História New Coast - l.s AU - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Halsey, Lorde, One Direction, Shawn Mendes, Troye Sivan
Personagens Ella "Lorde" Yelich-O'Connor, Halsey, Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Personagens Originais, Shawn Mendes, Troye Sivan, Zayn Malik
Tags Alternative Universe, Fantasia, Harry Tops, Htops, Jiall, Larry, Lbottom, Louis Bottom, New Cost, New Cost Saga, Niam, Nustin, Shoye, Universo Alternativo
Visualizações 18
Palavras 1.717
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Super Power, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Faz muito tempo mas eu voltei amores ❤️ espero que gostem.

Capítulo 12 - 12.


(Louis POV)

Ele chegou, eu sinto que sim.

Minha cabeça não dói mais graça a bebida de gosto ruim que minha mãe me fez beber, mas meu coração está tão acelerado que sinto que ele pode pular pra fora do meu peito a qualquer momento.

- Ele está aqui. Lorde declara.

- Não abra essa porta e nem o convide para entrar. Minha mãe ordena.

- Ele precisa entrar. Lorde a olha com um olhar fulminante. - Não era você que queria que o pacto de sangue fosse desfeito.

- Deixa ele entra. Eu peço olhando para minha mãe. - Só preciso terminar com isso.

  Ecoa por nossos ouvidos o som de batidas na porta.

- Louis preciso falar contigo. Ouço Harry falar.

  - Entre Harry. Minha mãe fala.

A porta se abre e vejo Harry vestido de uma roupa totalmente preta com correntes presas na calça skinny rasgada. Ele olha em meu olhos e logo desvia colocando sua cabeça para baixo, ele adentra a casa e logo vejo uma garota muito bonita olhando diretamente para mim um pouco assustada.

A garota aparentava ter entre 18 e 20 anos, tinha longos cabelos cacheados e estava vestida com um vestido vermelho e uma jaqueta preta.

- D-desculpe estar aqui, mas eu queria muito conhecer o L-Louis. Ela fala entre os gaguejos. Parece ser uma garota totalmente inofensiva e pacífica.

Me pergunto se deveria odia essa garota ? Mesmo que eu tentasse seria impossível, até mesmo porque não acho que ela se apaixonou pelo Harry na intenção de o roubar de mim.

- Eu acho que você não deveria estar aqui,na verdade não sei porque Harry foi tão imprudente ao te revelar essa realidade que não é para pessoas como você.  Lorde diz um pouco rude.

- D-desculpe não foi minha intenção incomodar vocês, na verdade só vim porque queria conhece-lo. Ela diz e olha para mim.

- Mas oque de interessante meu irmão tem que possa lhe interessar ?. Lorde pergunta agora totalmente rude.

- Não fale com ela assim!. Harry grita.

- Lorde, por favor não a trate assim. Peço a minha irmã. - Ela não é culpada por meus erros.

- Não, eu que peço desculpas. Ela diz de cabeça baixa. - Eu não sabia que Harry era oque ele é e muito menos que ele era ligado a alguém,mas mesmo depois de saber não consegui me afastar. Ela fala e levanta a cabeça. - Eu me apaixonei por ele e queria lhe pedir desculpas, não foi minha intenção o roubar de você. Ela diz sinceramente.

Como poderia pensar em odia-la ? Não teria como odiar alguém assim.

- Não me peça perdão, afinal tudo que houve entre vocês dois foi consensual.  Digo olhando apenas para ela mesmo sentindo os olhos de Harry sobre mim. - Você não é culpada, jamais pense que é, os culpados somos nós dois.

- É, o culpado somos nós dois e não você. Ele diz olha para ela e depois dirige seu olhar para mim. - Na verdade eu sou o maior culpado.

- Nisso eu tenho que concordar, você foi um cretino. Lorde fala.

- M-mãe ... A dor está voltando. Eu fala para minha mãe.

- 'Ta vendo oque você fez idiota? Ele sente dor ao você estar próximo dela.

- Oh meu Deus! Harry você não tinha me falado sobre isso!. A loira gritou.

- Ele costuma mentir, se acostume. Lorde fala ironicamente.

- Irmã, por favor para! Não é culpa dela.  Eu peço. - Ah meu Deus!. Grito quando sinto como se fosse uma faca ser enfiada em meu peito.

- Eu não sabia que era tão forte assim. Harry se defende.

- Deixa de ser mentiroso, você sabia.

- Como isso pode parar?. A loira pergunta visivelmen abalada.

- Só a um jeito de parar. Minha mãe fala. - Louis precisa quebrar o pacto de sangue com Harry.

- Você não pode fazer isso!. Harry grita. - Ele quem tem que decidir. Harry fala.

- E-Eu quero. Eu afirmo. - Por favor façam parar. Peço já sentindo meu rosto completamente molhado pelas minhas lágrimas.

- Louis não faça isso. Harry pede.

- Você fez pacto com ele e com ela, ele não tem opção.

- E-Eu conheço um chá que pode amenizar a dor que os espíritos usam como castigos ao bruxos que se ligam através de pactos. A garota loira diz e vejo a face de espanto da minha mãe e irmã.

- Como você pode saber sobre isso se é humana?. Minha grita entrando na minha frente e na de Lorde como se quisesse nos proteger.

- Calma. Harry pede para minha mãe. - Ela pode explicar.

- E-Eu sou neta de um bruxa, minha mãe não adquiriu a magia e logo eu também não. Ela diz um pouco cabisbaixa. - Mas minha avó me ensinou a ultilizar ervas, me contou sobre os espíritos e sobre sua linhagem.

