História Never Lie - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Hoseok, Jeon Jungkook, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kim Namjoon, Kim Seokjin, Kim Taehyung, Min Yoongi, Park Jimin, Rap Monster, Rapmon, Romance, Suga
Exibições 16
Palavras 2.290
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Eu sei, n e o Bts na capa, mas vou divulgar meus namorados, eles, n antes, mas um ano depois do bts, viraram um dos grupos ultt da minha vida, MADTOWN, se alguém gosta dele se manifestar pff, vamos conversar sobre esses deuses gregos 💙❣
Vamos falar sobre o Disband???? Vamos, mas nas notas finais, pq ninguém merece um texto aqui, vamos falar sobre a saída do meu namorado do Winner?????? Sim, vamos falar sobre a vindo do BTS os Brasil????????? Sim, mas tudo nas notas finais, bjsss desculpem qualquer erro....... Até lá em baixooooo, e temos uma leitora que quase chegou na resposta do rumo da Fic, então, vamos ver se ela acerta a teoria aqui....... ESTA CURTO PQ ESCREVI DE ULTIMA HR PRA N DEIXAR VCS SEM CAPÍTULO NOVO.....💙❣🌌🌈❣💙🌌🌈💙🌈❣

Capítulo 5 - Quinto capítulo


Fanfic / Fanfiction Never Lie - Capítulo 5 - Quinto capítulo

                   Quinto capítulo.......

Acordei assustada com uma leve camada de suor em minha testa, a porta estava um pouco encostada como eu avia deixado noite passada, respirei fundo umas cinco vezes, até meu coração voltar ao normal, aquilo era loucura, eu estava enlouquecendo em pleno segundo dia na quela casa, afastei as cobertas assim levantando lentamente, andei nas postas dos pés para fora do quarto, fui até a porta ao lado e a abri com cuidado para que não fazesse barulho, e lá estava ele, deitado em um sono profundo.

-Isso e muito estranho. -murmuro pra mim mesma.

-Eu diria que isso é estranho também. -escuto a voz de Jimin sussurrar logo atrás de mim me fazendo dar um pequeno pulo. -Falando sozinha e olhando nossos quartos, acho que você é uma assassina. -fecho a porta com cuidado sem fazer nenhum barulho.

-Esta louco quase me matou do coração. -digo batendo levemente em seu braço vendo o mesmo sorrir.

-Você que é louca, está olhando nossos quartos em quando nós dormimos. -ele fez um pequeno bico, como uma criança birrenta, assim me dando a vontade de aperta-lo.

-Eu sempre fiz isso com meu pai, costume. -minto e dou de ombros ao mesmo tempo, o contornando e indo em direção a cozinha.

-Você só mora com ele?- o mesmo me seguia.

-Sim, mas antes morava eu e mais Kang. -pego um copo e vou a geladeira.

-Quem é Kang? Seu namorado, safada.

-Hahaha engraçado em, ele é meu amigo/filho dos amigos do meu pai e deus me livre ser namorada dele, ele é pior que o capeta. -(N/A fala na hr q ela disser amg(barra) flh dos amgs do meu pai, só isso mesmo) Jimin souto uma risada baixa. -E você, namora alguém?

-Não, e nem posso, minha rotina e muito corrida, mas adoraria.

-Pelo jeito nunca namoro sério. -coloco um pouco de água no copa que eu avia pegado.

-Não, sempre tive algumas lances mas nada sério. -ele coça a cabeça.

-Uhum. -murmuro tomando um gole grande da água. -O que faz acordado?

-Perdi o sono, e você?

-Também. -deixo o copo em cima da bancada, recolocando a garrafa de água na geladeira novamente.

-Quantos anos você tem? Sabe não perguntamos isso quando chegou.

-20, e você?

-21, e muito nova para ser apenas uma empregada. -ele me olha curioso.

-Quando a vida está difícil você faz qualquer coisa para ganhar dinheiro. -me incosto na bancada, de frente para Jimin.

-E seu pai, no que ele trabalha?- ele faz o mesmo mas no balcão do lado, assim ficamos em um posição de L.

-Ele é policial, mas agora é apenas um segurança da empresa de água de Daegu, e você, porque se tornou cantor? -o olho curiosa.

-Bom, descobri a paixão pela música escutando alguns clássicos da música coreana, e então comecei a fazer aulas de canto, e assim vendo meu talento. -ele da um sorriso fraco. -Isso tudo e muito bom, mas...... -ele respira fundo e me olha. -Tem seus lados ruins. -ele pega o celular e olha a hora.- Melhor ir dormir, amanhã terá que ir a Big hit, esqueci de te avisar, lhe querem lá, boa noite Kim Doo Sam.

