História New Blood - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Beatrix, Carla Tsukinami, Christa, Cordelia, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Personagens Originais, Reiji Sakamaki, Richter, Ruki Mukami, Shin Tsukinami, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Tougo Sakamaki "Karlheinz", Yui Komori, Yuma Mukami
Tags Despertar, Diabolik Lovers, Disputa, Drama, Emi Matsuhara, Ganancioso, Karl Heinz, Kino Sakamaki, Mukamis, Nova Eve, Revelaçoes, Romance, Sakamakis, Tsukinamis, Vampiros Sádicos, Yui Komori
Exibições 69
Palavras 3.443
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


❥- Yoo ! ஜ

Eu espero que gostem do capítulo, desculpem os erros >.<

Boa Leitura ~♥

Capítulo 16 - Capítulo XVI - Unknown Feelings !


Fanfic / Fanfiction New Blood - Capítulo 16 - Capítulo XVI - Unknown Feelings !

~❦~Capítulo XVI - Unknown Feelings !~❦~

 

 

 

✾Anteriormente✾

 

 

 

[...]

 

 

 

Kanato ficou com raiva por causa da minha insistência, ele logo sem demora, perfurou as suas presas novamente em meu pescoço, voltando a sugar o meu sangue, enquanto ele sugava meu sangue, gemia de prazer, enquanto eu gemia de dor, aquela sensação horrorosa vir à tona, a sensação de tomar uma injeção era igual só que muito mais dolorosa, eu estava ficando fraca novamente, a minha visão estava falhando, eu sentia que iria desmaiar a qualquer momento, estava ficando fraca, nem tinha mais forças para tentar me soltar.

 

...

 

-O que foi Emi-san ? Está gostando da nossa brincadeira ? -Ele falou com uma voz doce mais sarcástica, assim que ele disse isso riu bem alto, eu torci para que alguém tenha ouvido isso, Kanato com a sua mão esquerda largou o meu pulso que por acaso estava roxo, bem roxo -Eu cansei de te sugar nesta parte Emi-san, vamos brincar com uma outra parte do seu corpo ! -Ao dizer isso eu comecei a ficar desesperada, Kanato puxou o laço do uniforme o desfazendo logo jogando ele em um canto qualquer, logo em seguida ele começou a desabotoar o a camisa do meu uniforme

 

...

 

-Desgraçado....-Eu ouvi alguém gritar, mas não sabia se era Kanato ou a outra pessoa que me salvou dele, mas eu não pude observar por muito tempo, pois logo em seguida apaguei.

 

 

[...]

 

 

22:17

Sala De Enfermagem

 

 

Assim que eu acordei, eu senti uma sensação horrível, eu abri os olhos bem devagar, assim como antes de apagar, a minha visão estava turva, eu piscava muita vezes e também esfregava os olhos, assim que eu pude enxergar melhor, notei que estava na sala de enfermagem, eu me lembrei do que aconteceu antes de apagar, alguém me salvou de Kanato, mas quando eu olhei em volta não havia ninguém eu estava sozinha, eu esperava pelo menos que a pessoa esperasse eu acordar...

 

Com um pouco de dificuldade eu me senti direito na cama encostando as minhas costas na cabeceira da cama, eu ainda estava cansada, mas eu já tinha perdido metade das aulas, eu não posso ficar faltando desse jeito, logo eu fechei os olhos tentando me acalmar, eram muitas coisas para pensar.