- Qual seria a linhagem de sua avó ?. Lorde pergunta curiosa.

- Blackwell. Ela diz. - Mas a linhagem terminou em minha avó, minha mãe e eu não temos magia em nós.

- Blackwell? Esse sobrenome não é estranho para mim. Lorde diz.

- É o sobrenome da família de Analise Blackwell. Minha mãe diz.

As dores começam a passar e começo a ficar mais consciente de tudo que está acontecendo.

- Oh pela Deusa. Lorde diz assustada.

- Sim, Analise Blackwell é a minha avó. A loira diz. - A bruxa que dizimou uma parte do inferno usando expressão.

- Mas expressão não é um tipo de magia proibida ?. Lorde pergunta. - Não se ensinado expressão para nenhum bruxo desde o século passado.

- Isso é oque foi passado para você filha. Minha mãe fala. - Mas na verdade a expressão é um tipo de magia que nasce no bruxo que a tem e é passada de geração em geração até que esse poder suma em alguma geração. Minha mãe explica. - E eu temo por isso todos os dias, porque um filho de bruxa e demônio me deu um presente. Minha mãe diz. - Me deu o Louis. Minha mãe diz se virando para mim.

- Como Assim ?. Eu digo a olhando confuso.

- Você é neto de Analise Blackwell. Minha mãe revela.

- Oque ?. A loira diz surpresa.

- Sim, Louis vem de meu relacionamento com um demônio que era filho de Analise Blackwell e seu amante morador do inferno. Minha mãe olha para a garota que está visivelmente surpresa e desnorteado com oque lhe foi revelado. - O seu tio, morreu nas mão do meu primeiro marido.

- Louis é bruxo ?. A garota pergunta.

- Sim. Minha mãe a responde.

- Ele pode ter expressão dentro dele ?. Ela pergunta mas dessa vez apenas recebe um aceno da parte da minha mãe.

- Parem de falar de mim como se eu não estivesse aqui! Eu tô esgotado de tantos segredos! Quantos segredos mais você tem para mim mamãe?. Pergunto a ela de forma irônica.

- Louis, ela não podia ter contar e você tinha que estar longe para poder ficar seguro. Lorde fala.

- Não! Eu nunca estive seguro porque eu vivi uma farsa a minha vida toda!. Eu berro. - Ah não, esqueci, a vida que eu me lembro de ter vivido pelo menos né? Afinal tem um homem querendo me matar, meu pai era um demônio que foi assassinado e uma mãe que só me fala agora que eu ainda tenho uma magia demoníaca dentro de mim. Falo levantando e me dirigindo para a porta.

Quando chego na porta sinto uma mão segurar meu braço. Sinto uma corrente elétrica pelo meu corpo.

- Solta o meu braço. Exijo.

- É perigoso essa hora. Harry diz soando preocupado.

- Não me importo e também não deveria se importar. Digo puxando meu braço.

- Louis é perigoso lá fora! Porque você é tão difícil?. Harry pergunta já alterado.

Continuo andando em direção a trilha por dentro do mato mas ainda escuto passos me seguindo. Sinto mais uma vez uma mão segurar meu braço, mas me viro e empurro forte Harry.

- Vá se foder! Você tá acabando comigo! Eu estou tão cansado de tudo isso! Eu só quero minha vida de volta!. Eu grito sentindo minhas lágrimas rolarem.

- Louis, eu... . Ele começa.

- Novamente, vá se foder! Ou melhor vá foder ela, afinal não importa se isso está me machucando né? Você continua fazendo. Eu falo de dou as costas para ele.

- Oque você quer que eu faça ? Eu amo ela porra!. Ele diz entre gritos e continua me seguindo. - Ela esteva lá quando você não estava, ela que cuidou de mim quando eu estava pra desistir de tudo! E você acha que pode me cobrar alguma coisa ?. Harry berra agora correndo até mim e me dando um empurrão que me fez trotar para frente. - Vem! Me bate! Eu sei que você quer. Ele diz.

Corro e pulo em cima dele o derrubando no chão e socando o seu rosto, mas ele muda nossas posições, me coloca por baixo e segura minhas mãos em cima da cabeça e com a outra mão segurar meu rosto olhando para o seu que está com um corte nos lábios.

- Eu não consigo odiar você!. Eu grito e começo a chorar. - Porque eu tenho que me sentir assim!? Eu não quero me sentir assim!.

- Eu te amo Louis. Ele diz olhando em meu olhos e vejo nas sua orbes sinceridade. - Mas eu amo ela também e a amo muito.

- Então fique com ela, eu só quero que tudo isso acabe e que eu não sinta dor quando você estiver com ela. Digo olhando em seu olhos verdes. - Porque eu não consigo parar de chorar ?. Pergunto pra mim mesmo rindo triste.

- Sei que soa horrível mas eu amo os dois igual e estou apaixonado por vocês dois. Ele diz e sinto uma lágrima sua cair e acertar meu rosto. - Porque você tinha que me deixar ? A gente poderia ter lutado contra ele junto e se tivéssemos morrido pelo menos estaríamos juntos.

- Não fale como se eu soubesse sobre a minha vida passada. Eu digo.

- Oque é isso aqui !?. Ouço uma voz aguda perguntar e logo vejo Niall.


Notas Finais


Até a próxima atualização. Kissy Kissy Boo Boo 😘.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...