História New choice- INTERATIVA - Capítulo 11


Escrita por: ~

Exibições 27
Palavras 2.430
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Magia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Gente, eu sei que eu estou demorando tipo muiitoooo para postar, mas preciso que vocês entendam meu lado..
Agora comecei a trabalhar, então eu acordo 6 horas da manhã pra me arrumar e ir para a escola, chego em casa 12:00, almoço me arrumo e vou para o serviço, chegou em casa 21:00 dai janto, tomo banho e vou dormir.
Ou seja, eu não estou tendo tempo pra nada, mas dei uma caprichada nesse cap. só porque amo vocês né.. Aliás preciso de vocês mais que nunca, queria muito que vocês comentassem nesse capítulo e você que é anônimo, pode se mostrar, favoritar e comentar, juro que não vou te morder kkkkkk
Sabe porque que eu preciso muito que vocês comentem? Porque estou quase largando a fic, estou sem tempo para escrever e ultimamente não tem tido muitos comentários.. Então comentem o que acham, porque só assim eu vou saber se continuo ou não, se quiserem que eu continue por favor comentem e favoritem
Bj Bj cupcakes da minha vida ❤️

Capítulo 11 - É só o começo..


Fanfic / Fanfiction New choice- INTERATIVA - Capítulo 11 - É só o começo..


