História Never Say Never - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Vampire Diaries
Personagens Alaric Saltzman, Caroline Forbes, Damon Salvatore, Elena Gilbert, Elijah Mikaelson, Jenna Sommers, Katherine Pierce, Klaus Mikaelson, Personagens Originais, Rebekah Mikaelson, Stefan Salvatore
Tags Amizade, Damon Salvatore, Datherine, Elena Gilbert, Katherine Pierce, Romance, Stefan Salvatore, Stelena, The Vampire Diaries, Universo Alternativo
Visualizações 65
Palavras 2.658
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Festa, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 14 - Shut Up and Dance


POV Stefan

Chego em casa, nada de papai. Menos mal, mas onde será que ele passou o domingo inteiro? Não é possível que esteja trabalhando. Bom, não me admiraria mesmo. Vou pro chuveiro pra tirar esse cheiro de cerveja do banho que tomei, antes que ele chegue.

Saio e me lembro que falei pra estressadinha mandar mensagem, vou dar uma olhada. Meu telefone ficou silencioso hoje, Rebekah deve estar mesmo furiosa comigo. Azar. Eu não fiz nada, tô de saco cheio disso.

Se bem que, bêbado como eu tava, se não me tivessem tirado daquela festa a força, é muito possível que tivesse me atracado com aquela bailarina. Do jeito que ela tava grudada em mim, eu não ia me segurar mesmo. Pena que nem lembro da cara dela.

Hum... Nada de e-mail, nem mensagem. As duvidas devem estar solucionadas. Bom pra ela. Vou ver TV até dormir.

POV Elena

Deito na minha cama pensando em tudo que estudei ontem e hoje e minha cabeça parece que vai explodir de tanta informação. Mas tô mesmo animada de ir pro colégio amanhã. Vou finalmente conhecer o irmão do Damon, e pelo menos ter alguém pra conversar durante o almoço. E, espero que essa tal de Alexia seja mesmo legal como Kath falou. Não tô disposta a fingir amizade com alguém só porque a mamãe socialite mandou.

Amanhã tenho o teste de natação, demorei uma semana pra conseguir um tempo com o professor, parece tão ocupado. Sinto falta de nadar, desde que começaram as aulas nunca mais fui praquela piscina.

Percebo o sono batendo, olho pela janela, o barulho não chega no décimo oitavo andar, mas, as luzes da cidade parecem gritar. Ainda não me acostumei com tudo aceso quase o tempo todo. Apago minha luz, e deito de novo, fecho os olhos e adormeço lembrando de um tempo da minha infância.

POV Stefan

Consigo acordar mais cedo, até que enfim! Vou nadar hoje, estou desacostumado. Pego minhas coisas e sigo pro colégio com George na minha cola. Acaba que pelo menos vamos conversando no caminho, ele parece legal. Até me dá umas dicas pra eu procurar a bailarina da festa. Acho graça.

Colégio vazio, sigo pra área da piscina. Ninguém ainda, vou me trocar. Sr. Tunner tá no vestiário anotando alguma coisa na prancheta.

- Bom dia professor.

- Ahn.. Bom dia. Caiu da cama, rapaz?

- Não, tava com saudade dos treinos. Posso voltar?

- Mas é claro. Hoje eu tenho um teste. Faz tempo que ninguém além de você aparece. - ele fala e sorri meio sem jeito. - Parece que os alunos da Dalton não são muito disciplinados pra montar uma equipe decente de nado.

- Se puder ter uma equipe de um pode contar comigo! - respondo sorrindo. Eu gosto mesmo de nadar. Desde que comecei me sinto muito mais disposto pra tudo, fora que saí daquele corpo magrelo e frágil, e isso me deixa bem mais contente quando me olho no espelho.

- Então vai aquecer, vou num instante. - ele diz e saio.

Me aqueço rápido com alguns polichinelos e logo estou mergulhando e dando umas braçadas. A piscina é uma das coisas mais constantes na minha vida ultimamente, onde meus pensamentos se alinham. E o que me acalma quando penso que sou um carneirinho nas mãos do meu pai.

Percebo alguém chegando, mas, não paro pra olhar. Sr. Tunner se aproxima. Está longe demais pra eu ver quem é, imagino que é uma moça pelo roupão rosa. Continuo nas minhas braçadas.

