História Never let me go - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Ficção, Guerra, Magia, Suspense
Exibições 9
Palavras 1.221
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - Capítulo 1


Desde o início dos "seres invisíveis", como foram denominados pela humanidade, houve uma guerra entre magos, bruxos e usuários de misticismo, entre outros grupos espíritos existentes. Nunca houve realmente uma relação amistosa, mas sim uma perigosa, que poderia romper-se em um insulto. Todos os híbridos e os outros seres  ficavam no seu canto, sem querer brigas ou confusões envolvidas, pois, para eles, era uma perda de tempo fútil e insatisfatória por criar tamanhos problemas para suas regiões natais. Mas, bruxos e magos sempre enfrentaram-se pessoalmente, com indiretas, afilnetadas, entre outros xingamentos e ameaças.
Sykal era um dos bruxos mais violentos dos "seres invisíveis", e sempre deixava claro que ninguém, NINGUÉM poderia tocar no seu irmão mais novo, Thysriel. Desde sempre ele gostava de arrumar briga, condenar os outros por simplesmente olharem estranho para Thysriel.
-Ei, precisamos de mais pó de Koste- Alertou Sykal olhando para dentro do saco vazio- Vamos comprar agora. Mas lembre-se, se alguém ousar encostar em você, apenas me chame.
-Claro- Concordou de cara, observando seu irmão mais velho com orgulho.
O pequeno era sensível, fraco e emotivo, bem diferente de Sykal, por isso ele admirava-o tanto. Infelizmente, ele nasceu com um braço faltando, então ele não consiga defender-se só. Por outro lado, o mais velho, desde o nascimento do mais novo, prometeu à sua tia cuidar-lo da melhor maneira devida.
Sykal tinha cabelos negros espessos, de um modo mais volumoso,  mas mesmo assim liso; seus olhos eram azuis escuros, praticamente negros; e seu rosto, como ainda era jovem, havia poucos pelos e um queixo um tanto fino. Ele era bastante alto, mas tinha uma estrutura corporal forte, com o corpo praticamente todo definido.
Bem diferente do seu irmão mais novo, Thysriel era magricela, tinha os lábios avermelhados chamativos e uma pele branca - Mais clara que a do mais velho-; cabelos negros e olhos castanhos bem claros, em um tom quase verde.
O caminho era apenas uma pequena trilha em uma imensa floresta, então custava muito os pés e o suor chegava rápido aos rostos dos que estavam passando, queimando o bem-estar de qualquer um.
Porém, Thysriel não deixou de se alegrar por estar finalmente saindo de casa, e andava saltitante, observando tudo que seus olhos alcançavam com entusiasmo.
E, embora Sykal achasse isso irritante e desnecessário, deixou o irmão brincar livre para tentar aproveitar a infância enquanto a mesma ainda era presente.
Chegando à loja, Sykal entrou olhando para todos ao redor para ver se alguém estava julgando seu irmão mais novo com o olhar, e pelo jeito, ninguém atreveu-se, pois sabiam que se julgassem, poderiam ter a cabeça arrancada e servida como jantar.
-Um pó de Koste- Mandou sentando na cadeira à frente do balcão.
O atendente, com as mãos trêmulas e rosto pálido, engoliu em seco e retirou o pó de debaixo da mesa, entregando-o para o cliente.
-T-tenha u-m dia- Desejou olhando assustado para os sapatos, como se estivesse pronto para levar um soco.
-Igualmente- Falou olhando-o meio resmungão, fazendo o homem pular em susto para trás.
Porém, invés dele conseguir sair silenciosamente, foi interrompido por um garoto que esbarrou nele de cara, impedindo sua passagem para fora do estabelecimento.
-Sinto muito, senh...- Ele parou de falar assim que olhou no rosto do mais alto, mas não parecia intimidado, apenas impressionado- Você é Sykal?- Perguntou admirado.
-Sim, eu sou- Respondeu encarando-o de modo ofensivo e protegendo seu irmão mais novo com os braços- Saia, senão ponho sua cabeça para o jantar.
Mesmo assim, ele não parecia se importar.
