História Neverland (SasuSaku) - Capítulo 45


Escrita por: ~

Exibições 232
Palavras 1.141
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Bishoujo, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Luta, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Shounen, Violência, Visual Novel
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


EU TO INDO FAZE UMA PROVA EU PODIA TA ESTUDANDO MAS TO MANDANDO CAPÍTULO OZADIA E ALEGRIA~~


Faz um ano que eu escrevo essa fanfic e muito tempo o sasuke fala isso no capitulo quatro ou é cinco, por isso a sakura se emociona hoh

chegando aos 600 coments haha

Capítulo 45 - Boyfriend


Fanfic / Fanfiction Neverland (SasuSaku) - Capítulo 45 - Boyfriend

- Minha casa…. – pensei que ele fosse dizer sua casa – minha casa, – ele me disse assim que entramos não pude deixar de reparar na grande vista que tinha pros prédios a fora é o apartamento que era amistoso.

Deixou me explorar pela casa toda ainda se mantinha distante como se eu fosse um erro, andei pelo apartamento todo mas notando que apenas tinha um quarto disponível isso fez com que minhas mãos gelassem.

Sasuke parecia preocupado quando o sindico veio dizer que o aluguel era pra ser pago próximo mês mas d=lhe deu um sorriso complacente é assim que o sindico saiu me pegou olhando nosso quarto.

- meus planos eram outros – disse assim que fortaleci o olhar em seus olhos, que tipo de planos??

- que? – perguntei olhando em seus olhos.

- bom, você sabe, corte de gastos mas se lhe incomoda tanto eu tenho a solução perfeita.

Pegou no meu braço me puxando forte até a sala me mostrando o sofá.

- nem pensar!! Você mesmo diz que foi o culpado de tudo então você vai dormir no sofá.

- linda acho que você não entendeu que quem é o dono disso tudo aqui sou eu?  - perguntou irônico – tudo isso aqui foi comprado com meu dinheiro desde o chão até a luz dessa casa, até a comida dessa geladeira é minha então eu acho que tenho o direito de ficar PELO menos com a cama.

- você parece seu tio falando para quem odiava ele você está muito parecido! – grunhi.

- é isso mesmo agora eu entendo o meu tio, você agora é totalmente dependente de mim – ele disse ainda agitado.

Parando para pensar sou mesmo totalmente de Sasuke não tenho emprego não tenho como voltar pra minha casa.

- não sou dependente de você – apenas rebati para defender o pouco de orgulho que eu ainda tinha.

- você depende de mim até para comer alguma coisa.

Ignorei o barulho que minha barriga fez involuntariamente é bati os pés no chão com força.

- esse quarto é meu é não se fala mais nisso – falei indo para o quarto tão rápido quanto um raio é me trancando lá dentro.

Sasuke não me seguiu apenas falou calmamente.

- você não é mais criança.

Mas não era birra eu simplesmente não ia desistir daquele quarto, passei um bom tempo pensando deveria ter aceitado o dinheiro, deveria ter queimado a pulseira de todo o jeito eu tinha que sentar e resolver as coisas com Sasuke de todo o jeito estávamos juntos nessa.

Não é?

Passei uma tarde toda pensando assim que abri a porta do quarto já era de noitinha não era que eu quisesse abrir é encarar o Uchiha mais a fome estava tomando conta de mim.

Sai do quarto é presumi que Sasuke havia tomado um banho pelo cabelo molhado sentia o cheiro de Lamen quente e fresquinho na sala é minha barriga urrou.

Mas a visão é o que me deixava mais intrigada Sasuke estava apenas com uma toalha enrolada em sua cintura. Me aproximei quando ele estendeu um pote de Lamen.

- estamos fodidos eu sei, vamos estamos juntos nisso certo? – eu só conseguia me focar na agua que escorria de seu cabelo – Vê alguma escuta por aqui?

Peguei o pote de Lamen rápido concordando seus olhos mistos fixos em mim.

- eu vou dormir no sofá – falei sabendo que teria que ceder é dividir a cama com Sasuke estava fora de meus planos.

Ele pôr fim concordou e me deixou comer em paz assim que terminei ia jogar o pote fora quando me virei Sasuke estava a minha frente. Estava tão perto que me bati em seu peito dando um passo para trás. Seu cheiro me invadiu e eu me senti um pouco tonta dei um passo para trás mas ele me seguiu e quando percebi estava encostada na parede.

- prefere dormir nesse sofá duro que dormir comigo? – sussurrou no meu ouvido fraco o que me fez arrepiar.

- não começa Sasuke – falei o afastando.

Ele se aproximou tocando meu pulso subindo por meu braço e eu estremeci.

- você quer saber o que você disse? – perguntou rouco quando encostou minha cintura na dele.

- eu…eu.... Tenho medo – falei gaguejando.

- estava fumando um cigarro logo você que me questionava tanto – falou subindo beijos por meu pescoço sua mão passou por trás de minha nuca acariciando por ali.

Eu me deixei encostar na parede é então ele começou.

- você disse que queria ir, disse que sua vida era uma loucura – ele parou por um instante e depois ficou olhando para mim.

- disse que queria ser fodidamente louca comigo.

- eu deveria estar falando um monte de asneiras – falei rindo falsamente de engraçado aquilo não tinha nada.

- será? Quero saber o que você sente agora.

Antes que eu pudesse responder ele pegou rápido do bolso minha pulseira e pós no meu braço tão rápido que eu não pude contestar apertou o botão e escutei o barulho forte dentro dos meus tímpanos.

- não espera! – gritei é institivamente quando pisquei é abri os olhos senti como se estivesse girando fechei meus olhos por causa da pressão é assim que abri meus olhos percebi já era tarde demais.

O Corvo estava na minha frente, eu dei um passo para trás tentando me afastar mas ele usou seu Sharigan para me prender no mesmo canto.

- diz agora que tudo é mentira, diz que tudo que falou era mentira.

- Sasuke...

- vai ter que dizer aqui na minha cara, no jogo!

- eu gosto de você e quero você pra mim mas eu estou assustada com tudo isso, a mentira, você mentiu pra mim.

- me perdoa. Me perdoa.

Ele se aproximou é me beijou com força.

- Sakura quer ser minha? – perguntou ele quase eufórico – eu não vou conseguir viver com você na minha casa assim e eu preciso saber.

Sem ter o que reagir me aproximei dele e ele puxou minha nunca enquanto um punhado de neve caia meus olhos se fecharam e arregalaram assim que me soltou ele institivamente sorriu e nem pude acreditar no que ouvi.

- odeio o inverno época depressiva.

Eu sorri me lembrando de quanto tempo havia que ele tinha falado aquilo quando me convidou para fazer parte da corporação.

- vamos pra casa – ele disse é eu só pude concordar quando abri os olhos Sasuke ainda estava me segurando pela cintura eu voltei ofegante, ele pegou minha mão é então me levou para o quarto.

- prometa que vai ter paciência comigo – pedi assim que ele fechou a porta.

-prometo.

 

–odeio o inverno –ele fala ríspido –época depressiva – diz pegando alguns flocos de neve sobre sua mão – o que você acha da neve... Himawari?

 -Meu nome não é Himawari é o que você espera de mim Corvo?

 


Notas Finais


Oh, eu imploro: posso seguir?
Oh, eu lhe pergunto: por que nem sempre?
Seja o oceano onde eu deságuo
Seja meu somente, seja a água e eu estou passando
Você é o meu rio correndo forte, profundo e selvagem
I Follow Rivers
Lykke Li.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...