História New Hope (Imagine BTS) - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 51
Palavras 1.094
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá! Tudo bem?

Olha eu sendo muito boazinha e postando de novo! Como vocês foram adoráveis nos comentários, estou presenteando vocês!

Espero que gostem!

Boa leitura!

Capítulo 27 - 27


Fanfic / Fanfiction New Hope (Imagine BTS) - Capítulo 27 - 27

(P.O.V. Lara)

Eu pensava que talvez estivesse louca por ver olhares estranhos por parte do Hope, mas depois de todo aquele discurso algo se acendeu dentro de mim. Não respondi nada. Não soube o que responder.

Terminamos a sobremesa e eu não parava de sorrir. Entramos no carro e ele dirigiu até a minha casa, onde eu pedi para ele dormir. Já tomei meu banho e agora estou sentada no banco da janela esperando ele sair do banheiro.

Observo a paisagem e penso nos casais que passam a tarde naquele parque e nos pais que levam seus filhos para brincar lá. Será que um dia serei eu e o Hope?

– Lara? – Hope pergunta e eu olho para ele sorrindo.

– Pronto para ver a minha surpresa? – Pergunto e ele concorda nervoso.

– Vou precisa fechar os olhos? – Ele pergunta e eu rio negando com a cabeça.

– Não seria uma boa ideia. – Falo e fico em pé no banco e puxo uma fita que eu amarrei na alça do sótão e prendi na cortina da janela.

A porta se abre e a escada desde. Hope olha para mim e eu subo na frente dele procurando a cordinha da luz. Eu forrei o chão com um tapete felpudo e enchi com a maioria das almofadas que estava aqui antes, mas a maior mudança está atrás da cortina.

Olho para Hope que ainda está no andar de baixo e faço sinal para ele subir. Ele parece receoso, mas sobe a escada de range um pouco. Ele põe a cabeça pela abertura no chão e sua boca se entreabre enquanto ele observa tudo.

– Eu tenho certeza que isso não estava assim quando compramos a casa. – Ele diz e eu dou uma risada. – Teria sido muito mais cara.

– Vem, ainda n viu a surpresa de verdade. – Falo e ele termina de subir e eu puxo ele até a frente da cortinha que cobria quase um lado do telhado inteiro. Amontoo umas almofadas no chão. – Deita.

– Você está planejando me matar? – Ele pergunta e eu rio negando. – Você fica mais estranha a cada dia que passa.

– Para de me ofender ou eu não mostro a surpresa. – Falo e ele faz biquinho, mas deita e me encara. – Vira a cabeça para frente e fecha os olhos. – Ele faz o que eu mando, desligo a luz e eu abro a cortina deixando a luz da lua invadir o cômodo e as estrelas emoldurarem o teto.

(P.O.V. Hope)

– Pode abrir. – Lara diz e assim que eu abro os olhos vejo o céu estrelado e a lua, que fazia o quarto brilhar prateado.

Sinto sua mão se entrelaçar na minha e olho para ela que se deitou ao meu lado observando o céu. A luz reflete nela, fazendo-a brilhar como uma das estrelas. Seu cabelo está molhado e ela usa apenas uma blusa minha e um short preto simples.

– Eu sempre tive problemas com ansiedade. – Ela começa e eu fico em silêncio. Ela finalmente vai falar alguma coisa!

– E a coisa mais difícil para mim é conseguir um jeito de me acalmar. Eu comia muito para tentar lidar com isso, mas o Jin ficava me vigiando o tempo inteiro, eu quase o odiei, achava que ele queria me matar. – Ela diz e eu dou um sorriso de canto.

– Mas depois eu não me preocupei mais, eu não sentia mais aquela necessidade maluca de comer. E eu não entendia o porquê, pensei que fosse o Jimin, a sensação de ser desejada, mas não era. – Isso é uma rejeição?

 – Eu não sei explicar, mas vir aqui e observar a estrelas me acalma, faz com que meus sentimentos e pensamentos fiquem menos neuróticos.  Eu sempre pensei que só isso podia me fazer sentir assim. Até que eu me dei conta que já me senti assim algumas vezes antes. Nas vezes em que eu estava com você. – Ela diz e me olha.

– Eu não sei se isso é amor e, sinceramente, eu ando sem tempo para ter um relacionamento... – Ela diz e não tenho certeza se conseguir esconder a minha tristeza. – Mas eu gostaria de experimentar a sensação de ser amada de verdade, de ser protegida por alguém. Até hoje, só você a lua conseguiram me fazer sentir protegida.

Ela termina de fala e volta a encarar o teto. Vejo a lágrima escorrer pelo canto do seu olho e a puxo para deitar em meu peito, passando a mão por baixo de seu corpo. Não sei muito bem o que falar então me mantenho em silêncio por longos minutos enquanto ela mantém a cabeça em meu peito e brinca fazendo desenhos imaginários sobre minha camisa.

– Eu não sei se eu realmente sou tudo isso que você disse. – Falo e ela para de desenhar. – Mas eu vou me esforçar ao máximo para que você saiba que mesmo que você caia, eu nunca vou deixar você ficar no chão.

– É bom saber. – Lara fala e se afasta de mim deitando a cabeça sobre a almofada e mantendo o corpo de lado. – Existem duas regras agora que você conhece o meu mundo.

– E quais são? – Pergunto virando de frente para ela que sorri.

– A primeira é que você não pode falar dele para ninguém. – Ela diz e eu concordo com a cabeça pondo a mão sobre o peito. – E a segunda é que você que fecha a cortina antes e dormir.

– Por que não você? – Pergunto e ela faz cara de sofrida pondo a mão na testa.

– Porque eu já fiz isso em todas as outras vezes em que vim aqui. – Ela diz como se isso fosse um grande sacrifício e eu rio.

– Você tem sérios problemas.

Levantando e fechando a cortinha, deixando apenas uma fresta para a luz iluminar um pouco o ambiente, mas logo me deito ao lado de Lara que nos cobre com um cobertor.

– Se eu tenho sérios problemas, você tem problemas ainda maiores por gostar de mim. – Ela diz e eu acho que ela sorri. A claridade é muito pouca para eu ter certeza do que vejo. Roubo um selinho rápido e ela solta um som de surpresa.

– Eu gosto de você e dos seus problemas, agora você precisa dormir. – Falo e ela suspira. – Fiquei sabendo que anda trabalhando muito ultimamente. Não precisa fazer mais do que o seu trabalho, ok?

– Não se preocupe. – Ela diz e se aproxima mais de mim. – Vai dar tudo certo. – Eu consigo perceber que essas palavras foram mais para ela do que para mim, então envolvo seu corpo em um abraço e mantenho o silêncio até que ele seja preenchido pelo sono.


Notas Finais


Espero que tenham gostado!

Obrigada por lerem, favoritarem e comentarem, vocês têm um espacinho no meu coração!

Até o próximo cap!

Bjss no core! <3 <3 <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...