História Never Forget - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Kaya Scodelario, Originais, Skins
Personagens Elizabeth "Effy" Stonem, Kaya Scodelario, Personagens Originais
Tags Kaya, Original, Seen, Skins
Exibições 57
Palavras 701
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Espero que gostem! XD

Capítulo 1 - Nicole


Fanfic / Fanfiction Never Forget - Capítulo 1 - Nicole

Eu acordei com os raios da lua entrando pela janela, ainda estava sonolento. Levantei devagar e fiquei um bom tempo apenas observando o relógio. Odiava sentir sono pela tarde.

08:14 PM

Eu tinha que ir encontrar alguns amigos (e seus amigos) hoje no parque, iamos m um show de Rock que havíamos esperado a meses.

Vesti minha melhor blusa, que seria uma preta amarrotada (veja bem, eu não era emo ou qualquer coisa assim, apenas gostava de preto), uma calça azul escura, um tênis branco e passei a mão rapidamente pelos cabelos. Minha mãe estava na cozinha preparando alguma coisa.

-Hey -chamei 

-Finalmente acordou! -ela riu e me deu um abraço- Vai sair?

-Sim, o show é hoje -encerrei a conversa.

Comi calmamente e quando sai em caminho ao parque já eram 10:05 PM

-Hey, se divirta -minha mãe disse quando finalmente me deixou ir.

Apesar de ser noite, o calor era evidente. Demorei cerca de 15 min para chegar ao parque, mas já começava a bufar. As folhas de outono ainda estavam presente, fui chutando-as enquanto percorria o caminho.

  Quando cheguei, me deparei com meus amigos, Freddie e Charlie. Correram até mim, dando leves socos e abraços.

-Eai, cara? Aparecer de vez em quanto é bom -Freddie disse.

Ele era bem mais baixo que eu e possuía uma espessura forte, o que eu achava engraçado.

-Eu senti saudades também.

Eu dei um sorriso, mas ele desapareceu no mesmo segundo em que vi ela; uma garota de cabelos negros e olhos verdes dançando junto aos amigos de Charlie. Ela vestia um short acompanhado com a blusa estampada com a foto da banda. Ela parecia inteiramente sincronizada com o mundo.

-Quem é ela? -perguntei

Charlie seguiu minha visão e sorriu.

-Ah! É a Nicole, uma amiga da amiga da minha amiga, longa história.

Ele acenou pra ela, que sorriu acenando de volta. Ela era maravilhosamente curiosa. 

Tempo depois, deixei o meu fascínio pela garota de lado e aproveitei o show. Ele foi explosivo, as músicas, a banda, as luzes, tudo perfeitamente como deveria estar. 

Depois que acabou, eu e meus amigos fomos para a beirada do rio onde barracas de comidas estavam montadas. 

A grama formigava minhas mãos.

-Esse show foi o melhor da minha existência! -Charlie disse 

Nós três vibravamos por conta da bebida, eu segurava a garrafa e a cada 2 minutos empurrava outro gole para baixo.

-Não é como se você fosse velho o suficiente pra dizer isso, cara -Freddie continuou o assunto- mas tenho que admitir, esse foi o melhor da minha existência também.

-Sou 6 meses mais velho que você -Charlie resmungou

-Eu realmente não me importo.

E ali encerramos o assunto.

Passado 5 minutos, olhei para ao lado e enxerguei uma figura correndo em nossa direção. Forcei meus olhos e vi Nicole, seus cabelos bagunçados voavam junto ao vento.

-Eai, meninos? -ela pegou a garrafa da minha mão e sentou ao meu lado olhando para o lago. 

Nós a comprimentamos e ficamos em silêncio. Tic tac, tic tac. Podia ouvir um relógio mentalmente me avisando do silêncio constrangedor. 

-Eu quero um cachorro quente -Charlie disse por fim 

Charlie e Freddie foram em direção a barraca me deixando sozinho com Nicole, que nesse momento, já tomara metade da minha bebida. 

-Sabe, durante o dia esse parque é cheio de crianças, eu costumava jogar comida para os patos nesse mesmo lugar -ela começou- Eu sinto saudades disso.

-Dos patos ou de ser criança?

-A infância em si. Elas nunca sabem o quão feliz são até perceberem que cresceram. Tudo é mais fácil, eu acho. 

-Concordo, tudo o que você precisava fazer era tratar de alguns patos idiotas.

Ela riu e tomou outro gole da garrafa.

-Olhe para cima -Nicole falou.

Então eu olhei. Milhares de estrelas iluminando o céu escuro.

-Imagine que cada uma dessas estrelas representa uma pessoa, e que mesmo tendo bilhões delas, cada estrela está destinada a outra. Você acredita nisso? 

-Destino? Com toda a certeza. Gosto de acreditar que embora uma estrela esteja perdida em meio as outras, ela sempre vai encontrar uma especial que vai fazer seu brilho aumentar, e assim, não vai mais estar perdida -respirei- Cada pessoa tem sua estrela.

Vi seus olhos se iluminarem quando recebeu minha resposta.

-Eu ainda não sei seu nome -ela disse 

-Steve. 

Ela levantou sua mão em minha direção em forma de comprimento.

-Amigos? -ela perguntou.

-Amigos.


Notas Finais


Favoritem e comentem o que acharam! Beijinhos <33


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...