História Never Say Never - Capítulo 34


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ashley Benson, Chaz Somers, Christian Beadles, Justin Bieber, Khalil Sharieff, Lucy Hale, Ryan Butler, Selena Gomez
Personagens Ashley Benson, Chaz Somers, Christian Beadles, Justin Bieber, Khalil Sharief, Lucy Hale, Ryan Butler, Selena Gomez
Tags Alegria, Brigas, Romance, Tristeza
Exibições 103
Palavras 3.184
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Famí­lia, Festa, Ficção, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


ATENÇÃO

hey você que é um leitor fantasma !
Apareça eu vou adorar ter você nos comentários também e saber a opinião de casa um de vocês.

Muito obrigada pelos 50 favoritos eu fico muito feliz em saber que vocês estamos gostando da História e eu adoro ler os comentários me ajuda muito, tanto de positividade, quanto de criticas construtivas e idéias. BEIJÃO. 😙


BOA LEITURA ❣🙈

Capítulo 34 - :Vadia:


Fanfic / Fanfiction Never Say Never - Capítulo 34 - :Vadia:

Notinhas do Autor

 

 

P.O.V's Justin Bieber

[...06:00 AM...Segunda-feira...]

Acordei bem cedo pois hoje marquei com um cara que me devia uma grana por comprar drogas e até hoje não me pagou e prazo dele já venceu.

Não procurei saber nada desse cara, nem sobre a família dele o que eu queria mesmo era o meu dinheiro, o nome dele é Jeff Benson e só sei que hoje eu quero o meu dinheiro.

Quando a Ashley apareceu na minha vida eu me afastai um pouco e tirei umas ''férias" não queria que ela suspeitasse de nada o que eu achei estranho quando eu resgatei ela do sequestro, me vendo com armas não me perguntou nada. Bom, melhor assim ela não precisa saber disso. Não por agora.

E esse tal de Jeff tem o mesmo sobre nome que a Ashley o que mais uma vez eu achei estranho, vai ver é só coincidência.

Ela nunca quis me falar sobre o passado dela e isso me intriga bastante. 

Ainda deitado viro meu rosto vendo Ashley encolhida de frente pra mim com um sono profundo.

Não queria acorda-la mais não me contive e acariciei seu rosto lindo,seus cabelos loiros e sua pele macia. Acho que se ela saber o que eu realmente faço ela pode me deixar eu sei que ela não gosta dessas coisas e se eu perde-la eu morro.

Poderia ficar horas a olhando dormir mais eu tenho coisas pra fazer.

Levantei da cama e fui em direção ao banheiro fiz minhas higienes e tomei um banho rápido, quero chegar no local o mais rápido possível.

Já arrumado desci as escadas e fui até o escritório encontrando meu computador na tela de descanso ou seja varias fotos minhas com os meninos, meus irmãos, meus pais e semanas atrás adapitei algumas da Ashley logicamente.

Sentei na minha cadeira passando o mouse por cima que agora iria pra tela inicial pra colocar a senha, mais não, apareceu meus arquivos abertos.

Eu tenho a total certeza que eu desliguei.

Entrei nas câmeras de segurança daqui e encontrei alguém entrar aqui e dei zoom. Thifanny... com um pendrive na mão. Não pode ser.

O que essa garota pretende? Eu sabia que não podia confiar nela. E eu fui na onda da Ashley, eu sou realmente um idiota por ter deixado ela ficar.

Meus pensamentos foram afastados pelo toque do meu celular na tela escrito: Ryan.

Ligação ON

– Pronto Drew? – disse Ryan do outro lado da linha.

– Sim. Os meninos já estão aí?

– Sim. Estamos te esperando aqui. Flw.

Ligação OFF

Saí de casa armado, claro, indo direto pra casa do Ryan os meninos entraram no meu carro. E assim segui para o local marcado.

[...]

Ja cheguei no local com os meninos a dez minutos e nada de Jeff aparecer.

– Espero que esse cara venha mesmo – disse Chris.

– Eu também espero ele sabe o que pode acontecer com ele e com a família dele.– disse.

– Você não teria coragem, nem ao menos sabe quem são.– disse Chaz

– É mais se ele não me pagar eu vou procurar a saber e vocês sabem que eu consigo.– disse

Alguns minutos depois o cara vem em nossa direção sem nada o que ele faz aqui então?

