História New Hogwarts- Interativa - Capítulo 16


Escrita por: ~ e ~iTERRA

Postado
Categorias Harry Potter
Exibições 36
Palavras 1.093
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Hentai, Magia, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


TANANANANANANANANNANANANANANANSNNANANANANANSNANA TE AMO, MENTIRA HAHAHAHAHAHAHAHAHHA TROSLEY OTÁRIO

Capítulo 16 - Bonus parte 2


Fanfic / Fanfiction New Hogwarts- Interativa - Capítulo 16 - Bonus parte 2

Continuando.


- Parece que a princesa Riddle vai ficar uma noite inteira comigo.- John falou rindo.


- Se alguém aparecer morto não me culpem a mim!.- Gritei saindo do salão revoltada.

          ~quebra de tempo~

Depois que eu sai revoltada do salão corri em direção ao Mirror of Erised, sentei em frente ao mesmo e comecei a encarar, logo meus olhos se encheram ne labrimas, eu poderia sentir algo quente e molhado descer por minhas bochechas, vocês poderiam me achar louca, porem sabe o que eu via?


- P..Pai., mãe?- falei olhando em direção ao espelho, Sim era meus pais, Bellatrix e Tom Riddle. logo a imagem desapareceu, e atrás de mim só havia uma pessoa. Ela.


- Não vai me dizer que ficou chorona?.- A morena falou rindo.- Não vai me dar um abraço Vadia?.


- Quando eu der abraço em lixo pode me levar pro lixão.- falei limpando as lágrimas e abraçando a mesma.- O que faz aqui? Eu pensei que você tava naquela escola de princesinha ?- RI a vendo revirar os olhos.


- Claro que não, me mira, Cadê a Isabelle?.- ela falou olhando ao redor.


- deve esta com a... Namorada dela.- Falei olhando a reação de Lua.


- Perai, você disse namorada.? O QUE ?.- ela meio que gritou me olhando.- Só pode ta de sacanagem comigo Emma.- ela riu saindo da sala, assim comecei a seguir a mesma.


- Vamos todas nos acalmar não?- Falei tentando acalmar lua que já estava nervosa, ela logo abriu a porta do salão comunal, que ainda estava cheio de alunos, A atenção foi em direção a Lua que caminhou ate a mesa da grifinória.


- Oi amor cheguei.- Ela falou virando Isabelle para ela e assim a beijando.-


- Isah...- Carolina falou logo correndo em direção a porta, quando a mesma passou por mim seus olhos pareciam marejados.


- CAROLINA.- Lilly gritou se levantando da mesa.-


- Vai lá.- Falei para ela que correu Atrás da mesma.


- Que porra Lua.- Isabelle falou a empurrando e logo lhe acertando um tapa.- Quando eu falei" Terminamos por encontrei alguém melhor " eu estava falando serio.- ela falou passando a mão no cabelo.


- Mas Isabelle..- Lua tentou argumentar mas foi cortada por Isabelle.


- Mas nada Lua! eu amo a Carolina, não você, entendeu?- Ela falou colocando as mãos nos bolsos e caminhando para gora do salão comunal.


- EU VOU ACABAR COM ISSO QUE VOCE CHAMA DE NAMORO ISABELLE MALFOY, VOCE SERA MINHA!.- Lua gritou batendo com uma das mãos no chão.


- Lua, não, ela já e da Carol.- Falei olhando a mesma.


- Não, Emma. Você não entendeu, Ela será minha.- lua deu um sorriso ironico.

             P.O.V Lilly

Puta que pariu, essa mina corre, continuei a correr ate ver a mesma parando e se encostando na parede.


-Não chora Carol. A Isabelle tem um bom motivo!.- falei tentando acalmar a mesma.-


- Não tem um bom motivo Lilly .-a mesma volto a chorar ainda mais.

- Ela tem sim um bom motivo, só basta você confiar, Aquela e a Lua Snape, Filha do antigo professor de porções, Ela estava na Academia de Magia Beauxbatons, deve ter voltado pra cá a pouco tempo.. Ela e ex namorada da Isabelle.- Comecei a explicar os detalhes ate ouvirmos todos os alunos irem ate os ónibus.-

                 ~QBD~

Já estamos indo em direção a cidade comprar algumas coisas, afinal vamos passar 24 horas dentro de uma floresta com essas duplas, pelo menos fiquei o Denis!

- Se pá ela tem vida própria Eu tive que reparar Que ela desce quando o DJ toca Trava e vai devagar E se sai, ela fala: Se toca Pode chegar pra lá Quer espaço pra bunda gostosa Acompanha o grave que vai começar.- Emma começou a cantar e dançar no corredor do ónibus, comecei a rir e me levantei indo junto a mesma.


- Esse bumbum que faz tumbalatum Esse bumbum que faz tumbalatá Esse bumbum que faz tumbalatum Balatum, balatum, joga ele pro ar Esse bumbum que faz tumbalatum Esse bumbum que faz tumbalatá Esse bumbum que faz tumbalatum Balatum, balatum, joga ele pro ar - Cantei junto a Emma fazendo os garotos babarem, vamos assim por dizer.-


- Agora e que vai começar porra.- Emma gritou logo começando a cantar novaenterro Brindei my fucking day, geração de reis dais quais eu enterro Brindei my fucking day pelo o que eu sei mudaram o critério Brindei my fucking day pelo o que eu sei mudaram o critério Brindei my fucking day, geração de reis dais quais eu enterro.-peguei meu celular e levei ate a boca assim começando a cantar tambem.


- (P.Qualy) É grave pra quebra vidraça, Arruaça Bumbo que encaixa com a voz Que encaixa com a caixa. Estamos em temporada de caça E ai rasta? E se os policia passa, não acha. Desembaça, tô limpo e passei batido. Guerreiro Damassaclan! Pode tenta amedrontar, pode tentar tirar todos os bancos da van Lidamos com a crise Bom Dia Vietnã! Cidade metropolitana, onde a liberdade te priva minha banca se esquiva nas ruas onde o choro é livre. Mas choro não é sempre que livra.- logo celestia se levevantou e se juntou a nos enquanto cantávamos.-


- Imagina a família contra? Então não complica Sublinha família, pois não sabe o que significa Publica mas vi que não rubrica Sem intriga, damassaclan se aplica. O bonde tá de pé, quando tu quiser Pra sempre manter, proceder. Líder, o que não falta é respeito! Mano de fé incentivo a meta. Só o verde, sem pó, sem vender, sem roubar Sabe o jeito!- ela cantou enquanto dançava junto a Emma que logo completou a música.


- Sai da prótese pra tu ver o bang crescer Dmc sobrevivendo no inferno Olha aquele velho vestido de terno jão Só uma prova que há ilusão presente na ocasião. Na pista eu vejo a raspa da baba Antes da garota que oferece sua raba. Boiada, bombada e na balada de Sardana eu vejo o preço que se paga Cada coletivo e seus afazeres Vejo meus amigos como os melhores não como tu queres A pista ta uma uva! Chapa nem se preocupa. Procura-se a ironia? Liga a tv A dança do Pt, Psdb O que nois vai fazer? Po. Vendo povo se fuder. Juventude dança a valsa com o Hiv. Porra, Damassa acabando com a zorra Se não bota fé só que a vida é única, sinica, solida, música Porra, Damassa acabando com a farra Que eu levo na marra Na ginga de paulista, na bronca de caicara Damassa é fumaça, é uma raça, é uma praga (Porra) - continuamos a cantar pelo resto do caminho, já que iríamos nos separar quando voltar a floresta.



Notas Finais


Continuo?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...