História Nights with you - imagine / história - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Aquelamalucaimagina
Visualizações 18
Palavras 1.932
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Aviso: Gente, esse capítulo(e talvez o próximo) é pov do Derek ^^ espero que gostem dessa mudança. Amo vocês e obrigada pelo apoio :3

Capítulo 22 - Saudades? (Parte - 01)


Fanfic / Fanfiction Nights with you - imagine / história - Capítulo 22 - Saudades? (Parte - 01)

-Sim... - sussuro. Ele apenas sorriu e me beijou ao entrelaçar nossas mãos

-Não sei se será a melhor ideia fazer isso aqui - Derek diz sorrindo e tira meu salto

-Nossa, muita diferença aqui daquela sala pequena - digo irônica

-Ok, quem sou eu pra questionar? - Derek diz completando minha ironia
-Bom mesmo 

Derek fica a olhar em meu rosto enquando desliza sua mão em minha perna, ele está tentando ser o mais delicado possível

Pov.Derek

Tocando sua pele macia, tento encara-la para intimida-la, mas é impossível, ela não é to tipo que se intimida tão fácil. Me aprómo dela deixando meus lábios tocarem a pele em seu pescoço, passei minha língua para provocar seu arrepio e consigo, seguro em seu seio e percebo que havia tirado seu vestido, abro o ziper e o levanto para tira-lo, quando tiro olho seu corpo, acho que deixei escapar em meu olhar o desejo pois quando dei conta ela está sorrindo e mordendo o lábio, dou um sorriso malicioso pra ela, adoraria tirar o resto de sua roupa porém, alguém poderia aparecer e ver seu corpo, não quero que isso aconteça, o corpo dela é meu, isso soou um pouco egoista, mas com ela eu sou bem egoista

Ela se ajoelha no banco em minha frente, me beija com intensidade e abri lentamente os botôes de minha camisa e logo tira meu casaco e a camisa juntos, deslizando suas mãos em meu abdômen, seguro suas pernas e as puxo em um momento rápido me encaixando entre elas deixando meu membro roçar em sua parte, ela me olhou depois rapidamente começou a beijar meu pescoço e ela deu uma mordida forte em seguida de um chupão que me fez arfa, subiu seus lábios até os meus fazendo nossas línguas darem uma festa entre si, a maldita falta de ar se fez presente e ela se afastou um pouco, mas eu não queria parar então a puxei de volta em um movimento rápido, ela me afastou novamente e ficou com as mãos em meu peito me mantendo longe, ela respira forte como eu, aquele carro deixa tudo mais quente, então a falta de ar parece ser maior. Olho em seus olhos e tudo o que quero e tê-la agora...nesse exato momento, eu literamente avancei nela com vários beijos em seu pescoço, chego mais perto fazendo a ficar em meu colo e me mantendo praticamente ajoelhado, sinceramente meu pênis já estava animado para aquilo, a calça o apertava. Ela finalmente desce as mãos para minha calça, abrindo os botões, agora me sinto livre para fazer o que quero com ela

-Derek, deve ter camisinhas no porta-luvas do carro... - ela me diz arfa

Eu estiquei meu corpo pra trás me mantendo ainda joelhado, abro o porta-luvas e vejo um "cacho" de camisinhas

-Nossa, esse Bryce não sei não hein - digo rindo e ela também rir logo depois

Peguei uma camisinha e dei na mão dela

-Faz o que fez da última vez... - digo calma ao tocar sua bochecha que esta rosada e quente

-Você gostou? - ela diz maliciosa e eu afirmo com a cabeça -É uma pena, tem pouco espaço aqui pra isso - ela diz sorrindo praticamente debochando de mim, eu fiz beicinho pra ela como uma criança e ela começou a rir. Ela direcionou seus lábios até minha orelha

-Se você for bomzinho hoje eu penso na próxima... - ela diz e depois morde minha orelha sendo o meu ponto fraco e ela sabe. Hoje ela tá direferente, tá mais...maliciosa e ousada

