História New flame - Capítulo 32


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ariana Grande, Justin Bieber
Personagens Jeremy Bieber, Pattie Mallette, Personagens Originais
Tags Drama, Jariana, Romance
Visualizações 142
Palavras 1.443
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Musical (Songfic), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oii oii gente, tudo bom com vocês?

BOA LEITURA

Capítulo 32 - Só meu


Fanfic / Fanfiction New flame - Capítulo 32 - Só meu

Paty- Para aonde estamos indo a festa ainda mal começou - falou me seguindo.

- Me leva embora porfavor eu não quero mais ficar nesse lugar - falei chorando.

Becky - Você está chorando? O que aconteceu Ari?

- Só me leva embora daqui - falei soluçando.

Becky - Tudo bem… Paty o carro

Paty- Estou indo, vocês me esperem aqui que eu ja volto

A Becky me abraçou e eu não conseguia parar de chorar na verdade eu só pensei em me afastar dele porque eu precisava de um tempo para entender de facto se ele sentiria a minha falta, como seria o mundo dele sem mim, mas agora eu percebi que o mundo dele sem mim vai sempre ser a mesma coisa, a minha presença ou ausência para ela não faz a menor diferença porque ele sempre terá alguém para colocar no meu lugar, e a prova disso é que nem atrás de mim ele veio para ao menos tentar se explicar,  se é que isso era possível…

A Patricia chegou com o carro e eu fui no banco de trás e a Becky foi junto, me deitei colocando a cabeça sobre suas coxas.

Seguimos para a minha casa, eu ja não tinha mais lágrimas pra chorar, depois que chegamos a minha casa subi para o meu quarto com as meninas, elas estavam preocupadas comigo mas respeitaram o facto de eu não querer falar nada ainda e não fizeram perguntas.
Já no meu quarto, me despi e tomei um banho demorado, quando sai já estava me sentindo melhor (na medida do possível), coloquei um pijama básico e me sentei na cama com as meninas.

- Eu vou arrumar as minhas malas agora enquanto uma de vocês compra as passagens pra hoje bem cedo, depois eu vou até a casa de vocês para que arrumem vossas coisas e a gente vai embora hoje mesmo…

Paty- Se precisar da minha ajuda pra arrumar suas coisas é só falar...

Becky - E eu me encarrego das passagens agora

- Obrigada, e sim Paty eu vou precisar...

Becky - Cadê o seu note?

- Ta na casa do… - engoli em seco ao lembrar que estava na casa da Cait - Acho melhor você usar o do meu pai que está no escritório lá em baixo

Becky - Tudo bem - saiu do quarto deixando apenas eu e a Paty.

Paty- Por onde quer começar - falou indo pro closet

- Eu não sei…

Paty- Deixa comigo - entrou no closet e eu fui atras.

Ela foi pegando as peças de roupa e mostrando pra mim e as que eu escolhia ela colocava na mala enquanto eu apenas observava aeria algumas vezes e limpava algumas lágrimas  insistentes que caiam…

Paty- Prontinho - falou fechando a mala.

Becky - Já comprei as passagens,

Paty- E nós ja arrumamos as roupas

Becky - Então vamos?- assenti - Para aonde você vai de pijama? - olhei para mim mesma e vi que ainda trajava o meu pijama, ri fraco e fui me trocar colocando a roupa da viagem (foto de capa).

- E agora?

Paty- Melhorou

Becky - E muito - (risos) - Vamos

- Não me despedi da Luly

Paty- Não faz mal, depois você liga pra ela e ela te encontra no aeroporto.

- Tudo bem…

Saimos da casa e levei a minha mala para o carro com a ajuda das meninas e depois seguimos primeiro para a casa da Becky depois a da Paty.

       P.O.V Justin Bieber

Depois que chegamos na boate fui directo sentar no bar da área VIP, comecei bebendo Whisky.

Chaz- Vamos pra pista?

- Vai na frente que eu te alcanço

Chaz- Falou…

O Chaz foi pra pista de dança e eu fiquei alí sozinho olhando para o meu copo, depois de ter bebido mais um pouco chega uma mulher do meu lado.

Xxx- Oi, você tem um esqueiro? - questionou chamando a minha atenção para ela.

Era uma bela morena de longos cabelos até um pouco acima da cintura, traja uma saia curta colada ao seu belo corpo cheio de curvas e para condizer com a saia preta uma blusa bem decotada em tons de vermelho e alguns detalhes pretos e não pude deixar de reparar em seus seios cobertos apenas pela blusa deixando visíveis as pontas de seus mamilos.

