História Nightmare - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sonic Boom, Sonic The Hedgehog
Personagens Amy Rose, Antoine D'Coolette, Big the Cat, Blaze The Cat, Bunnie D'Coolette the Rabbot, Charmy Bee, Cosmo, Cream the Rabbit, Cubot, Dr. Ivo "Eggman" Robotnik, E-123 "Omega", Emerl, Espio the Chameleon, Fang the Sniper, Honey the Cat, Jet the Hawk, Knuckles the Echidna, Maria Robotnik, Mephiles the Dark, Metal Sonic, Miles "Tails" Prower, Orbot, Personagens Originais, Professor Charles the Hedgehog, Professor Gerald Robotnik, Rouge the Bat, Sally Acorn, Scourge the Hedgehog, Shadow the Hedgehog, Silver the Hedgehog, Sonic The Hedgehog, Sticks the Badger, Tikal, Vector the Crocodile, Zonic
Visualizações 64
Palavras 1.015
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Científica, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


ATENÇÃO!
Capítulo a seguir contém violência.
Além de um Shadaria muito fofo.

Capítulo 16 - Drag me Down...



I've got fire for a heart, I'm not scared of the dark
You've never seen it look so easy
I got a river for a soul and baby you're a boat
Baby, you're my only reason

(Eu tenho fogo como coração, não tenho medo do escuro
Você nunca viu parecer tão fácil
Eu tenho um rio como alma e querida, você é um barco
Querida, você é minha única razão)

 

 

Naquele duto, o som se alastrava como raio, os gritos de dor e as gargalhadas...

- Diga de uma vez... - Exclamou o demônio. Bem, não era exatamente um demônio, era um Zetti e já estava irado. - Onde ela está?

- Eu já respondi... - Alternou o cobalto. Pobre ouriço, estava todo machucado. Cortes e inchaços por todo o corpo, olhos inchados e roxos, quase não se mantem abertos. - Pergunte para sua amiguinha Abadon...

Zefer socou-o em resposta, o ouriço arqueou as costas e virou o rosto com o impacto, abaixou a cabeça e cuspiu um pouco de sangue rindo, oque fez Zefer ferver de raiva. Era incrível como em um lugar como aquele - um galpão imundo e escuro - e em uma condição como a dele - amarrado em uma cadeira, todo machucado. - ainda conseguia fazer alguma piadinha.

- Não brinque comigo... - Disse irado. - Onde. Está. A. Primeira. Espada?

- Que medo! - Debochou o ouriço. - Oque o senhor sabe-tudo vai fazer? - Zombou Sonic, que não tinha nenhum medo do tal Zefer.

zetti chutou sua virilha, fazendo a dor se alastrar por seu corpo. Isso só fez a marca arder e coçar mais, com uma sede quase que insaciável de sangue.

- De que adianta ter a primeira espada, se você não tem a marca? - Disso o cobalto erguendo os olhos.

- Eu não tenho, - Começou o Zetti. - mas conheço alguém que tem... - E então puxou-lhe a manga da camisa, e lá estava ela. - A marca de Cain. Vamos! - Disse ficando frente a frente com Sonic. - É só você me entrgar a espada e a marca, e será livre do fardo!

O cobalto estava tentado a aceitar a oferta, mas lembrou de Amy. Sou lindo sorriso, seu cheiro e seus cabelos.

- Nunca! - E com um último golpe... Apagou...

 


If I didn't have you there would be nothing left
The shell of a man that could never be his best
If I didn't have you I'd never see the sun
You taught me how to be someone, yeah

(Se eu não tivesse você não haveria nada sobrando
Só o casco de um um homem que nunca pôde ser seu melhor
Se eu não tivesse você, eu nunca veria o sol
Você me ensinou a ser alguém, yeah)

 

A dor alucinante tilintava em sua cabeça, a nauseá tampouco ajudava. Estava com a cabeça rodando, o cheiro de sangue o fazia torcer o nariz, e o breve desconforto causado pelas dores no corpo pioravam a situação.

- Ora, ora, ora... Bom dia bela adormecida! - Zombou o metamorfo. - Como se sente? Vendo um espelho?

Os olhos verdes de Sonic se encontraram com os do farsante.

- Acha mesmo que ela vai acreditar em você, Scourge? - Sonic sabia que no fundo, ela acreditava. Era uma cópia perfeita.

- Até agora ela acreditou, acreditou até demais... - Sorriu malicioso. O sangue de Sonic ferveu, queria tanto arrancar a cabeça desse farsante, que quando se deu por si, a primeira espada estava em suas mãos. - Olha quem resolveu aparecer!

 Antes que Zefer desse mais um passo em direção a espada, Sonic Cortou-lhe a cabeça e a deixou caída ao lado da cadeira onde ficara preso por tanto tempo.

- Darei cinco minutos para que você fuja daqui, caso o contrário... - Advertiu o ouriço. - E quando encontrar Amy, diga a ela que eu estou indo...

 


All my life you stood by me when no one else was ever behind me
All these lights that can't blind me
With your love, nobody can drag me down

(Toda minha vida você esteve ao meu lado quando ninguém esteve me apoiando
Todas essas luzes não podem me cegar
Com seu amor, ninguém pode me derrubar)

 

O vento frio batia no rosto da pequena, caís de Santa Mônica não estava tão cheio como de costume, a razão? Apenas o horário. Seis horas da manhã.

- Onde você está? - Perguntava-se a ouriça. Seus olhos azuis lagrimejaram. - Porra, Danger! Onde você está? - Explodiu.

- Ouvir você falar um palavrão é raro... - Disse uma voz atrás dela.

Maria virou com as mãos tampando a boca, deixou escapar algumas lágrimas. Correu até seu amado e o abraçou com todas as suas forças. Ao se afastar, deu um tapa na face de Shadow, chegou a ficar vermelho. Mas o ouriço negro nem se importou e a puxou para um beijo.

- Senti sua falta... - Sussurrou o ouriço encostando suas testas. - Muita falta... - Maria o apertou mais. - Shiii... Eu estou aqui... - Tranquilizou Shadow beijando-lhe o topo de sua cabeça. Maria Sorriu, ele realmente estava ali.

- Te amo... - Beijou a bochecha de Shadow.

 

 

 


Nobody, nobody
Nobody can drag me down
Nobody, nobody
Nobody can drag me down

(Ninguém, ninguém
Ninguém pode me, derrubar
Ninguém, ninguém
Ninguém pode me derrubar)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Devem estar se perguntando oque aconteceu com Sonic..., Bem, acho que já devem ter imaginado, não? É até estranho escrever, dizer que nada é oque parece, ou que o amor sempre vence... Sabemos que parte disso é mentira. Serei franca, cham mesmo que o príncipe encantado existe? Bem, eu acho muito difícil. Mas só porque é difícil não que dizer que não exista. Boa sorte para encontrar o amor... Quer saber? Enquanto eu bebo meu suco de uva com gelo - que está quase no fim -, e releio oque escrevi, me pergunto oque vocês acharam... Quem leu até aqui, bem parabéns... Vai poder ver o circo pegar fogo. Acho que já falei de mais. Adeus... Até outro dia...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...