História ∆Never leave-me alone∆ - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, J-hope, Jimin, Jin, Jinyoung, Jungkook, Mark, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V, Youngjae, Yugyeom
Tags Incesto, Jimin, Você
Exibições 14
Palavras 923
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Estupro, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem e que tenham uma boa leitura.

Capítulo 1 - ∆|Capítulo 1|∆


Fanfic / Fanfiction ∆Never leave-me alone∆ - Capítulo 1 - ∆|Capítulo 1|∆

{S/N on}

Assim que volto da escola, guardo a minha mochila, tomo um banho, me olho no espelho, vejo as marcas roxas no meu rosto deixadas pela Lisa, Jisoo, Jennie e Rosé... as vezes penso em falar pra minha mãe mas, ela já tem muitas preocupações...passo uma base para disfarçar as marcas, me sento na cadeira da minha escrivaninha e começo a fazer a tarefa.

Quando termino, ouço a minha mãe chegar e vou ate a sala.

-Oi mãe_a abraço.

-Oi filha_ela retribui_Vou fazer a janta, precisamos conversar sobre uma coisa okay?

-Okay_faço cara de duvida, ela vai para a cozinha e eu fico na sala assistindo, ou tentando assistir tv, porque o sinal esta uma bosta. Depois de um tempo, minha mãe me chama, eu arrumo a mesa, nos sirvo e me sento.

-Então...filha, você sabe que estamos em uma crise não é?_ela fala comendo.

-Sei mãe, essa semana já vou atrás de um emprego e....

-Filha, você vai morar com o seu pai_eu paro um pouco pra refletir sobre isso.

-O QUE?EU NÃO VOU MORAR COM AQUELE DESGRAÇADO, QUE TE DEIXOU COM UM BEBÊ PRA CUIDAR._me levanto_E VOCÊ MÃE? VOCÊ VAI COMIGO NÉ?.

-Não filha_ela abaixa a cabeça_Vou ficar na casa da sua tia.

-E por que eu não posso ir junto com você?

-Por que, você tem que conhecer seu pai.

-Eu não preciso conhecer ele, eu nem consigo chamar ele de pai.

-Filha, já esta resolvido_ela se levanta e vem até mim._Faça isso por mim por favor_ela passa a mão no meu rosto.

-Okay mãe mas, promete me ligar sempre?

-Prometo_ela sorri_Você vai amanhã então, pode faltar na escola, e vai arrumar as suas coisas._ela diz animada.

-Okay mãe_subo sem animação...arrumo as minhas malas, deixo no canto do quarto e vou me deitar, minha mãe vem até o meu quarto, me da um beijinho de "boa noite" e sai, fico olhando pro teto e logo pego no sono.

{...}

Acordo sem vontade de viver, me levanto, tomo um banho, coloco uma calça jeans preta, uma blusa de manga comprida cinza e preta, um tênis, arrumo meu cabelo e vou pra sala com as minhas malas.

-Já esta pronta filha?_minha mãe entra na sala.

-Já_sorriu fraco_Vou sentir saudades_deixo uma lagrima cair.

-Eu também filha_ela me abraça e ouço uma buzina_Ele chegou.

-Promete sempre me ligar, se cuidar e não me esquecer?

-Prometo_ela ri fraco_Tchau filha se cuida_sorri e eu sorrio também.

Pego as minhas malas, e saio de casa, vejo uma limousine e um homem que aparentava ter uns cinqüenta anos, do lado do carro e vou ate ele.

-Você é meu pai?_ele começa a rir.

-Não, eu sou seu motorista.

-Ata motorista_ele pega minhas malas e coloca no porta malas, o senhor abre a porta da limousine e eu entro, era bem grande e tinha doces, bebidas e outras coisas chiques, vejo uma água com gás e bebo.

Depois de um tempo, chegamos em um condomínio muito lindo com, varias casas grandes e chiques, o carro entra na garagem de uma casa enorme e linda, ele abre a porta pra mim, sorrio em agradecimento, ele pega as minhas malas e entra na casa, logo depois eu entro, vendo uma sala grande e linda, ia tocar em uma estátua quando ouço uma voz masculina.

-Não toque nisso_diz autoritário, eu me viro pra falar alguma coisa, quando vejo Um anjo, com o rosto esculpido pelos deuses gregos_Ah...oi filha_ELE É MEU PAI?

-Você é meu pai?_pergunto curiosa.

-Sim eu sou_ele vem até mim e me abraça...fico sem reação por um tempo mas, empurro ele.

-COMO PODE DEIXAR A MINHA MÃE, COM UM BEBÊ PRA CUIDAR?_grito.

-Iria acabar com a minha reputação_ele diz irônico.

-VOCÊ PREFERE, REPUTAÇÃO DO QUE FAMÍLIA? E FALANDO NISSO, SE VOCÊ TEM TANTO DINHEIRO POR QUE NÃO DA PRA MINHA MÃE?.

-Por que eu não quero, ficar com a sua guarda é mais fácil.

-Quantos anos você tem?Qual é o seu nome?_falo rápido.

-Que menina curiosa_ele ri fraco_Meu nome é Park Jimin, e eu tenho 30 anos e você?

-Você não sabe o meu nome?.

-Eu me esqueci_ele diz irônico.

-ATA...bom, meu nome é Park S/N e eu tenho 16 anos.

-Hmm......venha vou te mostrar seu quarto_ele diz começando a andar, logo eu começo a segui-lo, subimos a escada em silêncio, ele para na frente de um quarto e abre a porta_Aqui esta o seu quarto_ele abre me dando a visão de um quarto azul e branco, minhas cores favoritas.

-Que lindo_entro.

-Gostou?

-Gostei bastante_me sento na cama.

-Se arrume que já iremos almoçar_ele fecha a porta e sai.

Olho pro canto aonde estavam as minhas malas, começo a arrumar elas no meu closet...SIM EU TENHO UM CLOSET...depois de arrumar tudo, pego meu celular e desco.

Vejo uma mesa enorme com ele no canto, uma emprega vem e coloca os pratos já com comida na mesa, eu me sento na outra ponta e começo a comer, comemos em silêncio, estava saindo quando ele segura meu pulso.

-Tenho que te mostrar o livro de regras.

-Regras?Livro?Por que?_falo manhosa.

-Se sente_ele me senta perto dele e me da um livro.

-Sem gritaria na casa, sem correr, quando eu estiver no escritório não me incomode, hora de dormir é hora de dormir...e entre outras regras.

-E se eu não quiser cumprir?_pergunto.

-Sera punida da pior forma possível_ele diz serio.

-Nossa, ta vou pro meu quarto Jimin.

-Me chame de pai.

-Ta bom Jimin_subo pro meu quarto, me tranco, me deito na cama e começo a chorar, acho que seria melhor, eu estar na escola apanhando do que estar aqui, não me sinto confortável, mexo na minha bolsa, acho minha lâmina e começo a me cortar, quando termino, vou pro banheiro que tinha no quarto e limpo meu braço, me deito na cama novamente e fico mexendo no meu celular até, eu começar a pegar no sono e acabar dormindo.



Notas Finais


Espero que tenham gostado e que tenham tido uma boa leitura, me desculpem qualquer erro.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...