– Por favor me dê mais um mês eu ainda não tenho dinheiro agora.– disse ele.

– Olha aqui Jeff eu te dei 6 mêses pra você me pagar eu sinto muito se você não tem.– o puxei pela agola da camisa o deixando apavorado.

_ Por favor o dinheiro que eu tinha eu vim pra cá com a minha esposa visitar minha filha eu não tenho como pagar agora.– disse ele.

– NÃO INTERESSA EU QUERO MEU DINHEIRO E QUER AGORA. – Tirei a arma do meu bolso.

Lógico que jamais eu mataria uma pessoa isso é só pra dar um sustinho.

– Calma Justin.– disse Ryan.

Apoitei a arma pra sua cabeça.

– É melhor você dar adeus a sua família – disse ainda com a arma na cabeça dele.

– Não pelo amor de Deus o dinheiro eu mando pra minha filha pagar o alugue do seu apartamento eu não posso deixar todos por favor me dê mais um mês eu garanto que dou tudo que lhe devo. – disse ele com voz chorosa.

– Tudo bem, mais quatro meses e não se fala mais nisso. – disse

A verdade é que eu não queria mata-lo então isso foi uma desculpa, qual é ele é só um viciado.

– Essa sua filha deve ser muito importante pra vocês, desde de quando veio não para de falar dela. Qual é o nome dessa menina por que ela mora aqui? – perguntou Chris.

– Ashley ela é minha filha única veio pra cá com a amiga Lucy. Soube ontem pelos pais dela que tem um namorado ela não liga entao viemos visita-la.– disse Jeff

Nessa hora eu soltei a arma e eu e os meninos arregalamos os olhos, eu congelei fiquei paralisado totalmente imovel sem dizer uma palavra.

– É...– começou Chaz – Você já pode vazar aqui e só voltar quando tiver o dinheiro e não tente nos passar a perna por que as coisas vão ficar ruins pro teu lado. 

Vi o cara sair correndo e ainda esta imovel e se eu tivesse um coração ruim fosse aquela pessoa fria de antes e o matado? Por quê a Ashley nunca me contou sobre os pais dela, por que? Será que tinha medo de algo? Será que ela sabe de alguma coisa? Mil perguntas se passavam na minha cabeça. 

– Cara você ta bem? – perguntou Ryan

– Tô, vamos embora. – disse 

Entramos no carro e caminho todo foi silencioso eu também não queria falar nada até chegar em casa.

[...09:00hs AM...Segunda-feira...]

Chegando em casa encontro Ashley assistindo Tv com a Thifanny e eu lembro muito bem do que ela fez ontem quando fomos dormir.

– Oi meu amor onde você tava? – Ashley se levantou olhando pra Tv e veio em minha direção dando um selinho  e comprimentou os meninos e voltando a sentar e assistir.

Parece que o que ta passando na Tv está incessante ri por dentro.

Os meninos também sentaram no sofá pra assistir junto com as meninas mais tarde eu ia falar com a Ashley mais agora eu quero falar com a vagabunda da Thifanny.

 

 

P.O.V's Thifanny Smiller

Levantei hoje indo numa gaveta verificar se o pendrive estava lá e eu passei os arquivos pra dois pendrives por sigurança e sim estava, que alivio eu poderia ter acordado cedo e ralado da mansão mais eu não queria levantar suspeitas o Justin não é bobo nem nada.

[...]

Ashley e eu estávamos na sala assistindo   Orange is The New Black na netflix e derrepente o Justin chega com os meninos e a Ashley se levanta e os comprimenta.

– Thifanny eu preciso falar com você. – disse Justin e eu gelei.

Como eu sei o que ele realmente faz eu corro o risco de morrer e me da um puta cagaço.

Fomos para o seu escritório e eu fui na frente e ele fechou a porta e trancou, engoli a seco precisa trancar? 

Senti meu ele pegar no meu pulso e me empurrar pra trás e eu bater minhas costas na parede.

– Justin ta me machucando porra. – disse

– Ah ta machucando, você acha que eu sou idiota? Acha que eu não sei que você entrou aqui e pegou informações minhas e passou pra um pendrive. – disse ele.

