História Next to the BTS (imagine Min Yoongi) - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), LODIA
Personagens Elena, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Drama, Hentai, Imagine, Jin, Você, Yoongi
Visualizações 145
Palavras 1.090
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


A LUA ME TRAIU ACREDITEI QUE ERA PRA VALER
A LUA ME TRAIU NANANNANANANANANNANANNAAANNNAAAAAAAAAAANNNNNNNAAA....


VAMOS LÁ MEU POVO! Que eu cheguei, agora vão ler

Capítulo 26 - Talvez eu fique bem


Fanfic / Fanfiction Next to the BTS (imagine Min Yoongi) - Capítulo 26 - Talvez eu fique bem

Next to The BTS – Capítulo 26 – Talvez eu fique bem

 

S/n ON

 

 

Então é isso? Acabou?

 

Fiquei paralisada por alguns segundos nos braços de Hoseok que parecia tão chocado quanto eu, aos poucos fui me separando de seu corpo com os olhos marejados.

 

- Hoseok... – Joguei a cabeça pra trás mordendo firme o lábio inferior – Me diz que isso é mentira – Falei deixando uma lágrima descer.

 

- Oh... S/n – Falou.

 

Lhe encarei, e ele estava cabisbaixo...

 

- É verdade... Ele estava com ela desde o Feat? – Perguntei em meio às poucas lagrimas – Sim não é? – Suspirei pesado – POR QUE NÃO ME CONTOU? POR QUE NÃO ME FALOU QUE ELE TINHA ALGUÉM!? – Gritei – VOCÊ NÃO TEM CORAÇÃO NÃO? – Gritei jogando o celular no sofá com toda força.

 

- EU NÃO SABIA S/N – Gritou de volta e me calei – É claro que se eu soubesse teria te falado, eu sei que você não é nenhuma vadia –Falou baixando o tom.

 

- Então... – Baixei a cabeça – Você não sabia mesmo? – Perguntei de cabeça baixa.

 

- Não – Falou calmo e balançou a cabeça negativamente.

 

Enxugando as minhas lagrimas com as costas das minhas mãos e coloquei um sorriso com os dentes a mostra – forçado, mais sorrindo – para o mesmo em minha frente que me encarou surpreso.

 

- Obrigada Hope – Sorri mais largo – Você é meu melhor amigo – Falei e fui a sua direção, lhe depositei um beijo na bochecha e me dirigi à porta.

- S/n... – O ouvi me chamar – Aonde vai? – Perguntou me encarando preocupado.

 

- Me jogar da ponte – Falei séria e ele arregalou os olhos – Brincadeira... – Suspirei pesado – Preciso esfriar a cabeça um pouco – Sorri leve – Quando sair deixe a chave abaixo do vaso da planta esquerda.

 

Abri a porta e dei mais uma ultima olhada para o rapaz que estava em minha sala, sorri levemente e ele apenas me encarou. Sai de casa totalmente perdida, a cabeça a mil, na verdade tudo estava a mil...

 

[...]

 

 

E lá estava eu, sentada em uma barrada de uma ponte qualquer... O vento refrescante batendo em meu rosto misturado com a bela visão do por do sol me relaxava cada vez mais, e por um momento esqueci-me de tudo.

 

Senti uma mão em meu ombro, me assustei e de imediato me virei dando de frente com um ser nada estranho para mim... Não sabia se sorria ou se apenas virava meu rosto de volta ao meu transe refrescante.

 

- O que faz aqui? – Perguntei calma – Não deveria estar trabalhando bem distante de mim? – Perguntei suspirando pesado.

 

- Eu também mereço descanso não acha? – Falou calmo como sempre – E você? O que faz aqui?

 

- Apenas relaxando um pouco – Falei voltando minha vista para o por do sol.

 

 

Ele subiu em menos de um segundo aquela barra da pequena ponte.

 

- Vejo que não anda dormindo bem não é? – Perguntei ao ver que ele tinha leves olheiras e bocejava.

 

- O trabalho não me permite – Falou calmo – E você? Está com algum problema? Nunca te vi assim desde a morte de Jefferson – Ele falou calmo.

 

- Ah Jin... – Falei soltando uma lagrima – Tantas coisas que aconteceram só pelo quase um ano que estou aqui – Falei jogando a cabeça para trás.

 

- Quer desabafar? – Falou sério.

 

- Você disse que não teríamos mais contato – Falei de olhos fechados aproveitando a brisa – Mudou de opinião? – Perguntei calma.

 

- Talvez... – Falou e abri um olho vendo o rapaz em minha frente na mesma posição que eu – Comece do inicio até Yoongi – Falou e eu tomei um leve aperto no peito.