-Farei o possível pra te agradar hoje - digo e dou um beijo em seu ombro

-Então mete forte - Ela diz e como eu havia dito antes...ela tá muito ousada

A respondo somente com um sorriso malioso em seguida enclino meu rosto um pouco pro lado e lhe deu uma beijo básico em seguida de uma mordida em seu lábio rosado, nunca quis tanto deixa-la enlouquecida e cheia de prazer. Ela encravou sua unha em meu pescoço e arranha como uma gata raivosa, quando dei conta tinha parado o beijo para morde meu lábio inferior com força e com um sorriso enquanto o mordia reprimindo qualquer tipo de barulho prazeroso, acho que quem esta enlouquecendo mais sou eu, essa garota ainda me mata de tesão

Tava tentando ser delicado com ela mas ela quer ser enlouquecida pelo eu que eu percebo

Ela avançou com um beijo básico, eu não aguentei e logo envolvi minha língua brincando com a sua, um verdadeira parque de diversões entre elas, ela simplesmente soltou minha nuca e colocou a camisinha em mim, ela aproveira no momento e vejo que ela deu uma leve chegada de lado em sua calcinha a tirando fo caminho de nossas intimidades e se encaixa sem quebrar nosso beijo necessitado, ela percebou que eu estava olhando então apertou os olhos como se estivesse com raiva mas não estava e eu apenas dei um sorriso no meio do beijo em seguida de um selinho

-Quero fazer isso... enquanto você me beija... - ela diz arfa, envolvendo seus braços em volta de mim, deslizando seus dedos em meu cabelo

-Tem fôlego pra isso? - digo sarcastico e seguro sua cintura, ela apenas confirmou com um movimento de cabeça -Tudo bem... - digo calmo e me viro apoiando minha costa no bando sem tira-la do meu colo e deixando ela no controle de tudo

-Ok... - ela diz e segura em meus ombros e se inclina para me beijar revirando um pouco seu rosto. Fazendo movimentos de subir e descer lentamente e acelerando aos poucos. Seus gemidos entravam como música em meus ouvidos apesar de alguns estarem reprimidos entre nosso beijo intenso

-Quero escutar seua gemidos mais altos...- digo com a respiração arfa e em um tom calmo quebrando o beijo e logo o reniviando, retirando uma mão de sua cintura e encaixo dois dedos entre suas pernas, ela deu um gemido alto quanto encaixei com força para coloca-los

-Eu...não posso gemer muito alto...alguém pode...escutar... - ela diz arfa completando sua frase de pouco em pouco

-Reprima... - sussuro em seu ouvido e começa a dar mordiscadas naquela área, espero ela começar a subir e descer e quando começou, reprimir seus gemidos era quase impossível, não quero machuca-la mas quero tanto, então, eu seguro firme com a minha outra mão em sua cintura e a ajudo com os movimentos de subir e descer, ela se contorce jogando o rosto para frente, seu cabelo tampa minha visão de seu rosto, porém eu sinto sua respiração completamente arfa e forte, eu tirei seu cabelo da frente de seu rosto, quero vê-la enquando se movimenta, ela olhou pra mim, a boca meia aberta respirando forte, não me aguenta vê-la sem beija-la então foi o que fiz, a beijei. Ela faz seus movimentos e não para de acelerar, gemidos altos impossíveis de reprimir, mas com tudo ela continuava, sua dor com certeza se transgormou em puro prazer. Ela é mesmo incrível. Ela teve seu orgasmo e eu o meu, ela deu um sorriso vitorioso e jogou seu rosto em meu ombro cansada, eu só conseguia respirar forte, estamos suados e cansados, a janelas do carro embaçadas por conta do calor ali existente. Meu coração acelerado tanto quanto pelo sexo e tanto quanto por ter feito com ela...eu a amo tanto, eu não me imagino sem ela, ela simplesmente faz parte de mim agora

Ela saiu de mim, eu aproveitei e tirei a camisinha que estava em mim abri um pouco a janela e a joquei entre os arburtos que estavam ali, fechei minha calça, o volume fivou apertado mas eu tinha que guarda-lo. Ela estava rindo da cena que havia feito, mas, parou depois de alguns segundos

-Está quente... - ela diz quebrando o silêncio

-Muito...

Ela se sento e fica remechendo suas pernas

-O que foi?