Depois da fala da diretora, todos correram para conseguirem quartos, alguns disseram que era porque queriam quartos perto do dos amigos, outros falaram que queriam os mesmo quartos do ano passado, mas uma coisa todos sabiam, se não corresse ficaria sem quarto. As meninas e os meninos da ilha conseguiram quartos lado a lado.
- Temos um problema- começou Ivy se apoiando ao batente da porta de seu quarto, Logan fez o mesmo ao quarto ao lado, para que ninguem tentasse entrar- Cada quarto tem 4 camas, ou seja, capacidade para 4 pessoas. E somos em 8, 3 meninas e 5 meninos.
- Sem problema- Carter falou- Eu fico no quarto de vocês. Problema resolvido.
Drake deu- lhe um tapa na cabeça.
- Eu estava só brincando- ele murmurou passando a mão pela cabeça.
Todos riram.
- Qual a probabilidade de eles virem olhar os quartos?- Perguntou Elliot, parecendo pensativo.
- Não sou bom em matematica, mas as chances de virem olhar os NOSSOS quartos é minina- Logan disse brincando com uma adaga.
- No que esta pensando Elliot?- Perguntou Pan.
- Que tal se seguirmos o que Carter disse?- Perguntou Liot parecendo esperançoso, quase como um cientista louco argumentando sua tese- As chances de eles descobrirem é mínima, podemos alternar, entre nós. É melhor do que algum de nós ir ter que dividir quarto com os engomadinhos ou alguma princesinha ficar no quarto de vocês.
- A ideia não é tão ruim- Mike disse- Mas como alternaremos?
- A cada noite um garoto dorme ali- Logan disse, jogando a adaga para cima e pegando-a de volta.
Marine cruzou o meio do grupo, sendo analisada por todos, parando na frente de Logan.
- O que foi agora?- ele parecia meio mal-humorado desde o dia anterior.
- Me da a adaga- ela pediu estendendo a palma.
Ele riu.
- Desde quando você manda em mim?- perguntou ele ainda rindo, só que dessa vez arrumando a postura, ficando maior que ela.
- Não estou tentando mandar em você, só quero impedir que você se machuque- ela rebateu.
- Aí é que está- ele disse- Desde quando você sabe o que é o melhor para mim?
Ela pareceu magoada.
- Quer saber? Tudo bem..- ela deu alguns passos para trás, erguendo as mãos como se tivesse se rendendo, talvez até estivesse mesmo.
Mari deu- lhe as costas, andando para qualquer outro lugar que ele não estivesse.
Logan baixou a cabeça, agora analizando a adaga.
 - Desculpe pela intromissão, mas você foi um tremendo babaca- Mike soltou.
- Você foi um otário, isso sim- Drake disse.
- Vai atrás dela- Pan pediu a Ivy, que saiu atrás da amiga depois de um aceno com a cabeça.
- Vocês meninos são todos uns idiotas- Pan disse entrando no quarto das meninas e fechando a porta.
- Nem todos- murmurou Elliot, querendo que ela escutasse, o que obviamente não aconteceu.
•••••••••••••••••••••••
- Marine?- gritou Ivy pelo que parecia ser a centésima vez- Onde você foi se meter?- resmungou já mal-humorada.
O pátio parecia pouco movimentado, algumas pessoas estavam no gramado lá fora, mas ela sabia que o que Marine menos gostaria seria ganhar atenção no meio das princesinhas.
Ela dobrou o corredor e esbarrou com alguém, e não um qualquer, o tal alguém. Seu rosto bateu com o peitoral dele.
- Perdão, estava distraído- Lukey começou se desculpando, afastando delicadamente ela pelos ombros.
- Eu percebi- ela comentou, já andando novamente.
- Espera- ele pediu e quando ela se virou ele realmente parecia apenas um garoto normal, sem tanta pompa assim.
Silêncio.
- Estou esperando- ela disse, ansiosa para achar a amiga.
- Você parece estar com pressa- ele comentou- Posso ajudar em algo?
- A não ser que você decida nos mandar para casa, não, você não pode me ajudar- ela soltou, talvez sem querer.
Ele pareceu surpreso, mas concordou com a cabeça, dando meia-volta.
Ela se arrependeu do que disse, mas só um pouco.
- Hey, espera- dessa vez foi ela quem pediu- eu não quis falar isso.
Ele virou, com um meio sorriso no rosto.
- Eu estou procurando a Marine- ela disse- você saberia de algum lugar que ela possa ter ido?
Ele deu de ombros, era incrível, tudo que ele fazia era tão delicado, tão educado, até mesmo isso.
- Ela conhece a escola?- ele aproximou-se.
Ela o encarou. Ele riu.
- Foi apenas uma brincadeira- explicou-se ainda rindo um pouco.
- Nós dois definitivamente temo diferentes noções de Humor- ela comentou.
Os dois suspiraram.
- A escola é grande, fácil de se perder pra quem não conhece- ele disse.
- Ahhh obrigada pela grande ajuda- ela debochou.
- Se você continuar mal-humorada assim, eu não vou lhe ajudar a procurá-la - Ele ameaçou, com as mãos no bolso, a postura perfeita de um príncipe.
- Eu não pedi a sua ajuda- ela reclamou- Você foi quem se ofereceu!
