História Nightmare - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sonic Boom, Sonic The Hedgehog
Personagens Amy Rose, Antoine D'Coolette, Big the Cat, Blaze The Cat, Bunnie D'Coolette the Rabbot, Charmy Bee, Cosmo, Cream the Rabbit, Dr. Ivo "Eggman" Robotnik, Espio the Chameleon, Fang the Sniper, Honey the Cat, Jet the Hawk, Knuckles the Echidna, Maria Robotnik, Mephiles the Dark, Metal Sonic, Miles "Tails" Prower, Personagens Originais, Professor Charles the Hedgehog, Professor Gerald Robotnik, Rouge the Bat, Sally Acorn, Scourge the Hedgehog, Shadow the Hedgehog, Silver the Hedgehog, Sonic The Hedgehog, Sticks the Badger, Tikal, Vanilla the Rabbit, Vector the Crocodile
Visualizações 37
Palavras 1.210
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção Científica, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 15 - Paradise



When she was just a girl
She expected the world
But it flew away from her reach so
She ran away in her sleep

(Quando ela era apenas uma garota
Ela tinha expectativas do mundo
Mas voou longe de seu alcance.
Então ela fugiu em seu sono)

 

Estavam todos no carro,  Amy estava visivelmente nervosa, assim como Tails e o resto do pessoal. Até que uma BMW atravessa o campo e para no meio de nosso caminho. Reconheceria esse carro em qualquer lugar... Lembra da missão que falei? Bem, ali estava o culpado. O único ser vivo de todo o planbeta que consegue me deixar impotente.

- Merda... - Murmurei. Tails, que já sabia da estória, me olhou. Sabia oque ia dizer, por isso me adiantei. - Deixa que eu vou...

Desço do carro relutante, tudo estava a favor dele. Até mesmo o número de pessoas - era difícil combater uma legião de 12 arqueiros, um só já causava problemas demais... -.

A porta da BMW abriu, revelando uma raposa de cor vermelha e olhos cor-mel. Jason.

- Aonde pensam que vão? - Perguntou com tom de zombaria. Se escorou no capô metálico e me encarou. - Disse que te acharia, não disse? Não pode fugir de mim por muito tempo Taylor...

- Pra você é oficial Taylor... - Disse friamente. - Saia do caminho, nós temos um reencontro a realizar...

Ele me olhou nos olhos, tinham algo neles que me prendiam, eram tão brilhantes quanto o próprio sol. Só então pecebi que havia se aproximado.

Droga de arqueiro...

- Sabe que não vamos deixar vocês passarem, não é? - Ele disse a um metro de distância de mim.

- Faça-me um favor! Você ladra mas não morde... - Provoquei.

- Quer apostar? - Ele se aproximou mais... Pudia sentir o calor de seu corpo.

- Só não te mato porque seu irmão está no carro... - Eu digo apontando para Tails, Jason abre um sorriso e acena para o carro.

Tails levanta o braço para fora do carro e - indelicadamente - mostra o dedo do meio pro Jason, que riu e devolveu o gesto. Ouvimos a porta do carro abrir, de lá sai uma loba de pelos brancos e olhos azuis, correu até mim e me abraçou.

- Kau! Que saudade! Resolveu larguar a G.U.N e se juntar a nós? - Perguntou Tayna. Eu sorri e disse que ainda não. - Bem, em que podemos ajuda-la?

- Limpa o caminho até Los Angeles? - Perguntei a ela.

Xá comigo! - Disse piscando e indo em direção a mata, tirando de lá uma moto. Colocou o capacete e sumiu pela estrada.

- Dá pra tirar esse carro dai? - Perguntei a Jason. - Aqui não é Hibernia... - Ele assentiu e pegou minha mão. - Oque está fazendo?

- Você vem no meu carro. - Não discuti, afinal seria perda de tempo. Fiz um sinal para que Tails assumisse o volante, oque logo o fez.

Eu fechei os olhos e lembrei do tempo em que eu era uma jovem arqueira. Onde cavalgava com Bolt pelos longos e vastos campos verdes ao pôr do sol. Senti uma lágrima de saudade escorrer. Aquilo era o paraíso...

