História Nice - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Apink, Bangtan Boys (BTS), BEAST (B2ST), Big Bang, Black Pink, Block B, BtoB, CL (Chaelin Lee), EXID, EXO, F(x), Got7, HyunA, I.O.I, IKON, Red Velvet, Seventeen, SHINee
Personagens Amber Liu, B.I, Baekhyun, BamBam, B-Bomb, Bobby, Boo Seungkwan, Changsub, Chanwoo, Chanyeol, Chen, Choi Yoo-jung, D.O, D-Lite (Daesung), Donghyuk, Eunkwang, G-Dragon, Hansol "Vernon" Chwe, Hong Jisoo "Joshua", Hong Yoo-kyung, HyunA, Hyunsik, Ilhoon, Irene, Jackson, Jaehyo, Jang Doyoon, Jang Hyun-seung, JB, Jennie, Jeon So-mi, Jeon Wonwoo, J-hope, Jimin, Jin, Jinhwan, Jinki Lee (Onew), Jinyoung, Jisoo, Jonghyun Kim, Joy, Jung Chae-yeon, Jung Eun-ji, Junghan "Jeonghan", Jungkook, Junhoe, Kai, Kang Mi-na, KiBum "Key" Kim, Kim Chung-ha, Kim Do-yeon, Kim Mingyu, Kim Nam-joo, Kim Se-jeong, Kim So-hye, Kris Wu, Krystal Jung, Kyung, Lay, Lee Chan "Dino", Lee Jihun "Woozi", Lee Ki Kwang, Lee Seokmin "DK", Lim Na-young, Lisa, Lu Han, Luna Parker, Mark, Minho Choi, Minhyuk, Oh Ha-young, P.O., Park Cho-rong, Peniel, Personagens Originais, Rap Monster, Rosé, Sehun, Seulgi, Seungcheol "S.Coups", Seungri, Shin Dongjin, Son Dong Woon, Son Na-eun, Soonyoung "Hoshi", Suga, Suho, Sulli Choi, Sungjae, T.O.P, Taeil, Taemin Lee, Taeyang, Tao, U-Kwon, V, Victoria Song, Wen Junhui "JUN", Wendy, Xiumin, Xu Ming Hao "THE8", Yang Yo Seob, Yao MingMing, Yeri, Yong Jun Hyung, Yoon Bo-mi, Yoon Doo Joon, Youngjae, Yu Yeon-jung, Yugyeom, Yunhyeong, Zhou Jieqiong, Zico
Tags Bbyu, Heeni, Hunhan, Hunri, Kaieun, Kaisoo, Kaistal, Seulmin, Sungjoy, Taekai, Taeun, Vrene, Wensoo, Yoonle
Visualizações 57
Palavras 1.259
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishounen, Colegial, Comédia, Crossover, Drabs, Drama (Tragédia), Droubble, Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Fluffy, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Poesias, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 7 - Meio irmão


Fanfic / Fanfiction Nice - Capítulo 7 - Meio irmão

Já passava das onze e meia da noite e a garota continuava acordada rolando de um lado para o outro na cama.

Sabia que se fosse pega acordada aquela hora levaria um sermão infinito do pai e mesmo assim Irene arriscou e saiu de baixo das cobertas.

Buscou sua pantufa de sapinho no canto do quarto e vagarosamente abriu a porta do quarto.

Sem fazer barulho desceu as escadas e foi até a cozinha em busca de algo para comer.

No fundo Irene sabia que não era a fome o motivo dela está ali. Queria esbarrar com ele.

Logo no sala encontrou a tv ligada, passava mais um daqueles filmes de ação que ele tanto gosta.

O sofá estava afundando como se estivesse ocupado há pouco tempo.

Irene ouviu uma movimentação na cozinha e tratou de ir ver do que se tratava.

Sorri discretamente ao encontrá-lo lá.

-Sem sono?

Ela assentiu.

Observou-o mexer o brigadeiro de panela, receita que aprendeu após sua ida para o Brasil em 2015.

-Isso é pipoca caramelada.

Explicou vendo a cara de confusão que fez a garota quando ele misturou o chocolate entre as pipocas.

-Você deveria ser algo como cozinheiro ou sei lá.

Disse e foi até a geladeira.

Sentiu que ele a olhava e mordeu o lábio inferior. A tensão entre eles estava cada dia maior e Irene já não sabia o que fazer para tirar o seu meio irmão da cabeça.

-O filme deve está acabando.

Viu Taehyung sair com a tigela de pipoca e o seguiu.

-Droga acabou mesmo.

Tae fez bico e pegou o controle remoto e passou a procurar outra coisa para assistir.

-Irene?

Só então Irene se deu conta que estava secando Tae durante todo aquele tempo.

-E-Eu acho que vou dormir..

Disse de forma desajeitada e Tae riu.

Droga ele percebeu!

A garota se amaldiçoando subiu as escadas e se escondeu de baixo de suas cobertas.

Porque diabos seu pai tinha que ter casado com a mãe do garoto mais bonito da sua escola?

Suas amigas diziam que ela tinha sorte de poder ver Taehyung todos os dias ao acordar e antes de ir dormir, mas Irene não via as coisas assim. Na verdade era quase como uma tortura ser a "irmãzinha" de sua paixão platônica.

E com esses pensamentos Irene pegou no sono.

As férias haviam acabado mais rápido que o previsto e agora a pobre Irene se via obrigada a voltar a escola. Até um ano atrás Taehyung nem sabia de sua existência e agora eles são irmãos. Irene perguntava a si a mesma se ele fingiria que ela não existia como nos velhos tempos ou se ia adotar mesmo o papel de irmão "mais velho".

-Chegamos.

