História New Beginnings - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Vamps
Personagens Bradley Simpson, Connor Ball, James McVey, Personagens Originais, Tristan Evans
Tags Aventura, Brad, Bradley Simpson, Bradleysimpson, Colegial, Con, Condora, Connor Ball, Connorball, Drama, James Mcvey, Jamesmcvey, Jams, Mistério, Revelaçoes, Romance, Tris, Trissy, Tristan Evans, Tristanevans
Exibições 31
Palavras 1.939
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Famí­lia, Ficção, Mistério, Poesias, Policial, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


A primeira temporada foi dedicada a minha mãe, a segunda a voces, e a terceira eu dedico a minha tia, que Deus a tenha agora.... Eu peço desculpa pelos cinco meses, mas eles passaram voando como uma semana, então...
Amores estão bem? Espero que sim, estava com saudades...
Sem mais delongas, espero que gostem, desculpa algum erro e boa leitura. <3

Capítulo 1 - Conto de Fadas


Fanfic / Fanfiction New Beginnings - Capítulo 1 - Conto de Fadas

                                                     06:00 Oxford Casa da Alana.
Abri os olhos com dificuldade, pois raios de sol tomavam conta do meu quarto, olhei para o lado e Connor estava ali,  olhei para frente, onde estava a janela e um sol lindo invadia o quarto, olhei para Connor novamente, sua expressão serena  tranquila me tirava sorriso.- Não era um sonho. - Ele estava  de bruços, com um calção cinza e uma camiseta branca, passei a mão levemente  pelo seu rosto até chegar na boca, onde contornei com dedo indicador, Connor fez que ia morder e bateu os dentes, me fazendo levar um susto, ele  logo abriu os olhos e sorriu.
- O que esta fazendo?- Perguntou se espreguiçando na cama, cotuquei sua bochecha fazendo o rir.
-Vendo se voce é de verdade.- Respondi em um sussurro, ele olhou para a janela e em seguida para mim.
- Já é demanha.- Disse bufando.- Que horas são?- Olhei para o relógio em cima do criado mudo marrom ao meu lado.
-Sete e oito.- Falei e ele assentiu, me espreguicei ficando de frente para o teto.
- Tem a opção faltar a faculdade e ficar a manha toda aqui com voce?- Perguntei e ele riu me observando.
-Até tem, mas sei que voce não pode.
-Mas eu ficaria.- Sussurrei olhando para ele.
-Eu sei.- Sussurrou me puxando para mais perto , ele me abraçou, me cobrindo com seus braços.
-Quem sabe se ficarmos abraçados assim o tempo para um pouquinho?- Falei e ele riu, era bom ficar com Connor, na verdade era ótimo. O mesmo se  sentou na cama de costas para mim, o abracei e beijei seu pescoço fazendo o mesmo sentir cosquinha.- Preciso ir.- Afirmei soltando ele, o mesmo desceu as escadas e foi para o banheiro, peguei a calça jeans no cabide do guarda roupa e vesti,  vasculhei o quarto atrás de uma blusa listrada de branco e preto, logo fui para o banheiro, Connor estava la de frente para a pia e o espelho escovando os dentes com calma, quase dormindo.
-Hey quer que eu busque voce no final do trabalho?- Perguntou se virando para mim, comecei a puxar mês cabelos para cima, prendendo-o em um coque para lavar o rosto.
-Acho que sim, podíamos ir no Danu’s.- Falei sorrindo.
- No Danu’s?- Perguntou pegando meu queixo e apertando de leve, assenti.-Okay, Danu’s hoje as sete.- Sorri indo até a cozinha, peguei duas xicaras, e liguei a cafeteira, escutei um barulho na porta e com certeza era Tefi chegando da casa de Chris, eles estavam realmente sérios, em questão de relacionamento.
-Lana? Lana banana?- Chamou.
-Aqui.- Falei alto, escutando seus passos se aproximarem, logo ela apareceu, com um moletom rosa cheio de flores artificiais, juntamente com uma toca, tênis e calça branca, ela veio sorrindo.
-Heey tudo bem?- Perguntou ficando na bancada.
-Sim e voce?
-estou ótima.- Ela me mostrou seu braço, onde tinha um relógio rosa com o formato de ursinho.- Olha o que eu ganhei ontem!- Exclamou animada.
-De quem? – Falei rindo.
- Da mãe do Chris.- Disse e arregalei os olhos, não acreditando que Christopher Davies apresentou a mãe dele para Tefi.
- Como assim?Ele apresentou a mae dele a voce?- Ela assentiu com um sorriso largo na boca.- E ai?
