História Never Say Never - Capítulo 32


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ashley Benson, Chaz Somers, Christian Beadles, Justin Bieber, Khalil Sharieff, Lucy Hale, Ryan Butler, Selena Gomez
Personagens Ashley Benson, Chaz Somers, Christian Beadles, Justin Bieber, Khalil Sharief, Lucy Hale, Ryan Butler, Selena Gomez
Tags Alegria, Brigas, Romance, Tristeza
Exibições 149
Palavras 1.423
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Famí­lia, Festa, Ficção, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


BOA LEITURA ❣🙈

Capítulo 32 - :Você me faz bem:


Fanfic / Fanfiction Never Say Never - Capítulo 32 - :Você me faz bem:

P.O.V's Ashley Benson/cont.

Fechei a minha mão pensando se aquilo era realmente a coisa certa a se fazer, mais eu ja me descidi. Joguei o comprimido na minha garganta e bebi agua sentindo o mesmo descer.

– Pronto. Viu? – disse devolvendo o copo pra Lucy e colocando a sacola de comprimidos na minha bolsa.

– Lucy ! Ashley ! Venham comer bolo ! – gritou a mãe de Lucy chamando a gente.

– Okey Ash, vamos.– disse Lucy e assim saímos do quarto.

Fomos pra sala e todos estavam lá menos Henrique o que eu achei estranho ele ficar tanto tempo no quarto.

P.O.V's Henrique Caltfield

Depois que terminei de almoçar coloquei meu prato em cima da escrivaninha e acabei optando por dormir.

Acordei e olhei no meu celular vários mensagens do BiG Sean e uma da Thifanny não dei importancia já que passaria lá a noite, e também não dava tempo de responder mesmo pois meu celular estava um por cento de bateria.

Levantei da cama tomei um banho rápido, neste exato momento estava passando a toalha nos cabelos pra secar. Procurei meu carregador pelo meu quarto mais não achei, lembrei que Lucy tinha me pedido emprestado ontem.

Abri a porta do quarto com meu olho focado na tela do celular aproveitando meu ultimos 1℅ que me restava. Fechei a porta e caminhei até a sala.

– Lucy devolve o meu carrega...– olhei pro centro da sala vendo Lucy, Meu pai, Julie, Justin, Chris e...Ashley.– Que palhaçada é essa? – perguntei. E todos me olharam.

– Que bom que esta aqui meu filho venha comer com a gente. – disse meu pai, dei uma risada sarcástica não acreditando.

– Como é? – perguntei sem acreditar eu não vou comer com eles, pensei.

– Henrique querido, tenha modos.– disse Julie

– Deixa que eu falo com ele Mãe.– disse Lucy levantando do sofá me arrastando pra cozinha.

– Pode me dizer o que tá acontecendo? – perguntei.

– Okey calma, lembra que no almoço hoje meus pais disse que queriam ver a Ashley? – assenti – Pois bem, eu convidei ela pra vir e ela aceitou daí depois ela me mandou mensagem dizendo que Justin também viria e como meus pais queriam conhecer ele mesmo, achei que não teria problema e eles concordaram. Até fizeram um bolo, vejam só.– disse Lucy com um sorriso no rosto.

– Aí que lindo.– sorri sacarticamente se fechando em seguida. – Eu que não fico aqui nem mais um segundo. Caminhei até a porta dos fundos.

– Henrique espera.– me virei vendo Ashley parada me olhando. – Vamos conversar.

P.O.V's Justin Bieber

Os pais da Lucy são bem legais eles não são puxa-saco como muitos por aí e gostaram de mim isso é muito importante e bom. Estavamos na sala, eu estava no meio Lucy e Chris de um lado, o pai de Lucy do outro e a Ashley no meu colo e do nada aquele  ser insuportavel surgi do Além atrapalhando nossa conversa.

Olhei pra sua cara de raiva e eu definitivamente estava rindo por dentro, quando Lucy saiu pra falar com Henrique eu pensei: Ele deve estar muuuito puto kkk. 

...Minutos depois...

– Amor eu vou no banheiro tá – sussurrou me olhando por cima de seu ombro pois ainda estava no meu colo e a um segundo atrás conversando com os pais da Lucy.

– Tá vai lá.– disse ela se levantou e saiu.

P.O.V's Ashley Benson

Na verdade eu não ia no banheiro e sim atrás do Henrique, okey eu que sempre corro atrás mais eu não gosto de perder amigos por mais que ele não me considere só isso.

– Henrique espera.– ele se virou e me olhou. – Vamos conversar. – pedi aflita.

 Lucy saiu e deixou a gente sozinhos.