- Tudo bem então, já que não precisa da minha ajuda eu vou indo- ele retrucou acenando com a cabeça e girando os calcanhares.
- Tá bem, tá bem- ela disse, agora mais emburrada do que nunca.
Ele virou, novamente, abrindo logo um sorriso vitorioso.
- Vamos seguir- ele disse enquanto juntava-se a ela na caminhada- Na ala leste tem um ginásio coberto e mais além um campo de futebol americano, talvez ela esteja por lá.
- É, talvez- ela respondeu, parecia pensativa, quase aérea.
- O que foi?- ele perguntou, jogando a cabeça pro lado.
- Nada não- ela disse baixo.
E ambos continuaram a andar, até ela não aguentar mais.
- Porque você nos trouxe para cá?- ela perguntou, tocando o braço dele, para fazer parar de andar.
- Como assim?- ele perguntou franzindo o cenho.
- Você ouviu minha pergunta- ela respondeu rápido.
Ele abriu a boca e fechou, enquanto ela ansiava pela resposta.
- Então é isso- ela constatou depois de um silêncio- Foi apenas um capricho seu- ela deu vontade de dar um soco na cara dele, mas se isso acontecesse ela seria no mínimo executada.
- Não- ele respondeu- Não foi um capricho, fiz isso porque queria que eles lhe dessem uma chance.
-Eles quem?
- Todos- ele falou um pouco alto demais.
- É isso que vocês não entendem- ela retrucou- Não ligamos para o que vocês pensam de nós, somos o que somos, nada vai mudar isso.
- Vocês não tem culpa de serem assim- ele jogou para ela.
- "Assim"?- ela pareceu ofendida- Sinto muito alteza, mas somos mesmo "assim" e nem você, nem ninguém vai mudar isso- ela cuspiu as palavras- Nem seus pais, nem essa escola e muito menos o seu reino.
- Eu não quis dizer isso- ele se redimiu, dando um passo de proximidade a ela.
- Ah claro que não, mas foi exatamente o que você pensou, somos isso mesmo, espertos, egoístas, mal-humorados, orgulhosos, sempre temos um truque na manga pra qualquer ocasião- ela pendeu a cabeça um pouco pro lado, ainda o encarando com estranheza- Sabe porque somos assim? Por causa de vocês, do seu reino e dos outros, porque eles acharam boa a ideia de jogar a sujeira para baixo do tapete, foi isso que fizeram com a gente, jogaram nossos pais em uma ilha amaldiçoada, com quase nada de comida e sem ajuda nenhuma, por isso somos "assim"- ela terminou a frase quase sem ar.
- Eu não..- ele começou erguendo a mão para tocá-la, mas ela recuou, obviamente magoada.
- Com licença alteza, não quero mais ocupar seu tempo.- Ela fez uma reverência olhando para o chão, enquanto ele procurava as palavras certas para dizer.
E ela saiu, enquanto ele apenas a observava, ambos de ombros curvados.
******************************
Ivy procurou a garota de cima a baixo, revirando cada canto, olhando atrás de cada pilar, mas não encontrou nada.
- Pandora- ela adentrou o quarto chamando- Não consegui encontrá-la, não faço...- ela fechou a porta e ao virar-se avistou Melanie, deitada de lado na sua nova cama, as bochechas vermelhas, e a cabeça no como de Pan.
-Shiiuuu- silenciou Pan- Ela dormiu quase agora.
Ivy se aproximou da amiga, tocando-lhe o topo da cabeça com os dedos finos.
- Ela estava chorando?
Pandora assentiu.
- Por que?- perguntou ela baixinho.
- Eu não sei- ela respondeu, enquanto tentava sair debaixo da amiga, apoiando o mais delicadamente possível sua cabeça ao travesseiro.
- Deve ser por causa de Logan- ela constatou sozinha, distraída.
- Deve ser- concordou Pan.
Ivy deitou na sua cama, o cheiro de flores invadindo suas narinas.
- QUERIDOS ALUNOS, O ALMOÇO IRÁ SER SERVIDO AGORA NO REFEITÓRIO, ELE ESTARÁ ABERTO ATÉ A 13:00- alguém disse e por algum motivo foi como se a voz reverberasse pela escola inteira.
- Comida- elas murmuraram juntas e o estômago de ambas roncou.
•••••••••••••••••••••
- Quando vamos fazer a abertura do ano letivo?- Fernanda perguntou, mexendo delicadamente na comida com o garfo.
- Não vejo a hora disso acontecer.- Katherine comentou, afastando o prato.
- Não vai haver festa nenhuma- Lukey disse, largando o garfo no prato e limpando a boca com o guardanapo.
- Como assim?- Protestou Konan.
Lukey o olhou.
- Você não está com moral nenhuma para discordar de nada- respondeu Luke, rispidamente a Konan, que o encarou.
- Tudo isso por causa daquela cadelinha da ilha?- xingou Konan, cruzando os braços.
- Dobre a língua quando for falar sobre eles- rosnou Lukey, agora não mais como um príncipe e sim um simples rapaz.
- O que foi Luke, está gostando da vilãzinha?- perguntou Konan, provocando o amigo.
- Não, só não gosto de falem deles assim- argumentou o futuro rei.
- Ei Luke- chamou Fernanda- Deixa pra lá, são só eles.
Ela deu de ombros.
- Falando neles..- começou Kath, olhando em direção à porta, que ficava atrás dela.