-E ai que Lilian é uma ótima pessoa, eu finalmente conheci a sogra!- Falou dando pulinhos, Connor adentrou a cozinha encarando Tefi dos pes a cabeça.
-Cuidado para não te confundirem com uma vazo de flores, Tefi.- Disse brincando e se aproximando da cafeteira.
-Ah e ai Condora.- Cumprimentou o mesmo, nessas duas semanas que se passaram, Tefi e Con se conheceram muito, e vivem conversando sobre varias coisas, a maioria delas é sobre Lost, que Tefi olha.- Como eu estava dizendo, ela conversou comigo, e jantou lá, Chris fez a comida claro.- Disse gesticulando com a mão, enquanto eu tomava café junto a Connor.- Ela disse que sou um bom partido e no final da noite, ela disse que achava que combinava comigo esse relógio!- Exclamou alto.
-Bom se voce conquistou a mae, acho que nós estamos convidados para o casamento?- perguntei olhando para Connor que sorriu.
- Ei espera, sem casamento.- Engoli o café e o encarei.
-Voce sempre quis se casar Tefi.- Afirmei seria.- Sempre pensou em ter uma casa, filhos.- A lembrei e ela fez uma careta.
-Mas agora parece que isso é chato.- Disse rindo.- Vou esperar por seus filhos.
-Ah nem venha com essa!- Sibilei saindo da cadeira e indo em direção a sala.- Não vou ter filhos agora.
-Vamos sim.- Connor Afirmou e fiz sinal que ele ficasse quieto.
-Ah qual é Lana, quem quer ter uma vida assim? Sem emoção?
-Ah emoção esta no trocar as fraudas.- Falei e ela riu.
-Talvez não seja para mim, e se Chris me trair? Se me abandonar? Mae solteira de trinta anos?- Perguntou tudo tão rápido.
-Amor estou indo.- Avisei Connor, ele correu até a porta de saída, ainda de pijama e me puxou pela cintura me dando um beijo nos lábios, pedi passagem para língua e ele cedeu, com aquele beijo apaixonado de sempre.
-Isso ignorem a Tefi e sem comam na minha frente, adoro ver isso.- Ironizou bufando, começamos a rir entre o beijo.
-Te vejo as sete.- Disse com sua voz rouca fechando a porta, assenti.
- Olha ser mae solteira de trinta anos não tem haver, voce pode encontrar um personal trainer que pode te dar um trato na academia e um trato na cama.- Ela arregalou os olhos.
-Alana!-Dei de ombros rindo.- É  não é má ideia.- Disse rindo, caminhamos até a faculdade, chegando lá Tefi foi para a sua sala atrás do seus amigos estilosos e eu fui até a sala de aula de psicologia, quando abri a porta Dylan estava atracado em uma menina.
-Dylan!- Exclamei e a menina se assustou puxando as alças da blusa e saindo do colo de Dylan, o mesmo apenas riu, enquanto a menina saia.- Caramba voce não da nem uma respirada e já tem meninas atrás de voce?- Perguntei e ele deu de ombros pegando a mochila.
-Ah Lana, calma estou me divertindo .- Disse colocando o braço em meu pescoço, tirei imediatamente.
- O que fez no fim de semana? – Perguntei e ele ficou quieto, mas com um sorriso malicioso no rosto.- Okay chega de perguntas sobre voce.-Ele soltou uma risada.
-Sou homem, Morgana não me quis, então tem quem queira.- Disse se gabando e indo até seu armário, assenti.- Hey vai no jantar de família que vai ter amanha?- Perguntou em seguida e fechou o armário, neguei encarando ele.
-Papai não disse nada sobre jantar em Familia.
-Talvez ele fale hoje, é com tio Mike, mamãe, papai, eu, Tefi, Drayka.-  Falou se referindo a gata de tio Ducan.
- Chris e Connor.- Completei e ele fez uma careta.
-COnnor até vai, por que ele me conquistou, só por gostar de Harry Potter.- Comecei a rir.- Mas Chris? Ele torce para o Houston Texans.- Disse bufando.- O cara fudeu com todo o assunto que tínhamos, no jantar passado, graças a seu lindo ponto de vista de os Hounston iam ganhar e eles ficaram em sétimo lugar.
-Okay, mas se voce pensar bem, Honston estava melhor que Dallas Cowboys, e não sabemos até hoje como ele desceu tanto assim.- Apontei um fato entrando na sala com ele.
-OKay, okay, Hounston é razoável raças ao Arian, mas não deixe Tefi levar aquele cara para o nosso jantar.- Pediu e assenti sorrindo. Depois de um tempo que passei na faculdade fui para a floricultura, e almocei por lá mesmo.
- Então como anda voce e Connor?- Perguntou Tefi arrumando algumas flores em um vazo, folhei meu livro e dei de ombros.