-Estão ardendo...ficou apertando com mais os dois dedos -pausa- eu sou mais acostumado só com o pênis... - ela diz sorrindo

-Desculpa... - digo sorrindo

-Relaxa -pausa- Derek, eu... - ela ia dizendo até uma chuva cair do nada, a chuva é forte -Ai que saco - ela diz um pouco chateada 

-O que foi? - digo rindo de sua expressão

-Eu vou ter que vesti esse vestido idiota e apertado denovo - ela diz e eu penso em suas pernas que tinha dito que estavam a arder

-Não precisa usar o vestido 

-Ãn? Assim os nossos amigos vão me ver Derek - ela diz pegando o vestido e eu pego o deixando em um canto qualquer do carro 

-Pega o meu pálito - digo e pego o meu pálito do terno e a visto abotoando nela, o pálito é grande pra ela é quase como um vestido

-Obrigada...- ela diz sem sorriso apenas com um olhar meigo e delicado, aaaah garota não faz isso comigo

-De nada... - digo apenas a lhe dar um beijo na testa

Eu peguei minha camisa e a abotoei mas antes que pudesse terminar de abotoar, ---- vei calma e deu um beijo em minha bochecha e sussurra em meu ouvido 

-Eu te amo...seu indiota - ela diz e volta a ficar no canto do banco do carro com as pernas levente levantadas ao seu rosto, ela está envergonhada praticamente rescondendo seu rosto com as bochechas vermelhas

Chego perto dela e sussuro em seu ouvido

-Eu também te amo - digo e a olha fitando nossos olhares, seus olhos brilham como estrelas...talvez até como uma constelação inteira

-Ei!!! - Spencer gritava batendo na porta do carro

-Que foi?

-Como assim "que foi?"! Tá chovendo sua anta, abre a porta do carro! - Spencer diz e é o que eu faço, eu peguei ---- no colo fazendo a deitar em meu peito, todos entraram

-Deixa eu analisar... - Cler diz fazendo beiço e olhando pra todo o canto do carro

-Analisar o que? Ela tá com o pálito dele é obvio que...- Spencer diz sem completar sua frase

-Me deixa Spencer! - Cler -Ah! Pacote de camisinha do Bryce!

-Como sabe que era do Bryce? - Chris

-Bom é que... - Cler diz sorrindo um pouco sem graça com a mão por trás da cabeça

-Nossa! - Spencer diz rindo

-Pegou no flagra! - ---- diz rindo baixo, eu a olha sorrindo e ela dá uma apertada de olho fazendo um sorriso fechado e balançando rapidamente sua cabeça

-Bryce! Logo minha irmã! - Chris diz sério mas queria rir dá pra perceber isso

-Foi mal, ela é bonita, velho - Bryce diz sorrindo e liga o carro

Dando a partida do carro Bryce levou cada um pra sua casa, ---- vai ficar em casa durante alguns dias, seu pai está viajando por um tempo, então, ela tem que ficar com a mãe. É estranho ter uma meia irmã que é sua namorada? O nosso amor é errado eu sei, mas, eu prefiro não pensar e apenas deixar meus sentimentos me guiarem

Entrando no apartamento, eu fiquei com medo dela ficar resfriada ou algo do tipo então eu apenas a levei pro quarto a deitando na cama e a cobrindo

-Valeu papai - ela diz irônica

-Se eu fosse seu pai a sociedade não me aprovaria - digo sorrindo

-Não mesmo - ela diz sorrindo malicioso

-Dorme, eu vou ficar acordado um pouco

-Por que? - ela diz um pouco séria

-Não to com sono e você parece cansada 

-Mas... Você fica comigo até eu adormecer? - ela diz segurando minha camisa

-Claro, não faria diferente - digo sorrindo

Me deito atrás dela envolvendo meus braços envolta dela, ela sorria. Espero ela adormecer e acabo adormecendo junto


..........


Trumm trumm trumm. O meu celular toca me acordando tarde da noite, eu pego o celular antes que ---- acorde e me levantando saindo do quarto, atendo rapidamente

Derek- Alô? - digo e penso "quem liga a essa hora?!"

Tália- Oi Cute!

Derek- Tália?

Tália- Saudades? - ela me diz num tom sarcastico 


Notas Finais


Obrigada por ler até aqui ^^
O que acham do pov? Tem que ter mais pov do Derek?
O que acha que a Tália quer?
O que achou? Se quiser comente é importante pra mim
Ops: me desculpem os erros
Me desculpem se ficou curto •3•
Gente não sejam fantasmas se manifestem, quero saber a opinião de vocês, quero ver todo mundo animado pra saber o que vai acontecer no próximo capítulo 💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...