História Never let me go - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Camila Cabello, Lauren Jauregui
Tags Camila Cabello, Camren, Fanfic, Fifth Harmony, Lauren Jauregui
Exibições 16
Palavras 1.092
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Capítulo 1. Mudança ou retorno?


Lauren's point of view

Eu estava animada por finalmente me mudar. Sair da minha cidade sempre foi algo que eu quis. Não que eu não amasse a minha terra. Longe disso. Eu só não parecia me encaixar em todos os padrões e valores que definiam a minha cidade. Era como se eu não pertencesse àquele lugar. E de certa forma, eu não pertencia mais. Todos os meus sonhos e planos ultrapassavam, e muito, os limites do meu município. As coisas que eu mais queria não estavam mesmo lá. E dentre elas, talvez a mais importante – Camila.

Era assustador pensar que eu estava dando esse passo. Eu iria morar com o grande amor da minha vida. O grande amor não recíproco da minha vida. Em todos esses anos, os meus sentimentos não tinham mudado. Ela devia pensar o contrário, já que não tocávamos mais nesse assunto. Mas a verdade é que eu continuava a desejando com todas as forças do meu corpo. Eu sabia do risco que estava correndo, eu sabia do quanto seria difícil para mim, eu teria que ver – mais uma vez – que para Camila eu sempre seria uma amiga. Nada mais que isso.

Havíamos nos conhecido durante a faculdade. Eu me apaixonei por ela no exato momento em que os nossos olhos se cruzaram. Ela, mais aplicada que eu, sentava sempre na primeira carteira da fileira do canto esquerdo da sala. Eu me sentava no último lugar da fileira ao lado, o que me permitia ter uma visão perfeita dela. 

Olhar para Camila foi o resumo da minha faculdade. Eu não me cansava de notar como ela cuidadosamente anotava cada uma das explicações com sua caneta preta. E como assinalava as informações mais importantes com um marca-texto roxo. Nas matérias mais complicadas, era impossível não fixar os olhos em sua expressão que era um uma mistura de confusão e atenção. Os sorrisos que ela se permitia dar a cada resposta certa. O som de sua risada quando alguém dizia algo engraçado. O jeito incrivelmente maravilhoso com o qual ela tirava o cabelo de seu rosto. Eu poderia descrever de forma perfeita cada detalhe e reação que qualquer coisa provocava nela. Era mesmo assustador pensar que eu não havia me esquecido de nenhuma de suas características. Mas o pior era saber que nada mudaria. Eu continuaria sendo a mesma pessoa que a observa – e que a ama – em silêncio.

- Lauren, tem certeza que quer ir hoje? – disse a minha mãe com a voz engasgada. 

- Eu preciso ir, mãe. – disse segurando as lágrimas.

Por mais que eu quisesse ir embora, eu sentiria falta da minha família. Se existia algo que ainda me mantinha em casa, eram eles. Mas eu precisava ir embora. Eu precisava sair da casa dos meus pais, crescer profissionalmente e também crescer como pessoa. Amadurecer. Precisava realmente encarar o mundo. 

Depois de uma demorada e difícil despedida, eu já estava na estrada. Meus olhos ainda estavam marejados e meu coração apertado pelo que deixei e também pelo que eu iria enfrentar. Mas não tinha mais jeito mesmo. Era hora de crescer. 

- Lolo! – meu coração disparou assim que escutei a primeira sílaba. Era Camila.

Ela estava ainda mais bonita, como se isso fosse possível. Talvez pelo contraste entre o vestido branco que ela usava e seus cabelos escuros, presos em um rabo. Meu Deus, como eu sobreviveria convivendo com ela durante todos os meus dias?

- Lolo? – ela insistiu enquanto me envolvia em um abraço.

- Oi, Camz! – disse ainda meio atordoada. Eu realmente não tinha superado o que eu sentia por ela. 

- Você deve estar muito cansada, né? Vamos para casa! Você descansa e depois te ajudo a arrumar as coisas e te oriento pela cidade, ok? – ela disse dando uma piscadela e logo dando o meu sorriso favorito.

Tive que me controlar e apenas acenei com a cabeça. Seriam mesmo longos dias.     
 

Camila’s point of view

Era tão bom ter a Lauren por perto de novo. Ela era uma das pessoas mais incríveis que eu tinha conhecido na minha vida. Eu sentia falta de como erámos próximas na faculdade, de como eu podia conversar com ela sobre tudo, sem ter medo de qualquer julgamento. Ela era uma pessoa que eu poderia contar de olhos fechados. Eu estava extremamente feliz por tê-la morando comigo. 

Quando a convidei, jamais pensei que ela aceitaria. Não porque algo tinha mudado na nossa amizade, mas sim porque eu ainda tinha receio por ela ter sido apaixonada por mim. Esse era um assunto delicado. Eu não conseguia mesmo deixar de me culpar por não poder retribuir o sentimento dela. Mas eu não conseguia vê-la de outra maneira. Eu sempre a amei com todas as forças do meu corpo. Só que de uma maneira diferente. Não como ela esperava – ou chegou a esperar um dia. Era horrível me lembrar disso. Eu sei que se eu tivesse ficado com ela eu teria tudo que sempre sonhei em alguém. Mas eu simplesmente não conseguia vê-la dessa maneira. Talvez o fato de ela aceitado morar comigo era um sinal de que as coisas tinham ficado no passado, um sinal de que ela havia superado e de que as coisas voltariam a ser como sempre foram.

- Lolo, acorda! – disse enquanto me sentava na beirada de sua cama – Hoje temos um dia longo. Precisamos arrumar as suas coisas e colocar tudo em ordem. Sua entrevista de emprego é daqui a dois dias, não é? Precisa estar com tudo preparado.

- Quantas horas? – ela disse com a voz ainda mais rouca que a de costume.

- Dez! Você precisa mesmo levantar. Já fiz o café, está tudo pronto!

- Obrigada, Camz! – ela disse enquanto coçava os olhos, ainda na tentativa de acordar.

Lauren não havia mudado nada. Com a exceção de algumas tatuagens, que agora se espalhavam por mais lugares em seu corpo, ela tinha a mesma cara de sempre. Era a mesma de sempre. E eu não conseguia medir a felicidade que invadia o meu corpo por tê-la aqui comigo. 

O dia passou e eu me senti aliviada por notar que nada foi estranho. Eu ainda tinha receio pelos sentimentos que ela já teve por mim. Não que isso me fizesse trata-la diferente, não mudou em nada para mim, mas eu me preocupava com ela. Eu não queria que ela sofresse por ninguém e me matava saber que em algum momento eu fui responsável pelo sofrimento dela. Mas tudo era passado. Hoje tinha sido um dia cansativo, mas um dia incrível. Como nos velhos tempos. 
 


Notas Finais


espero que gostem <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...