História New Brother (Park Jimin) - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bts
Exibições 108
Palavras 1.594
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Voltei!!! Tudo bom meu povo!! Espero que gostem desse novo capítulo!!😂❤️

Capítulo 2 - "Quem é você?"


Fanfic / Fanfiction New Brother (Park Jimin) - Capítulo 2 - "Quem é você?"

                 "Quem é você?"

Eu estava completamente perdida naquele olhar, até que a música acaba e escuto uma voz me puxando de volta pra realidade...

Namjoon: Ei Jimin pare de comer a garota com os olhos e vamos logo! 

No momento em que ouvi o nome Jimin não acreditei ele era o filho da Sure! Como assim por um momento eu senti atração por meu meio irmão! Tá que não temos nenhuma ligação de sangue mais meu pai criou ele e ainda por cima ele é casado com a mãe dele! Me afastei de Jimin percebendo agora os outros 6 meninos ali presentes, então resolvi perguntar:

(S/N): Jimin? Park Jimin?!- pergunto incrédula 

Jimin: Sim, algum problema? Nos conhecemos?- pergunta ele

(S/N): Aff! Era só o que me faltava!- digo bufando passando por cima do garoto e não fazendo questão alguma de dar qualquer satisfação a ele e nem aos demais presentes, depois que sai ouvi alguns deles fazendo um "Hã" de confusos e outros rindo, mais não me importei!  Cheguei perto de um tipo de pracinha onde havia algumas crianças brincando perto de algumas árvores, decidi sentar nas raízes de uma não muito grande e apoiei minha cabeça em seu tronco, liguei novamente meu celular colocando a música " 7 years- Lukas Graham" e fiquei pensando no que aconteceu...
Realmente era só o que me faltava acabei de ver o meu pai e não troquei um "oi" se quer com ele, deixei minha mãe irritada por te-la respondido mal no telefone, minha madrasta deve achar que sou uma criança pelo jeito que me tratou, e agora mais essa bomba do Jimin!! E eu acabei de chegar!!
Não passei nem um dia direito aqui!! 
E outra eu não posso nem pensar no Jimin do jeito que estava pensando! Mano ele e praticamente um filho para o meu pai eu não podia sentir o que estava sentindo enquanto ele me olhava, meu coração não devia ter batido tão forte como bateu quando vi seu rosto ou minhas pernas não deviam ter fraquejado na hora que sua mão tocou minha cintura evitando a queda!! Aquela pequena cena de filme de romance não podia ter acontecido!! 

QUEBRA DE TEMPO

Fiquei um tempo pensando em tudo que tinha acontecido e nem me toquei que já era 21:20, levantei limpando um pouco a blusa xadrez por conta de algumas folhas que tinham na grama, e simplesmente andei sem pressa alguma, não queria chegar nunca naquela casa mais sei que isso não vai acontecer... Estava a poucos passos quando vi aqueles mesmo 6 garotos que estavam com Jimin mais cedo saindo da casa, confesso que fiquei aliviada porque não vou precisar dar satisfação do que aconteceu mais cedo a ninguém.
Cá estou eu novamente na frente dessa maldita porta decidindo se vou entrar, começou a ficar frio do nada e não aguentei e acabei entrando por impulso quando o vento bateu em meu corpo, olho para o chão e não vejo minha bolsa então resolvi andar pela casa, depois de ter passado por um pequeno corredor ouvi uma voz o que me fez dar um pulo por conta do susto...

Pai: (S/N)!!! QUEM VOCÊ PENSA QUE É PRA CHEGAR TÃO TARDE??!!!- diz ele berrando atrás de mim, viro com a mão no peito e digo-(S/N): Nossa!! Quer me matar do coração? E porque está gritando que eu saiba não tem nenhum surdo nesta casa!-digo e vejo ele ficar vermelho de raiva por eu ter minha resposta na ponta da língua, ele vem até mim e fica bem perto me deixando cara a cara com ele, mais eu não abaixei a cabeça e continuei o enfrentando...
Pai: Se você quiser continuar morando sobre o mesmo teto que eu mocinha vai ter que aprender a me respeitar!-diz ele autoritário, eu ri sarcástica com sua ação e disse- (S/N): Essa é a questão pai eu não quero continuar morando no mesmo teto que você, eu só estou aqui por causa de um acordo idiota seu e da minha Mãe! Não concordei em vir para esse inferno!-digo ele suspira tentando se acalmar mais não conseguiu resultados diz- Pai: É claro que concordou!
(S/N): Eu tinha 12 anos e tudo que queria era ter minha família junta mais nunca tive isso! Achei que te dando esperança de que assumiria seu emprego você iria voltar pra gente! Mais eu era só mais uma criança ingênua!- sinto uma lágrima cair do meu rosto e logo viro vendo e entrando na primeira porta que vi naquele corredor, quando entrei fiquei um tempo olhando pra porta que permanecia fechada até que decido me virar e foi uma das piores decisões da minha vida! Quando viro encontro Jimin só com uma toalha amarrada na cintura e me olhando com cara de surpreso...
(S/N): A me desculpe não sabia que era seu quarto-digo indo em direção a maçaneta da porta mais o mesmo segura em meu pulso me fazendo ficar em sua direção 
Jimin: O que houve? Está tudo bem? Porque está chorando?- diz ele preocupado secando minhas lágrimas que insistiam muito em cair...
(S/N): Não foi nada eu estou bem!- Digo me afastando e limpando o rosto.
Jimin: Seu nome é (S/N), né?
(S/N): Sim
Jimin: (S/N) espere aqui, por favor, eu vou me trocar, se você sair ele vai estar te esperando e vocês vão brigar de novo!
(S/N): E porque eu deveria escutar você?-digo meio incrédula pelo fato de não conhecê-lo direito.
Jimin: Porque estou preocupado com você!- aquela foi a gota d'água, confesso que fiquei feliz e ao mesmo tempo surpresa pela última frase, assenti com a cabeça em sinal de que esperaria e ele foi direto a um banheiro no mesmo cômodo.
 Estava olhando o quarto e... Olha! Haha que fofinho! Era uma foto do Jimin pequeno em um porta retrato, fiquei abismada pelo tamanho daquelas bochechas rosadas, e acabei dando uma risada um pouco alta!