– Como você sabe disso? – perguntei

– Você é muito trouxa mesmo né? Ruiva eu tenho câmeras em toda parte dessa casa e muito bem escondidas, me dá a porra desse pendrive se você quiser sair viva daqui. – disse ele.

– Você não tem coragem nem de matar uma mosquinha se quer, o que a Ashley iria pensar se o namoradinho que ela tanto ama virasse um assassino? – disse ele ficou com mais raiva ainda.– Você fica ainda mais lindo com raiva sabia? 

– Vadia.– disse ele – Nossa Que vontade de dá na tua cara.

– Então dá vai, bate ! – disse virando rosto

Ele permaneceu queto me olhando.

– Pra quê você quer informações minhas? –perguntou ele – Pra quem você trabalha? 

– Você não se acha o esperto? Descubra você.– disse

– Eu tô perdendo a paciência... – disse ele fechando os punhos.

– Ótimo perde mesmo vai ser pior pra você. – disse.

Ele se afastou deu um soco na parede e eu respirei fundo dando graças a deus que eu saí viva.

Andei até a porta e a chave não estava lá.

– Você não vai sair da qui me der o pendrive CARALHO ! – gritou nervoso.

– E EU JA DISSE QUE NÃO VOU TE DAR NADA MAIS QUE PORRA QUER QUE EU DESENHE ! – gritei

– Eu vou tentar falar de boa com você e se você não me dê logo a porra do pendrive eu não vou ter pena de você. – disse ele

– E vai fazer o que me matar? Não por que se você fazer alguma coisa comigo eu conto tudo pra ela e eu tenho certeza que se isso acontecer ela nunca mais vai olhar na tua cara.

– Por que você ta fazendo isso? – perguntou ele.

Vocês já sabem que eu tenho uma queda pelo Justin e que ele nunca olhou pra mim como eu queria e isso me deixava muito mal eu não posso dizer isso ele pode rir da minha cara.

 – Se você me falar pra quem você trabalha e pra quê você precisa dessas informações vai ficar tudo bem  Okay? – disse ele tentando me convencer.

– Não, esquece você não vai me convencer. – disse

– Como você é cabeça dura garota.– disse ele

– E Você é um filho da puta ME DEIXA SAiR! – berrei eu não tava aguentando ficar lá.

– QUE DIREITO VOCÊ TEM DE ME XINGAR GAROTA? – perguntou alterado.

– E QUE DIREITO VOCÊ TEM DE ME CHAMAR DE VADIA? – perguntei

– VOCÊ É UMA VADIA E ME MOSTROU ISSO LÁ NA QUELA FESTA É MUITO ATIRADA E COMEÇOU A FALAR UM MONTE DE BOSTA DA ASHLEY SEM AO MENOS CONHECER E AQUILO QUE VOCÊ FALOU MINUTOS ATRÁS ISSO PRA MIM SER UMA VA...

Não deixei ele terminar e dei um tapa forte em seu rosto que o fez virar e na mesma hora tava com a marca do meus dedos.

– Você acha que eu vou me rebaixar pra você, que eu vou começar a chorar e falar mansinho? Tá enganado EU NÃO SOU A ASHLEY Que você consegue controlar e fazer tudo que você quer EU TAMBÉM SEI BATER E MUITO. EU NÃO TENHO MEDO DAS SUAS AMEAÇAS POR QUE EU TAMBÉM TENHO CARTAS NA MANGA IDIOTA. – explodi não é por que eu gosto dele que eu vou deixar ele me ofender.– E TOMA A PORRA DESSE PENDRIVE E ENFIA NO CÚ.– tirei do bolso e joguei no chão ele jogou a chave pra mim e caminhou pra frente de costas pra mim.

Eu tinha uma cópia então não tinha preocupação nenhuma e agora mesmo que eu vou afundar esse traste.

Seu olhar transbordava raiva mais de sua boca não saia uma palavra o que é bom mesmo.

Nossa tô me achando A poderosa agora, mais é melhor manter a postura.

 Abri a porta saindo e não tinha ninguém na sala as conversas vinhas da cozinha. Então fui mais rápida e sai pela porta da frente.

 

 

P.O.V's Henrique Caltield

[...11:00hs AM...]

Acordei com o despertador tocando e ainda sonolento eu desligo e levanto hoje eu seguria uma pessoa que eu vi uma vez na vida que foi no jogo verdade ou desafio.