Diz Tae e só então Irene percebe que já estão em frente aos portões da escola secundária de artes onde ambos estudavam desde sempre.

-Obrigada.

Agradece pela carona e sai rapidamente do carro. Não queria ter o desprezar de esbarrar com os amigos de Taehyung.

Sua turma era composta por seis garotos com ele fazia sete. Eram famosos na escola por serem os mais talentos cada um em sua aérea.

Em passos rápidos adentrou os portões da velha escola e viu sua melhor amiga Wendy acenando para si.

-E então como foi passar as férias com o gostosão do Taehyung?

-Wendy..

-Conta tudo!

No intervalo como de costume Wendy e Irene se juntaram os colegas do curso de dança para almoçar.

Jongin, mas conhecido com Kai, era amigo de infância de Wendy. Irene e ele não eram próximos, mas almoçavam juntos desde sempre. Kai era amigo de um amigo de Tae e vez ou outro saia com a turma dele.

o outro menino de cabelo laranja, Oh Sehun era namorado de Yeri a mais novinha da turma e ambos estudavam dança.

Wendy fazia artes cênicas, mas nas horas vagas fazia um curso de pintura onde conheceu Kyungsoo um menino estranho e pouco falante, mas que parece gostar de Wendy.

Irene estuda música que por ironia ou não também é o curso de Taehyung.

Irene comprou seu almoço e se juntou os amigos que conversavam animadamente sobre assuntos aleatórios que a garota nem se deu ao trabalho de tentar acompanhar.

Wendy cutucou Irene quando viu Taehyung e dois de seus amigos se aproximarem.

-O gostosão vem aí..

Sussurrou rindo. Irene corou quando viu Taehyung olhando para as duas. Ele ouviu?

-Ei Kai vem aqui.

Quem falou foi Jimin. Park Jimin além de melhor amigo de Taehyung também era conhecido como um dos melhores dançarinos daquela escola.

Kai foi até lá.

Irene não olhou outra vez para Tae, mas sabia que ele estava a olhando e obviamente que Wendy contaria tudo depois.

-Ele parou bem na sua frente e ficou te encarando. Caralho ele tava tão bonito com as mãos no bolso, Irene você tinha que ver como ele te olhava. Amiga ele te quer.

Como pensado Wendy contou o que aconteceu e segundo Irene até aumentou alguns detalhes.

-Para de me iludir Wendy. Eu não tenho chance com o Taehyung.

Disse desanimada.

-Você vai pegar carona com ele hoje?

Perguntou mudando de assunto.

-Não sei. Acho que não seria..

-Cala a boca Irene e vai atrás do teu homem.

Dito isto Wendy saiu deixando Irene mais envergonhada do que já era por vida.

A aula passou lentamente e durante os três últimos períodos Irene se questionava se deveria voltar para casa com Tae ou não. Por fim decidiu que não era uma boa idéia.

Quando o sino bateu Irene esperou todo mundo sair para começar a arrumar suas coisas. Fez tudo lentamente na esperança de que quando saísse Taehyung não estivesse mais lá.

Mas não aconteceu bem assim e quando a menina botou os pés fora da sala deu de cara com um Taehyung. Estava distraído girando a chave do seu carro.

-Taehyung!

Só então percebeu sua presença ali. Tae guardou as chaves no bolso e sorriu. Deixando a menina boba.

-Porque demorou tanto?

Irene poderia jurar que o viu fazer um bico.

-Você me esperou?

Perguntou sem ter muita certeza de que era isso mesmo.

-Claro.

Tae saiu na frente e Irene teve que correr um pouco para acompanhar o "meio irmão".

O percurso até casa foi silencioso e frustrante para Irene, já Tae não parecia se importar com aquilo.

-Seu pai viajou com a minha mãe.

Diz quando chegou na garagem da casa.

-Como?

Taehyung riu.

-Temos a casa só para nós dois por uma semana.

Diz saindo do carro. Irene congelou.

Como assim sozinha com Tae por uma longa semana?

Irene comprovou que estavam mesmo sozinhos quando entrou em casa e não viu nenhum sinal do pai ou da mãe de Tae.

-O que você quer comer?

Viu Tae parado na porta da cozinha.

-E-Eu não sei..

O garoto riu e voltou para cozinha.

Irene subiu e tomou um banho demorado. Vestiu uma roupa confortável e desceu.

-Estava te esperando.

Disse Tae desviando a atenção da tv para a menina e os dois seguem para cozinha.

-Você não acha estranho isso.

Comenta e a garota o olha confusa.

-O que?

-Nós dois sozinhos aqui vendo um filme no meio da noite sem ninguém para nos mandar ir dormir.

Os dois riem.

-Eu gosto disso.

Confessa e ele sorrir.

-Eu gosto disso porque você está aqui.

-Porque?

Tae se aproxima.

-Porque eu gosto quando você está perto, eu sempre gostei..

Admite meio tímido.

-Sempre?

-Desde o colegial Irene. Quando você se mudou para nossa escola, eu sempre quis me aproximar de você, mas nunca tive coragem. Acho que a melhor coisa que poderia ter acontecido foi esse casamento dos nossos pais.

Várias coisas passavam pela mente da garota.

Taehyung sabia de sua existência antes de serem meio irmãos?

Ele queria se aproximar dela?

Isso foi uma declaração?

-Pode parecer meio estranho ou não, mas comigo foi do mesmo jeito. Eu ainda lembro da roupa que você usava quando te vi pela primeira vez.

Taehyung riu.

É ainda mais bonito quando sorrir.

-Tem mais uma coisa..

-O que?

Riu nervoso.

-Eu pedi para a mamãe convencer o seu pai a fazer essa viagem.

Irene arregalou os olhos.

-P-Porque você fez isso?

-Porque eu quero você, Irene.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...