– O que você quer conversar comigo? Se vier me pedir desculpas por aquele dia, esquece eu já entendi e não é por uma simples desculpas que vai me fazer esquecer o que me disse e você está completamente certa, poupe-me da suas palavras, por favor. – disse ele 

– Não é isso, na verdade eu queria sim te pedir desculpas por eu ter sido muito dura nas minhas palavras esse clima entre a gente não fica bem, entendi? Não quero deixar de ser sua amiga, você também é impotante pra mim Henrique.– disse indo até ele ficando a sua frente.– Você me faz bem sabia?

– Para.– disse ele serio desviando seu olhar do meu.

– No boliche estar eu estava pra baixo e você me animou bastante a gente se divertiu apesar de algumas coisas, me dizia coisas bonitas e me fazia se  sentir bem quando eu estava pra baixo naquela noite, ou seja, você me faz bem. Eu quero ser sua amiga e nada mais além disso e você sabe.– disse.

– Aí é que tá. Eu não consigo te enxergar só como amiga. – disse ele voltando a me olhar bem no fundo dos meus olhos.– Mais quer saber? Isso vai passar, vai ser difícil, mais vai passar e também ei vou ter muito com o que me ocupar nessas últimas semanas nem vou pensar nessas coisas. Deixa eu sair agora eu tenho assuntos pra resolver. 

– Espera ! – segurei em seu braço impedindo que fosse e já na porta ele se vira novamente.

– Ôh senhor, o que é agora? – perguntou ele impaciente.

– O que eu posso fazer pra que você me desculpe? – perguntei

– Você quer saber mesmo?.– Ele veio em minha direção ficando bem perto de mim. Me arrependo de ter feito essa pergunta pois já estava com a minha respiração pesada e acelerada por conta de sua aproximação. Pegou na minha cintura me trazendo mais pra perto e disse: – Segue sua vida que eu sigo a minha se estiver feliz eu tô feliz, tá baixinha?. Desculpada. – me deu um beijo na testa me soltando e saindo.

Ai Senhor, Graças a Deus não aconteceu nada eu fui fraca e se ele tivesse me beijado? Não, não que horror isso seria uma catastrofe total.

– Ashley vem ta na hora de você ir – disse Lucy entrando na cozinha.

– Ai que susto caramba ! – disse com a mão no coração.

– iiih dizem que quem toma susto derrepente é por que ta fazendo coisa errada.– disse Lucy.

– Não, cala boca.– disse, rimos

–  Cadê o Henrique? – perguntou 

– Ah ele saiu. – disse

– Já sei pra onde ele foi. – sussurrou ela 

– Oi? – disse

– O que? Nada. Vamos.– disse  ela

Voltamos pra sala me despedindo dos pais da Lucy e dela e fomos pro carro dando partida a caminho da mansão.

 

 

P.O.V's Henrique Caltfield/23:24

Não podia deixar de perdoar a Ashley afim eu ainda gosto dela e ela não tem nada a ver com nada. A raiva que eu sentia não era dele, Justin Bieber. 

Por isso eu estou onde eu estou agora, em frente a favela do segundo maior traficante.

Entro no local agora eles aceitam de boa a minha entrada e caminho até a sala do BiG Sean vendo ele conversar no celular distraído e Thifanny em pé parada.

Já dentro da sala eu chego perto de Thifanny e  ela me olha e digo:

– O que faz aqui Thifanny? – perguntei

– É uma longa história. – disse ela

– Tenho tempo do mundo. – disse

– Okey, se o BiG Sean pega a gente conversando ele nos mata.– disse ela.

– O que ele planeja? – perguntei

– Acho que é melhor ele explicar pra você. – disse ela se afastando de mim quando percebe que BiG Sean virou pra nós.

– Desculpa gente uma ligação importante.– disse ele se sentando na sua cadeira colocando os pés na mesa e eu e Thifanny ficamos a sua frente. – Henrique você fique de olho na Selena ex- namorada do Justin e no Ryan não quero ele no meu caminho. De olho 24hs nela.– assenti – Thifanny quero que você se aproxime de Justin descubra mais coisas sobre ele, eu sei que você pode fazer isso muito bem, use... seu charme– ela assentiu – Ótimo. Thifanny que já esta a mais tempo comigo dá seu jeito de entrar HOJE naquela casa e descobrir algo que me entereçe e me ligue. – novamente ela assentiu – E você Henrique começa a vigia-la amanhã a noite,  ela não sabe a supresa que a espera.– disse ele – Agora Vão, nos vemos amanhã.

Saímos de sua sala e cada um foi para um lado eu logicamente fui pra casa.

Chegando lá tudo estava apagado e a porta trancada mais sorte que todo temos uma copia da chave e abrindo a porta logo entrando e caminhei até o meio da sala pra verificar se não havia ninguém acordado e do nada a Luz se acende.

– Onde o senhor estava? – me virei revelando meu pai e Julie parados me olhando.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...