História New Student [Imagine Jungkook] BTS - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Hentai, Jungkook, Romance, Shoujo
Visualizações 23
Palavras 2.146
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Harem, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gente, pode acontecer de ter personagem de outras bandas na fanfic, até porque sou horrível pra inventar nomes coreanos kkk então aviso desde de já, e não vou colocar eles nas categorias porque acho que seria decepcionante, até porque talvez eles não apareçam tanto ao longo da fanfic.

Boa leitura xuxus ❤

Capítulo 2 - Bad boy...


Meu corpo congelou, quando disseram seu nome pude lembrar vagamente de acontecimentos passados, sentimentos vieram à tona, e se for ele o garoto das minhas lembranças? Ele também se lembraria de mim? E qual a probabilidade disso? Eu morava no Brasil, fazem dois anos que vim aqui pra Coréia, em qual momento da história isso aconteceu? Aqui vai uma lista básica para entender oque ta acontecendo na minha vida para quem ta tão perdido quanto eu. 

Lista para provar o quanto minha vida tá um pombo morto (desculpem a expressão): 

1- Eu me atrasei no dia em que eu deveria fazer o trabalho mais importante do bimestre, e assim eu perdi a primeira aula e perdendo o tempo em que eu deveria apresentá-lo. 

2- Fui para a detenção, todo dia durante uma semana inteira vou perder a primeira aula e ficar até mais tarde depois do período. 

3- Conheci uma garota de cabelos azuis que mais parece uma reencarnação de Hitler, porém um amor de pessoa. Considero pacas. 

4- Todos os itens da lista desencadearam uma ação que talvez seja o sonho de qualquer garota da escola (ou não), conheci os garotos mais bonitos e populares da escola, e agora tô presa dentro de uma sala com eles, devo considerar isso algo bom? 

5- O fato número cinco é que meus pais vão me matar enquanto minha irmã come pipoca ao ver minha desgraça acontecer, adeus mesada, adeus celular, adeus computador, adeus vida... 


Mais fora isso minha vida tá ótima, e também o diretor da escola agora acha que eu sou uma vândala que não quer nada com a vida, fora o fato de pensamentos estúpidos virem à tona, tô começando a achar que essas tais lembranças de Jeon Jungkook são apenas alucinações do meu cérebro após um trauma como esse, se o diretor pudesse ouvir meus pensamentos ele se sentiria orgulhoso, meu Deus, que menina inteligente que eu sou. Bom... Eu tinha muitas perguntas e nenhuma resposta, minha mente tava uma confusão, eu estava me sentindo realmente mal... Algumas lágrimas escapavam dos meus olhos por livre e espontânea vontade ao lembrar como meus pais se sentiram ao saber, eles são muito rígidos, principalmente em relação aos estudos... 


_ (S/n), você esta bem? Você está chorando? -Jin dizia ao se aproximar de mim. 


_ Você conhece meu irmão? -Lyne parecia confusa.


_ Não gente, relaxa. -dizia secando as lágrimas.- Eu estou bem, talvez minha pressão tenha caído ao lembrar que eu estou realmente fudida quando meus pais souberem que estou na detenção, plano de fugir de casa ta tendo.- todos riram, até mesmo eu. 


_ Você não respondeu minha pergunta, você conhece meu irmão?- ele ficou séria novamente. 


_ N-Não...- bom, talvez eu conheça e seu irmão é aparentemente o meu primeiro amor ou apenas uma ilusão da minha cabeça, se for a primeira opção significa que não lembro de bolhufas, então sim, talvez eu conheça.- Não o conheço, na verdade apenas repeti o nome na minha cabeça para ver se eu o conheci, é uma mania minha. 


Ela assentiu e sorriu frouxo, não parece ter acreditado muito. Fomos interrompidos pelo professor que é encarregado da detenção, ele mandou que todos se sentassem já que o diretor daria um aviso importante. E assim se fez, logo entrou o diretor, um homem alto de cabelos castanhos sempre muito bem alinhados e de aparência impecável, seu terno preto ressaltava sua pele tão branca e delicada quanto um fio de algodão, ele era um homem realmente atraente, porém não fazia meu tipo, não gosto de homens mais velhos. 


_ Bom, hoje vocês vão receber uma nova companhia, ele é novo, mas com certeza vocês já o conhecem. Vocês só me decepcionam, principalmente você (S/n), nunca pensei que a veria aqui, quando você foi á minha sala para pegar o aviso de detenção eu quase não acreditei, porém a decepção vem de todos os lados, seus pais devem ter vergonha de você. E vocês todos não ficam pra trás.- aquilo me atingiu mais do que deveria, me decepcionei comigo mesma... Eu nunca me atrasei, ele precisava ser tão rígido? Meu coração apertou e meus olhos marejaram, Jimin que sentava em dupla com Hoseok segurou minha mão já que estava do meu lado, eu me senti melhor naquele momento, meu coração deu uma leve acelerada ao vê-lo sorrir, não se esqueça do que a Lyne disse (S/n), ele não vale nada, não se apaixona, sua vida já ta uma bagunça total...- Vocês, todos vocês, inclusive (S/n) e o aluno novo vão ficar aqui a primeira aula e depois do período durante tempo indeterminado, mas acho que vocês já sabiam disso né, bom, tenham um bom dia. 


