História Nightmare - Capítulo 39


Escrita por: ~

Postado
Categorias Five Nights at Freddy's
Tags Fonnie, Fredmike, Goldentrap, Nightmare Fonnie, Toy Fonnie, Toy Frennie
Exibições 148
Palavras 828
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Fluffy, Lemon, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Canibalismo, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Eu não leria isso se fosse você.

Capítulo 39 - Farewell Undesirable


Fanfic / Fanfiction Nightmare - Capítulo 39 - Farewell Undesirable

[ Farewell Undesirable ]

 

 

 

« Cinqüenta anos depois »

 

Alex odiava ter que voltar aquela casa depois de tantos anos. Por algum motivo desconhecido, a casa onde ele e Brian viveram por pouco tempo ainda existia. Ele a mantivera em boas condições depois de tanto tempo.

 

Seu adorável Bonnie, depois de cinqüenta anos, ele ainda o amava. Depois um casamento sem amor, que apenas rendeu seu único filho, Andrew. Que hoje em dia apenas achava o pai um louco.

 

Talvez Alex fosse louco mesmo. Dia após dia ainda conseguia se martirizar pela ausência de Brian. A únicas notícias que sabia dos Harmon era de Benjamin, que vivia com seu irmão caçula. Sam devia estar jogado com Alfred em um asilo, planejando a dominação mundial.

 

Frederick há anos não se tinham notícias, ele se mudou para outro país com seu namorado, Mike. E o resto vivia sua vida perfeitamente normal, não tinham mais grandes realizações para correr atrás. Já tinham tudo que desejavam.

 

|Foxy

 

Eu ainda desejo estar ao lado de Bonnie, mas, nunca ninguém disse–me o que houvera com ele. Falar do Brian perto de mim era um assunto proibido. Isso fez eu me isolar deles. Sempre parecia que eles seguravam uma grande corrente de mentiras contra mim.

 

Voltar para cá significa que irei revê–lo. Agora estou velho, posso morrer há qualquer hora. Quero ao menos vê–lo mais uma vez nessa vida miserável.

 

Decidi ir atrás de meu irmão, talvez ele soubesse. Peguei meu carro e fui até sua casa, não mudara nada desde a última vez que eu estive ali. Há quase dez anos atrás.

 

Bati na porta, e fui recebido por Benjamin. Ele pareceu surpreso ao me ver, pelas suas roupas, acho que eles estavam saindo.

 

— Alex? O que faz aqui? — perguntou.

 

— Nada demais. Eu preciso de sua ajuda. — respondo, e ele continua me encarando. — Quero rever Brian. — confessei.

 

— Você sabe que ele não quer te ver. Isso faz tanto tempo. — ele suspirou. — Você não conseguiu superar em todo esse tempo?

 

Limito apenas a negar.

 

— Está bem. Mangle está me levando para vê–lo, você pode vir junto. — ele diz por fim.

 

— Claro. Eu sigo vocês, vim com meu carro. — respondo e ele concordo, indo chamar o meu irmão caçula.

 

[•••]

 

Depois de um tempo, chegamos em um dos principais hospitais da cidade. Eu não entendi exatamente o porquê de estarmos aqui. Quando percebi, era tarde demais.

 

Brian estava morrendo. Ele tinha câncer, especificamente, câncer no cérebro. Foi descoberto tarde demais – contou Benjamin – nada mais poderia ser feito por ele. Apenas esperar o fim inevitável.

 

Eu queria chorar ali. Me sentindo um idiota de não ter voltado atrás naquele dia do casamento, ido atrás de Bonnie. Implorar seu perdão, beijá–lo, possui–lo. E agora, tudo terminara.

 

Mangle e Toy Bonnie deixaram eu entrar sozinho no quarto. Mas a enfermeira implorou para que eu não o afetasse em nada. Eu prometi.

 

Ao entrar no quarto de paredes brancas, senti meu chão ruir por mais uma vez. Ali estava Brian, com o tempo passado. Eu ainda poderia afirmar com todas as letras que ele era lindíssimo. Mas parecia muito debilitado, morrendo seria rude de se dizer, mas era a verdade.

 

— Olá. — digo, e ele se vira para mim, quase podia ver uma sombra de um sorriso em seu rosto.

 

— Alex. — ele murmurou. — Você voltou.

 

— Voltei para você, Bonnie. — me aproximo de sua cama, vários fios se prendiam em seus braços magros, e ele usava tubos para respirar. — Desculpe não voltar antes. — minha voz morreu ao sentir o toque trêmulo de Brian.

 

— Não está atrasado. Chegou na hora, dessa vez. — sorriu, de olhos fechados. Parecia cansado. — Só gostaria de estar mais apresentável para você, Foxy.

 

|…

 

As lágrimas caíam dos olhos de Alex como cachoeiras, por que tinha que ser seu precioso Bonnie ali? Morrendo aos poucos por culpa de um maldito câncer. Abraçou o corpo gélido com toda a delicadeza possível. Em nenhum momento Brian o impediu, tentou retribuir o carinho da melhor maneira que conseguia.

 

Foxy deixou um beijo em sua testa. Ainda segurando a mão de Bonnie.

 

— Eu te amo, Brian.

 

— Eu também te amo, Alex.

 

[•••]

 

No dia seguinte, a notícia da morte de Brian parecia normal para todos. Todo o seu sofrimento estava acabado. Talvez a dor que ele sentia tinha acabado.

 

Mas para Alex não. Fôra idiota o suficiente para deixar seu amor por cinqüenta anos, e quando voltou para ele. Perdeu Brian novamente. Dessa vez não teria volta.

 

Depois do enterro, Alex continuou ali. De pé ao túmulo, a noite caía. E ele continuava em um choro interminável, xingando Deus e o mundo.

 

E quando foi embora. Só pensava em como terminar com sua dor. Era fácil demais. Muito fácil, e sem medo algum. Forçou–se, uma última vez, pegar um objeto em mãos. Um revólver, aproximou–o de sua boca e puxou o gatilho. O estrondo fôra ouvido de longe, era tarde demais para se voltar atrás.


Notas Finais


Não me mate. Esse é o fim.
Eu avisei para não ler.

Enfim, obrigada a cada um que leu, acompanhou, se emocionou nem que seja um pouco com essa fanfiction. Devo tudo há vocês. Muito obrigada por ter dado uma chance para mim.
Obrigada por tudo mesmo. Amo vocês do fundo do meu coração.

Até uma próxima página ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...