 

-Ainda dói ? -Assim que eu o ouço, rapidamente abro os olhos assustada, eu fiquei muito surpresa ao ver quem estava ali, de todos eles, eu nunca imaginei que ele iria me salvar, pensei que me odiasse -Eu te fiz uma pergunta ? -Parece que ele não consegue ser gentil com uma pessoa por muito tempo, logo parte para a grosseria

 

-Subaru...dói...só um pouco -Eu disse quase murmurando, eu o encaro, assim que eu o vi ali do meu lado, pude notar a sua expressão preocupada, pela primeira vez eu o vi fazer uma expressão que não seja de raiva, mas também não durou por muito tempo, ele logo ficou irritado novamente

 

-Tsc...Você é estúpida ou o quê ? Como podê deixar um ser como Kanato te beber o seu sangue daquele jeito ? -Ao dizer essa frase ele elevou um o tom da sua voz mostrando que estava muito irritado comigo, mas ele já deveria saber que eu não tinha outra escolha, já que eu sou muito mais fraca do que os Sakamaki

 

...

 

Eu começo a subir as escadas, que dará em outro corredor, começo a subir tranquilamente, mas de repente começo a sentir uma tontura, eu estiquei o meu braço para me apoiar o corrimão da escada, mas por burrice minha eu acabo tropeçando nos meus próprios pés, fecho os olhos rapidamente esperando eu sentir aquela dor. Mas por milagre algo me impede de cair, alguém me impede, eu devagar abro os olhos e me deparo com a blusa branca do sujeito, eu levanto a cabeça para ver quem é, e acabo me surpreendendo.

 

-Ei garota, você está bem ? -Me pergunta o garoto de cabelos castanho, que por acaso era bem, mais BEM mais alto do que eu, ele parecia um poste humano, ele me olhava entediado, era como se ele não estivesse interessado na resposta mas perguntou mesmo assim, a tontura já havia passado, então eu me afastei do garoto subindo um degrau

 

 

 

[...]

 

 

00:23

Em Frente Aos Portões Da Reitei

 

 

Como esperado assim que eu cheguei na sala de aula Midori me encher de perguntas, mas o professor também, ele me deu uma bela de uma bronca, mas eu lhe dei uma desculpa de que não estava me sentindo bem e esse tempo todo estava na enfermaria, graças a deus ele acreditou, e Midori também já Ayato, eu suponho que não, eu fiquei realmente feliz ao ver que Kanato não estava lá, mas também fiquei triste pois eu não vi o Kou lá, será que ele veio na aula hoje ? Eu fiquei o resto da aula na sala, um ou duas horas de passaram depois e já estava na hora de ir embora, eu guardei meu material e Midori também, e assim  seguimos para fora da escola, fiz questão de não esperar o ruivo.

 

...

 

Eu devagar fui me aproximando dos Sakamaki, eu me pergunto o que eles estão fazendo fora da limousine, ultimamente eles esperavam dentro dela, me pergunto o que aconteceu ?

 

-Ora, você chegou sedo hoje ? Se demorasse alguns minutos deixaríamos você para atrás -Disse Reiji, todas as noite depois da escola, Reiji me dá alguns minutos para chegar na limousine, se eu demorasse mais ele me deixaria para atrás, mas eu sei que ele não faria isso, pois se fizer eu terei uma oportunidade para fugir, então por isso quando ele diz que irá me deixar para atrás, significar "irá levar uma punição por ter se atrasado". 

 

-É, ainda bem que eu cheguei a tempo então...-Eu lhe disse virando o rosto para o lado fingindo estar olhando para algo, eu só não queria encarar Reiji hoje, ele está me deixando muito estressada nesse últimos dias

 

-Ei Bitch-Chan, quem erá aquela garota que estava ao seu lado agora a pouco hein ? -Perguntou Raito me olhando malicioso, lá vai ele novamente, se ele está achando que eu irei deixar ele encostar um dedo nela, ele está muito enganado

 

-Pode tirar o olho dela Gavião, ela não é para o teu bico -Eu lhe digo, mas isso o fez estender ainda mais o seu sorriso, isso me deixou muito irritada, ele está mesmo me adorando me provocar certo ?

 

-Oh Bitch-Chan , não precisa ficar com ciúmes, você continua sendo a minha preferida Nfufu ~ -Ele disse dando uma risada no final da frase, preferida é o escanbal.

