História Never Tear Us Apart - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Tags Camren
Exibições 135
Palavras 2.281
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpa pelos erros e boa leitura <3

Capítulo 3 - 3


POV Camila

Após termos entrado na sala de Simon eu vi o corpo de Lauren ficar rígido deixando aparente seu nervosismo. Simon tinha essa pose durona e autoritária, mas nos final ele era uma manteiga derretida. Desde que Lauren apareceu na sala de gravação eu percebi o quão louca eu estava com tudo, eu chamei uma garota qualquer – porém talentosa – para assinar um contrato com a Syco, eu não sei onde eu estava com a cabeça, eu apenas quando olhei naquelas esmeraldas eu consegui criar um futuro, sei lá, eu imaginei Lauren rodeada de fãs sorridente, eu não sei também por que eu imaginei ela ao meu lado, até que não seria uma má ideia... Camila não pense nisso.

- Bom dia Camila – Simon entrou sorridente e confiante na sala, mas ainda sim com sua pose autoritária.

- Bom dia Simon.

- Então o que a trouxe até minha sala? – quando ele perguntou percebeu Lauren sentada na pequena poltrona ali – boa tarde jovem, como se chama?

- La-Lauren Jauregui senhor – ela estava vermelha e se levantou rapidamente para apertar a mão de Simon que retribuiu com um sorriso no rosto.

- É um prazer Lauren... Então Camila.

- Ah sim, sei que isso pode parecer uma loucura e você pode nunca ter presenciado isso, mas, como já conheceu essa é Lauren Jauregui e eu a trouxe aqui porque eu a vi cantando e ela tem um timbre rouco maravilhoso, sei que eu não sou nenhum tipo de produtora musical, mas o louco é que eu imaginei um futuro para ela, assim que eu entrei naquele bar e meus olhos pararam nos dela, eu imaginei Lauren em futuro promissor... O que eu estou tentando dizer é que de uma chance a ela – ele me olhava como se aquilo fosse a coisa mais absurda do mundo e Lauren estava de boca aberta ainda.

- Camila, de fato isso é loucura e eu nunca presenciei isso, como você me aparece aqui com uma garota que achou em um bar e pede para que eu dê um contrato musical a ela? – eu abri a boca mas ele me cortou – ainda não... Isso não é muito comum, eu não sei concordo com isso Camila.

- Ela tem uma voz incrível, eu posso provar e não vou desapontá-lo... Você me deve – ele ficou em silêncio por um tempo e Lauren observava tudo encolhida na poltrona, ela parecia insegura.

- Okay, o começo dos preparativos da turnê do Fourth Harmony começam em duas semanas, vocês – apontou para Lauren e eu – tem essas duas semanas para me impressionarem, não quero que criem esperanças afinal é um processo difícil levando em conta os contratos, reunião com produtores e etc. – ele se levantou de sua cadeira e foi até Lauren que levantou na hora – eu confio em Camila, e você com todo respeito é uma moça bem bonita, prepare uma música original nessas duas semanas e assim eu penso sobre o seu contrato okay? – ele sorriu simpaticamente e ela retribuiu.

- Okay, eu não vou desapontar o senhor.

- Creio que não, boa sorte meninas – ele saiu da sala e eu fiquei encarando Lauren até que ela abriu um largo sorriso e correu me abraçar, eu não sei por que, mas me senti segura com aqueles braços.

- Obrigada Camila, eu vou te dever isso para sempre.

- Veremos Lauren... Agora temos muito trabalho a fazer e eu estou morrendo de fome, vamos?

- Aonde?

- Almoçar.

- Eu não tenho dinheiro – ela ficou envergonhada por um momento e eu lembrei do local onde morava, Lauren parecia não ter muitas condições mas tinha essa pose batalhadora.

- Eu que te convidei bobinha eu pago.

- Mas Camila...

- Lauren, eu pago, agora vem.

{...}

POV Lauren

Camila tinha me levado para um restaurante perto da Syco e era um lugar simples com comida caseira, e deliciosa por sinal. Eu estava tão feliz que Simon tinha me dado uma chance, e eu com certeza não iria decepcioná-lo.

- Que horas são?

- 12:55.

- Ai meu deus – levantei da cadeira assustada e o semblante de Camila parecia confuso – eu estou atrasada para ir a um lugar.

- Quer que eu te leve?

- Não precisa Camila.

- Tem certeza?

- Tenho, e obrigada pelo almoço – beijei sua bochecha rapidamente sai correndo do restaurante até a Syco onde eu deixei minha bicicleta, eu tinha o turno no abrigo de animais. Assim que cheguei ofegante na Syco, peguei minha bicicleta e pedalei o mais rápido possível, não era muito longe, mas nem tão perto.