-Me chame apenas de Doo Sam, e boa noite. -ele sorriu pra mim fazendo-me sorrir em resposta para ele.

(...)

Mesmo dia 8:00

-VAMOS GENTE, E PRA ESTARMOS NA BIG HIT AS 08:30, VAMOS GENTE.- escuto os gritos de algum dos garotos, que mais uma vez gritava pelo corredor, me fazendo abrir os olhos lentamente.

-JUNGKOOK DEVOLVE, AGORA.... O JIN DIZ PRA ELE ME DEVOLVER.-a voz meio grossa de Hoseok soou pelos corredores.

-PAREM VOCÊS DOIS E JEON JUNGKOOK DEVOLVE A MEIA PRA ELE. -escuto a voz do mais velho gritar com os dois.

-MAS ELE ME CHAMOU DE CRIANÇA. -Jungkook protestou contra as ordens do mais velho.

-MAS VOCÊ É, OLHA SUA ATITUDE, DEVOLVE, AGORA. -eu via Jin apontando o dedo para Hoseok, e olhava para Jungkook, com cara de bravo, o que me fez rir, baixo, para que ninguém me ouvisse.

-PORRA NAMJOON DE NOVO, JA É A 5 VEZ QUE VOCE QUEBRA A GELADEIRA. -agora era a vez de Yoongi gritar, os únicos que ainda não aviam gritado eram Jimin e Tae.

-KIM TAEHYUNG LEVANTA AGORA, SE NÃO EU VOU AI E TE TACAR O CHINELO. -mais uma vez a voz de Jin ecoava pelos corredores me fazendo rir. -JIMIN SAI DO BANHEIRO. -aquela casa tava uma zona, e eu apenas ria, imaginando cada sena que acontecia por trás da porta fechada de meu quarto.

Me levantei não iria tomar banho pois avia tomado noite passada, peguei um cropped bordo, junto a uma calça preta cós alto e rasgada nos joelhos, junto a um tênis da adidas branco, e uma jaqueta preta estilo colegial, mas sem o símbolo na frente, totalmente lisa e mais curta. Passei uma maquiagem leve, apenas base um rímel e um bato cor nude, nem me dei o trabalho de pentear os cabelos, apenas dei algumas leves batidas e assim o deixei.

-CARALHO LEVANTA TAE. -ouvi a porta do lado bater com força.

-ACORDEM PORRA. -a voz grossa ecoa, mostrando que o mais novo avia acordado.

-ÓTIMO. -ouvi uma batida em minha porta, até parece que são educados. -Kim Doo Sam?

-Não vai gritar com ela também?- escuto a voz de Tae e Jungkook falarem juntos.

-Ela e educada vocês não. -andei até a porta a abrindo fazendo ele me olhar meio assustado. -Whoo já está pronta. -ele olhou meu corpo.

-Sim, com a gritaria de vocês quem dorme?

-VIU JIN. -escuto a voz de Jungkook ecoar da cozinha.

-CALA BOCA DESGRAÇA. -rio da situação. -Vem tomar café tá pronto. -sorri agradecida.

-O YOONGI TIRA SEU TÊNIS DE CIMA DA MINHA CAMA. -Hoseok, sai do quarto indo para a cozinha, avia roupas espalhadas por todos os lados, os quartos estavam a maior zona, e q cozinha nem se fala.

-O NAMJOON JA ARRUMO A GELADEIRA?- vejo Namjoon sair do quarto bufando e indo até a cozinha, me fazendo rir.

-NAO CARA...... -ele olha Jin que estava de braços cruzados. -ARRUMO DEPOIS. -ele sai pegando uma maçã, deixando Jin de braços cruzados, o mais velho balançou a cabeça e respirou fundo.

-Senta. -Jin diz, e assim me sento ao lado de Yoongi que comia queto, olhei para a sala, e tudo que eu avia arrumado ontem, estava fora do lugar.

-Assim não dá. -olhei para os meninos a minha frente, que só continha, Yoongi e Jin naquele espaço.

-Se acostumada, é assim todo dia. -Yoongi se levantou e saiu.

-TA PRONTO VENHAM COMER. -vi 4 garotos se matarem para passar pela pequena entrada da cozinha. -Temos que pedir um lugar maior. -Jin diz colocando um prato de torradas.

Papo vinha e ia dos meninos, mas algo me incomodava, o olhar de Taehyung encima de mim, ele não desgrudava seus olhos de mim,mas eu os ignorava.

-Kim Dada passa as torradas. -escuto a voz grossa de Taehyung se referir a mim

-Por... -Jin o repreende

-Por favor. -eu olhei furiosa, novamente ele me chamava da quele nome, que também estava na carta estranha que eu lera no dia anterior.