Jimin: Do que está rindo?- diz saindo da porta do banheiro e vindo em minha direção
(S/N): Suas bochechas eram enormes- digo ainda rindo e não percebo sua presença atrás de mim
Jimin: A não veja essa foto!! É horrível!- diz ele pegando o quadro da minha mão e colocando atrás de seu corpo, viro para o mesmo e tento pegar de volta
(S/N): Claro que não! Está muito fofinho- digo caindo em gargalhadas enquanto tento pegar o porta retrato de volta, ele sobe em cima da cama e coloca o porta retrato em cima do guarda-roupa, depois disso olho para o retrato que estava muito longe e provavelmente não conseguiria pegar então disse:

(S/N): Desisto- digo ainda com um sorriso bobo no rosto e o mesmo vem até mim
Jimin: Parece que você não está mais triste- diz alisando minha bochecha e olhando direto em meus olhos
(S/N): Não estava triste, estava irritada!-digo e o sorriso some de meu rosto
Jimin: Porque estavam brigando?
(S/N): Por ele tentar ser um pai que se importa...- ele me olha com cara de confuso- Não é porque ele engravidou minha mãe que o considero meu pai- digo e o mesmo ri, o olhei confusa por ele estar rindo até que ele diz:
Jimin: Já passei por isso com o meu pai!- nossa! Tinha esquecido que os pais deles também são separados 
(S/N): Desculpa... Tinha esquecido que seus pais são separados...- digo de cabeça baixa, mais Jimin puxa meu queixo me fazendo ficar cara a cara com ele
Jimin: Não se preocupe, todos temos momentos difíceis, e você está tentando passar pelo seu! Tenha calma que vai dar tudo certo, Eu prometo! 
(S/N): Não pode me prometer isso! 
Jimin: Posso prometer que se tudo der errado eu vou estar aqui e vou cuidar de você! 
(S/N): Como consegue?
Jimin: Consigo o que?
(S/N): Depois de eu ter te tratado mal e quase ter passado em cima de você mais cedo, porque ainda quer me ajudar?
Jimin: Não me importo com o que você fez, estava confusa e estava chateada por algo que agora eu sei e entendo o motivo!- Ele realmente queria me ajudar... Talvez seja pelo fato de eu ser meia-irmã dele... Sei lá não é um amor fraternal, parece até um tipo de paixão o jeito que me olha ou o jeito que fala comigo parece até am... NÃO (S/N) NÃO PENSE NISSO!! Ele só está querendo te ajudar nesse momento difícil, não pense que isso vá se tornar algo mais
Jimin: (S/N)? Esta tudo bem?- Diz ele estralando os dedos em meu rosto para ver se eu acordava de meus pensamentos, foi quando voltei para o mundo e percebi que ainda estava em seu quarto
(S/N): Ah! Sim, só estou um poço cansada e não faço ideia de onde seja meu quarto! 
Jimin: Ele ainda deve estar lá fora... Mais- faz uma pausa grande como se estivesse pensando- você pode dormir aqui, se quiser é claro! Posso te emprestar uma camisa- Nossa! Isso com certeza me deixou surpresa, mais pensando por outro lado não quero falar com meu pai e estou muito cansada para pensar em outra opção:
(S/N): Bom.. Ah! Eu aceito!- Jimin deu um sorriso de orelha a orelha e me estendeu um moletom bem grande até para ele, fui até o banhei e tirei toda a roupa ficando apenas com as peças íntimas e o moletom, quando sai vi o mesmo sem camisa deitado de barriga para baixo... Parecia estar... Hum... Dormindo? Me deitei ao lado dele, quando estava prestes a dormir sentir seu braço rodear minha cintura fazendo com que minha costas encostassem naquele peitoral maravilhoso...

               "Vamos dormir?"


             


Notas Finais


Espero que tenham gostado❤️ Bjjs e até o próximo capítulo❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...