 

-Se eu sou sua preferida ou não, isso não me interessa, eu só não aceito que você machuque a minha amiga, se quiser um brinquedinho para brincar, vá procurar em outro lugar -Eu estou até surpresa com o que eu disse, mas não me arrependo, eu odeio esse jeito do Raito, por que vampiros tem que ser tão insensíveis ?

 

-Já chega, deixei para brigar depois, agora vamos entrar na limousine -Reiji disse, eu fechei a cara e olhei irritada para Raito, que continuava com aquele sorrisinho irritante no rosto, eu não esperei mais nenhum minutos e entrei dentro da limousine, logo depois Shu e Subaru entraram, eu fiquei no meio deles, depois os outros foram entrar, não demorou muito para que Ayato e Kanato chegarem, o que me deixou ainda mais curiosa foi que Ayato desde de que chegou não fez nenhuma piada idiota sobre os meus peitos, não que eu goste de ser chama de "sem peito", mas ele sempre faz.

 

E assim fomos, a limousine começou a se movimentar, e seguimos em silêncio como anteriormente, o único som que ouvíamos, era a voz de Kanato que sussurrava mais uma vez para o seu ursinho Teddy, e som dos carros que passavam pela estrada.

 

 

✾Atualmente✾

 

 

[...]

 

P.O.V'S Autora

 

 

00:43

Mansão Mukami

Sala De Estar

 

 

 

Depois de alguns minutos, as aulas na Reitei acabaram, Emi foi para a Mansão Sakamaki, como anteriormente. Enquanto isso, depois de alguns minutos, os Mukami chegaram a sua Mansão, antes de cada um ir para o seu lado, Ruki avisou a eles que queria conversar com com todos na sala de estar, e disse que o assunto é muito importante. Todos já sabiam que o assunto é sobre o plano, e estavam muito ansiosos para colocar ele em prática, principalmente Kou, que estava aponto de fazer uma besteira, tentando agir sozinho, mas Ruki já o repreendeu, Kou prometeu que está vez terá paciência e irá esperar a hora chegar.

 

Agora neste momento, todos os Mukami estavam reunidos na sala de estar, todos sentados nos seus devido lugares, como antigamente, Ruki sentado na poltrona com os seus livro de capa azul na mão, na qual ele nunca deixa de ler. Os irmãos já não via a hora de Ruki começar a falar, será que finalmente chegou a hora ?

 

— Vamos logo com isso Ruki-kun, o que tem para nós falar ? — Disse Kou impaciente, ele não estava de bom humor hoje, ainda estava irritado com o Ruki, o moreno até entendia, mas a atitude dele foi muito precipitada.

 

— Tudo bem...— Pronunciou Ruki, que não respondeu a Kou com o mesmo tom de voz, ele fechou o livro de capa azul, e o colocou em cima da mesinha a sua frente e logo começou a falar — Eu estava pensando sobre o nosso plano e...resolvi modifica-lo — Ao dizer isso, seus irmão arregalaram os olhos surpreso, Yuma que estava deitado no sofá, se sentou

 

— O que ?? Por que ? — Yuma perguntou surpreso, todos estavam surpresos e confusos, por que Ruki resolveu mudar o plano justamente agora ? 

 

— Vocês ainda perguntam por que ? Se lembra da última vez que fizemos isso, deu tudo errado, ele nem ao menos chegou a funcionar, se fizemos como a última vez não teremos sucesso, agora temos uma chance de fazer diferente, rapta-la não será uma das opções, desde vez vamos nós aproximar dela em silêncio e depois atacar — Disse Ruki, ele estava mesmo decidido a fazer desta forma, ele se sentia culpa pela morte dela, e ele não queria que isso acontece-se novamente

 

— Mas...a culpa não foi nossa...Ruki...foi...deles — Disse Azusa pausadamente, Ruki fechou os olhos com força e abaixou a cabeça, falar dela não fazia bem para ele, ele logou re-ergueu a cabeça e mudou de assunto rapidamente 