Ivy entrou, estava com uma calça preta colada e uma regata cinza, bem cavada nas laterais.
Mike estava ao seu lado, a calça igualmente preta, com uma regata branca.
Ivy e Pan entraram em seguida, rindo de algo, a garota com um vestido roxo com detalhes prata, enquanto o menino usava uma calça escura com uma camisa em um tom cinza escuro, com seu sobretudo, claro.
Os outros meninos, Carter, Logan e Drake entraram um pouco atrás, conversando sério sobre algo.
Ouviu-se alguns murmurinhos, quando eles pegaram suas bandejas, indo se servir, mas eles apenas o ignoraram.
- Onde vamos sentar?- perguntou Mike, para os amigos que terminavam de se servir.
- Não tem mesa sobrando?- perguntou Carter.
- Tem aquela lá no canto- disse Ivy, apontando com a cabeça já que estava segurando a bandeja.
- Vamos lá mesmo- disse Pan, tomando à frente, com Ivy, sendo seguida pelos garotos.
A mesa em que Luke e os amigos estavam sentados era grande e ficava bem no centro do refeitório, que novidade não é?
E para alcançarem a mesa que iam sentar, deviam passar por ela, e por mais muitas outras.
- Eu não sabia que eles andavam em bando- murmurou alguém.
- O que eles têm de errado?- outra pessoa perguntou de algum canto.
Eles respiraram e continuaram andando.
- Vocês estão de luto?- perguntou Katherine a eles, ainda sentada, apenas os olhando enquanto passavam por sua mesa.
- Não, porque?- perguntou Carter inocentemente, observando a bela loira, vidrado.
- Nada não, é porque parece, estão sempre de preto- respondeu Nanda, rindo.
Alguns risinhos foram ouvido pelo refeitório. Eles olharam ao redor, tinha bastante gente.
- Vamos- murmurou Mike a Ivy, equilibrando a bandeja em uma mão enquanto a outra tocava a cintura da garota, incentivando-a a prosseguir.
Ela deu o primeiro passo, mas parou, virando-se a mesa de Lukey, o garoto não se atreveu a olhá-la.
- Está com sede?- perguntou Ivy a Katherine, que a olhou, estranhando a pergunta.
- Não, mas se você quiser ir buscar um suco pra mim eu agradeço, de preferência de laranja- ela debochou, rindo.
- Ivy- alertou Elliot.
Ela não deu ouvidos, depositando a sua bandeja na mesa deles.
- Olha que sorte, eu tenho um suco de laranja bem aqui- ela pegou o copo grande de suco.
Katherine demorou meio segundos para entender, mas já era tarde demais, o suco já ensopava seu rosto, seu cabelo e também sua blusa.
-Como se atreve?- berrou Konan, empurrando a cadeira para trás com força, vindo em direção a garota, mas sendo impedido.
- Do mesmo jeito que você se atreveu- disse Mike, puxando Ivy para trás de si, enquanto ela ainda ria de Katherine.
Os dois estavam ali, quase a mesma altura, porém a fúria maior era de Mike.
Pareciam dois leões, antes de se atacarem.
- Konan, chega- disse Luke, levantando-se de sua cadeira.
- Ahhh qual é, vai dizer que está do lado deles agora?- Konan reclamou, apontando para a amiga ensopada- Olha o que aquela cadela fez com a Katherine.
- Ela provocou- justificou Luke.
- Não provoquei não- defendeu-se Kath.
- Aquela o que?- perguntou Mike.
- Quer que eu repita?- perguntou Konan- Se quiser eu até soletro, C-A-D-E..
Ele não teve tempo de terminar, o punho de Mike já voava em direção ao rosto de Konan. O Garoto passou a mão pelo lábio que agora sangrava.
- Vou acabar com você- rosnou Konan, levantando e indo pra cima de Mike. Mas foi impedido por outro soco, só que desta vez foi de Pan.
Ele olhou para Pan e pareceu rugir.
Neste momento, vários meninos se levantaram, eram grandes, indo em direção aos exilados.
- Vocês acham que podem fazer o que quiserem aqui não é?- perguntou  Konan- Bom, sinto-lhes dizer, mas não podem.
-Meninas, acho melhor vocês sairem daqui- Elliot disse.
- Agora que a diversão vai começar?- perguntou Pan, olhando para Liot e lhe dando um sorriso travesso- De jeito nenhum.
Elliot sorrir para ela, ele a achava linda até mesmo no meio disso.
- Eu pego os da direita- Falou Drake.
- Eu e Logan pegamos os da esquerda- Carter se pronunciou.
- Nós ficamos com o resto- Elliot disse, tirando o sobretudo e colocando no meio deles.
- Garotos, mostrem a eles as regras da casa- Konan gritou.
- Ei, ninguém vai mostrar nada a ninguém- berrou Lukey, agora sério.
Os garotos ponderaram a fala dele, mas seguiram em frente, vindo de todos os lados.
- PAREM- berrou uma mulher, um segundo antes da briga começar- QUERO TODOS OS ENVOLVIDOS NA MINHA SALA AGORA- ela gritou, sua voz reverberando pelo refeitório, era a diretora, e pela cara dela, ela não iria desejar um bom ano a todos.


 


Notas Finais


Então é isso, Espero do fundo do meu coração que vocês gostem do cap.
E por favor amores, comentem e favoritem
Amo vocês ❤️❤️❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...