História Niece To Daugther - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Barbara Palvin, Justin Bieber
Personagens Justin Bieber
Tags Drama, Romance
Exibições 47
Palavras 826
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa Leitura :)

Capítulo 2 - Te dou todo o meu amor


Fanfic / Fanfiction Niece To Daugther - Capítulo 2 - Te dou todo o meu amor

toda aquela vontade que estava de chorar ainda estava ali , meus soluços começaram aparecer e foi ai que eu percebi que estava nos prantos em frente ao médico . Consegui parar de chorar e olhei para o Médico que estava me obrservando .
- precisamos resolver com quem a garotinha vai ficar
-  Ela irá ficar comigo , meu irmão  gostaria que fosse  assim - o Médico assentiu .

   acordei com uma Luz muito forte nos meus olhos , abri - os de leve por causa da claridade , mas logo me acostumei com a claridade . Olhei para  a cama em minha frente e a lembranças de ontem vieram . Olhei para o chão e comecei a chorar , não muito alto , pois não queria acordar sophi . Consegui por todas as minhas lágrimas  para fora . Me levantei e fui direto para um banheiro que tinha no quarto e lavei o meu rosto , me olhei no espelho e eu estava com a cara enchada ,  os olhos e o nariz vermelho e a maquiagem borrada . Suspirei bem fundo , para criar coragem de ir ate sophi e ter que contar para ela que seu pai morreu . Fui até a poltrona  e me sentei , logo sophi acordou . Ela se espreguiço e olhou para mim .

- Bom dia dorminhoca - tentei ser mais animada possível
- Bom dia tia - ela olhou para os lados ainda se espreguiçando
- tia onde está meu pai - suspirei profundamente procurando coragem de contar a verdade mas a mesma entendeu tudo com o meu suspiro
- não me diga que ele morreu - ela falou ja chorando
- infelizmente sim - foi o que eu consegui falar , a garotinha na minha frente começou a chorar mais , é claro que eu também ,  eu a abracei e estávamos nós duas chorando tentei falar algumas coisas para inssentiva-la  mas nao deu certo . 

Algumas horas depois eu estava procurando algo para comer em uma lanchonete que tem aqui no hospital,  Até que tem muita coisa Boa , mas eu não estava com fome e nada me agradava . Olhei para um sanduíche  com presunto , queijo e salada . E comprei , sentei em uma mesa próxima e comecei a comer e  observar o hospital . Tinha pessoas saindo com sorrisos nos lábios e um brilho nos olhos , também tinha pessoas entrando desesperadas . 
Sophia tem 7  anos , é uma garotinha muito esperta , eu admiro a sua inteligência  com tão pouca idade e ela conversa comigo , coisas que eu as vezes não entendo . Sua mãe a abandonou pra viver a vida livre , na gravidez de sophi ela quase abortou , mas meu irmão não permitiu  então eles decidiram que meu irmão iria tomar conta dela sozinho , a mãe de sophi foi embora para outro país em seguida que teve sophi . Eu não queria sentir pena de Sophia mas devo admitir  que estou , imagina a garota cresceu sem mãe e agora o seu pai morre em um acidente  de carro .  Vou cuidar sophi com todas as minhas forças e vou ama-la como nunca a amei .
Decidi voltar para o quarto para ficar com Sophi  , não queria deixa- la sozinha e ela estava vendo um desenho na TV

- Oi querida , tá com fome ? -  sentei na poltrona ao lado da cama e fiz carinho nos cabelos louros de Sophi
- estou mas a comida daqui é ruim - ri do comentário de sophi e a mesma riu também .
- queres que eu traga uma coisa da lanchonete ? - ela assentiu e eu me levantei a fui até a lanchonete , peguei um sanduíche  igual o que eu tinha comido anteriormente , não queria dar algo muito pesado para ela , pois ela ficou muito tempo sem comer .

- está aqui mocinha - alcancei o sanduíche e a mesma o devorou .
- você vai dar alta hoje a tarde  - falei mexendo no meu celular
- ebaa estou louca  para ir pra casa - agora a olhei com muita atenção e suspirei para contar a ela que agora a casa  dela  é a minha casa
- querida agora a sua casa é a minha - Sophia me olhou
- Mas e minhas coisas tia ?
- vamos trazer pra cá  , tudo bem ? - ela assentiu e em seguida sinto meu celular vibrar , era a minha chefe
- alô ?
- oi eai como está ? -  ouço a voz do outro lado da linha meio nervosa  . Me levantei e fui até fora do quarto para Soph não ouvi
- meu irmão faleceu , eles desligaram os tubos hoje de manhã e vamos fazer o enterro dele hoje - falei e a vontade de charar veio novamente mas com muita força .


Notas Finais


Espero que tenham gostado e desculpem os erros


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...