História Nichole Black a herdeira esquecida - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Bellatrix Lestrange, Draco Malfoy, Fred Weasley, Gina Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Jorge Weasley, Luna Lovegood, Neville Longbottom, Personagens Originais, Remo Lupin, Ronald Weasley, Sirius Black
Exibições 47
Palavras 1.282
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Genteeeeeeee oiiiiii, to meio feliz então decidi escrever, mesmo amanhã tendo prova e eu n sei nada da matéria, mas hoje eu pequei umas notas e eu fiquei tipo, chupa sociedade, olha minhas notas, ok, eu n falei isso mas sério, eu fiquei muito feliz e tive umas ideias muito loucas.
Bjs até as notas finais
Mari ou como você queira me chamar.

Capítulo 8 - Sentimentos a solta


pov Luke 

Eu sou muito azarado só pode, cheguei atrasado e só tinha um lugar para sentar, do lado da menina estranha que faz eu ficar todo confuso. Acabei falando alguns comentários maldosos para ela, mas porra, não queria me sentar do lado dela, além do mais a professora Minerva retirou 10 pontos da minha casa por culpa dela. Mesmo não querendo me sentei e comecei a prestar atenção na aula, não muita já que tudo que a professora falava o papai já havia ensinado pra mim.

-Bom alunos, agora vocês vão transformar os besouros a sua frente em botões ou pedras, o que vocês acharem mais fácil, vamos ao trabalho. 

Fiz tudo em menos de 10 minutos e olhei para o lado e vi que a menina também havia feito, mais um sentimento estranho apareceu, orgulho talvez, não estou entendo muito isso, nunca tinha visto essa menina mas parece que eu a conheço à muitos anos.

Fiquei com meus pensamentos até escutar o sinal bater, agora teríamos um tempo livres, segui até o salão comunal. Me deitei no sofá e comecei a ler um livro sobre animais, acho que o título era "animais fantásticos e onde habitam" o livro era bem interessante e eu acabei me sucumbindo na leitura. 

-Luke, o professor Black quer falar com você.- Dino Thomas, um menino do meu ano, falou. 

-Já estou indo Dino, obrigado por me avisar.

Sai do comunal e segui para a sala do papai.

pov Sirius 

Depois da primeira aula que dei para aquela menina fiquei meio iintrigado, fui até a sala do diretor e perguntei um pouco sobre a garota, ele me falou que a menina é órfã e tem quase certeza que o sobrenome que ela usa não pertenceu a nem um de seus pais, fiquei com certa pena da menina e na hora veio a lembrança de minha filha que morreu sem nem conhecer o mundo, uma lágrima solitária escorreu do meu olho direito. 

Depois de minha conversa com o diretor fui dar as aulas que ainda tinha no dia, duas com alunos do sexto ano e uma com alunos do terceiro. 

Meu jantar foi como todos os outros, fiquei a observar Luke e Harry, mas sem nem perceber meu olhar foi de encontro com a menina que se não me engano se chama Nichole Schatz, ela falava animadamente com dois pareces de cabeças ruivas, na hora os reconheci como filhos de Molly e Arthur Weasley, a menina estava muito feliz e meu coração apertou mais uma vez com lembranças de minha mulher e minha filha.

Após o jantar fui até meu dormitório e terminei de ler um livro sobre defesa contra artes das trevas, era sobre a matéria que iria aplicar no quarto ano, acho que eles irão gostar de aprender sobre isso, principalmente os sonserinos filhos de comensais da morte. Guardei o livro em uma estante, coloquei uma camisa velha e fui dormir.

Acordei bem cedo sem me lembrar de meus sonhos, me arrumei e fui até o salão principal tomar café da manhã, notei que a menina órfã chegará atrasada e dessa vez se sentou sozinha, percebi também que ela comia muito pouco, talvez seja esse o motivo dela ser tão magra. 

Tinha tempo livre até a hora do almoço, comecei a ler um livro qualquer até escutar barulho na porta, era professora Minerva que vinha dizer que Luke tinha chamado uma menina de esquesita e mais algumas coisas. Sai de minha sala e parei a primeira pessoa que vi da grifinoria, um menino moreno, pedi para ele chamar Luke, iria conversar um pouco com ele sobre o ocorrido na aula de transfiguração. 

pov Luke 

Fui até a sala do meu pai, bati na porta e escutei um entre, assim que entrei notei que papai estava sentado em sua mesa olhando atentamente para mim. 