O diretor saiu e logo em seguida o professor, todos se levantaram para reclamar, até que um garoto entra pela porta, ele estava com um capuz na cabeça, ele estava com uma blusa de moletom preta por cima do uniforme, eu nem sei se isso é permitido, quando ele chega no centro da sala ele tira o capuz da cabeça revelando seu rosto. 


_ Eu tô de volta.- Lyne rapidamente correu para abraçá-lá o mesmo pareceu corresponder esse afeto, todos estavam o cumprimentando.


Eu nem se quer me movi, o único movimento que eu fiz foi abaixar minha cabeça na mesa, eu não queria decepcionar ninguém, meus pais deram duro para ter tudo oque tem, a empresa, a casa, os carros... Tudo... Eles sempre me ensinaram o valor do esforço, eu nunca fui mimada nem nada do tipo se é isso que pensam, eu sempre tive que merecer tudo, tive que a esforçar, minhas notas sempre foram excelentes, impecáveis, nunca havia se quer ido para a direção por algum problema como esse, eu ia pra escola de qualquer forma, eu me decepcionei por perder um dos trabalhos mais importantes, não é drama, é só que... Eu não quero decepcionar ninguém, muito menos me pais... Meus olhos ardiam, meu coração apertou tanto que pensei que ele explodiria, um nó se formou em minha garganta, uma quantidade excessiva de adrenalina se passava pelas minhas veias nesse exato momento, eu só conseguia pensar "Como pude decepciona-los?", era tudo que se passava na minha cabeça. Eu estava prestes a chorar quando Lyne se sentou do meu lado e começou a passar a mão nos meus cabelos. 


_ Decepcionar as pessoas é normal, não fique assim.- ela parecia me entender... 


_ Eles vão me matar.- disse rindo, afinal eu já não tinha lágrimas mesmo. Meu nível de água corporal baixou uns 55% de tanto chorar. 


_ Que bom que está rindo, vem vou te apresentar o meu irmão.- ela levantou e estendeu a mão pra mim, sequei minhas lágrimas e peguei em sua mão, indo em direção à onde seu irmão se encontrava.


Os meninos estavam botando papo em dia e contando tudo sobre a escola quando nos aproximamos, olhei para o seu rosto assim que nossos olhos se encontraram meu corpo gelou, não conseguia me mover. Que sentimento era esse? 


_ Maninho, essa é a (S/n) ela é a mais nova integrante do bando, (S/n) esse é meu maninho, Jeon Jungkook.- meu coração acelerava, ele me olhou surpreendido. 


_ (S/n)... 


_ Vocês se conhecem?- todos nos olhavam perplexos quando Lyne perguntou isso. 


- Oi...- eu respondi.


_ Oi.- disse enquanto voltava a si, ele disse da forma mais fria possível, me coração parou por alguns instantes.- Nunca vi mais gorda.- disse enquanto se virava com as mãos colocando as mãos na cabeça. 


_ G-Gorda...- disse enquanto olhava pra mim mesma.


_ Jungkook isso não é algo legal de se dizer para uma garota.- Jin o repreendeu. 


_ Ela é uma garota? Que garota feia.- meu sangue ferveu, eu queria muito fazer ele engolir 300 giz de lousa de uma vez, mas minha única reação foi sair correndo. 



[...]


 _ Não, ele realmente não é o garoto das minhas memórias!- dizia a mim mesma, eu estava sentada no corredor gritando comigo mesma.- Que garoto idiota, eu odeio ele, eu não o conheço, mais já odeio!!! EU TE ODEIO JEON JUNGKOOK!!! 


_ Ah, calma... Guarda um pouco desse ódio.- Jimin se aproximava calmamente de mim.- Eu sinto muito pelo meu amigo, ele é rude com pessoas que ele conhece, mas estranhamente com você ele foi mais grosso do que de costume. 


_ Ele é ridículo, eu odeio ele.- coloquei as mãos no rosto e automaticamente passando elas pelos meus cabelos. 


_ Ódio é uma palavra muito forte.- ele dizia rindo enquanto olhava para o nada.- Quem sabe um dia vocês não se dêem bem, ele deve estar em um mal dia, só isso. 


_ Ele disse que sou gorda e feia... E-eu... Eu... 


