História NeverLand - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 23
Palavras 896
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Ecchi, Escolar, Ficção, Harem, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Violência, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 7 - A verdade por trás de sonhos.


Fanfic / Fanfiction NeverLand - Capítulo 7 - A verdade por trás de sonhos.

-Eu... não curto muito violência... -Murmurou Caard abaixando o olhar. 

-O quê?! -Reclamou Yuu, quando foi dizer mais algumas coisas recebeu um soco pelo queixo que o ergueu no ar e um chute na barriga para jogá-lo contra uma parede. 

-Se distrai não bebê. 

Yuu batia contra a parede e logo caia em cima de uma mesa cheia de bandeija com alimentos, começou a tossir um pouco de sangue, mas não parou por ali quando ele mostrou reação em levantar foi pego  pelos cabelos e chutado várias vezes enquanto os três riam. 

-Só fala esse pirralho. 

-Agora sabemos por que foi expulso do céu... 

-É um inútil, acaba com ele! 

O moreno abaixava a cabeça mal conseguindo respirar depois de tanto ser espancado, sendo jogado no chão e então pisoteado várias vezes. A loira escondida começou a estremecer com raiva. 

-Vamos Yuu... -Murmurou ela, trincando os dentes. -Eles deveriam ser nada para você...

-Yuu... -Sussurrou Caard espantado com o que via. 

A loira esmurrou a parede e abaixou a cabeça, se recordando de algumas coisas do passado. 

-Esse é Yuu um humano que foi morto em guerra. 

Seus olhos eram puramente ódio, não sabia por que Deus havia permitido que aquele garoto entrasse para se tornar um anjo guardião, então decidi investigar seu passado e o motivo de ser tão rude e grosso com todos ali e encontrei algo extraordinário. 

Yuu também conhecido pelo seu nome no mundo humano como "O demônio dos punhos de fogo", ou Oni. Viveu na época mais nobre da terra do Japão a era Edo, mas por incrível que parecia não continha nenhum traço japonês como o cabelo ou os olhos sendo assim usado a vontade pelas crianças como saco de pancada... Mas quando fez dez anos seu território ficou manchado de sangue sobrando apenas os dois irmãos e seus pais. 

-Pegue seu irmão e fuja! -gritou o pai correndo para fora da casa com uma espada, acabando por ter uma morte rápida e indolor apenas uma fincada da espada no peito enquanto vários homens riam entre eles, caçoando. 

-Malditos... -Yuu se levantava e sua mãe o pegava pelo punho. -Me largue...

-Filho. Ele mandou vocês dois fugirem. 

-Fujam vocês... -Yuu grunhiu baixo e ofegou afastando o braço da mãe. -Eu vou acabar com esses idiotas. 

-Filho... 

-Vão. 

Yuu saiu de onde morava e encarou os guerreiros erguendo sua espada enquanto riam. 

-E então pirralho...? 

Ele estreitava os olhos mostrando sua ira, fazendo com que todos começassem a rir da criança, mas levaram uma surpresa o céu azul começou a ficar negro e de repente um raio o acertou em cheio tornando seus cabelos totalmente bagunçados, um ex-ruivo de olhos azuis agora se tornava um moreno com as íris vermelhas. Quando tudo se tornou na maior escuridão tudo que viam eram os par de olhos vermelhos. 

-Demônio! 

-Youkai! 

-Matem-no! 

Yuu avançou contra todos e os destruiu usando as espadas de cada um contra si mesmo, quando derrotou todos sem usar a força bruta o céu se abriu novamente e o novo moreno soltou um grunhido alto. 

-Irmão... -Sussurrou o menor. 

-Meu filho... virou um demônio... eu preciso... eu preciso... -A mãe do garoto pegava uma das espadas e perfurava-o pela cabeça até atravessar o olho esquerdo. -Perdoe-me... Eu... Por favor... Ai... O que eu fiz.. Meu filho...!

A loira abriu os olhos e decidida a ajudar encheu o pulmão de ar, mas ao se virar encontrou o albino socando um deles com toda força que tinha que por surpresa o jogava para fora do refeitório junto de uma parede inteira. 

-Sai de perto dele! 

Caard afastava os outros na base do empurrão, ouvindo-os rir enquanto o albino acariciava o moreno em desespero começando a chorar. 

-É uma garotinha -Gritou o anjo caído, rindo. 

-Yuu... Acorde vamos lá... -Ele abraçou o moreno e o colocou no colo. -Por favor... você é o único amigo que tenho... 

-Anda logo, mate os dois! -Gritou um dos demônios. -Ele derrubou meu irmão, merece morrer! 

O anjo caído retirou o casaco e abriu suas asas ajustando a argola da gravata e abriu um grande sorriso, estava com vontade de fazer um deles cair em desespero e usar de brinquedo depois então decidiu que mataria o moreno primeiro para em seguida usar o albino, seu plano era perfeito.  Sua asa formava uma ponta e descia rapidamente contra as costas do moreno que sumia de repente de sua visão.

-Errrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrou. -Falava Yuu puxando o R. 

-Yuu... -o albino sorriu, fungando o nariz. -Está vivo... Mas você está... 

-Diferente? É pode ser. -Yuu segurava o albino no colo e virou o rosto na direção do anjo dizendo de forma maligna apesar do sorriso: -Não curti ver você fazê-lo chorar, então vou te mostrar uma coisinha legal por trás de uma lenda... 

-Lenda? -O anjo riu alto e ficou sério ao ver os dois demônios ao seu lado. -Vamos acabar com eles. 

-Caard. 

-Sim? 

-Eu descobri como posso te fazer mais forte e se recordar de tudo. 

-Como?! 

Yuu abriu um sorriso largo enquanto pegava uma faca de cozinha qualquer no chão cortando a face perto do olho no lado direito e respirou fundo, entregando a mesma coberta de sangue. Caard sem resistir pegou a faca e passou a lamber lentamente com a mais pura vontade fazendo-o olhá-lo com uma expressão de nojo.  

-Vamos brincar... -Sussurou Caard de forma ofegante. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...