choro que acontecera nas últimas... horas.

Até que, ele entrou no quarto. Eu reconheceria esse perfume a quilômetros de distância. Era algo que impregnava em qualquer lugar que se passava. Eu tentei abrir meus olhos para poder enxerga-lo, tentei mexer minha mão, algum sinal que eu estava ali, mas nada ia.

Eu devia o odiar. Mas era ao contrario tudo que eu sentia.

Eu senti ele pegando minha mão, senti seus lábios tocando-as, mas meu corpo ainda estava paralisado. Eu não estava sobre o controle dele nesse momento. Poucos minutos depois, Aaliyah o chamou, senti algo dentro de mim querendo morrer aos poucos — mas eu sentia que já estava morrendo.  Senti meu corpo ficando cada vez mais mole, a dor que eu sentia no abdômen foi ficando cada vez mais fraca, eu me sentia mole.

***

Eu não sabia quando tempo havia se passado. Não sabia se eram minutos, horas, ou, dias. Eu não ouvia nada ao meu redor, a não saber as enfermeiras vindo verificar os aparelhos. O escuro me deixava apavorada, eu não conseguia mover nem uma parte do meu corpo e, isso estava me deixando assustada.

A porta foi aberta, senti alguém verificar todo o aparelho que estava ligado ao meu coração e outra mexendo em alguma parte do meu corpo.

— Tão jovem... — a voz de uma mulher comentou.

— É uma pena mesmo — uma voz masculina completou. — O que você acha que vai ser daqui para frente? — pausou, eu ouvi barulhos de papéis. — Veja o estado dela.

— Se ela conseguir acordar, vai ser daqui a alguns anos. — disse a mulher, ela parou de mexer nos equipamentos. — Mas será um milagre se conseguir


Notas Finais


Tenho que dar algumas explicações, bom... Eu estou em semana de provas, por isso eu demorei um pouquinho e, estou com um bloqueio criativo já faz um tempo :(.
Vou tentar atualizar a fanfic toda quinta-feira, mas não sei se vai ser sempre possível... E, obrigada pelos 35 favoritos, estou bem feliz, principalmente pelo tanto de comentários que teve no capítulo anterior sz
Não esqueçam de comentar, ein? Não sou movida a comentários, mas isso sempre me deixa mais alegre e, gosto de saber o que estão achando da fanfic haha sz

PRIMEIRA TEMPORADA: https://spiritfanfics.com/historia/uncover-6386576

Onde me encontrar:
Twitter: @Sweetunicornzz ( https://twitter.com/sweetunicornzz )
Facebook: Sara Santana ( https://www.facebook.com/SaahhSantana )
Ask: @Sweetunicornzz ( http://ask.fm/Sweetunicornzz )


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...