-Estamos bem;
-Nossa que resumo interessante.
-Okay, vamos ver, transamos ontem, e depois de ontem vimos um filme a claro transamos antes disso.- Ela tampou os ouvido me fazendo rir.
-Merda Lana, não preciso saber da intimidade de voces.
-Okay, voce que pediu.- Dei uma pausa.- Connor é a melhor coisa que consegui em anos.- Falei olhando para baixo.
-Awnnnn que apaixonada.- Disse me fazendo ficar vermelha.- Nem parece voce.- Fechei o livro e bati em seu ombro.- Ai nossa que agressiva, retiro o que disse.
-Faz duas semanas que estamos vivendo juntos e tudo esta a mil maravilhas Tefi, estou com medo.
-Por que?- Perguntou curiosa.
-E se ele enjoar?
-Ele não vai, os olhos azuis baba por voce Lana.- Por um lado Tefi tinha razão, Connor me amava e eu amava ele. Já eram sete horas seu Dario fechou a loja, fiquei do lado de fora quando de repente vi Connor vindo, todo arrumado, com uma calça jeans justa, uma camiseta preta e um casaco moletom, verde musgo, ele me abraçou e me deu um selinho, começamos a andar em direção ao Danu’s.
-Como foi a facul?- Perguntou se sentando na mesa.
- Tenho que fazer um relatório de duas paginas, sobre doenças psicológicas e o que sei delas cientificamente.- Falei bufando.
-Nunca gostei de fazer redação, imagina relatório.- Disse me fazendo rir.
-Voce é bom só em espanhol, amor.
-Eres la mujer más hermosa que he visto.- Disse pegando minhas mãos e acariciando com um sorriso convidativo, neguei com a cabeça, escutando aquele sotaque escocês. inclinei meu corpo para frente selando nossos lábios.
-O que voce disse?
-Voce é a meninas mais linda que já vi.-Uma das garçonetes se aproximou com o típico avental vermelho da Lanchonete de Yohan.
- O que vão querer?
-Hum...- Dei uma pausa.- Dois sucos naturais de frutas vermelhas, duas saladas de frango, e uma porção de batatas fritas.- Ela assentiu anotando em um bloquinho e saindo.- Voce podia fazer faculdade?
-De que?- Perguntou Connor curioso e franzindo o cenho.
- Musica, só para ter um amestrado na faculdade.
-Eu não tenho nem tempo de me coçar Lana.
-Faz a distancia, é melhor.- Falei e ele me olhou pensativo.
-OKay, mas voce ira me ajudar.- Assenti sorrindo, logo veio nossas comidas, e depois que enchemos o barriga, uma menina se aproximou, era adolescente, de coque, pele morena, baixinha e de óculos.
-Hey voce é o Connor!- Exclamou animada, Connor assentiu sorrindo.- Posso tirar uma foto com voces?- Perguntou.
-Nós?- Perguntei seria.
-Voce e ele, são namorados.- Nos entreolhamos, se os meninos tivessem dado uma entrevista falando sobre nos não sabíamos.
-Claro.- Falei me levantando junto a Connor, logo que tiramos a foto ela deu uma caneta para ele e um guardanapo.
-Pode me dar um autografo?- Perguntou e ele pegou a caneta gentilmente.
- Seu nome?
-Pode me chamar de Mel.- Disse sorrindo para mim, sorri retribuindo, olhei para rua distraída, e avistei Alfie, ele estava passando pelo canto da rua, fitando o estabelecimento de seu pai.
- All?- Falei franzindo a testa.- All!- Gritei saindo da mesa e indo em direção a calçada do estabelecimento, Alfie me viu e apressou os passos, fazia tempo que não nos víamos, ele continuava com a mesma roupa, apenas mais suja que o normal, e mais magro.- Alfie!- Gritei preocupada, me partia ver Alfie daquele jeito, ele era tão bom.
-Lana!- Exclamou Connor vindo atrás.- Voce me assustou.- Disse serio.- O que foi?
-Eu vi o Alfie, ele... ele...- Engoli o seco.- Ele esta pior que antes.- Completei a frase olhando Connor, sua expressão era claramente de pena.
-Ei vem cá.- Disse me abraçando e me protegendo com seus braços.- Vamos ajudar ele, dar um jeito, okay? Não fique assim.- Disse dando um beijo em minha testa, logo que depois que pagamos a conta, fomos para casa, tomei um banho juntamente a Connor e fomos dormir.


Notas Finais


Então gostaram? Sejam sinceros...
Então até o proximo capitulo, bjs da UNIII <3
Para quem nunca leu a Primeira temporada.
https://spiritfanfics.com/historia/ferias-de-verao-5114063
E a segunda temporada.
https://spiritfanfics.com/historia/kidnapping-5417212


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...