História New wave in BAU - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Criminal Minds
Personagens Aaron Hotchner, Chefe de Seção Erin Strauss, David "Dave" Rossi, Derek Morgan, Dr. Spencer Reid, Emily Prentiss, Jennifer "JJ" Jareau, Penelope Garcia, Personagens Originais
Tags Mentes Criminosas
Exibições 40
Palavras 1.295
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Policial, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá espero que gostem de mais um capítulo!!

LEIAM A NOTA FINAL IMPORTANTE. BJS

Capítulo 12 - Cap.12- Histro!


 - Lily.- vi o olhar de receio de Reid.  

-Não temos que fazer nada. -olhei-o - Podemos ficar assim. -ele sorriu e beijou-me num beijo urgente colocou as mãos sobre a minha cinta e aproximou-nos. Desci os beijos para o pescoço fazendo-o arrepiar. 

Ficamos assim durante algum tempo aos beijos sem nenhuma palavra ser dita, naquele momento era tudo o que precisávamos um do outro. 

 Acordei e olhei em volta a procura de Spencer mas sem sucesso só encontrei um bilhete. "Bom dia!! Desculpa não estar aí agora, mas adormeceste então achei melhor sair, pareces um anjo a dormir. <3" Sorri depois de ler o bilhete e levantei-me fiz o mesmo de sempre e sai para o trabalho. 

Quando cheguei ouvi-a Morgan a gozar com algo de Reid e Emily a defender o rapaz. 

 -Bom dia!! -cumprimentei todos.

 -Que fazes aqui? -olhei confusa para Emily. -Pensei que fosses ver Histro. 

 -Eu também pensei em ir. Mas ontem percebi que o Histro não vai voltar a assustar a minha vida muito menos voltar a ser uma prioridade. Existem tantas outras coisas mais importantes que ele, irei falar com ele mas só quando tiver tempo, não volto a perder mais nada por causa dele. 

 -É nestes momentos que vejo o quanto já cresces-te! -Emily brincou. 

 -Ele não vai atrás de ti? -Morgan olhou-me.

 -Estou a contar com isso, estarei aqui pronta para mostrar tudo e todos que tenho ao meu lado, ele vai dar o melhor dele e eu o meu e depois vemos quem será o primeiro a cair.

 -Terás nós sempre ao teu lado.- Sorri para Morgan. 

 -Apesar de tudo eu já ganhei! Porque eu tenho tudo o ele nunca teve nem vai ter. -sorri e olhei para Reid. Há algo que Histro nunca vai poder ter, nunca terá amor. 

Este dia foi bastante calmo mas bem longo, Reid ta mesmo aqui ao meu lado e não poder beija-lo está a ser difícil. 

 2 semanas depois 

 Agradeço imenso ter chegado cedo deste caso, chegamos agora de Nevada e amanhã de manhã os meu pais vão voltar para Inglaterra, Charles vai ficar mais tempo mas vai para Nova Iorque.

 Cheguei a casa e fiquei a ler uns ficheiros para fazer tempo é melhor não me deitar se não vai-me custar mais acordar para levar os meus pais. Fiquei a pensar em coisas a toa não tão a toa é mais nele, Spencer Reid, o jeito dele me faz gostar mais dele mas tenho medo de me estar apaixonar, ele é incrível, atencioso, bom ouvinte e bastante atrevido quando quer. Não sei como agir, não sei se estou pronta para um namoro, é estranho mas eu só namorei com Charles e era uma criança depois disso a minha vida resume-se a Histro. Eu tento mostrar confiança em tudo o que faço mas tenho tantas inseguranças e o Reid é a maior delas.

 ...

 No aeroporto despedi-me dos meus pais, é sempre difícil este momento eu sou uma menina dos pais. Era hoje que ia falar com Histro, estou confiante mas tenho um friozinho na barriga enorme. 

No edifício encontrei Mike que me tentou fazer mudar de ideias mas sem sucesso, respirei fundo, sorri e entrei.

 -As algemas combinam contigo! -fechei a porta e encostei-me a mesma.

 -Lilian? -ele analisou-me da cabeça aos pés -O tempo fez-te bem!

 -Não posso dizer o mesmo de ti, a prisão é lixada não é? -sorri. -Ouvi dizer que me procuravas então decidi vir cá, só para não te cansares. 

 -Eu amei-te e tu mentiste. Todo o tempo, era tudo mentira. 

 -Amor? Tu és louco nunca na vida alguém ia amar-te fazendo o que tu fazias. Nunca te amei e nunca ninguém te amou. Tu estás sozinho hoje amanhã e para sempre. 

 -É mentira. Tu vais me amar. Vais sim. Porque tu és minha! 

 -Não- tirei do bolso um anel e pousei na mesa- Nunca nenhum objeto me deu tanto nojo e me pesou tanto. Eu vou ser feliz e espero que tu não o sejas! 