 


And dreamed of
Para-para-paradise
Para-para-paradise
Para-para-paradise
Every time she closed her eyes
Oh, oh, oh, oh, oh, oh-oh-oh

(E sonhou com o
Para-para-paraíso
Para-para-paraíso
Para-para-paraíso
Toda vez que ela fechava seus olhos
Oh, oh, oh, oh, oh, oh-oh-oh)

 

 

Alguém limpou minha lágrima, abri os olhos.

- Não se preocupe, cuidamos bem dele... - Eu sorri e o abraçei, bem eu me joguei em seus braços, o fazendo sentar outra vez no capô do carro.

 

 

- Quem era ele? - Perguntei a Tails, ele me olhou e sorriu.

- Meu irmão, Jason. - Respondeu. - Por que quer saber, Crean?

- Só estava curiosa... Porque ele não mora com você? - Ele riu e ligou o carro.

- Viemos de uma linhagem de arqueiros do rei, esse ensinamento é passado de pai para filho. Desde pequenos para ser discretos e silenciosos, além de olhos apurados e ouvidos aguçados... - Suas orelhas se moveram. - Eu ouvi isso Silver...

O prateado mostrou a língua, oque fez eu rir.

- Nossa mira também é certeira... - Continuou Tails. - Nunca errei um só tiro! - Eu sorri, realmente Tails tinha uma excelente mira.

- Exibido... - Resmungou o prateado. Tails e eu rimos.

- Não ligue para ele, Crean. - Disse Miles - Ele só quer impressionar a Blaze.

Silver corou e disse que não.

- Tanto faz... - A gata o puxou para um beijo.

 


When she was just a girl
She expected the world
But it flew away from her reach
And the bullets catch in her teeth

(Quando ela era apenas uma garota
Ela tinha expectativas do mundo
Mas voou longe de seu alcance.
E ela capturou as balas com seus dentes)

 

- Quando vamos chegar? - Perguntou o ouriço negro já impaciente.

- Resolveu falar Shadow? - Ele ignorou meu comentário e soltou um pequeno "Humpf". - Era mais simpático quando tinha milphiles o possuindo...

- Deixe-o, Kau. - Diz Tayna. - Depois de Milphiles sair de seu corpo, nem mesmo Honey conseguiu o reanimar... 

- É claro! - Eu disse. - Estão pedindo pra pessoa errada!

- Não me diga que você vai anima-lo, vai? - Provocou Jason. - Se fosse eu no lugar dele, adoraria ter você me animando... - Alternou. Após reconhecer o duplo sentido da frase, dei um soco em seu ombro.

- Não eu, seu pervertido! - Disse arrancando risadas do mesmo. - A Maria!

Pude ver Shadow corar.

- Ah! Faz sentido... - Respondeu esfregando a região do soco.

- É claro que faz! - Esbravejei, esse ouriço é um trouxa! - Idiota...

- Também te amo... - Retrucou, não corei. Apenas bufei e revirei os olhos. não fazia sentido discutir com um idiota...

- Se ficou quieta é porque é verdade! - Provocou Fafa, que até então estava calada. 

- Vocês são burros? - Perguntou Tayna. - Eles já namoram escondidos!

Pra mim chega. Abri a porta do carro - meu plano era pular e correr até meu carro, entrar dirigir - e pulei, bom, teria pulado se alguém não tivesse me segurado...

 


Life goes on, it gets so heavy
The wheel breaks the butterfly
Every tear, a waterfall
In the night, the stormy night, she'll close her eyes
In the night, the stormy night, away she'd fly

(A vida continua, fica tão pesada
A roda corrompe a borboleta
Cada lágrima, uma cachoeira
Na noite, na noite de tempestade, ela fechará os olhos
Na noite, na noite de tempestade, ela voaria para longe)

 

Ficamos nos encarando por um tempo. Até eu sentir o carro diminuindo a velocidade. Olhei para a estrada e meus olhos se arregalaram. Não acreditei naquilo que via... Aquilo era... Era...

- Me disse que não andavam a essa hora por aqui... - Exclamei para Jason.

- Também achava... - Respondeu.

- Vou pegar o sal... - Prontificou Fafa.

- Eu pego a água benta... - Respondeu Shadow.

 


And dreams of
Para-para-paradise
Para-para-paradise
Para-para-paradise
Oh, oh, oh, oh, oh, oh-oh-oh

(E sonhou com o
Para-para-paraíso
Para-para-paraíso
Para-para-paraíso
Oh oh oh oh oh oh-oh-oh)


 


Notas Finais


Acho que ficou um pouquinho longo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...