_ Mas você não é!- segurou meu queixo me fazendo olhar diretamente para o mesmo, estávamos à centímetros de distância, seu rosto era realmente perfeito, cada traço parecia ser desenhado à mão.- Pelo contrário, você é linda e não é gorda, e assim de perto é mais bonita ainda. 

Meu coração parecia que ia explodir, eu não conseguia raciocinar, Jimin sabia exatamente oque dizer, eu sentia um frio na barriga e minhas bochechas ficavam cada vez mais rosadas. 


_ Obrigado por vir atrás de mim e me acalmar Jimin...- ele sorriu quando disse isso. 


_ Não precisa agradecer.- ele beijou minha testa e se levantou estendendo a mão pra mim logo em seguida.- Vem, agora vamos, não podemos sair da detenção.


Eu assenti e segui o mesmo que sugeriu que fôssemos de mãos dadas, eu fiquei com muita vergonha, ele disse que era algo normal, apenas concordei e segui com ele. Quando entramos todos nos olhavam, inclusive Jungkook que me olhava com ódio, devia estar pensando "Essa vagabunda pegou meu amigo?", mas eu quero que um caminho voador acerte a cabeça dele e tomará que esse caminhão esteja carregando milhares de privadas, mas tudo bem, não levei pro coração. 


_ Já pegou ela Jimin? Uau, além de gorda e feia ainda é fácil. Que combo viu.- ele dizia rins ironicamente, já chega!


_ Já calou a boca Jungkook? Ou além de mimado, imbecil e infantil ainda  é sem noção? Cresce e aparece garoto.- pude ouvir Hoseok dizer de longe "ai". Jungkook rapidamente se levantou e veio até mim. 


_ Oque você disse, vadia?- ele disse entre dentes.


_ Isso mesmo que você ouviu, idiota. Ou além disso tudo você ainda é surdo, limpa o ouvido deve ser o pouco que resta do seu cérebro escorrendo. 


_ Sua...- ele se aproximou de mim e Jimin entrou no meio.- Sai daqui Jimin, isso não tem nada a ver com você. 


_ Você ta louco cara? Oque aconteceu com você?- Jimin dizia me colocando atrás dele.


_ Vai defender sua namoradinha?- o sinal do fim da primeira aula tocou.- Aish, tanto faz.


Jungkook saiu e Jimin me abraçou. 



[...]


Assim que fomos para aula, fomos avisados que iríamos para casa mais cedo e que não haveria aula amanhã por motivos de dedetização, ambos os alunos foram mandandos embora, até mesmo "Os Detentos" era assim que Hoseok nos chamava, bom, agora minha sentença de morte foi adiada, vou ter que contar pros meus pais sobre a detenção e eu ainda nem preparei meu psicológico. Droga, não tem como piorar. 

 

Amigos e amigas, aqui vai uma dica, nunca, nunca mesmo digam "não tem como piorar" porque acreditem, tem sim. 

Lei de Murphy.


Indo pra casa eu estava andando e adivinhem quem estava fazendo exatamente o mesmo caminho que eu? Isso mesmo, a praga que satanás enviou na Terra, Jeon Jungkook. Faziam algumas quadras que ele estava andando no mesmo caminho que eu, até que ele parou e eu fiz o mesmo, ele olhou para trás e se virou para mim. 


_ Você ta me seguindo, sua maluca?- ele disse com o mesmo tom irônico e deboxado que ele tem.


_ N-Não... Porque eu te seguiria? Você que deve estar me seguindo.- Cruzei os braços.


_ Pateta, eu estou andando na sua frente, como eu estou te seguindo.- droga.


_ Aish... Não me incomode, não é só porque eu faço o mesmo caminho que você que eu estou te seguindo.- disse já andando e passando dele quando ele segura meu braço.- M-Me solta...


_ Oque você tem com o Jimin? Você gosta dele?- ele disse apertando meu braço. 


_ Ai... T-Ta me machucando Jungkook... 


_ Responda!- ele disse mais exaltado, puxei meu braço com força.


_ Isso não te desrespeita em nada, minha vida não te interessa. 


_ Interessa sim!- ele segurou meus dois braços e chegou bem mais perto.


_ Desde quando?- disse com lágrimas nos olhos e a voz trêmula, porque estou agindo assim? Porque me sinto triste? Porque... 


_ Desde...- ele abaixou o tom de voz.- Desde nunca! Só não quero meu amigo com uma garota como você.- me empurrou e saiu andando na frente. 


Eu fiquei ali, parada, não sabia como reagir... Porque ele teve essa reação? Ele gosta do Jimin? Porque ele me odeia... Eu não entendo... 












Notas Finais


Tá com ciúmes Jungkook?

Bom gente, espero que tenham gostado, me desculpem qualquer erro kkkk eu meio que escrevi na hora esse capítulo, e obrigado kkkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...