História Nighthunter - Capítulo 2


Escrita por: ~

Visualizações 40
Palavras 933
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Luta, Policial, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Os suspeitos


No dia seguinte quando acordei o sol nem havia surgido , fui até a cômoda ao lado e olhei para o relógio, marcava 6:40 , puta merda vou me atrasar . Levantei rápido,fui direto para o banheiro me arrumar. Assim que sai escolhi , fui ao guarda roupa e peguei uma  roupa simples , ainda bem que minha mala já estava pronta desde que soube da missão . Lembrei que eu e o soldado iriamos tem que ir de carro até a casa onde seria nosso disfarce , então desci o mais rápido possível  ao seu encontro, não sabia o porque mas estava nervosa. Meu plano de contatar a os agentes , seria mais fácil se a missão não fosse com ele. Quando fui chegando perto dele , sua cara não estava a das melhores.

- Esta atrasada - disse com uma leve raiva na voz.
          - Desculpa, mas ficar maravilhosa demora mesmo. - disse para fazê-lo ficar irritado, mas ele ficou com a mesma cara de robô, que cara chato.

E começou a caminhar para fora da base, indo direto para o carro que nos esperava. Ele pegou sua mala e a minha  , os alimentos que precisamos e uma caixa grande com armas e outras coisas, colocando tudo dentro do carro. Me lembrei que não me despedi de Nick, pelo mesmo tínhamos conversado noite passada. Entramos os dois no carro , o caminho até a casa foi silencioso e um pouco desconfortável. Não falamos nem uma palavra ou  ouvimos música . Então comecei a ler a pasta para saber mais informações sobre os suspeitos que eram  Iza e James Saltzman, pelos esses eram os nomes falsos que usam aqui na Alemanha .

Quando chegamos olhei a casa pela janela , era muito bonita , ainda mais que combina com inverno que está , como eu amo o frio. Desci do carro antes que o soldado me tirasse de lá a força,para ajudá-lo com as coisas.  Quando entramos tinha uma sala normal,cozinha e a escada que levava aos dois quartos e banheiro . Estava tão distraída observando a casa que acabei batendo de frente com o soldado que me segurou para eu não cair , estávamos tão próximos que eu sentia sua respiração , nos afastamos cuidadosamente. 

- Vou ficar no quarto de hóspedes e você no principal, arrume suas coisas e depois desça para nos prepararmos o plano . - disse para mim e foi logo subindo .

Ignorei o que acabou de acontecer, assim como ele, e peguei minha mala e fui para meu quarto, começando a arrumar as coisas. Pensando como iria fugir da Hidra e do Soldado. Enquanto arrumava notei pela janela que dava para ver a frente da casa , os nossos suspeitos se aproximando , ouvi quando bateram na porta e o soldado os atendeu , fui até a porta para tentar ouvir o que falavam.

- Bom dia , somos Isa e James Saltzman ,seus vizinhos da frente .- se apresentaram. 
       - Bom dia vizinhos, sou Richard Stein e minha esposa Anne - ele disse como se fosse uma pessoa totalmente diferente até sua voz mudou.
           - Vimos que acabaram de se mudar , e acho que somos os únicos da vizinhança  que vão dar boas vindas  . - disseram rindo sem humor , agiam como pessoas normais e não agentes disfarçados .
            - Obrigado, entrem por favor. Vou chamar minha esposa , ela está lá em cima .

Me afastei da porta , no mesmo instante que senti soldado subindo , não tínhamos planejado eles virem até nos , então pensei na primeira coisa que veio a minha cabeça . Assim que o ele abriu a porta comecei falando.

- Na mala já algum gravador, para colocamos em alguma parte da roupa deles. - falei baixo para não escutarem.

Ele seguiu até o outro quarto , abriu a mala pegando um gravador que parecia uma formiga de tão pequeno, o que era perfeito, o peguei saindo já tô quarto.

- Não esquece de colocar sorrir soldado , lembra estamos casados e bem felizes. - falei descendo as escadas com um sorriso idiota no rosto.

Os dois estavam sentados no sofá , me apresentei a eles. Depois todos começamos a conversar sobre assuntos bobos e também tentando pegar o máximo de informações possível . Foram embora por volta de 11 horas, depois eu e soldado começamos a arrumar o netbook para ouvir o gravador que eu coloquei no James quando o cumprimentei.  Depois de um tempo cansada de esperar alguma coisa relevante aparecem , fui matar a minha fome que estava enorme. E ele continuou lá no sofá esperando . Terminei de arrumar minha comida decidi comer lá no quarto.

- Se precisar de mim estarei lá em cima . - ele só assentiu com a cabeça e comecei a subir para o quarto.

Encostei na cabeceira da cama e comendo fui anotando tudo que eu conseguia lembrar sobre eles. Eram casados a 4 anos, americanos , vieram a trabalho o qual eles não falaram com era, não tinham filhos. A história perfeita. Poderia enganar qualquer pessoa.  Precisava dar um jeito de me comunicar com eles sem que o soldado descubra. A ideia que eu tinham era idiota e muito arriscada , teriam que fugir à noite sem ser notada, para falar com eles, não havia mais dúvidas assim que os vi soube que eram agentes disfarçados . Eu estava desesperada, mais um ano na Hidra que eu iria enlouquecer, estava decidido ao anoitecer , quando eu fingir for dormir , vou até eles .

 

 

 


Notas Finais


Obrigada por ler, até o próximo capítulo. Bjs.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...