- É Kim Doo Sam, toma. -dou o prato quase vazio de torradas, ele me olha risonho, assim escolhendo qual torrada comeria.

-Vamos mais rápido já é 8:28. -Jin se levanta batendo palmas, me fazendo levantar em seguida.

(...)

Como posso disser que foi nossa decida ate o carro e o trajeto inteiro até a Big Hit, barulhenta? Não, foi extremamente escandalosa, o percurso até a saída do prédio era uma gritaria,que ninguém se entendia, mesmo um do lado do outro,eles gritavam, eu não podia fazer nada, apenas rir da situação, algumas pessoas, com certeza moradores e o porteiro, olhavam para eles e davam “Bom dia” e riam , igual a mim, e ao mesmo tempo que me olhavam curiosos, era a primeira vez que eu saí do apartamento dos meninos.

Ao chegar lá, depois de um caminho cheio de piadas sem graças, risadas para o vento, e viadices deles, finalmente o silêncio se fez presente, o que foi bom, um pouco, Jun-Saa estava de pé, ao lado de um homem por mim desconhecido, senti que Tae pedrificou, junto aos meninos, o que me fez para e olhar para eles, Tae, difere te de ambos ao seu lado, mantinha um olhar mortal ao homem, que dava um sorriso de lado, já os meninos, eatavam com oa olhos arregalados, persebi que o homem alternava o olhar em mim e Tae, o que me fez ficar confusa, Jun-Saa não estava nada feliz ao lado do homem.

-Kim Taehyung quanto tempo. -o homem veio para o nosso lado, senti uma mão em meu pulso e alguém me puxar para trás, era Tae. -Pra que isso. -ele falou em um tom como se tivesse se ofendido. -Pensei que avia lhe dado um fim Kim Dada.

-Esse nome, porque todos acham que eu sou ela? -sussurrei para Tae que apenas apertou meu pulso.

-Whoo intendo....... Bem, temos coisas a negociar Kim Dada.

-Não ouse tocar nela. -ele me colocou mais para trás dele, me escondendo do homem a nossa frente, eu olhei para os meninos, que já não estavam tão apavorados como antes.

-O que tá acontecendo?- -sussurrei para Jimin que estava mais perto de mim, ele me olhou e quando ia falar algo, alguém se pronuncia antes.

-Eu lhe explico jovem. -~como ele está me ouvindo?~ digo a mim mesma, depois de escutar o homem me responder. 

-Não tem nada a explicar a ela, vá em bora.

-Não desistiu ainda de terminar isso? Porque não aceita o que você é Taehyung, seria mais fácil. -ele disse calmo.

-Voce só que alguém que assuma a aldeia, por favor né pai, isso não é pra mim. - Tae me surpreende quando o chama de pai, o homem aparentava estar nos seus 30 anos, era alto e amorenado de leve, seus olhos eram um preto intenso, e só com um olhar ele me fazia estremecer de medo, ele passava algo frio, sobrou, atravaez dos olhos, o que me deixava intrigada.

-Eu já matei as estrelas passadas, essa só será mais uma. -sinto Tae apertar mais forte meu pulso, e escutei passos se aproximando de nos. -E lembrando, ela é a última da linhagem. -ele deu uma risada vitoriosa, e passou por nós, antes de sair pela porta mr olhou e deu um sorriso psicopata, assim saindo.

-O que foi isso?- digo me soltando de Tae. -Quero explicações agora. -cruzo os braços, e o olho. -Por que ele está me chamando de Kim Dada e porque você tá me chamando assim!? -ele me olhou respiro fundo, deu as costa e saiu. -EI VOCÊ ME DEVE EXPLICAÇÕES! AISH. -chuto o ar e olho para os meninos, esperando algo.

-Vamos, temos compromisso. -Jin e me olha e nega com a cabeça, passando o olhar, só ele pode lhe explicar, o que me deixou mais furiosa ainda, eles saíram e andaram na mesma direção que Tae, deixando apenas eu e Jun-Saa para trás.

-O que aconteceu aqui?- o olho curiosa.

-E pra isso que eu lhe contratei, descubra. -ele passa por mim da um tapinha em minhas costa, e sai.

Suspiro frustada, assim indo até o elevador ao lado do qual os meninos aviam subido, apertando 20° andar, onde se encontrava o térreo. Após sair do elevador vou direto para a porta, que estava mau iluminada, por conta da falta de luz, abri a mesma, assim vendo uma ampla área retae aproximei do para peito, assim vendo pequenos vultoa lá em baixo, como se fosse pequenas formigas, a caminha do formigueiro, o vento batia contra meu cabelos os fazendo-os voar para trás, senti um tremor fazendo minha visão ficar turva.

21 anos antes.