-Só não coloca azeitonas, eu odeio- Disse mostrando a língua pra fora.
Já Sem paciência, Sykal saiu da loja com a cara amarrada, apenas querendo um pouco de sossego em sua confortável casa.
Mas hoje não era seu dia de sorte.
Após atravessar toda a trilha novamente, ele percebeu que em frente à sua casa, a formosa rainha aguardava sentada em um banco confortável, bebendo algo rústico e estranho pelo um copo transparente.
-Sykal!- Chamou aliviada jogando o copo para trás, quebrando-o - Pensei que chegaria tarde.
A bela rainha havia cachos loiros de dar inveja, bochechas avermelhadas e lábios delicados, sem dúvida, aquela é a mulher mais linda que já foi vista. Ela também orgulhava-se de seu corpo, embora um tanto magro, e seu sorriso, que era caloroso como um cobertor quente em um dia frio de inverno.
-Que bom pra você- Comentou arrogante, avisando-a com um olhar para sair da frente para conseguir abrir a porta.
-Seja mais educado- Reclamou indo para o lado com uma rebolada.
-Nem que me matem- Revidou empurrando a porta com força, a derrubando no chão em um toque único.
O irmão mais novo tentou ajudar a rainha e acalmar os guardas para abaixarem as varinhas, mas o mais velho o puxou rápido para dentro da casa.
-O que você quer?- Perguntou ele com a porta entre-aberta.
-Uma etiqueta pra você seria excelente- Disse enquanto o garoto revirava os olhos.
-Perguntei o que queria- Lembrou observando a rainha levantar e arrumar o vestido.
-Quero que me mande Thysriel para treina-lo- Respondeu com um sorriso amplo- Acho que ele seria um bom escravo, e daria-lhe dinheiro e benéficos como alguém da reale...
-Cai fora daqui- Expulsou fechando a porta com um estrondo.
Ela suspirou zangada, olhando imóvel e irritada para a casa pobre dos dois, sem entender o motivo dessa proteção toda.
Se Thysriel fosse seu escravo, ele poderia ter riqueza o suficiente para não precisar roubar pó de Koste para sobreviver.
Embora a criança houvesse apenas um braço e sete anos de vida, com certeza ele serviria para seus propósitos.
-Rapazes, apanhem meu banco- Ordenou olhando autoritária para os guardas reais- Já está mais que não hora de sairmos desse ambiente imundo.
Com obediência, os guardas fizeram o que foi mandado e colocaram com delicadeza sua rainha em cima do banco para poder leva-la nos braços com cuidado.
-Ele irá beber meu veneno, marquem isso- Avisou com o ego crescendo- Ninguém me trata assim.
E então, a rainha e seus guardas saíram para longe daquele lugar com o odor mais podre já sentido com um alívio óbvio.
-Por que você trata ela assim?- Perguntou Thysriel apiedado da bela e formosa rainha- Ela é uma pessoa tão doce, e precisamos dela para continuar vivendo, pois ela é nossa rain...
-Por favor, Thysriel, silêncio por 5 minutos - Pediu pegando um pouco do pó de Koste e digerindo, pondo posteriormente em cima da mesa.
Sykal, completamente cansado, deitou no sofá, praticamente dormindo.
-Mas...- Ele tentou pedir, mas seu irmão mais velho estava almejando dormir demais.
-5 minutos- Repetiu impaciente.
Thysriel, já visto que não chegaria em lugar algum, saiu de casa para respirar um pouco o ar fresco.
Ele sentou na grama apodrecida e respirou fundo, observando os pássaros cantarem e as flores desabrocharem em frente aos seus olhos.
Porém, o sol cobriu sua visão com sucesso, e o mesmo não conseguiu ver que o movimento das plantas havia repetidamente mudado. Com o braço que ainda o pertencia, pôs na frente de seus olhos para tentar voltar a enxergar.
Entretanto, ele não foi rápido o suficiente.
Uma forte mão começou a empurra-lo sem piedade para dentro da floresta, e embora seus gritos fossem altos, o irmão mais velho parecia não escutar.
Então foi alí, que Thysriel sumiu sem deixar rastros.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...