 -Tu vais implorar por mim. -ri e sai. Assim que sai senti me leve, livre, feliz. Mesmo sabendo que isto não acabou por aqui, ele não me mete mais medo, ele está vulnerável tal como fazia as pessoas. Apesar de Hotch me ter dado o dia decidi ir trabalhar mas pelo caminho passei numa pastelaria e comprei uma caixa de Donuts. 

 -Bom dia pessoas lindas! -mostrei a caixa de Donuts.

 -O que celebrámos? -Morgan rapidamente pegou na caixa. 

 -Nada, só achei que mereciam. -sorri. 

 -Falaste com Histro? -Reid aproximou-se profissionalmente. E eu acenei com a cabeça. 

 -Como correu anjo? -Garcia olhou preocupada. 

 -Muito bem. Ainda só está a começar mas acho que percebeu que desta vez não vai ganhar!

 -Dá outra vez ele também não ganhou! -Emily falou enquanto comia. 

 -Pois, nem eu ganhei. Ele levou-me ao limite com ele. -sorri, e sentei-me a trabalhar, mas o que me apetecia mesmo era beijar Reid, sinto me feliz, sinto-me bem e ele faz-me sentir ainda melhor. Mas respirei fundo tirando estes pensamentos. 

 Emily Prentiss 

 Peguei num Donut e fui até ao gabinete de Hotch. 

 -Posso? -sorri. 

 -Deves!- ele levantou-se. 

 -A Lily trouxe donuts achei que um aí fazer-te deixar o trabalho por uns minutos. -pousei na mesa com os guardanapos. 

 -Foi mesmo só por causa do donut? -ele aproximou-se devagar. 

 -Claro que sim. Agora vou cobrar o transporte do donut até aqui.-ri. 

 -E qual será o preço? -beijei-o rápido. 

 -Vai ser caro! -sorri e sai voltando para o meu lugar.

 Lily Rogers 

 Estava concentrada no meu trabalho quando Reid nos acena dizendo adeus, olhei para ele confusa.

 -Onde ele vai?

 -Ele não foge mocinha! -Derek riu. -Ele falou que ia visitar a mãe. 

 -Por momentos pensei que fosse uma rapariga que o fizesse parar de trabalhar! -Emily voltou a olhar para o computador e eu sorri fraco. E Morgan gargalhou olhando-me. Voltei a olhar para os arquivos ignorando, mas fui interrompida por Hotch.

 -Lily que fazes aqui? 

 -Trabalho! -falei meio óbvio. 

 -Eu dei-te o dia. Vai aproveita-lo. 

 -Hotch não preciso. 

 -É uma ordem! Casa, tens uma longa batalha pela frente, aproveita enquanto podes descansar. -sorri e acenti pegando nas minhas coisas. Fui para o carro e conduzi até casa no caminho lembrei-me de Spencer ele não me disse nada, acho que quase nunca falou da mãe comigo. 

Assim que cheguei vi uma presença familiar.

 -Que fazes aqui? 

 -Vim na esperança que me acompanhasses num almoço. 

 -Por acaso o Hotch me ter despachado não tem nada haver com isto?- olhei-o 

 -Tenho os meus truques. -sorriu. -pronta? 

 -Não queres que mude de roupa? 

-Tu és sempre linda! -Beijei-o e andamos até ao carro. Depois de algum tempo a conduzir Reid parou num parque. Saímos e Ele tirou do banco traseiro uma cesta de piquenique. Separamos da multidão e estendemos a toalha perto de uma árvore. 

 -Não te imaginava tão romântico! -abracei-o. 

 -Tive uma ajudinha! -beijou-me. Sentamos e comemos enquanto falávamos, brincamos um pouco e depois Reid encostou-se a árvore e eu deitei-me no colo dele enquanto ele lia poemas. Estes poemas são muito especiais para ele, era a mãe que lhe os lia. Olhei para ele e sorri.

 -Que foi? -olhou assustado. 

 -Porque que és tão perfeito? 

 -A perfeição não existe. -corou um pouco. 

 -Tu fazes-me sentir tão especial, fazes-me rir e esquecer o mundo. Sinto-me tão bem ao teu lado. -ele ficou calado. 

 -Porque eu...eu... Eu estou apaixonado por ti. Eu não quero saber das regras, eu quero que sejas minha para sempre. Aceitas namorar comigo? -sorri e beijei-o.

 -Eu não sou fácil de lidar!! -Eu não me importo, eu gosto de desafios, sou muito bom a decifrar.

 -Meu Nerd. 

 -Só teu. -sorriu. 

Ficamos no parque até escurecer então decidimos voltar. Reid parou a frente de minha casa.


Notas Finais


O próximo capítulo tem uma parte hot por isso quem é mais sensível ou não gosta passe a frente essa parte. Bjinhos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...