POV Elena

Acordo animada pela primeira vez em dias. Kath e Damon notam e lembro do teste pra natação. Já saio de casa com o maiô por baixo do uniforme, e sigo pro colégio andando com eles até o metrô. Não saí cedo assim na semana passada pois as aulas começam mais tarde, mas agora, vou com eles todos os dias, se tiver treino sempre.

Chego e o colégio está vazio ainda. Vou pra área de nado, e o professor está sentado num banquinho. Tem alguém na piscina já, olho o relógio, mas, cheguei na hora marcada.

- Pierce, certo?! Elena. - ele confere.

- Sim senhor.

- Você já fez isso antes? Não consta na sua ficha.

- Sim, eu era da equipe de nado na minha outra escola, e gostaria de participar aqui também. - digo animada.

- Bom, Elena... Como você pode ver, não temos uma equipe. Apenas um. Mas, você pode treinar todos os dias que quiser, também. - Ele aponta a pessoa nadando, parece um rapaz, mas, está de óculos e toca e não faço ideia de quem seja. Me dá um frio na barriga, porque vou ficar sozinha com alguém que nem consigo ver o rosto, espero que o professor não saia nunca daqui.

Uma moça se aproxima, parece da secretaria e fala algo pra ele que me olha meio atônito.

- Agora? Eu tenho um teste. Não pode ser daqui a meia hora? - ela diz que não. Ele me olha meio confuso e decide.

- Elena, vou pedir pra você reagendar e... - ele nota minha cara de frustração - Não, espera. Já sei, é só marcar seu tempo. Salvatore! - ele berra e sinto meu corpo tremer. NÃO PODE SER REAL ISSO. Deve ter outro Salvatore no colégio, por favor, Deus.

A pessoa nadando dá mais duas braçadas e o professor grita de novo, ele para e olha, levantando os óculos. Estou de costas, e permaneço. Quero morrer neste momento. O tarado na piscina e eu aqui de maiô. Não podia cair um raio agora e acabar comigo de uma vez?

- Oi Sr. Tunner, me chamou?

- Sim, vem cá. Tenho esse teste agora, mas o reitor me chamou. Marca o tempo dela pra mim.

Ele sai da piscina num pulo, apoiando os braços na borda. Vejo pelo reflexo no vidro atrás do professor, os braços desenhados e o abdômen perfeitamente esculpido. Definitivamente este não é o Stefan que a Kath descreveu, ainda bem.

Ele se aproxima e eu continuo olhando pro outro lado na esperança que ele não me veja. O professor entrega o cronômetro pra ele, e me apresenta. MERDA!

- Stefan, essa é Elena, faz o teste dela pra mim, você já sabe os tempos, marca aqui, depois eu confirmo.

Quando ele me vê, percebo que controla a gargalhada. Seguro meu ódio. Vou resolver isso na piscina, nadando o mais rápido possível. O professor vai embora, deixando a secretária nos observando.

- Bom dia. - ele diz se controlando pra não rir.

- Estava até agora. - respondo, ele ri e bufa.

- Você sabe o que fazer, certo?! Quatro voltas, uma pra cada tipo. Só vou marcar seu tempo, pode ir quando quiser. - ele faz um gesto apontando a piscina. Eu fico tensa de tirar a roupa na frente dele. Olho pra secretária que não está longe e continua olhando, igual uma estátua. Começo a abrir o roupão, nervosa. - Prefere que eu vire de costas? Me avisa quando tiver dentro.

Estranhamente ele se vira e eu nem respondi. Arregalo os olhos surpresa, mas, aproveito o momento, ficando atrás dele, pra também não me ver no reflexo. Tiro o roupão e jogo no banco, mergulho e já dentro, dou o ok.

POV Stefan

Dou minhas braçadas tranquilamente e ouço o professor me gritando, confirmo só no segundo grito. Me aproximo e ele me pede pra fazer o teste. Quando me apresenta, eu seguro o riso. Tem milhares de alunos nesse colégio e essa garota só esbarra comigo. Coitada.

