História New Blood Ties - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Castiel, Personagens Originais
Tags Amor Doce, Câncer, Castiel
Visualizações 47
Palavras 1.439
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Luta, Mistério, Musical (Songfic), Poesias, Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá pessoas, essa é a primeira história que irei postar, então não sei sé está bom. Me digam nos comentários!!
Acho que é isso até as notas finais!

Capítulo 1 - New lines


Fanfic / Fanfiction New Blood Ties - Capítulo 1 - New lines


     E lá estava eu! Indo em direção a minha "nova vida"!

    As vezes acho até irônia como sua vida pode mudar de uma hora pra outra!

   Estava no banco de trás do carro, com os meus fones de ouvido tocando uma música aleatória, e olhando pela janela do carro o dia nublado e frio, uma dia lindo ao meu ver!

   Minha família e eu, estávamos indo morar em Eden Prairie, uma cidadezinha em Minnesota. O por quê?! Meu pai tinha sido transferido do trabalho, e também por minha causa, que estava tendo umas "complicações" com o meu desenvolvimento social!

   Digamos que depois que me recuperei do câncer, as coisas dificultaram um pouco, (como se já não estivesse difícil o suficiente)!

   Vou tentar resumir! Quando tinha 16 anos fui diagnosticada com Leucemia, e para piorar, não recebi o apoio que esperava. Meu único suporte pra esse momento tão difícil, foram meus pais e minha família, que ficaram comigo em todo o mento. Eles são o meu escudo, e eu o deles! Fez um ano e meio que venci a doença, mas... tem um porem: vou fazer exames preventivos pelo resto da minha vida!

   Nem cheguei a perceber quando meu olhos começaram a fechar...
                        ❄❄❄❄

   Acordei com alguém cutucando minha bochecha.

"Mas que merda..."

   Abri os olhos lentamentes, e a primeira coisa que senti, foi o frio que parecia que tinha ficado duas vezes mais intenso. Olho pra o banco da frente, e vejo minha mãe com um sorriso de orelha a orelha para mim!



          ---Chegamos querida!--- Disse minha mãe, com a voz doce de sempre, mas pude notar uma grande animação na mesma.

            ---Finalmente!--- Disse levantando os meu dois braços no ar, agradecendo aos céus por termos chegado!

        ---Não exagere, Lua! Até parece que vc não gostou de observar por horas e mais horas a estrada e esse tempo "lindo"!--- falou saindo do carro. As vezes ficava espantada com o fato de como minha mãe me conhecia bem!



   Finalmente tomei a decisão de sair do carro, abri a porta e logo senti o vento bater em meu rosto. Estiquei minhas pernas, que estavam dormentes por causa das longas horas de viajem!

   Ouvi alguém assuviar, e logo me virei em direção ao som, mas me deparei com uma linda casa. A minha nova casa!

 

 ---Uau!--- Disse mais pra mim mesma do quê para qualquer pessoa que pudesse ouvir-me.

       ---Pai quanto você disse que ganha mesmo?!--- Falei rindo e virando minha cabeça em direção ao meu pai que estava tirando as malas do carro.

        ---Se achou bonita por fora, espere pra ver por dentro, querida!--- Era verdade que meu pai já tinha vindo para Eden Prairie ver a casa, mas não quis nos dizer como era com o pretesto de fazer supresa. E que surpresa!

  Voltei a direcionar minha cabeça a casa, e começei a olhar seus mínimos detalhes.
Ela é em uma tonalidade clara, cor de areia pra ser mais específica, logo na entrada podíamos ver um lindo jardim que tinha um caminho feito de pedras claras em formato de paralelepípedos, terminando 1m a frente das portas. Aparentemente, a casa tinha dois andares. De frente para a entrada suspendida por uma coluna no lado direito, havia uma sacada, meu olhos brilharam, sempre tive vontade de ter um quarto assim, mas era óbvio que ele ficaria pros meus pais. Voltando a prestar atenção na casa, no lado esquerdo havia um espaço de lazer, em sua parte superior, havia um teto com enclinação. E o quê eu achei mais interessante, é que no meio dessas duas divisões havia uma parede no meio e em sua parte inferior quase do lado das portas havia uma direção de navegação antiga.



       --- LUAA!--- Me virei rapidamente na direção da voz da minha mãe. ---Venha pegar Charlie de dentro do carro querida!--- Quase havia me esquecido dele!



   Charlie era meu gato. Não que seja meu animal favorito, mas acho que não daria certo um cavalo dentro de casa! É, não mesmo.

   Fui em direção ao carro para pegar Charlie, que estava em sua gaiola de viajem.


        ---Seja bem-vindo ao seu novo lar, Charlie!--- disse colocando a gaiola na altura do meu rosto. Charlie miou, o que me fez rir. As vezes acho que esse gato me entende!


         ---Leve-o para o seu quarto Lua. Só para terminarmos de arrumar o resto da casa.--- Falou minha mãe entrando em casa, ah acompanhei.

