História Night Shadows - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Lendas Urbanas
Personagens Jin, Jungkook, Personagens Originais, V
Tags Anjo, Bangtan, Bts, Dark, Hunter, Jin, Jungkook, One-shot, Seokjin, Taehyung, Taekook, Vkook, Wings
Exibições 98
Palavras 1.523
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Fantasia, Ficção, Lemon, Misticismo, Suspense, Universo Alternativo
Avisos: Homossexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Capítulo Único


Fanfic / Fanfiction Night Shadows - Capítulo 1 - Capítulo Único

Já estou a dias me perguntando, como tudo isso aconteceu num piscar de olhos? E no que pensei quando resolvi me entregar para ele? Todas estas perguntas já não fazem mais sentido, tudo já se passou e eu agora me sinto como se fosse como ele, um humano! Sim, pois a algum tempo atrás eu não era...

   Meu nome? Kim! Kim Taehyung e eu sou, ou melhor, era um Anjo Negro, mais que também é conhecido como Demônio ou Anjo das Trevas.

   Era o ano de 2014, e por ainda ser muito novo, não tinha muito o que fazer, apenas perturbar cachorros, ou derrubar e bater coisas na casa das pessoas, mas o que eu queria logo, era poder entrar nos sonhos e perturbar os humanos ou aparecer em meio as sombras e aterroriza-los. Mas um dia, no qual comemoramos o nascimento de meu pai o líder dos anjos negros, ou também a comemoração do Halloween como dizem os humanos, nesse dia eu acabei indo contra todas as regras, assim que o portal para o outro lado foi aberto eu não hesitei e fui correndo, foi uma das melhores sensações que ja senti... bom, até o momento em que cheguei do outro lado. Tudo era estranho, havia pequenas criaturas correndo com potes cheios de coisas que eles chamavam de "doces" dentro, cruzes e caveiras penduradas em portas, aquilo era horrível, e o pior é que eu estava sozinho, pois nesse dia os portais se abrem mas nenhum ser sobrenatural pode passar, a única coisa boa era que meus poderes continuavam comigo.

   Já era noite, então era fácil vagar pelas sombras da noite. As pessoas não conseguiam me ver direito mas era meio impossível passar despercebido já que minhas asas estavam completamente à mostra. Enquanto andava por um lugar que era quase deserto, haviam apenas casas velhas demolidas, quando vi um grupo de garotos, eram 5 que estavam naquele momento batendo em 1 que estava quase desmaiando no chão, não entendi o por que, mas meus olhos começaram a queimar e eu apertava minhas mãos como se fosse bater em alguém, então corri ou melhor voei em direção a eles. Assim que cheguei perto, minhas garras foram direto na nuca do que estava de costas, apertei firme até que senti o pescoço quebrando aos poucos, o sangue jorrava em meu rosto, e ao ver o que havia feito, continuei apertando até que a cabeça fosse totalmente retirada do corpo. Os outros 4 garotos apavorados saíram correndo sem rumo, e foi aí que comecei a voltar ao normal, aquela sensação maravilhosa foi passando aos poucos e vi que o garoto que estava apanhando havia desmaiado.

   Peguei  ele em meus braços e o levei até a borda de uma lagoa que ficava ali por perto, joguei água em seu rosto para que ele acordasse, e nada adiantava. Enquanto isso, fiquei olhando para seu rosto, ele era humano, e não parecia nem um pouco como me falaram, seus olhos eram lindos e não gigantescos e vermelhos, sua pele era macia e branca, nem um pouco verde, sua boca, seus cabelos, tudo nele era lindo, então percebi que ele carregava um livro, e na capa escrito "Pertence a Jeon Jungkook", achei que aquele fosse seu nome, então baixinho comecei a sussurrar repetidas vezes em seu ouvido: "Jeon Jungkook? Acorde!". Fiquei por quase 1 hora fazendo aquilo, quando assustado ele deu um pulo do meu colo dizendo:

   — O que aconteceu? Quem é você? E por que eu estava no seu colo?

   Comecei a rir da maneira como ele havia ficado, então segui quieto e me levantei.

   — O que são isso nas sua costas? Asas? E por que são pretas?

   — Olá! - eu disse lhe entregando a mão. — Meu nome é Kim Taehyung mas pode me chamar de Tae. Você estava em meu colo pois apanhou bastante de alguns garotos então resolvi te ajudar já que havia desmaiado.

   — E essas asas estranhas? O que são?

   — Gostou? - eu disse rindo. — Nasci com elas.

   — Então você é um demônio?

   — Acho que sim.

   Então como num piscar de olhos, ele pegou um dardo que estava em seu bolso e jogou em minha direção acertando no meio do meu peito.