Lembro que ela está numa situação vulnerável, portanto não vou ser um babaca como esses caras que ela tem me confundido. Cumprimento e digo o que tem que fazer.

Me dou conta que ela está envergonhada em tirar o roupão na minha frente. É óbvio, depois das fotos circularem tenho certeza que o que ela mais deseja é se esconder. Digo que vou virar de costas e viro, antes que ela confirme. Melhor evitar conflito.

Ela me dá o ok da piscina. Começo a marcar o tempo. Ela é boa mesmo. Boas braçadas, boa postura, bons momentos de respiração. Ela segura o ar mais tempo que eu. Queria que ela não me odiasse pra me dar uma dica sobre isso. Pode ser o tamanho. Ela é menor e mais leve, se move rápido. Seríamos uma boa equipe, se existisse uma de verdade.

Ela termina e para na beirada.

- E aí? - me pergunta curiosa, mas séria.

- Acho que você foi muito bem. Bom, acho que é isso. Só aguardar o Sr Tunner voltar pra confirmar, mas, se houvesse uma equipe, você estaria dentro. Vou voltar pro meu treino, lá na última raia. Se precisar de algo. Acho que você pode ficar por aqui, se quiser também.

Ela olha pra onde aponto e confirma com a cabeça, sem falar nada. Encosto a prancheta no banco, junto do cronômetro e me afasto, mergulhando de volta na piscina. Não preciso ser cretino, mas, também não vou ficar puxando papo com alguém que claramente me odeia.

Faço mais algumas voltas e decido sair antes dela, novamente, pra não causar constrangimento. O professor não voltou e a secretária parece nos vigiar. Vou pro vestiário masculino, tomo uma ducha pra tirar o cloro e sigo pra aula, bom que ainda mexo no meu armário antes dela reclamar.

POV Elena

Acho que faço meu melhor tempo. Acabo e pergunto, curiosa. Ele não me diz claramente. Tudo bem, vejo com o professor depois. Me diz que vai voltar a treinar, e quando levanta do banco, percebo que todos os músculos do corpo parecem definidos. Eu olho pra onde ele aponta, mas tô meio tonta. Nunca vi um garoto dessa idade com um corpo tão lindo assim.

Se não fosse tão idiota eu não teria nenhum problema em sair com ele, se me pedisse. Mas, precisava ser cretino. Respiro, e confirmo com a cabeça o que ele falou. Vou nadar mais um pouco, e depois vou pra aula.

Aproveito que ele saiu da piscina antes de mim e saio quase em seguida. Tomo um banho rápido pra não me atrasar e sigo pra aula.

POV Stefan

- Sentiu minha falta? - ouço uma voz feminina atrás de mim e mal posso acreditar. Viro rápido pra confirmar.

- Lexi! - largo as coisas no armário e a abraço tirando ela do chão - Achei que vinha só amanhã! - digo, me afastando.

- Cheguei sexta e consegui me alinhar, ainda tô meio zonza, mas, dormi tanto esse fim de semana que acho que já dou conta de umas aulas. Tem tanta coisa pra contar! Almoça comigo?

- Sim, claro! - respondo sem pensar e lembro em seguida – Ah, não, marquei com a cunhada do meu irmão, te falei dela, lembra?

- Ah, tudo bem, não me importo. Aliás, péra! Eu preciso me apresentar pra ela também. Mamãe me deu a tarefa de ciceronear essa menina, perfeito, almoçamos juntos! Eu só não sei quem é. - ela pausa e me olha de soslaio. - Você terminou com a Rebekah nesse final de semana?

- Eu não, por que a pergunta?

- Bom... Não que eu me importe com isso... Mas o intervalo você e ela... Fora que... - ela me mostra a tal foto da noite de sábado.

- Ah, não. Você também! - ela joga a cabeça pra trás e dá uma gargalhada deliciosa. Que saudade da minha amiga.

- Hey, vamos pra aula, eu perdi semana passada, não posso me atrasar hoje. - passo o braço pelo ombro dela e seguimos pra sala.

Nos intervalos eu e Lexi tentamos conversar sobre nossas viagens, só que não dá muito tempo. Mas, como temos todas as aulas juntos, não nos desgrudamos, a manhã passa rápido e chega a hora do almoço. Deixo as coisas no armário e sigo pro refeitório.