 

— Enfim, a atitude precipitada de Kou me deu uma ideia — Disse Ruki, o que fez Kou o olhar surpreso — Quando Kou desobedeceu e fez o que fez, ele se aproximou de dela, de Emi, e isso me fez pensar, e se nós fizermos o mesmo, aproximamos dela e ganharemos a sua confiança

 

— A ideia até que é boa mas, não se esqueça dos Sakamaki, assim que eles descobrirem o que estamos planejando, virão atrás de nós -Yuma dizia, apesar dá vontade dele de socar cada um dos Sakamaki, arrumar uma briga agora não seria nada bom, afinal eles poderia estar por perto e com certeza tramando algo.

 

— Não deixaremos que isso aconteça, certo ? Ela não irá contar, eu tenho certeza, os Sakamaki não tem alto controle e não são nem um pouco pacientes, ela saberá o perigo que correrá se contar a eles — Ruki pronunciou-se, os Mukami já estavam ficando mais motivados com o plano

 

— Hehehe, será divertido brincar com a M Neko-Chan debaixo dos narizes deles — Disse Kou rindo, na verdade ele quis dizer " Será divertido brincar com a M Neko-Chan debaixo do nariz de Subaru " — Mas Ruki-kun, e depois que conseguimos ganhar a confiança de M Neko-Chan ? 

 

— Depois disso, a tiraremos da Mansão Sakamaki e a trazeremos para cá ! — Disse Ruki aos irmãos, ele logo pegou o livro de cima da mesinha de vidro e se levantou da poltrona — Não será complicado, eu acho, ela não irá tentar nós impedir, ao contrário do Sakamaki temos alto controle

 

— Coitada da M Neko-Chan, deve estar sofrente com aquele brutos, quando vamos colocar o nosso plano em prática Ruki-kun ? — Perguntou Kou ansioso, não via hora de ver a cara irritada de Subaru, ao ver que eles pegaram sua presa

 

— Se quiserem...amanhã mesmo !

 

 

[...]

 

 

Mansão Sakamaki

Quarto De Emi

 

 

Anteriormente, depois de Emi chegar a Mansão Sakamaki, foi direto para o seu quarto, deixou as suas coisas largadas no chão, e retirou o seu uniforme os jogando na cama, logo em seguida separou as roupas de dormir e foi para o banheiro tomar banho quente, depois de tomar o seu banho, se trocou e se jogou na cama totalmente cansada. Não demorou muito para ela dormir, ela conseguiu dormir tranquilamente, mas enquanto ela dormir, alguém se sentia muito incomodado e resolveu ir até o quarto dela, algo estava o incomodando, ele se teletransportou até ela, e a encontrou dormindo de qualquer jeito na cama. Ele não se aproximou muito dela, só ficou ao lado da cama a observando dormir.

 

"Mas afinal, o que eu estou fazendo aqui ?" 

 

Pensou ele irritado com sigo mesmo, ele não fazia a mínima ideia do que fazia ali, talvez quisesse conversar um pouco com ela ou...bebe-se o seu sangue...? Nós últimos dias ele se manteve afastado dela, mas no fundo ele mal sabia o motivo disto, só achou que deve se afastar dela, e o fez. No final ele não conseguiu por muito tempo, lá estava ele perto dela novamente.

 

"Até na maneira como dormem elas se parecem..."

 

— Eu não deveria estar aqui...— Disse o ruivo a si mesmo, ao perceber o que estava fazendo, rapidamente se virou, abriu a porta do quarto e saiu sem exitar. 

 

Por um momento ele se deixou levar, apesar dela serem extremamente parecidas, elas não eram iguais por dentro, Yui não era ela e nunca será, ele teria que parar de vez com essa paranoia. 

 

 

[...]