-Tae volta aqui. -eu gritava para ele que se mantinha de costa e andava em direção a porta. -Voce vai me deixar aqui, AISH.

-O que você quer que eu faça?- ele para e me olha com o rosto enrugado.

-Não sei, mas não me deixe aqui. -digo olhando para a minha situação, me encontrava amarrada sentada a uma cadeira, em um piscar de olhos ele estava em minha frente com seus olhos negros me encarando. 

-Eu lhe dei tantas coisas, e você me retribui assim, dissendo que não é a escolhida? -ele fechou os olhos e respirou fundo. -Saia, e não volte mais. -senti minhas mãos serem desamparadas.

-Não tenho culpa de não ser a escolhida. -digo me levantando.

-Antes que vá, tenho que perguntou uma coisa. -ele me puxou contra seu corpo, os colando. -Você me ama?- eu olhei em seus olhos, por impulso o beijei.

Eu não sentia nada por ele, apenas uma forte conexão, que eu deveria o proteger, de qualquer coisa,m as nada além disso, mas seu beijo por mim era um além de amizade ou qualquer outro coisa que tínhamos, ele realmente estava me amando, e eu queria o amar, mas meu coração não era dele, e nem poderia, ele estava destinado a conhecer uma pessoa que seria melhor que eu para ele.

-Tae......

Dia atual

Abri meus olhos, e eu me encontrava de pé ainda, encostada sobre o para peito, toquei meus lábios lembrando do gosto, eu sentia seus toques, tudo, eu o via, mas nao como eu, mas como outra pessoa o que era estranho, e muito, respirei três vezes fundo, me lembrando de cada coisa que aconteceu, aquilo era loucura, era outra época, outros tempos, outro tudo, e era estranho, por de mais.

-Lembrei de algo?- escutei alguém atrás de mim me fazendo virar, e lá estava Kim Taehyung me encarando.

-O que foi isso que aconteceu comigo?- ele se aproximou de mim de vagar.

-Acho que estou muito perto. -ele passou a mão por meu rosto me fazendo arrepiar. -Voce não é ela, mas a algo em você que me fascina. -ele passou a mãos por meus lábios, que por conta de estar muito próximo eatavam secos, ele me puxou, e por incrível que pareça ele não me beijou, mas me abraçou. -Va embora e não volte, nunca mais. -senti um vento forte contra meu corpo e ele simplismente sumiu.

-Eu estou enlouquecendo.


Notas Finais


Vamos falar sobre esse Disband do dia 25/11/2016,estou muito triste pela 2ne1, foi o grupo que me fez virar Kpopeira (vo fala assim pq sim) eu vi o lindo e maravilhoso debut delas em 2009 quando eu era uma criança burra, mas eu as vi, virar oq elas são hj em dia, amei cada uma de um jeito incondicional que nem eu sei explicar as aceitei, como elas nos aceitaram (as Blackjack) do jeito que elas eram, amei cada parte delas, desde os rostos, até a forma e personalidade, suas vozes maravilhosas, o jeito que elas tratavam as fãs, a inspiração que elas tinham para escrever as músicas, a confiança que elas tinham sobre nós, o amor que eles compartilhavam com nós, tudo, e ver, meu girl grupo Ultt dar Disband n e fácil acho que n foi fácil para ninguém, mas esperamos de coração que as cadeiras solos continuem, pq o talento delas existe e N deve ser esquecido, vamos lembrar de 2ne1, completo, para o resto de nossas vidas, elas foram a minha inspiração, que em momentos difíceis, pelo qual qualquer um dos k-idols e elas tbm passaram, você devia manter a cabeça erguida e continuar, pq o que te humilha hj amanhã te respeita,e foi assim que 2ne1 chegou onde hj elas estão, e sempre estará, em nossos corações💙🌈❣💙 A saída do meu namorado do Winner, bom eu espero de coração que ele volte, estão falando que ele saiu só para fazer o tratamento, mas n sabem se volta, meu maior medo é que, Winner acabe tbm, e se isso acontecer eu me mato, ja basta viver de agora em diante sem MINHAS rainhas, sem meia namorados n da tbm, 2016 ja pode acabar......
Sobre as pessoas devolverem os ingressos do 24K para ir ao show do BTS, na moral, se mate, se n quiser e só me da o ingresso vou adorar ver eles pessoalmente e ainda dar muito amor a eles, com toda certeza eles ficaram chateados quando souberem, e espero de coração que os "kpopper" que estão fazendo isso com o 24K se sintam envergonhados..... Minha vontade é de xingar essas pessoas mas serei educada e não farei nada, e parem de fazer isso, desmerecer um grupo menor....
Desculpa qualquer erro e o texto final aqui bjsss até a próxima
💙❣🌈🌌💙❣🌈


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...