Olho em volta procurando a garota solitária. Vejo duas meninas perto da janela. Uma loira, outra morena. Por motivos óbvios, vou na segunda.

- Oi. - sorrio, ela me olha com uma interrogação imensa na testa. - Sou eu, Stefan! - ela sacode a cabeça negativamente.

- Gilbert? Irmã da Katherine? - Lexi pergunta. A menina diz que não. Vamos na loira. - Você sabe ao menos o primeiro nome? - ela me pergunta.

- Eita, não! Eles nunca falaram e eu nunca perguntei, você não sabe? - me sinto um idiota por isso.

- Mamãe disse, mas, pra eu lembrar agora... - tentamos de novo sem sucesso. Levanto a cabeça e olho em volta, não tem mais ninguém sozinho.

- Bom, ela disse que estaria sozinha, vai ver ainda não chegou. Vamos almoçar, depois tentamos novamente. - ela concorda e vamos pra fila já vazia.

POV Elena

Aguardo um pouco pra pegar minhas coisas depois que o outro pegar as dele. Observo de longe, ele está com outra loira hoje. Não vale nada mesmo. Entro no refeitório e a fila está um pouco grande, mas, aguardo assim mesmo. Espero que Stefan não apareça nesse tempo.

Quando estou quase chegando pra pagar, ouço uma voz familiar atrás de mim e torço pra que o cara na minha frente pague logo de uma vez antes que eu tenha que ouvir outra gracinha desagradável.

- Eu juro, eu estava dançando e ela se aproximou, não fiz nada. E logo em seguida fui empurrado pelo Joe pra fora. - ouço ele dizendo, é mesmo um cretino.

- Ah, para, aquela foto parece que você está bem íntimo da moça! Eu queria ser uma mosquinha pra ter visto a cara da Rebekah quando viu.

- Hey, espera um pouco. - ele diz, parece que pararam mais atrás. Sinto o movimento dela e me alarmo.

- Hum... por que? Ah, essa é a miss Bikine? - a loira diz num misto de pergunta e exclamação. Tenho vontade de virar e perguntar quem quer saber, mas, me contenho, estou quase no caixa. Falta pouco. - Sim, é ela sim. Hey? - Eu olho, quase arrependida. Ela continua.

- Mas ela é mesmo bonita, como disseram. - ela responde pra ele. Acho mais estranho ainda, esperava mais uma piada que um elogio. - Ficaria ótima no uniforme de torcida, você não acha? - ele não responde e olha pra comida, disfarçando. - Você não quer entrar na equipe, não? Acabaria de vez com esse fuxico e ainda te daria uns créditos!

Me assusto. Olho pra ela com um misto de confusão e dúvida e incerteza, nem sei o que tô sentindo e gaguejo. Parece uma brincadeira de mau gosto. Sinto meu corpo tremer.

- Eu... Ahn... Eu nunca pensei nisso... eu, não sei o que dizer.

- Lexi, não... - ele diz cochichando atrás dela.

- O quê? - ela se vira pra ele e se volta pra mim - Qual seu nome, querida? - eu continuo sem saber se é brincadeira ou sério.

Ele fala o nome dela de novo, como se chamasse sua atenção, e ela se vira, séria.

- O que foi? Temos uma vaga, ué. Ela é bonita, e pela foto, tem um corpo incrível. Só precisa saber dançar. - e me olha de novo, sorrindo e aguardando minha resposta. - Você sabe?

- Sei o quê?

- Dançar?

- Eu... acho que sei, mas, não... eu... - fico bem confusa, é amiga desse daí, será que é boa pessoa?

- Que tal um teste? Hoje, depois da aula? - ela continua sorrindo, e começo a achar que tá mesmo falando sério. Olho pra ele, em dúvida. Ele me olha meio assustado. Lembro do que o Stefan, irmão do Damon falou, que preciso aceitar as oportunidades.

- Tudo bem. - aceito e nem acredito nisso. Ela sorri contente quase comemorando e responde.

- Te espero no final da aula no ginásio. - pago minha comida e procuro uma mesa pra sentar. Sem acreditar ainda que disse sim pra essa loucura.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...