História Never Forget You - LUSTÓN - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna
Personagens Gaston, Luna Valente, Personagens Originais
Tags Karol Sevilla, Luston, Simbar, Sou Luna
Visualizações 39
Palavras 994
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


HEY HEY HEY!
Olha quem tá aqui ❤

Boa leitura e até as notas finais

Capítulo 4 - Capítulo Três


Luna Valente


Ainda acho que estou vivendo um sonho. Estava aos beijos com Gastón era real. Nossas línguas se movimentavam levemente - como uma calma dança -, elas se encaixavam perfeitamente. Eu estava sentindo aquilo de novo, aquelas borboletas na barriga, o nervosismo. Isso eu nunca havia sentido com ninguém. Até mesmo com Matteo eu nunca havia sentido isso.

Matteo.

Eu o estava traindo com seu melhor amigo.

Empurrei Gastón longe e cobri o rosto com as mãos. Matteo me amava, não era justo o que estava fazendo com ele, ele havia me ajudado tanto.

As lágrimas caíram sobre meu rosto e eu olhei o anel que estava em meu dedo.

— O que você quer me mostrar Matteo — disse cansada, havíamos acabado de sair de minha festa de aniversário. Estávamos em uma praça perto do Roller, onde havia um lago e uma ponte sobre ele. Eu me lembrava daquele lugar, foi um dos lugares onde Matteo e eu nos beijamos.

— Chegamos — Matteo pegou seu violão

— Matteo, o que voc... — ele me interrompeu

— Luna, eu queria te mostrar uma coisa. Eu acho que você lembra dessa música, eu cantei pra você uma vez. Queria cantar aqui, onde eu te prometi que ia lutar pra que ficassemos juntos.

Ele disse e começou a tocar o violão. Aquelas notas eu conhecia, ele já havia cantado pra mim no dia do open music, dizendo que havia feito para uma garota. No fundo eu sabia que aquela música era pra mim, mas, só fui receber a confirmação dele algum tempo depois. A cada nota, cada letra, ele me olhava e eu sentia as lágrimas chegando. Havíamos passado por tantas coisas, e hoje estávamos juntos. Quando ele terminou de cantar, eu já estava em prantos e me joguei para lhe abraçar. Nos afastamos e ele tirou o violão e o pôs no chão.

— Luna — pegou minha mão — eu quero que você saiba que eu te amo, muito. Nunca me cansarei de dizer isso, todos os dias. Quando eu esbarrei com você em Cancún, sabia que tinha algo de diferente em você. Quando nos encontramos aqui, eu falei que iria apenas me divertir. Mas você veio com esses seus olhos verdes que transmitem tantas coisas boas pra mim e eu fiquei completamente apaixonado por você. Eu errei, muitas vezes, mas hoje eu sou um homem diferente, é por você. Você me fez ser assim. E eu quero acordar todos os dias ao seu lado, ver você sorrir, chorar, tudo. Então — se ajoelhou e tirou uma caixinha do bolso, a abriu e lá havia duas alianças brilhantes — Aceita a esposa deste mauricinho italiano?

Não havia palavras para descrever o que eu estava sentindo. Fiz que com a cabeça e ele se levantou, colocou uma das alianças em meu dedo e eu coloquei a outra em seu dedo. O beijei por longos minutos.

— Eu te amo — falei entre o beijo

— Eu também te amo — disse e voltamos a nos beijar.

E, naquela noite, eu fui mulher. Fui única e exclusivamente para Matteo, meu futuro marido.

— Desculpa Luna — Gastón disse — E que, eu não consegui me conter

A culpa não era de Gastón, eu que fui fraca, eu que deveria ter parado, eu que deveria ter dado um basta. A culpa foi minha.

— A culpa não foi sua — disse e abracei meu próprio corpo. Gastón também estava chorando. Ele havia traído o melhor amigo.

— Não Luna, eu que a beijei, eu que provoquei isso em você. Me desculpa — tentou me abraçar mas eu me afastei

— Tudo o que aconteceu entre nós até hoje ficou no passado Gastón, vamos apenas falar o necessário. Eu estou noiva de Matteo e isso não vai mudar — disse e vi seu rosto formar um tom de decepção

— Luna eu... eu t... — o interrompi

— Não fale essas palavras, por favor — implorei

Ele apenas assentiu e saiu de lá.

— Luna onde você se meteu garota — Ámbar apareceu e eu me virei para ela e me joguei em seus braços — O que aconteceu?

Precisava desabafar, precisava por tudo para fora. Acho que ela entendeu. Nos sentamos na areia e ela me olhou

— Desabafa amiga — disse tocando em meu ombro. A olhei

— Eu beijei o Gastón

(...)

— Nossa — Ámbar disse com a mão na boca

Contei tudo a Ámbar, desde do que aconteceu com Matteo, até agora.

— E é por isso que eu tô sim — falei e ela me olhou

— Calma amiga, só foi um beijo. Normal, os dois estavam nervosos com o reencontro e tudo veio de novo.

— O problema é que tudo isso veio à tona de novo — falei fazendo gestos com a mão

— Isso o que?

— Sei lá, quando estou com o Gastón eu me sinto feliz, minha barriga enche de borboletas e eu começo a ficar sem o que dizer.

— Luna, você acha que pode estar apaixonada pelo Gastón?

Eu estava?

Dei de ombros e Ámbar me abraçou. Sabia que sempre poderia contar com ela pra tudo. Ámbar e eu já tivemos nossas desavenças, mas hoje, ela é a irmã que eu nunca tive.

Gastón Périda

Não acredito que eu fui um tonto de beijar Luna. Era óbvio que ela iria ficar com Matteo, ele é seu motivo, é ele que ela ama. Eu, só fui apenas um consolo de momento.

  E eu havia me apaixonado. 

E traí o meu melhor amigo. Não sei se irei conseguir olhar na cara de Matteo, na última vez, eles estavam separados e mesmo assim eu fiquei com peso na consciência. E agora, que eles estavam noivos, eu só pensava como seria a reação dele se descobrisse. 

Já estava horas andando pela praia, pensando no beijo, óbvio. Aquela garota tira meus sonhos desde que a beijei em algum lugar dessa praia. Agora precisava esquece-lá, precisava tirar ela dos meus pensamentos. Como ela mesmo disse, vamos falar apenas o necessário.

Iria ser difícil.



Notas Finais


E então?
Sim gente, essa fic já começa com beijo, treta e muita confusão.
Confesso que caiu uma lágrima do meu olho quando escrevi a cena lutteo, eu tô sofrendo junto com vocês.
É isso ❤ nos vemos no próximos capítulos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...