-Fiquei sabendo sobre o ocorrido na aula da professora Minerva, poderia me explicar o porquê fez isso? 

-Papai o senhor não entende? Eu tive que me sentar com o a menina esquisita, aquela que tem o nome da minha irmãzinha, papai essa menina me dá uma certa raiva, sempre que olho para ela me lembro de quando você me levou para ver a lápide de minha mãe e ao se lado estava o túmulo da minha irmã que não teve a oportunidade de viver por culpa de comensais nojentos, não queria que Nic tivesse morrido, preferia ter morrido e a deixado viva, minha irmãzinha não pode ficar comigo, eu não pude a defender, eu sou o pior irmão do mundo.- falei tudo em um fôlego só, quando percebi meus olhos estavam vermelhos e eu chorava muito, sempre que falava sobre Nichole isso acontecia, decidi não falar sobre a troca de sentimentos que ocorrem quando fico perto da Schatz. 

-Filho você não é um péssimo irmão, você não teve culpa do que aconteceu, a culpa foi minha por não ter protegido sua mãe e sua irmã, mas por favor só jogue a culpa na menina, ela não escolheu ser daquele jeito, talvez ela seja bem legal, é só você dar uma chance para ela.- vi que papai também chorava, ele sempre tenta ser forte, mas falar sobre a mamãe ou a Nic com ele é golpe baixo, ele sempre se sentiu culpado pelo que aconteceu. 

-Eu vou tentar parar, eu juro papai.- fui até seu encontro e lhe dei um abraço, sabia que nós dois estávamos precisando disso. 

pov Nichole

Não prestei muita atenção na aula, minha mente estava em outro lugar, nos meus pais. Fiz o exercício rapidamente, transformei o besouro em uma linda pedra azul tempestuoso que combina perfeitamente com meus olhos, gostei do resultado e fiquei encarando o besouro que agora era pedra.

O sinal bateu e eu fui até a Torre de astronomia, fiquei chorando um pouco, pensando em meu pai, meu irmão, minha mãe e em meus novos amigos, Fred e George, finalmente tinha amigos e os melhores do mundo, marotos e engraçados. 

Sai de lá depois de uns 20 minutos e rumei a biblioteca, pequei um livro sobre poções, elas sempre me fascinaram, não gosto muito do professor Snape, mas amo sua matéria.

Peguei o livro e fui até o jardim, me sentei debaixo da sombra de um velho pinheiro, não dei muita bola para leitura, estava pensando em ontem a noite, com certeza foi um dos melhores dias da minha vida, mas uma parte me intrigava, aquele cachorro de 3 cabeças não sai de minha mente, hoje no jantar vou falar sobre isso com meus mais novos amigos, sinto que posso confiar neles. 

Antes de bater o sinal foi até a biblioteca novamente e entreguei o livro de velha capa para estante. O som agudo do sinal foi ouvido e eu segui até as masmorras onde teria aula de poções, por meu azar cheguei atrasada e quando entrei na sala só tinha um lugar vazio ao lado de um sonserino loiro.

-Menos 5 pontos para grifinoria e a senhorita trate de se sentar logo se não quiser perder mais pontos e levar uma detenção. 

Me sentei ao lado do garoto e como uma menina educada, que certamente eu não sou muito, me apresentei: 

-Prazer me chamo Nichole Schatz, qual deu nome? 

-Draco Malfoy. 

Acho que não vou me dar muito bem com esse menino, os Malfoy's eram fiéis seguidores do lorde dar trevas e eu odeio tudo e todos que estão ligados a esse maníaco, por culpa dele minha mãe está morta e eu não pude viver ao lado da minha família, escreviam essas palavras, eu vou me vingar de todos aqueles monstros que se chamam comensais da morte, vou me vingar de um por um. 

 

 

 


Notas Finais


Oiiii pessoas agora só no final de semana que tem capítulo, espero do fundo do meu coração que vocês estejam gostando.
Gente a Nic tem um lado meio sombrio que vai parece principalmente para os comensais, vocês vão ver mais lá pra frente.
Eu juro que na parte em que o Luke falou sobre a irmã eu chorei.
Bjs até o próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...