Xxx- Moço? - chamou por mim

- Não… - respondi e voltei a beber o liquido do meu copo - Mais um - falei para o garçon.

Xxx- Não acha que está bebendo demais?

- Não me lembro de ter pedido a sua opinião, ou pedi?

Xxx- Calma, não precisa ser grosso desse jeito, foi só um comentário...

- Ta, foi mal aí...

Xxx- Larissa- falou chamando a minha atenção novamente- Meu nome e você?

- Justin…

Larissa- Prazer Justin… Posso me sentar com você? - assenti e ela se sentou no bando do meu lado - Vem sempre aqui?

- Na verdade não e você?

Larissa- Também não, sou nova por aqui, primeira vez que saio...

- Uhm - o Chaz se aproximou com uma garota e pediu a chave do carro que ele queria "resolver o assunto" em outro lugar, dei pra ele e ele foi embora.

Larissa- Seu amigo, irmão ou primo?

- Amigo, irmão, parceiro - respondi e bebi mais um pouco o liquido do meu copo.

Conversei mais um pouco com a Larissa e ela ficou falando da vida dela esse assunto chato já estava me dando muita tontura e dor de cabeça.

- Eu vou embora - me levantei mas não consegui nem dar um misero passo pois estava tonto demais, acho que bebi mais do que devia.

Larissa - Você está bem? - questionou me segurando pela cintura.

- Sim, só… estou um pouco… tonto - abri e fechei os olhos varias vezes para ver se melhorava mas de nada adiantou.

Larissa - Deixa que eu te ajudo - colocou meu braço sobre seu ombro. E foi andando comigo.

- Aonde está me levando?

Larissa - A um lugar para que descanse...

Seguimos até umas escadas ela me ajudou a subir e entramos numa espécie de quarto ou escritório ou os dois juntos. Ele me deitou sobre a cama esbarrando em algumas coisas e tirou a minha camisa.

- O que está fazendo? - questionei confuso.

Larissa- Para que não fique com calor

Sentou sobre mim, tudo continuava girando, eu fechei os olhos e do nada senti seus lábios nos meus não sei porque razão correspondia ao seu beijo, depois concegui afasta-la um pouco de mim e reparei que ela ja não trajava sua blusa.

Fiz um esforço e consegui reverter a posição e quando finalmente consegui ouvi o barulho estrondoso de uma porta batendo, olhei na direção da mesma e era a Ariana, parada olhando pra mim com uma cara de decepção, oque ela está fazendo aqui?

Larissa - Ta doida garota?

- A-ariana - falei assustado.
Ela apenas balançou a cabeça negativamente e saiu correndo, tentei ir atras delas mas quando sai correndo do nada tudo ficou escuro e senti meu corpo no chão.

       
        P.O.V Nicol Royce

Estava em meu escritório aguardando para saber se tudo saiu conforme o planejado quando alguém bateu na porta.

- Entre- gritei do lado de dentro e virei a cadeira para encarar a porto.

Lari- Feito… Missão dada é missão comprida - sorriu vitoriosa.

- Senta aí e conta tudo nos mínimos detalhes - ela se sentou na cadeira de frente para a mesa.

Lari- Fiz tudo como você mandou, cheguei do lado do Justin e pedi um esqueiro, ele disse que não tinha e puxei assunto com ele,  o idiota no principio parecia desconfiado mas foi só olhar direito para o meu peito que ficou mansinho igual a um cachorro,  aí foi só esperar a hora perfeita que se deu quando o amigo dele veio falar com ela e daí eu coloquei o docinho na sua bebida e o efeito foi imediato. Levei ele para o escritório que já estava arrumado com cama e tudo, não foi necessário o uso das câmeras pois a mosca morta apareceu por lá

- Jura?E aí?

Lari- Ela fez um draminha e saiu correndo o idiota quiz ir atrás mas acho que a dose foi a mais e ele apagou

- APAGOU? - questionei assustada - VOCÊ MATOU O JUSTIN?

Lari- Claro que não né, apagou no sentido desmaiou, aí eu vim embora e mandei alguém avisar para o Chaz.

- Você merece um premio pelo seu serviço, agora a piralha vai se afastar do meu Justin e finalmente ele vai poder voltar a ser meu, só meu…


Notas Finais


E aí o que acharam? Tudo culpa da Nicol, essa Nicol 😈😈


Obrigada por lerem e obrigada pelos comentários que mesmo sem dar pra responder eu leio todoooos. Beijo amo vocês, até o próximo cap.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...