Assim que eu cheguei eu larguei minha bicicleta de qualquer jeito e coloquei meu crachá rapidamente encontrando Lucy me encarando.

- Está atrasada Laur.

- Eu sei Lucy, eu estava em um almoço com uma amiga – ela fechou a cara na hora quando eu falei de minha amiga que seria Camila – por que essa cara?

- Que cara?

- Quando eu falei de minha amiga você fechou a cara, está com ciúmes?

- Não.

- Claro que está e não há motivos para isso, eu não sou sua Lucy e também nunca fui, tem que parar com essas suas loucuras.

- Eu sei Lauren, mas porra, eu gosto de você e mesmo não sendo recíproco eu vou continuar gostando de você.

- Também gosto de você só que como amiga – ela me ignorou e se virou indo até a sala dos fundos. Eu dei de ombros e fui checar a ala dos cães e depois eu iria na dos gatos. Tinha um cachorro que eu me sentia mais íntima e eu tinha dado nome para ele de Athos em homenagem aos três mosqueteiros, era a história favorita de seu pai. Era um Golden Retriever com o pelos alaranjados, achava ele lindo não sei como tiveram coragem de abandoná-lo, eu queria adotar ele, mas eu não tinha condições nem de cuidar de mim mesma direito imagina de um cachorro – oi Athos, dormiu bem essa noite? – apenas sorri para ele quando pulou em meus braços e começou a me lamber – pelo jeito isso foi um sim amigão.

- Lauren, tem uma mulher aqui querendo falar contigo.

- Eu já vou Lucas – ele assentiu e então saiu. Eu fiquei confusa em saber quem era, afinal, eu não tinha amigas. Dei tchau para Athos e então saí da ala dos cães indo para a área principal ver quem me esperava.

- Lauren, da onde conhece Camila Cabello? – antes de eu entrar na área principal Lucas me parou com uma cara sorridente e parecia histérico.

- De um lugar por aí, por que?

- É ela quem está te esperando – o que ela fazia aqui gente?

- Oi Camila – falei assim que a vi em pé me esperando.

- Eu te segui... De novo.

- Está um pouco obcecada por mim Cabello.

- É que quando saiu do restaurante umas nuvens pretas estavam se formando e você saiu de bicicleta e eu pensei em te seguir caso um toró caísse e você ficasse molhada.

- Que fofa você, mas não acho que vá cho... – naquele momento um trovão me assustou fazendo com eu começasse a ouvir a chuva caindo lá fora – chover.

- Eu disse... Você trabalha aqui?

- Sim.

- Que legal, adoro animais – vi seus olhinhos brilhando e eu não pude conter um sorriso – está livre hoje à noite ou trabalha no bar?

- Hoje é terça, não é dia de apresentação então eu não tenho turno.

- Que bom, eu tenho ensaio e eu gostaria que conhecesse minhas amigas e companheiras de banda.

- Eu adoraria Camila, que horas é seu ensaio?

- 19:15.

- Okay, eu saio daqui as 18:00, dá tempo de eu ir para casa tomar um banho já que estou cheirando a cachorro e gato – ela começou a rir de minha cara – ei, não ria de minha cara.

- Desculpa, mas é que você fez uma careta engraçada.

- Idiota, eu tenho que voltar para o trabalho, me espera? – ela assentiu e então eu voltei para cuidar dos animais.

{...}

A chuva ainda caia lá fora e Camila me esperava na área principal, nós seriamos ótimas amigas, Camila se mostrava de caráter forte. Assim que eu peguei minhas coisas eu fui até Camila, quando eu cheguei avistei Lucy conversando com ela, mas sua expressão não era nada amigável e eu via Camila tratando tudo naturalmente.

- Vamos Camila?

- Sim.

- Espera – Lucy segurou meu braço e eu fitei seu rosto – vai sair mesmo com essa idiota Lauren?

- Ela não é idiota, é na verdade a melhor pessoa que conheci até hoje.

- Meu deus, eu não acredito que eu estou ouvindo isso, que saco Lauren, não pode ficar saindo com qualquer uma.

- E quem vai me impedir, você? Lucy, coloca na sua cabeça que eu não sou sua que saco.

- Um dia vai ser Jauregui.

- Então é daqui nunca – bufei e entrelacei meus dedos com os de Camila e eu nem sei por que eu fiz isso. Assim que entramos no carro ela me fitou com um sorriso sapeca – o que foi?