Já tomado banho e vestido desci pra tomar café e lá estava todo mundo sentado em volta da mesa conversando.

Sentei na mesa e comecei a tomar café em silêncio, não tinha nada pra conversar e também não quero papo com eles.

[...]

Ninguém teve a coragem de me dirigir a palavra eu achei melhor assim estava saindo de casa quando vejo Lucy correr na minha direção.

– Henrry você ta com raiva de mim? – perguntou ela.

– Não, por que eu estaria? – perguntei

– Não sei nem falou com a gente hoje no café da manhã. – disse Lucy

– Eles não falaram comigo eu também não puxei assunto, mais fica tranquila por que de você eu não tenho raiva. – piscou pra mim e eu dei um meio sorriso.

– Onde você vai? – perguntou ela

– Você sabe aonde eu vou. – disse

– Henrique desiste disso o que você vai ganhar com isso? – perguntou ela

– Eu entrei nisso agora não vou voltar atrás agora me deixa. Tchau. – disse

Saí de casa indo até o BiG Sean como havíamos combinado e como eu já estava lá só faltava a Thifanny.

– Desculpa a demora Justin descobriu que eu entrei na sala dele e peguei os seus arquivos importantes. – disse Thifanny

– Como você é burra garota o que você faz aqui então? Como ele descobriu? – perguntou BiG Sean.

– Olha aqui eu não sou burra e ele descobriu por que ele viu nas câmeras de segurança coisa que na hora eu não pensei. Daí eu tive que entregar pra ele. – ele ia falar algo mais Thifanny foi mais rápida e disse: – Mais eu sou tão burra né que até salvei em dois pendrives e enganei ele.

– Olha só que garota esperta, quer aplausos? – perguntou ele.– Você não fez mais que sua obrigação. – Me dê aqui. – Thifanny estava com a cara fechada e não deu.– ANDA ME DA ESSA PORRA, AGORA. – ela sem pensar duas vezes jogou nele e deu as costas andando de um lado pro outro.– Boa Garota. Agora você já pode ir fazer o que eu te pedi Henrique e me ligue quando ver a Selena sozinha em casa ela terá uma surpresinha. – só assenti e saí meio preocupado de deixar a Thifanny sozinha lá.

 

 

P.O.V's Selena Gomez

Dias e dias se passaram não vi mais as meninas e os meninos Ryan também desde aqulele dia não me liga nem manda mensagem eu já liguei um monte de vezes e ele não me atende, eu sei que ele ta fazendo joguinho pra cima de mim.

Eu vou tentar ligar denovo eu sei eu to meio insistente mais eu amo esse homem caralho.

[...Chamando...]

[...Chamando...]

[...Chamando...]

[...Chamando...]

O que será que ele ta fazendo agora? eu podia até falar que ele podia estar com outra mulher por aí mais o Ryan não é desses.

Meu celular vibra e vejo na tela escrito Ry. <3

Ligação ON

– Para de me ligar por favor, tem como? – disse ele do outro lado da linha.

– Não, Por quê você não me atende? – perguntei

– C ta me zuando né?O que você quer?– disse ele

– Nada só tô com saudade de você só isso.

– Denovo, C ta me zuando né?

– Onde você tá? – perguntei

– Tô na casa do Justin por que?

–  Vem aqui – pedi

– Não e para de me ligar. Obrigado.

– Eu te odeio sabia? – disse tentando parecer seria ele riu do outro lado da linha.

– quii Odeia nada, para.– disse ele risonho – 

– Tá mentira mais vem aquii Ryan.

– Você não vai parar de me enxer né?

– É... Não. – disse

– Okey então to indo. – ouvi ele bufar e desligar.

Ligação OFF

Fiquei esperando alguns minutos quando toca o interfone e claro deixa subir né.

Acampainha tocou e eu corri pra atender abri a porta revelando Ryan pulei no seu colo e estrelaçei minhas pernas na sua cintura e dei varios selinhos e ele me segurou pela coxa e entrou meio com dificuldade por que logicamente eu estava na frente, e fechou a porta.

– Nossa isso tudo é saudade de mim? – perguntou Ryan, e eu sai de seu colo. 