 

 

— O que estava fazendo no quarto dela ? — O albino havia parado ruivo no corredor, Subaru havia percebido que alguém estava lá, e não exitou em chega perto dele e perguntar

 

— Nada ! — Disse Ayato encarando o albino que o olhava raivosamente, ele deu um passo para frente mas Subaru o puxou de volta pelo braço

 

— Nada ? Como nada ? Então quer dizer que você entrou no quarto dela para fazer nada ? — O albino perguntou para o Ayato, o mesmo percebeu que ele estava muito irritado

 

Se perguntou porque ?

 

— Porque está tão irritado ? Eu não fiz nada com a garota ! — Disse Ayato, a expressão de Ayato era a mesma, ele não expressava nada

 

— Mesmo assim, eu não quero nenhum de vocês perto dela, ouviu ? ...Quer dizer...ouviram ? — Subaru disse para Ayato, mas logo depois corrigiu a palavra, das sombras saiu Raito e Kanato que estavam esse tempo todo ouvindo a conversa

 

— Hummm...É impressão minha o Subaru-kun está com ciúmes ?~ — Disse Raito maliciosamente, certamente Subaru estava com ciúmes, e por isso não queria que seus irmão se aproximassem dela, além disso, Emi estava muito cansada e precisava de um tempo para se recuperar

 

— O-O QUE ?? C-Claro que não...Tsc... —Subaru virou o rosto para o lado e soltou o braço de Ayato

 

— Eh ? Subaru está apaixonado pela Bitch-Chan ~ — Raito disse provocando Subaru que já estava com as bochechas levemente vermelhas

 

— C-Cala Boca ! — Disse Subaru ao ruivo de chapéu que dava risada — Não é nada disso, é que...a garota estava muito cansada e muito fraca, seria um problema se ela morresse 

 

— Só por isso ? — Perguntou Ayato

 

— E também...eu não quero ver aquele cara aqui novamente, você quer ? — Disse Subaru sendo sincero, nenhum dos irmãos se gostavam, eles não tinham qualquer intimidade um com o outro, mas há uma coisa que eles tem em comum - além de gostarem de bebe sangue -, todo odeiam Karl Heinz.

 

Depois de Subaru ter feito a pergunta, Ayato fechou a cara, mas não respondeu, os quatro ficaram em silêncio, Ayato e Subaru ficaram se encarando, enquanto os outros dois ficaram só observando, até que Kanato não aguentou ficar calado.

 

— Eu estou com sede... — Kanato murmurou — Você também está, certo Teddy ?

 

— Ah, você não me ouviu ? Não cheguem perto dela ! — Subaru se virou para Kanato e disse raivosamente para ele

 

— Eh ? Mais eu estou com sede...Você não manda em mim ! — Diz Kanato, mas ao dizer o final da frase ele diz grosseiramente

 

— Se você chegar perto dela eu quebro todos os seus dentes — Disse Subaru e ele não estava blefando — Se estiver com sede, pegue qualquer outra presa, eu não em importo, só não encoste nela

 

— Desgraçado ! — Pronunciou Kanato xingando Subaru que não se importou — Eu ainda não esqueci do soco que você me deu...Pode ter certeza que eu irei revidar, certo Teddy ?

 

Subaru bufou e continuou seguindo o seu caminho deixado os três irmãos sozinhos.

 

[...]

 

11:53

Quarto De Emi

 

 

Emi abriu seus olhos devagar, ainda sonolenta esticou os braços e deu um sorriso, ela dormiu tranquilamente, como um bebê, pela primeira vez naquela casa ela conseguiu dormir tão bem. Devagar ela se sentou na cama, esfregou os olhos, logo olhou ao redor.

 

Sozinha.

 

Desta vez ela estava sozinha. Estava muito silencioso, chegava a ser até estranho. Emi colocou a mão em sua garganta, ela estava seca.