 

- É algo simples de resumir... – Falei meio desnorteada – Começou com um amor pela Ásia, daí conheci um grupo Kpop, meu namorado havia me abandonado um ano antes, terminei tudo que eu queria fazer, universidade, mestrados e várias línguas - Parei de falar um pouco.

 

- Oh... Uma moça prendada – Falou sorrindo e acabei soltando um leve sorriso – Continue...

 

- Fui convidada pela a empresa desse grupo. Eles me acolheram bem, tinha um tarado que no caso era um dos meus preferidos – Olhei para ele. O mesmo retribuiu o olhar – Acabei-me apaixondado pelo esverdeado vesgo – Suspirei.

 

 

- Hum... – Me olhou tombando a cabeça para o lado.

 

- Eu consegui um melhor amigo, mas ele morreu da mesma doença da minha mãe... – Olhei para minha pulseira de prata.

 

 - Ela que te deu? – Perguntou referindo-se a pulseira.

 

- Sim – Falei brincando com a mesma.

 

- Ela tinha um bom gosto – Falou calmo, e com um sorriso sereno.

 

- Sim... – Sorri.

 

- Continue sua história jovem moça triste – Falou agora fechando os olhos.

 

- Bom... Depois que perdi meu amigo, eu comecei a descobrir que o menino que eu gostava correspondia meus sentimentos – Suspirei – Bem... Foi o que eu achei. Fomos namorados escondidos por três meses, até ele me bater – Falei relembrando da tapa de Yoongi, Jin pareceu surpreso com essa parte também – Eu descobri que ele assumiu namoro, e pelas informações eu que estava sendo a amante – Olhei para o chão deixando uma lagrima cair.

 

- Eu acho que não – Respondeu Jin e o encarei imediatamente – Ele disse que te amava... Ele não fala isso para alguém há muito tempo... – Falou e lhe olhei surpresa.

 

- O que quer dizer? – Perguntei confusa.

 

- Ele está sendo impedido S/n... – Falou e me encarou – Ele obviamente não pode ficar com você por culpa de algo, ou em especial alguém... Esse alguém pode ser ele mesmo, ou alguém qualquer – Falou calmo.

 

- Eu não sei... Tudo andou desgastando tão rápido – Falei umedecendo os lábios.

 

- Mas pela tapa... Talvez. Ele esteja indeciso isso até me surpreendeu, ele numa tocou numa mulher – Falou – Eu acho que vocês deveriam dar um tempo ao outro – Falou me encarando.

 

- Como assim? – Perguntei.

 

- Deixe o tempo levar, talvez você não seja dele – Ele sorriu me deixando sem palavras.

 

Ele me encarou por um pequeno tempo, e logo senti sua mão sobre a minha, me deixando um pouco surpresa. De automático afastei a mão e comecei.

 

- Ok. Ok. Fale-me de você agora... Por que veio para cá? O que te fez vir a essa ponte relaxar? – Perguntei e ele soltou um sorriso nasal.

 

- Uma pessoa especial me fez querer pensar sobre a vida sabe... – Falou sorrindo ladino e me olhou de relance e logo piscou um olho.

 

- Entendo... Entendo muito bem – Falei sem pressa.

 

 

Já que éramos só nós dois ali naquela pequena ponte, deitei-me e coloquei minha cabeça sobre suas pernas, e levemente fui fechando meus olhos para aquelas falhas estrelas.


Notas Finais


Gente... A pessoinha aqui não posta sempre né? Então, vou divulgar duas das minhas fics favoritas... E sério, super recomendo, pôs são boas e vamos de dizer que bem escritas (todos cometem erros, e eu principalmente)

Então ai vai:

Psicho, but sweet.

Sinopse:
"Nunca vi histórias de amores que me vivessem chorar. Mas talvez essa seja a primeira. (...)
Sabe o que há de mais lindo no o amor entre um psicopata e uma suicida? Ele mataria por ela, e ela morreria por ele."

Gente ela é muito boa, link: https://spiritfanfics.com/historia/psicho-but-sweet-9945766


Agora vamos a outra:


Amigo imaginário

Sinopse:
"E se eu te dissesse que tenho um amigo imaginário? Talvez você me chamasse de louca.
E se eu te dissesse que sou apaixonada por ele e por seu jeito alegre e carinhoso?
Desde que ele apareceu na minha vida, Kim Taehyung me fez sentir coisas inimagináveis e embora achem que ele não exista, pra mim é real quando ele me toca. É real quando ele me beija. Eu sei que é. Acima de tudo, é real o amor que nutro por ele a cada dia que passa."

Sério, essa é muito bem escrita e muito engraçada, super recomendo, link: https://spiritfanfics.com/historia/amigo-imaginario-9229394


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...