História Never Die - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol
Tags Baekhyun, Baekyeol, Byun Baekhyun, Chanbaek, Chanyeol, Exo, Imortalidade, Park Chanyeol, Romance
Exibições 33
Palavras 534
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Fantasia, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Essa é a minha primeira fanfic. Ela é inspirada em um dorama e eu decidi tentar fazer uma ''copia'' dela em uma fanfic e aqui estou eu, espero que gostem sz
se quiser me seguir no twitter ele é: @wonhobscene (eu sigo de volta)
e tenham uma boa leitura!

Capítulo 1 - Capítulo 1.


Fanfic / Fanfiction Never Die - Capítulo 1 - Capítulo 1.

 

                                                                                                                                                                                                   {200 anos atrás}

Byun Baekhyun, um garoto de 20 anos, baixinho, moreno e de olhos castanhos estava andando em sua vila em volta de um poço, decide parar em frente a ele e observar.
Apoiou-se em cima do mesmo e sentiu alguém atrás de si, pensando que era somente uma sensação normal continua a observar o grande poço que havia. Despercebido, é empurrado e acaba optando por ficar gritando, sua cabeça doí e ele simplesmente desmaia. 
Passadas mais de 24hrs, o pequeno levanta mas não está mais no fundo do poço. Estava na sua vila, como se nada tivesse ocorrido.
Ele estava intacto, todos seus cortes que aconteceram por sem querer esbarrar em algo de sua casa haviam desaparecido. Tudo, até mesmo as pouquíssimas espinhas que haviam no belo rosto do pequeno. 
Não entendendo o que estava acontecendo ele se sente diferente, decide ir para sua pequena casa e dormir. No caminho, ele passou a sua mão em uma pedra afiada, a qual fez um corte em seu dedo e fez o mesmo sangrar. Chegando em seu apê, foi direto ao banheiro e tirou o seu kit de primeiros socorros e dentro dele tira um curativo. Com cuidado, ele tira o papel de cima e coloca o curativo em seu dedo. Aproveita para lavar seu rosto e passar seus cremes para deixar sua pele que nem uma de bebê. Foi ao seu quarto, tirou suas roupas e colocou seu pijama preferido e se jogou em sua espaçosa e macia cama. Se enfiou embaixo do endredom, ajeitou o seu travesseiro e caiu em um sono pesado. 
Acordou no dia seguinte, se espreguiçou e foi ao banheiro fazer sua higiene matinal, aproveitou para ver como o corte estava, tirou com cuidado o curativo e viu que havia sumido. Quando de repente, pensou:


''Havia algumas histórias das pessoas com aquele poço. Quando alguém parava para observá-lo era empurrado e caía, acordava intacto e se tornava imortal. Não, não. Isso não pode ser verdade. Isso não pode acontecer comigo.''


Ele decide ir dar uma volta pela cidade, ele troca suas roupas colocando uma calça preta rasgada nos joelhos, um tênis branco e sua blusa branca com detalhes pretos.
Saiu de sua casa, trancou-a e foi andando calmamente pelas calçadas. Do nada, uma moto aparece na calçada em alta velocidade e acaba atropelando Baekhyun. O mesmo kai(piadinha bosta, desculpa) no chão e bate sua cabeça com força nele. Estava sangrando, muito. Com toda a perda de sangue acaba desmaiando por um longo tempo. Havia morrido, com certeza.
Quando acorda, está novamente em sua casa, deitado em sua cama com o seu pijama preferido e o mesmo descobre que, realmente aquilo que pensou e o que diziam, era verdade.
Passaram-se vários anos e cada dia Baek se matava de um jeito diferente, para ele aquilo estava sendo incrível. Se ele se machucava em um dia, no próximo ele estava totalmente curado. Não envelhecia nunca. Conheceu pessoas novas e as viu morrer, se apaixonou por outras e cada perda era muito dolorosa para ele. Tanto que decidiu nunca mais se apaixonar por ninguém e nunca se apegar. Aquilo dava medo para o pequeno Baek. Era complicado ter que sofrer com isso.
 

 


Notas Finais


Ficou pequeno para vocês terem uma ideia do jeito que eu escrevo. Se quiser deixar um comentário para me motivar a fazer um novo capítulo, agradeço. Dicas, críticas construtivas são sempre bem-vindas aqui. Não sei quantos caps terá, acho que uns 15 ou menos. Não sei quando postarei novos e se postarei. Beijinhos e até o próximo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...