- Acho que alguém está sendo desejada.

- Sou tudo menos desejada, agora vamos Camila – ela ligou a rádio onde começou a tocar uma música empolgante.

- Gostou da música?

- Bastante.

- É do Fouth Harmony.

- Sério? Vocês são ótimas.

- Obrigada, que bom que gostou.

{...}

Paramos em um grande prédio e Camila me guiou para dentro, chegamos em uma porta que estava entre aberta e eu podia ouvir risadas lá de dentro, Camila abriu a porta animadamente e gritou para três meninas que tinham lá.

- Oi meus amores – ela cumprimentou todas e eu fiquei mais na minha observando tudo – gente, essa e Lauren a garota de quem falei por mensagem.

- A tão falada, você é realmente bonita – uma garota baixinha se aproximou e estendeu sua mão para mim que apertei de bom grado.

- Bonita?

- Sim, Camila não parou de encher o saco com mensagens tipo “aqueles olhos verdes são tão lindos” – juro que senti minhas bochechas esquentarem e eu olhei para Camila com um olhar matador, ela falou de mim para suas amigas.

- Não ligue para elas Lauren – Camila me falou sorrindo e eu apenas assenti, logo um cara moreno entrou na sala dançando, deveria ser o professor delas.

- Oi garotas, prontas? – elas assentiram e ele então olhou para mim – olá, sou Sean.

- Olá Sean, sou Lauren.

- É um prazer Lauren – ele sorriu e então foi para frente do grande espelho e as meninas o seguiram. Ficaram em formação e uma música alta começou a tocar no lugar, um ritmo contagiante e era a mesma que ouvimos na rádio, devia ser um single delas. Seus corpos começaram a se mexer com o tempo da música e ela também cantavam a partes, pareciam bem ensaiadas, Camila tinha mencionado algo sobre se apresentarem no The Ellen Show – muito bom meninas, vamos fazer uma pausa – elas fizeram expressões aliviadas e eu apenas ri quando Camila se jogou no chão ao meu lado. Elas deixaram as músicas tocando e eu caminhava pelo lugar apreciando a grande sala, começou a tocar Work – Rihanna e eu não me aguentei e comecei a rebolar com a música, adorava quando a música tomava conta de meu corpo, era como se eu fosse livre e todos meus problemas tanto familiares quanto financeiros sumissem. Quando me dei por conta as garotas estavam me olhando de boca aberta e eu parei de dançar na hora deixando a timidez tomar conta de mim.

- A branquela sabe rebolar – a loira alta chamada Dinah se pronunciou e apenas me aproximei sentando perto delas.

- Oh se sabe – vez da morena. Elas eram todas com corpos maravilhosos e donas de belezas matadoras assim como a do quadro em que vi na Syco, e eram muito talentosas.

- Não sabia que dançava Lauren – Camila se aproximou de mim e ficou me olhando.

- E-eu não danço, eu só deixo a música me levar.

- É uma ser domada pelo poder da música, legal – a pequena falou sorrindo e eu apenas me encolhi mais.

{...}

O ensaio já tinha acabado meia-hora atrás, eu conversava com as meninas como se fossemos amigas de longa data, elas eram simpáticas e divertidas, elas se tinham amor uma pela outra como se fossem uma família, e de fato elas eram. Assim que nos demos conta da hora nos despedimos e eu fui para casa de carona com Camila.

- Foi muito legal Camila, vocês são bem talentosas.

- Você que é talentosa Lauren, poxa, você dança também, eu demorei um bom tempo para aprender a dançar porque eu era um poste.

- Duvido, mas tudo bem.

- Nos vemos amanhã?

- Sim – tirei meu sinto e me preparei para sair quando um medo tomou conta de mim – Camila, e seu eu não conseguir o contrato.

- Você vai Lauren, você vai –eu apenas assenti e saí do carro indo para minha casa.

POV Camila

Assim que deixei Lauren em casa não pude deixar de lembrar do ensaio, aquela garota me mataria ainda, o jeito como ela rebolou naquela sala poderia deixar qualquer um aos seus pés facilmente, as meninas adoraram ela e ainda a convidaram para ir no ensaio mais vezes para conversarem, adorei o fato de Lauren ter se enturmado facilmente. Depois desse pouco tempo que conheci Lauren, eu tive certeza que um futuro não muito longe a esperava de mão abertas. Mas ainda teria duas semanas para provar seu potencial e eu não deixei de sorrir ao pensar que seriam duas semanas inteiras ao lado de Lauren.

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado, beijos e ate a próxima <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...