 


         --- E qual é o meu quarto?--- Perguntei meio distraída, tentando memorizar cada canto da casa.

         ---Primeira porta a direita.--- Disse enquanto colocava as mãos nas costas. ---Estou ficando velha pra isso!---

         ---Espera... quer dizer...--- estava tentando conter minha felicidade!

        ---Sim o quarto com sacada é seu!--- Disse com a quele sorriso que só ela tem!

Rapidamente já estava abraçada com ela enquanto dava pulinhos! ---Obrigada, Obrigada, Obrigadaaaa!--- Ela me abraçou de volta.

         ---De nada, mas ande logo antes que eu mude de idéia!--- Me separei dela lentamente, enquanto a olhava séria.

         ---Mãe... Por favor não brinque com uma coisa dessas!--- Acabamos gargalhando juntas. As vezes minha mãe parece uma adolescente, igualzinha a mim! ---Estou subindo!---


  Subi as escadas para ir em direção ao meu novo quarto, logo me deparando com um extenso corredor bem iluminado, nele havia 4 postas da cor branca. Virei a direita, me deparando com a única porta que havia ali. Coloquei a mão na maçaneta soltando um suspiro rápido, e logo entrando no quarto.

  Espantada, feliz, supresa! Estava sentindo esse turbilão de emoções ao mesmo tempo. Soltei a gaiola junto com Charlie ao chão, e ouvindo um miado logo em seguida. Adentrei completamente o quarto, analisando seus detalhes.

  Ele é espaçoso e completamente branco, como queria. Olhei para o lado e me deparei com minha cama, que também era branca e estava em vertical de frente pra sacada, ela tinha suportes que iam até o teto e era de casal, em seu lado havia um criado-mudo e em sua frente um "banco", se podiamos dizer assim. Do lado da entrada para sacada, havia uma mesa com um castiçal e uma rosa branca. Isso é coisa do meu pai, ele sabe que são minhas flores preferidas. E no chão um tapete feupudo também da cor branca. Era o quarto mais lindo que já tive ou poderia ter!

  Fui em direção a porta para pegar Charlie e fechar a mesma. Logo tirando o felino da gaiola.

  Minha vontade era de me jogar na cama e dormir por uma semana, mas... Eu precisava urgentemente de um banho!

  Fui até o guarda-roupa o abrindo, e me deparando com metade das minhas roupas. Pedi pra meu pai trazer uma malinha com algumas roupas, só para facilitar o transporte da mala que trouxe hoje. Separei uma roupa qualquer, peguei as coisas que ia precisar, e fui em direção ao banheiro que havia no meu quarto.

  Entrei e fechei a porta. O local era de um tamanho médio, perfeito para um banheiro.

  Comecei a tirar minha roupa, logo me olhando no espelho.

"Meu Deus, eu estou um lixo..."

 Eu estava um horror! Meus cabelos estavam soltos, mas estavam cheio de "friz", também era muito evidente as minhas olheiras por causa das horas mal dorminas. E só agora havia percebido que eu estava com as bochechas rosadas por causa do constante frio que não estava acostumada.

 Fui em direção ao box do banheiro, o fechando logo em seguida. Dei graças aos céus por já termos água quente!

 Quando terminei fui para meu quarto, me deparando com minha mãe olhando o quarto, e minha mala.

        ---Mãe...--- a chemei, que tomou um leve susto por não ter me visto ali!

        ---Lua, querida o seu quarto é maravilhoso! Ele é do jeitinho que vc sempre quis, não?!--- Disse vindo em minha direção com um sorriso e colocando a mão em meu ombro esquerdo.

        ---Sim é! Ou até melhor do eu sempre quis!--- Falei indo em direção a cama para pegar minhas roupas.

        ---Que bom meu amor! Bom a qui está sua mala. Estarei lá em baixo se precisar de algo.--- Disse isso, indo até a porta.--- E se agasalhe-se bem, a previsão do tempo disse que fará frio essa noite.--- E finalmente sail do quarto.

        ---Ok...--- Foi a única coisa que disse antes de começar a me vestir.

Coloquei uma blusa meio curta preta com estampa de uma cobra qualquer, e uma calça azul com estampa xadres. Fui para a frente do espelho que havia ali e prendi meus cabelos.

"Nada mau pra quem vai passar o resto do dia em casa..." - Pensei soltando um suspiro.

Não resisti e acabei me jogando na cama. Por causa do cansaço, dormi logo.
(...)
                                           ❄❄❄❄
 


Notas Finais


Infelizmente eu perdi o link da casa da Lua! :'(

Mas a qui estão os links do quarto e do pijama!

Quarto da Lua: https://5coisas.org/wp-content/uploads/2014/05/decoração-branca.jpg

Pijama da Lua: https://mundinhodamika.files.wordpress.com/2015/09/tumblr_m30jbw1ad51qfygioo1_500_large.jpg

Comentem oq acharam, como disse essa é minha primeira Fic, e não sei se está boa!

Dentes-de-leõs pra vcs!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...