   — O que achou que estava fazendo ajudando um caçador? Ein?

   — O quê? - aquilo doía muito, eu não conseguia utilizar meus poderes e comecei a cair no chão.

   — Você deve ser novato, acertei?

   — Sim! Mas você acaba de acertar o filho do líder dos "demônios".

   O olhar de orgulho por ter me acertado sumiu e logo veio o desespero.

   — Não! Não, é possível! Eles vão vir atrás de mim!

   — Pode ter certeza que sim! Principalmente se eu morrer.

   — Não estou falando dos do seu mundo, mas sim os daqui! Eu não sou caçador ainda, sou um mero aprendiz, aqueles garotos que estavam me batendo eram caçadores, eles estavam me dando uma lição por ter infringido as regras.

   — Pois agora não só eles mas os outros virão atrás de você! - a dor estava insuportável quando me ajoelhei e caí de uma vez. — É melhor você me ajudar, assim já vai ser um problema a menos pra sua cabeça.

   Ele veio em minha direção e retirou o dardo, minha respiração voltava lentamente, quando percebi que ele não parava de me olhar.

   — O que foi? Quer voltar atrás e me matar de uma vez? - eu disse.

   — Nunca! É que você é muito diferente do que falavam.

   — Pode ter certeza que você também.

   Sem perceber, num ato de instantes ele encostou sua boca na minha, me agarrando pela cintura, o que fez com que eu caísse por cima dele. Meu corpo vibrava, era como se aquilo fosse a oitava maravilhosa do mundo. Mas um barulho estrondoso fez com que aquilo acabasse e nos deparamos com o que havia atrás de nós. Demônios estavam parados com os olhos em chamas nos observando, e logo atrás caçadores com armas brilhantes e gigantescas. Foi quando percebi que ao meio dos demônios estava meu irmão mais velho Seok. Ele me olhava com nojo e desprezo, quando mandou seus ajudantes me agarrar pelos braços e me colocar frente a frente com ele.

    — O que acha que nosso pai vai achar quando descobrir isso? Você me dá nojo! Desrespeitou a nossa família

   — Como se isso importasse!! Se faço algo certo vocês agem com indiferença mas se faço algo errado sou julgado!!

   — Nosso pai não te quer de volta! Vim até aqui para por um fim nessa sua rebeldia.

   — Quer saber? Eu não me importo! Anda!! Faça o que veio fazer, já sei o que é!!

   E como esperado, os ajudantes de Seok me abaixaram até que meu rosto tocasse o chão e com sua espada ele cortou minhas asas, a dor era insuportável, então comecei a gritar, eu estava sentindo meus poderes indo embora.
   Após arranca-las por completo, Seok me olhou, sorriu para mim e sumiu no meio da escuridão. Os caçadores então, vieram com suas armas para cima de mim quando Jeon entrou na frente.

   — Vocês não vão mata-lo!!

   — Você só pode estar ficando louco!! Ele e um demônio! - disse um dos caçadores.

   — Ele não e mais! Então vocês não podem mata-lo!!

   — Seu pai vai gostar de saber o que você estava fazendo quando chegamos aqui Jeon! Agora saia da frente que temos coisas para fazer!

   O caçador apontava uma arma para minha cabeça quando do nada uma lança penetrou sua cabeça, era Seok e seus ajudantes.

   — Por que voltou? E por que está me ajudando? - perguntei.

   — Não somos os melhores irmãos! Mas você e parte de mim, não posso deixar que te matem.

   Então uma guerra de demônios e caçadores começou. Seok e seus ajudantes lutaram com fúria e venceram os caçadores que acabaram virando pó.

   O sol já estava quase se pondo do céu, quase não havia mais sombras, então Seok veio até mim, e segurou em minhas mãos.

   — Se cuida! Vou sentir sua falta!

   — Eu também! - eu disse enquanto uma lágrima rolava em meu rosto.

   Então Seok e seus ajudantes sumiram.

   Jeon veio até mim, me colocou sobre seus ombros e me carregou até sua casa.

   E foi assim que tudo aconteceu. Numa simples noite de halloween, já se passaram 2 anos e ainda me lembro como se fosse ontem. Hoje eu e Jeon vivemos juntos, e muito bem, ele desistiu de ser caçador, e eu comecei a estudar,  ele que havia brigado com o pai por estar namorando um ex-demônio agora é um dos escritores de maior sucesso do país, e um dos personagens de seu livro de maior sucesso é um anjo sem asas. Sua inspiração? Não preciso nem dizer né!? ;-)


Notas Finais


Espero que gostem!!! ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...