– É amorzinho, por que você não me atendia? – perguntei manhosa

– Por que você não tava merecendo.– disse ele.– Eu não gostei que você ficou de gracinha com o Chaz.

– É? E eu não gostei que você beijou a piriga da Thifanny.– disse

– Para de falar assim dela, ela é gente boa.– disse ele.

 – Vai defender é isso mesmo? – disse

– Não só estou dizendo que ela é uma pessoa legal, pelomenos comigo.– diz ele

– Hm...– sentei no sofá de braços cruzados

– Ah não Selena, vai ficar de birra é isso? – perguntou ele.

– Vem senta aqui para de ser chato. – disse

– Eu tô sendo chato? Você que me disse pra vir aqui agora ta fazendo doce.– diz ele

– Ai ta bom desculpa – levantei e o puxei pela mão fazendo sentar no sofá comigo. – É brincadeira meu amor aff.– ele revira os olhos e depois sorri, cara eu amo esse sorriso.

como estávamos sentados no sofá de frente pro outro eu cheguei mais perto e beijei sua Buchecha, sua testa, seu nariz seu queixo e finalmente sua boca mordi seus lábios fazendo ele abrir um pouco e eu coloquei minha língua. No começo ele não queria mais acabou sedendo.

Finalmente ele me puxa pela cintura e me faz sentar em seu colo sem quebrar o beijo passo minha mão direita pela sua sentindo ele se arrepiar em seguida pros cabelos puxando de leve aumentando a velocidade do beijo.

Segundos depois paramos o beijo por falta de ar e estávamos obviamente ofegantes. Eu subi sua camisa ele tirou a minha blusa e eu ficava cada vez mais excitada sentindo seu membro forçar contra minha intimidade.

Ainda em seu colo ele levanta e me leva até o quarto fechando com o pé.

[...]                                                  20:00hsPM

 

Nosso dia foi definitivamente maravilhoso ele foi tão carinhoso e tals, fizemos o almoço juntos e tava MARA. Agora estamos deitados na cama assistindo  a Tv abraçados, mas eu não estava prestando atenção eu estava mesmo era sentindo seu maravilhoso cheiro por que vocês sabem o que rolou né.

– Vou ter que ir tá? – disse ele

Levantou mais eu deitei ele denovo.

– Não fica aqui vai.– tententei convencer

– Não olha é serio eu tenho que ir mesmo mais se você se comportar eu volto. – disse ele levantando da cama colocando a roupa. Fiz biquinho. – Ôh pode parando com isso.

– Você não vai ficar né? – perguntei

– É.. Não. – disse ele abrindo a porta mais eu fui mais rápida e disse:

– Tá vai lá – peguei o celular e fingi discar – Eu acho que você não vai se importar se o Chaz vim aqui ficar comigo.– coloquei o celular no ouvido. – Alô Chaz eu tô de bobeira e...– ele pegou meu celular.– Me dá Ryan – ri da cara dele fuçando no meu celular.

–  Você não tava ligando palhaça.– disse ele jogando o celular pra mim ri denovo. – Eu vou embora.

Ele saiu do quarto e eu rapidamente vesti meu roupão e corri atrás dele.

– Espera aí num fica bravo – disse manhosa  e o abraçei por trás.

– Não tô sério só que você não me deixa embora. – disse ele se virando e me abraçando.

– Tá eu vou deixar.– sai de seus braços e lhe dei um beijo lento e gostoso.– Agora sim. Tchau.

Sorriu e revirou o olhos. Idiota.

– Tchau. – disse ele abriu a porta e saiu.

Respirei fundo e sentei no sofá esparramada mesmo e liguei a Tv assistindo qualquer coisa e acabei dormindo.

 

 ...Minutos depois...

 

Na verdade eu estava cochilando mais acordei com a campainha será que o Ryan resolveu voltar.?

Levantei do sofá e fui atender a porta revelando...

– Saudades princesa? – Entrei em chock não pode ser.

 

 

 

 

Notinhas finais

 

 

 

 

.

 


Notas Finais


Thifanny merece o meu respeito depois dessa hein 👏, vocês não acham? 😂👌

Espero que tenham gostado amores. 😊
Não esqueçam de favoritar e deixar seu comentário, ajuda muito. 😉👌
Sua opinião é muito importante pra mim. 😄
Bjs 😙❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...