 

— Ah, eu deveria ter ido buscar uma jarra antes de ter ido dormir — Murmurou Emi lamentando, certamente essa seria uma boa ideia, assim ela poderia volta a dormir depois — Agora irei ter que me levantar da minha cama quentinha...

 

Emi assim se levantou, calçou os chinelos e foi se até a porta, assim que passou por ela, fechou a porta e foi se andando pelos corredores.

 

...

 

Emi já em frente a porta da cozinha, abriu a porta do local, o lugar estava muito escuro e como o local não tem janela, a situação só piorava, Emi devagar deu alguns passos para frente entrando no local, a luz fraca do corredor ajudou um pouco a iluminar a cozinha. Emi foi andando até o armário aonde encontrou uma caixa de fósforo, assim que encontrou, foi até o candelabro, tirou um dos fósforos e riscou na caixinha acendo-o, logo acedeu a três velas do candelabro. 

 

— Agora sim ! A cozinha está bem iluminada ! — Disse Emi apagando o fogo do fósforo, ela jogou o no lixo e foi até a geladeira pegando um jarro de água gelada, logo deixou o em cima da mesma, foi até a pia e pegou um dos copos, o lavou e logo foi até a mesa

 

Assim que já havia colocado a água no copo, começou a beber tranquilamente...ou não.

 

— Você...O que está fazendo aqui ? — Foi ouvida uma voz grossa atrás de Emi que se assustou muito com isso e logo se engasgou e cuspiu a água toda 

 

— Cof Cof...Você...Cof Cof...Ficou maluco...? — Disse Emi enquanto tossia

 

— Eu que lhe pergunto, sabe que é perigoso andar pelos corredores a essa hora, por acaso quer morrer por falta de sangue ? — Subaru segurou o braço de Emi e praticamente gritou para ela grosseiramente

 

— Ah Cof Cof ... ? — Emi tossiu algumas vezes e o olhou confusa — Por que está me dizendo isto ? Não veio aqui para sugar meu sangue ? 

 

Ela o olhou por um instante tentando adivinhar o que ele estava pensando, que reação foi essa ? 

 

—...E você o que faz aqui ? — Subaru desviou a pergunta fazendo outra

 

— Eu estou aqui para beber um pouco de água — Diz Emi se explicando

 

— Então beba logo a sua água e vá direito para o seu quarto — Subaru falou para Emi sendo um pouco rigoroso, Emi até se assustou um pouco com isso

 

"Subaru está passando muito tempo perto de Reiji..."

 

— Mas era isso que eu estava pretendendo fazer... — Murmurou Emi, apesar de Subaru ter ouvido o que ela disse resolveu não dizer nada e só ficou observando ela beber a sua água

 

Emi conseguiu beber a sua água tranquilamente, logo depois guardou a Jarra de água e lavou o copo o colocando de volta no lugar. Assim que Emi já havia arrumado tudo, foi se em direção a porta, mais foi impedida pelo albino que a puxou pelo braço trazendo-a para perto dele.

 

— Espere ! — Disse Subaru antes de puxa-lá, assim que seus corpos já estavam colado um no outro, Subaru colou seus lábios na orelha de Emi e começou a sussurrar — Se você pensa que não será punida pela sua tentativa de fuga, está muito enganada, eu mesmo irei puni-lá.

 

Ao dizer isto, Subaru levemente a soltou, já solta Emi por impulso saiu corredor para fora da cozinha, suas bochechas estavam levemente vermelhas e seu coração batia acelerado.

 

"Meu deus, eu achei que ele havia esquecido..."  


Notas Finais


Avisinho: Os Capítulos não serão mais postados todo sábado, serão postados as vezes sim ou não, pois eu também tenho as Fanfics Darkness, Always On Your Side, Impossible Love e outras para atualizar, e como eu gosto de escrever capítulo grande pra mim fica difícil escrever tudo em só um dia.

Eu espero que vocês entendam :3

Até o Próximo ~♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...